1. Spirit Fanfics >
  2. Loving the Playgirl - Jenlisa >
  3. As mais malvadas de todas

História Loving the Playgirl - Jenlisa - Capítulo 28


Escrita por:


Capítulo 28 - As mais malvadas de todas


Jisoo POV

Acordei com um barulho sutil vindo do lado direito da cama. Quando abri os olhos, uma dor de cabeça e uma náusea me receberam imediatamente.

Confie em mim, o sentimento era uma porcaria como o inferno.

Foda-se a ressaca. Quem a inventou, afinal?

Meus olhos viajaram na direção da garota loira sentada na beira da cama. Eu não tinha certeza de quem ela era, pois eu só podia ver suas costas, mas o fato de eu estar nua e na cama, isso só significa que eu estraguei tudo.

Oh droga! Eu amaldiçoei em meu pensamento.

O que foi que eu fiz ontem à noite? A última coisa que quero agora é um escândalo. Eu já tenho problemas suficientes no momento, não tenho espaço para mais um.

Eu balancei minha cabeça na esperança de lembrar as coisas estúpidas que fiz na noite passada. Eu estava na festa de Jennie, a deixei no avião particular, voltei para a festa. Bebi um pouco de gin, uísque, rum e qualquer outro álcool que minha mão pudesse alcançar. E então... então... eu estava conversando com alguém... eu estava conversando com...

De repente, a garota loira se virou na minha direção, o que finalmente confirmou minha suposição. "Oh, você já acordou". Ela comentou, seus olhos evitando os meus.

Ela me entregou o jornal e imediatamente desviou o olhar. Eu podia sentir que ela estava se sentindo desconfortável.

Dirigi minha atenção para o jornal que ela havia me dado, e com um olhar rápido, senti o sangue escorrer do meu rosto quando vi o que estava escrito na capa.

Ainda não estava totalmente recuperada do fato de que dormi com Rose, e então isso?

Desastre de aniversário! Todas as letras em negrito com uma foto de Rose e eu se beijando.

"Me tire dessa bagunça".

"Eu vou".

E então, todos os detalhes que aconteceram na noite passada tocaram na minha cabeça ao mesmo tempo, acompanhados por uma enorme dor de cabeça! Oh, você só pode estar brincando! Oh, ótimo! Bom trabalho, Jisoo! Ótimo caminho a percorrer! Sinceramente, quero me chutar agora.

Tentei me sentar, mas meu corpo estava dizendo o contrário. Tentei novamente, desta vez com sucesso, mas ainda sentia o martelar na minha cabeça. Inclinei-me na cama para obter apoio e tentei ler o que estava escrito no artigo, mas não consegui.

Também eu sei perfeitamente o que havia nele.

"Conheço alguém da imprensa, ele é um amigo meu. Dei a ele a informação. Foi ele quem escreveu o artigo". Rose disse. Eu olhei para cima, mas ela não estava olhando na minha direção. Ela falou muito rápido, como se não quisesse que eu interferisse. "Havia câmeras em todo o lugar, então eu dei a ele essa foto. Você não precisa se preocupar, garanti que você não fosse queimada nesse artigo. Aqui diz por uma fonte confiável que fui eu quem beijou você enquanto conversávamos. Você imediatamente me empurrou e se afastou".

"Mas...". Eu estava prestes a dizer algo, mas ela imediatamente dispensou minha fala.

"Não disse nada sobre o que aconteceu depois. Eu basicamente disse a ela o que escrever e disse especificamente para não colocar você em uma situação ruim. Isso é tudo, o conteúdo do artigo é sobre eu tentando seduzir o namorado da minha melhor amiga".

"Por que...".

"Essa é a única saída". Ela disse com convicção. Rose estava falando em tom apressado e constrangedor. "Seu nome estar na primeira página do New York Times é suficiente para irritar o pai de Jennie e cancelar todos os planos para esse casamento arranjado. Ele é muito, mas muito mesmo, extremamente protetor do sobrenome deles. Ele não quer publicidade ruim associada a eles. Se há uma coisa que o Sr. Kim odeia neste mundo, é um escândalo. Então, estar nele lhe dará um ataque cardíaco".

"Mas você também faz parte desse escândalo, o que significa...".

