História Love's Song - (Taekook - Vkook) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Vamos ao próximo 😁

Capítulo 2 - Can I Be Him


Fanfic / Fanfiction Love's Song - (Taekook - Vkook) - Capítulo 2 - Can I Be Him

Hoseok passou cedo de carro na minha casa para irmos até o colégio, ele estava animado pelo início das audições do novo guitarrista e ao que parece Jimin mandou fotos do cartaz para hoje. Provavelmente eu também havia recebido, mas não fiz questão de olhar, toda essa situação ainda me irritava.

- Jungkook precisa se animar – Hoseok comentou quando descemos no estacionamento do colégio.

- Sobre o que está falando?

- Desde o acidente de Jungho, você parece sempre irritado e amargo – Ele passou o braço sobre meus ombros – Sei que deve ser difícil, mas lembre-se que seu irmão não iria gostar de te ver assim.

- Não me importaria se ele ficasse irritado, contando que estivesse aqui conosco – Respondi me afastando.

Mesmo Hoseok sendo meu melhor amigo, ele também não entendia como me sinto perdido, sem meu irmão falando sem parar e rindo, tudo estava sem cor pra mim.

- Só me prometa que vai tentar Jungkook – Hoseok segurou meus ombros para que olhasse diretamente para ele.

- Eu vou tentar – Prometi e realmente tentaria ser mais forte.

Já dentro do colégio encontramos Jimin colocando o cartaz no mural, Yoongi e Namjoon observavam felizes na espectativa de que alguém se inscrevesse.

O cartaz tinha letras grandes, desenhos de instrumentos e abaixo linhas esperando os nomes dos interessados.

- Acha que teremos muitos querendo participar? – Yoongi se aproximou quando nos viu chegando.

- Ninguém gosta muito desse negócio de banda nesse colégio, então talvez uns dois ou três – Respondi sendo positivo.

- Ah, não seja assim – Hoseok deu um tapa leve no meu ombro – Tenho certeza que teremos pelo menos uns dez.

Namjoon olhou surpreso para Hoseok que mantinha um sorriso largo, Jimin revirou os olhos, segurou o rosto de Hoseok e deu um soco leve na barriga dele.

- Está sendo positivo de mais idiota – Jimin continuou pelo corredor e fui atrás já que estávamos na mesma sala, Hoseok continuou onde estava fingindo sentir dor para Yoongi.

- Acha mesmo que vamos achar alguém tão bom quanto Jungho? – Perguntei a Jimin quando entramos na sala.

- Jungho é único, mas vamos torcer pra achar alguém bonzinho – Jimin abriu um chiclete quando entramos na sala.

Na mesa da frente Kim Taehyung um colega de classe dormia tranquilamente, ele é do tipo animado e sorridente, a escola inteira era amiga dele e os professores também, ele me lembrava um pouco Jungho com seu espírito livre. Taehyung e eu estudamos na mesma sala há anos, mas nunca conversamos nada sério, na verdade geralmente me irrito com as brincadeiras dele, Jungho era quem sempre conversava com Taehyung e os dois são bons amigos.


“Você entrou na sala

E agora meu coração foi roubado

Você me levou de volta no tempo quando eu era inteiro

Agora você é tudo que eu quero

E eu soube isso desde o primeiro momento

Porque uma luz se acendeu quando ouvi aquela música

E eu quero que você a cante de novo”


- Deveria acorda-lo – Jimin falou na mesa do lado – O professor já vai chegar.

Taehyung também era conhecido por ser um garoto relaxado e despreocupado, é irritante como isso também lembra Jungho. Me estiquei e balancei as costas dele, sentindo minha mão Taehyung foi levantando em direção ao meu toque até que minha mão estivesse em sua nuca.

Me afastei rápido e bati nas costas dele.

- Taehyung pare de dormir na sala – Repreendi, ele virou um pouco apenas para focar em meus olhos e sorriu leve.

Jimin riu da cena e jogou um chiclete para que Taehyung ficasse acordado, ele retribuiu o gesto com um sorriso fofo.

- Quando Jungho estava aqui eram dois dormindo nas aulas – Jimin comentou animado.

- Por falar nisso mande um “oi” meu para Jungho é solitário dormir aqui sem ele – Taehyung falou sonolento, sua voz grossa estava meio rouca, ele bagunçou os cabelos loiros para ajeitar e se espreguiçou.

- Deveria ir dormir com ele no hospital – Falei baixo apenas para mim, mas Taehyung virou com seus olhos castanhos charmosos para mim como se tivesse ouvido.

- Se providenciar uma cama pra mim vou ficar feliz em ir – Ele sorriu largo com seus lábios em forma de coração, Taehyung fazia muito sucesso no colégio não só pela personalidade, mas também pela aparência. Ele parecia com garoto rebelde por causa das tatuagens, só que bem mais elegante já que gostava de roupas bonitas e acessórios chiques, Taehyung é a mistura de dois mundos atraentes.


