História Loving My Cousin - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Incesto, Romance
Visualizações 2
Palavras 1.552
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - EU TE AMO


Bati na porta.

-Bem vinda priminha!!!- Olhou- me dos pés a cabeça e logo invadi sua casa sem nem falar nada.

-Uau priminho, a faxineira caprichou!- Deixei minhas coisas no chão, coloquei a mão da cintura fitando o lugar.

-Fui eu mesmo.- Riu. Fiz uma falsa cara de "não acredito" coloquei a mão na boca que estava aberta.

-Você mudou hein priminho.- Bato em suas costas com uma mão.

-Você também!- Me olhou de cima a baixo, falando em outro sentido. Fui para o "meu" quarto, arrumei tudo por lá e coloquei uma roupa confortável, não é porque eu estava na casa do meu primo, que agora por sinal também é minha, que eu irei deixar de usar minhas roupas não é mesmo? Bem... Se eu quiser também posso deixar de usar roupas. Para a minha sorte tinha uma tv no quarto, porém eu não iria usá-la agora, vou falar com meu primo sobre algumas coisas. Sai do meu quarto com meu celular na mão como de costume.

-Para você ficar aqui vai ter umas regrinhas e condições.- Me surpreende, assim que saio do quarto, me prendendo contra a parede.

-Pode falar.- Tiro sua mão e sento bem jogada no sofá.

-Primeiro; Você não pode trazer ninguém para cá, só se for aquela sua amiga gostosa.

-Amanda?- Perguntei, ele assentiu e ri sem humor.- Ela não é pro seu bico.- Coloco o dedo na sua testa e levanto.

-Não acabei!- Me puxou de volta e revirei os olhos.- Você vai lavar tudo que você sujar. Tem que bater na porta para entrar no meu quarto!- Porque eu iria querer entrar no quarto dele? Esse aí viaja...

-Relaxa.- Fui tirando a mão dele como se fosse pedaço de bosta.- Sobre lavar... Isso é óbvio, e sobre seu quarto... Não tem por que eu iria querer entrar la!

-Vai que né...-Falou.

Rodrigo é daqueles que é bem galinha, não pode ver uma garota que já quer meter a mão na bunda, mas pelo que eu vi ele ta um pouco mais responsável, ja que agora ele mora só, mas não tenho tanta certeza disso.

P.O.V RODRIGO

O diabo bateu em minha porta e eu abri, eu tinha feito Emily de faxineira ;que é uma "namorada" que meus pais simplesmente disseram "olha você ta namorando com ela"; ela do nada disse "sua casa esta uma bagunça, vou arrumar isso aqui" ela é minha namorada, porém eu não me privo das coisas, vou a festas, fico com garotas, etc, ela não sabe e nem deve, mas como não fui eu que a escolhi para namorar comigo então eu não acho que seja errado, meus pais querem que eu namore com ela por questão de coisas deles, em relação a dinheiro. Ela ja me pegou com outras garotas sim, mas sempre é aquele papo "eu te perdôo". Mas enfim...

S/N entrou e se surpreendeu com a casa arrumada, deu para perceber pela reação dela, ela tinha mudado para caramba, esta bem gostosa, bundão, peitão, aah se não fosse minha prima! Falei da amiga dela se referindo como "a gostosa", mas ela nem é tanto, ela tem bundão, mas os peitos são razoáveis, mano eu to cauculando a quantidade de corpo da minha prima e da amiga dela QUE VIAGEM É ESSA?

[...] Uma Semana Depois [...]

S/N por toda semana é aquelas roupas curtinhas e coladas, que deixam ela ainda mais gostosa! Da ate receio de chamar meus amigos...

S/N ON

Estava tudo normal, eu tinha acabado de chegar da faculdade, achava que não iria conseguir, mas acabei me acostumando na casa de Rodrigo, e eu não tinha razão, ele não é nada responsável, ele ja saiu essa semana e deixou tudo aberto, óbvio que eu discuti com ele sobre isso, ele também ja trouxe várias garotas pra ca, mas nada anormal.

Não falo com Yumi e Yuri desde aquele dia, eles nunca mais ligaram para mim, já faz uma semana! Putz, ah e eu não esqueci de Amanda, eu estou pensando em como vou fazer ela beijar meu primo, ela vai porque ela apostou né, mas e ele? Além dq ela é lésbica então vai ser um puta desafio, primeiro porque ela vai beijar meu primo e segundo que ela não curte rola! Mas o desafio não tem nada com rola não, só quero que eles deem uns beijinhos.

Eu tinha voltado da universidade, então tomei banho, vesti uma roupa confortável, estava secando meu cabelo com a toalha mesmo quando derrepente ouvi a porta se abrir, mas ignorei, não era a do meu quarto então tudo ok. Será mais uma garota? Não sei, fui beber água ainda com a toalha em minha cabeça, quando me deparei com Rodrigo e seu amigo que me olharam surpresos. Seu amigo não tirava os olhos de mim, ele é bem gato, musculoso e tudo mais.