"Isso é problema meu agora. O importante é que você esteja fora. Eu tenho que ir e explicar tudo para Jennie antes que ela veja isso por outra pessoa".

"Espere, Rose, sobre...".

Ela se virou e me encarou. "Eu sei que você não se lembra de nada, Jisoo. Nada aconteceu. Você desmaiou após o beijo e eu trouxe você de volta para o seu hotel. Você vomitou, por isso que eu tirei suas roupas, foi apenas isso". Ela estava disfarçando desconfortavelmente, seu tom era tenso. "Nada aconteceu. Eu tenho que ir agora". Ela não esperou minha resposta e apenas saiu às pressas.

Ela acredita sinceramente que eu desmaiei e não me lembro de nada? Sim, o beijo foi breve e eu desmaiei. Lembro que ela telefonou, provavelmente para o cara que escreveu o artigo. Depois disso, ela me perguntou onde eu moro e me deixou.

Mas... mas eu pedi para ela ficar. Eu a beijei. Eu a despi. Então isso aconteceu.

Lembro-me de tudo. Por que ela tem que mentir sobre isso?

*******

Jennie POV

Eu estava tomando meu café da manhã de aniversário preparado por Sonia quando Rose chegou. Notei que ela estava usando o mesmo vestido que usava ontem à noite.

"Ei!". Cumprimentei-a alegremente e a convidei para se juntar a mim no café da manhã.

Rose segurou minha mão e disse: "Eu preciso lhe contar uma coisa". O rosto dela parecia sério e, por algum motivo desconhecido, fiquei nervosa. "Eu sei tudo agora, Jennie. Ontem à noite, Jisoo me contou sobre o casamento arranjado e...".

Rose estava falando tão rápido que eu não conseguia acompanhá-la. Não sabia como reagir a isso, porque não sabia por onde começar. Mas o que tornou essa situação mais confusa e desconfortável foi o fato de alguém invadir a sala, o que interrompeu o discurso de Rose.

Eu olhei para cima e vi Sarah olhando para a direção de Rose. "Bem, veja bem quem está aqui. Isso tornou minha agenda muito mais fácil então".

Rose se levantou. "Eu posso explicar isso". Ela disse em tom defensivo enquanto gesticulava para o jornal que Sarah estava segurando.

"O que está acontecendo?". Eu perguntei. Levantei-me e olhei para

Sarah estava dando a Rose um olhar mortal. "Você quer saber o que aconteceu, Jennie?".

"Sarah". A voz de Rose estava implorando.

Sarah soltou uma risada insolente. "Espelho, espelho meu, quem é a mais malvada de todas?". Ela cantou enquanto caminhava na direção de Rose. "Claro que sou eu. Mas que é a mais perversa?". Antes que eu pudesse dizer algo, Sarah jogou a mão para a frente e a chicoteou no rosto de Rose. O estalo da sua mão em contato com o rosto de Rose ecoou pela sala. "Ninguém menos que Rose". Sarah falou venenosamente. "Sua puta!". Ela jogou o jornal para ela, eu estava prestes a parar a briga de gatos, mas meus olhos estavam distraídos com a foto que estava no jornal.

Rose e Jisoo se beijando.

Peguei devagar, incapaz de dizer algo. Eu olhei para cima e vi o rosto de desculpas de Rose.

"Eu posso explicar". Ela murmurou em um tom abafado.

"Explicar? Você tem alguma ideia do que fez?". Sarah perguntou.

"Eu sei, tudo bem? Jisoo me disse e...".

"E o que?". Sarah a interrompeu com uma risada sarcástica. "Então você brinca com pessoas que estão presas em um casamento arranjado? Você honestamente acha que dormir com Jisoo resolverá tudo? Sim, eu sei a segunda metade do artigo. Jisoo não deixou a festa sozinha. Você não fez isso por Jisoo, você fez para satisfazer seu estúpido ego sacana!".

A mão de Rose estava levantada, pronta para dar um tapa em Sarah, mas ela imediatamente a pegou.

"Não se atreva a colocar sua mão suja no meu rosto. Você quer saber por que escondemos tudo de você? Porque você não consegue ser confiável. Eu sei o que você fez antes, como ficou entre Jennie e Lisa. Então você está mesmo dizendo que estava tentando ajudar? Bem, adivinhe, ninguém aqui precisa da sua ajuda".