"Eu juro que cada palavra que você canta

Você as escreveu para mim

Como se fosse um show privado

Mas eu sei que você nunca me viu

Quando as luzes se acenderem e eu estiver ali sozinho

Você vai estar lá para cantar de novo?

Eu poderia ser aquele de quem você fala em todas as suas histórias?

Eu posso ser ele?"


O professor entrou na sala antes que eu pudesse responder e até o horário do intervalo todos ficaram focados nas matérias, no horário do intervalo Taehyung foi levado por seus amigos que saíram animados tendo sua estrela dourada do lado.

- Incrível como ele tem amigos – Jimin deitou na mesa cansado.

- Algumas daquelas pessoas andavam com Jungho quando ele estava aqui e agora nem lembram dele – Não consegui tirar os olhos da porta por onde Taehyung e seus amigos saíram.

- Ninguém esqueceu dele Jungkook, é apenas mais fácil seguir em frente – Jimin cobriu o rosto com o braço para dormir, ele sempre fazia isso nos intervalos.

Já eu fui até o mural ver se já tínhamos alguns nomes para as audições, Yoongi também estava lá de braços cruzados e uma expressão séria.

- E então alguém já se escreveu?

- Apenas dois, mas já é alguma coisa – Seus lábios em linha contradizem suas palavras.

- Como eu disse “um ou dois”, deveria ter apostado com Hoseok.

- Ainda dá tempo mas você vai perder – Hoseok abraçou meu pescoço por trás – A audição será apenas amanhã, ainda dá tempo de mais alguém se inscrever.

- A esperança é a última que morre certo? – Desafiei e Hoseok lançou um olhar brincalhão.

- Obrigado por tentar – Ele sussurrou ao meu ouvido.

Após a aula fui até o hospital, como sempre fui sozinho para encontrar um Jungho que também permanecia sozinho dormindo como um anjo. O quarto era todo branco, assim como os lençóis da cama, as cortinas, o criado mudo e a cômoda, ainda que o lugar fosse bonito também era meio deprimente todo aquele branco, apenas as flores que eu trazia todos os dias davam cor ao ambiente.

Os cabelos de Jungho balançavam por causa do vento que entrava pela janela, ele está tão tranquilo dormindo e dava a impressão de que fosse acordar a qualquer hora, mas isso nunca acontecia.

- Boa tarde, Jungho como está hoje? – Abri um pouco mais a janela para entrar o sol – Resolvemos encontrar um guitarrista para o concurso, talvez você não goste muito da ideia... Pensando melhor provavelmente você não liga pra isso.

Sentei ao lado da cama e relaxei aproveitando o sol em minhas costas, me senti como minha avó no terraço da fazenda dela olhando para o horizonte e contemplando a beleza da natureza. Mas no meu caso seria meio egocêntrico admirar a beleza de Jungho já que ele é idêntico a mim.

“Eu ouvi que tinha alguém, mas eu sei que ele não te merece

Se você fosse meu, eu nunca deixaria ninguém te machucar

Eu quero secar aquelas lágrimas, beijar aqueles lábios

Isso é tudo que eu tenho pensando

Porque uma luz acendeu quando eu ouvi aquela música

E eu quero que você a cante de novo”


- Jungho... Eu me sinto perdido sem você, todos os dias parece uma luta para sobreviver e alguns dias sou tomado pela tristeza... Desculpe se isso te deixa triste, é que sempre estivemos juntos e agora sem você o mundo não tem a mesma alegria.

Daria qualquer coisa para Jungho responder minhas perguntas novamente, mesmo que fosse para me dar um sermão ou só dizer que eu sou cabeça de vento.

- Prometi a Hoseok que vou tentar me animar novamente, sei que é isso que você quer também e vou fazer tudo que puder pra te esperar feliz, mas...

As palavras faziam um bolo na minha garganta, eu não queria chorar novamente como em quase todas as vezes que venho aqui, mas não conseguia controlar as lágrimas que desciam antes que eu me desse conta.

- Não demore muito pra voltar.

Não haveria ensaio da banda até encontramos o novo guitarrista e também tinha a música, Namjoon e Yoongi estavam bem empenhados nisso e eu queria ajudar, mas todas as vezes que tentava compor nada vinha a minha mente. Uma vez Jimin até disse que minha revolta pelo amor era meu bloqueio, Jungho riu muito do comentário mas no final acabou concordando.


“Eu posso ser aquele sobre quem você fala em todas as suas histórias?

Eu posso ser ele?”


Ainda sim mesmo que não fosse sobre amor, eu não deveria ser capaz de escrever sobre outras coisas? Assim como Namjoon e Yoongi?

Talvez eu apenas não tenha talento pra isso.

DIAS PARA JUNGKOOK SE APAIXONAR: 58.


Notas Finais


Música: Can I Be Him – James Arthur

✌️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...