Olho para eles, volto pro quarto como se nada tivesse acontecido. Nunca vi esse amigo dele, na verdade ele não trouxe nenhum amigo ate ontem, só trouxe algumas garotas...

RODRIGO ON

Chego em casa quando encontro S/N no meio da sala bebendo água com aquelas roupinhas básicas dela que ja não é nem novidade; shortinho curto, blusa curta que é apertada nela.

Eu trouxe meu amigo Dudu e ela me aparece desse jeito! Ele é um tarado, não da para confiar. Ele olhava para ela, ou melhor, para o corpo dela enquanto ela nos encarava e logo foi para o seu quarto, melhor assim claro. Eu e Dudu fomos para meu quarto, quando ele toca no assunto derrepente.

-Você não me disse que tinha uma garota aqui.- Dudu disse surpreso.

-Ela ta morando aqui, e não é uma garota é minha prima!

-Ela parece um garoto para você?- Levanto a mão ameaçando bater no desgraçado. - De garoto ela não tem nada...- Completou e fiz que não ouvi.- Você não vai me apresentar a ela?

-Ela não é pro seu bico.- Quando eu disse isso lembrei que foi exatamente o que S/N disse quando falei de Amanda.

-Quem disse?- Ele perguntou.- Caramba deve ser muito azar ser primo dela...- Me provocou e eu não aguentei.

-Ue, mas sendo primo é mais fácil de comer.- Dei ombros, ele fez uma expressão surpresa e com raiva.

-É sério isso?- Ele perguntou.

-ÓBVIO QUE NÃO SEU IMBECIL!- Falei alto.

S/N ON

Escutei meu primo falando "óbvio que não seu imbecil" um pouco alto dms, ate eu escutei, o que eles devem estar falando? Peguei meu notebook liguei para Yuri, mas ele não atendeu, não deve estar em casa.

Não tem nem o que fazer aqui, vou na sala, ligo a tv ponho na netflix, me deito confortavelmente no sofá, pego uns travesseiros e almofadas, comida e fico por lá.

[...]

O segundo episódio da série que eu comecei a assistir tinha terminado assim que vi meu primo e seu amigo, meu primo assim que me viu bufou, eles se sentaram do meu lado, um de cada lado, me deixando no meio, e antes de eu me pronunciar Rodrigo fala.

-S/n esse é Dudu meu amigo, Dudu s/n.- Falou simples e revirou os olhos. Estendi a mão para o mesmo que não parava de me olhar um minuto.

-Ai que negócio lezo esse que você ta assistindo s/n, eu hein...- Rodrigo falou.

-Eu gostei cara, se quiser pode voltar pro quarto.-Ele deu um sorriso de vitória e se acomodou. Gostei desse garoto! Ele desafiou meu primo putz. Logo Rodrigo que estava em pé se sentou no mesmo instante e os dois ficaram lá, Rodrigo disse naquela hora que a série era ruim, mas ele não parava de falar sobre ela, ficaba atrapalhando eu e Dudu que estavamos concentrados, ele só queria chamar a atenção mesmo.

[...]

Depois de um longo tempo assistindo, acabou que eu ja estava íntima de Dudu, eu estava encostada nele e o braço dele atrás de mim, eu percebia uns olhares estranhos de Rodrigo em mim, mas nada demais ate ele se pronunciar.

-Então vamo Dudu ta na hora de você ir para casa, vai sozinho ou eu levo?

-Credo Rodrigo... Como você pode falar assim com as visitas?- Olhei para Dudu que olhou para mim e Rodrigo revirou os olhos.- Levar ele para casa você leva, mas me levar na faculdade que é bom nada.-Completei.

-Eu posso te levar para faculdade todo dia, eu tenho um carro, só que ta na oficina no momento, mas quando estiver bom eu posso.- Dudu disse.

-Não eu mesmo posso levar.-Disse Rodrigo.- Agora vamos.

Eles sairam quando pensei... Será que Rodrigo vai me levar para a faculdade mesmo? Acho bem difícil, é estranho como ele me olha, estranho o jeito de agir dele, parece ate ciúmes de mim, deve ser porque ele não quer que eu pegue Dudu por ser amigo dele, ou é ciúme de primo mesmo, sei lá, isso existe?

Estava pensativa peguei meu notebook, e lá tinha uma chamada perdida de Yuri, mexi um pouco no pc, eu estava com aquela cara de tédio e apoiando meu rosto em meu braço, comecei a jogar uns joguinhos bestas na internet.

Rodrigo chegou, fingiu que nem me viu e foi para o quarto dele.

Percebo uma ligação de Yuri no notebook e vou para o quarto atender.

-Oii.- Falei.

-Oi... Eu preciso te falar uma coisa.- Disse ele meio sem ânimo.

-Cadê a Yumi?- Perguntei.

-Ela ta aqui, mas eu quero falar a sós com você.

-Ah pode falar.

-Faz tempo só que eu não sei como te dizer... É que... Eu gosto muito de você.

-Eu sei, eu também gosto de você, qual é coisa importante?

-Eu te amo s/n.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...