Rose encolheu os ombros quando Sarah parou de cuspir veneno. "Oh sim, então você é a presidenta do clube de ajuda agora? Diga-me, Sarah. Se Jisoo não estivesse envolvida nisso, você estaria ansiosa para ajudar?".

"Você está perguntando a mim ou a si mesma? Ao contrário de você, Rose, ajudo as pessoas de todo o coração, sem perguntar ou querer nada em troca. Penso no que elas sentirão...".

"Você pensa no que elas sentirão?". Dessa vez, Rose foi quem soltou uma risada sarcástica. "Não me faça rir, Sarah. Diga-me, por que diabos você não pensou no que Jisoo sentiria? Por que diabos ninguém se incomodou em perguntar como ela se sentia em qualquer plano em que você a colocou? Por que nenhuma pessoa viu que ela estava sofrendo. Ela está se auto destruindo. Ela está com dor e cansada de tudo. Por que... por que...". A voz de Rose estava tremendo, os olhos lacrimejando. "Eu não acho que preciso me explicar para você. Eu coloquei Jisoo nessa situação, apenas a ajudei, da maneira que eu pude, a sair dessa bagunça".

"Rose". Eu a chamei, mas ela já saiu correndo.

"Isso foi um show e tanto". Sarah comentou. "Pronta para a parte dois?". Seu tom se entrelaçando com desdém.

Eu me virei para ela com confusão. Ela parecia muito brava, até mesmo para mim. "O que aconteceu?".

Ela bateu com o punho na mesa com raiva, o que me fez dar um pulo. Ao olhá-la pela primeira vez, percebi que ela estava segurando um papel. Ela soltou e gesticulou para que eu entendesse. Eu fiz o que ela mandou e o abri.

Você tem que estar brincando comigo!

Fiquei totalmente chocada. Esta era a carta que escrevi há um tempo atrás. Eu escrevi estar seguindo em frente na noite em que fiquei bêbada na festa de Sarah.

Mas... mas eu nunca... eu nunca a enviei. Como?

"Eu vi essa carta no quarto de Lisa. Ela não está em lugar algum, ela não está atendendo minhas ligações. Boris disse que ela sumiu de novo. Sério, Jennie? Uma carta sobre seguir em frente? Depois de tudo, você vai deixar Lisa?".

"Mas isso é...".

"Guarde isso". Ela interrompeu o motivo que eu estava prestes a dizer. "Eu acho que é hora de você ficar sozinha. Eu já fiz a minha parte. Eu estou cansada, Jennie. Boa sorte em encontrar Lisa".

Sem esperar pela minha resposta, Sarah saiu da sala e foi embora. Rose, Jisoo, Sarah e Lisa. Assim, em dez minutos, perdi todos tão queridos para mim.

O que aconteceu com Rose e Jisoo?

Como convencer Sarah de que não enviei esta carta para Lisa?

Como Lisa recebeu essa carta?

Como devo corrigir isso?

Por onde devo começar?

O que eu vou fazer? Eu estou tão em conflito. Eu pensei que tudo estava indo bem. Eu pensei que a tempestade estava quase acabando. Eu estava errada. Eu acho que está apenas começando.

Afinal, não é um feliz aniversário, hein?


Notas Finais


DEU MERDA DEMAIS EM UM CAPÍTULO SÓ, MDS ATÉ EU ESTOU SURPRESA.

Gente, vamos por partes:

1°: Chaesoo vai ou não pra frente? Rose aparentemente está fingindo que nada aconteceu, mas acho que o motivo é bem óbvio.

2°: Eu quero deixar claro que eu amo a Sarah, mas nesse capítulo eu realmente tive vontade de pegar ela pelo pescoço. E nem foi por ela "não ter acreditado" na Jennie, foi por causa do que ela falou com a Rose. Primeiro que ninguém pode falar assim com a Rose, depois que que a Sarah é muito esperta para cair em qualquer coisa que um jornal fala.

3°: Lisa misteriosamente recebeu a carta antiga da Jennie e sumiu. Será que ela foi embora de novo? Não é possível né... Como a Jennie vai encontrar ela? Na verdade, como ela vai solucionar todos esses problemas sozinha?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...