1. Spirit Fanfics >
  2. LPP - Minjoon >
  3. Week 2, Day 2

História LPP - Minjoon - Capítulo 17


Escrita por: e DoMiNum


Notas do Autor


DESCULPA A DEMORA, EU E A MINUM TIVEMOS UNS PROBLEMAS KKJ

Capítulo 17 - Week 2, Day 2


Namjoon bateu na porta do quarto de Jimin, nervoso.

Não havia visto o Park o dia inteiro, achou que seria legal conversar com ele agora pela noite.

Uma criada alta abriu a porta e então o olhou, com um misto de repreensão, desgosto e indiferença.

- O Príncipe está na biblioteca. Há algo que deseja que eu diga à ele?

O Kim olhou para os lados, desconfortável.

- N-não... obrigada pela atenção, eu vou atrás dele.

Quando já estava saindo, a mulher falou, num tom baixo e frio:

- O senhor Park é da realeza. Reconheça seu lugar, plebeu.

E a porta bateu.

Namjoon ficou mal.

Sabia que provavelmente a criada era da mesma classe social que a sua, mas se nem outros pebleus queriam Namjoon como rei, por que Jimin iria querer?

Não devia passar de uma brincadeira boba.

Suspirou, decidindo que não, não iria à biblioteca do Palácio. Era melhor ficar no quarto com KyoSa.

Mas antes decidiu passar no quarto de Mina, avisando onde o Príncipe estava e que deveria ir vê-lo, já que queria uma chance de ficar mais próxima do mesmo.

A japonesa tinha os olhinhos ainda menores por estar com sono, e uma camisola simples de cetim, verde pastel.

Era bonita até estando simples como agora.

Ela concordou e Namjoon disse que a mesma poderia ir de pijama, Jimin não se importava.

Depois, subiu para o seu quarto e decidiu que por lá ficaria.

- hmmmmn... J-Jimin? - Mina gaguejou, sem ter certeza se poderia chamar o Príncipe pelo primeiro nome.

A biblioteca estava escura, tinha dois andares e todas as paredes estavam cobertas de livros de todo tipo até o teto. Havia janelas grandes no segundo andar, que faziam com que a luz da lua iluminsse boa parte do recindo no tom prateado e cálido da noite.

- Boa noite, Mina-san! Eu gostei do seu pijama - Jimin riu, atrás de si, e a garota levou um susto.

Se virou rapidamente, vendo o Park sorrir pra si, com um livro grosso nas mãos e também só com as roupas de dormir.

Uma calça folgada e preta e uma blusa simples de algodão cobriam seu corpo, deixando à mostra os músculos bonitos.

Os cabelos rosados caiam rebeldes sobre o rosto, e pela primeira vez a plebeia viu o principe do modo mais natural possível.

Se sentiu uma planta perto dele.

- Se assustou? Mas não era a mim que estava procurando? - Brincou, estendendo a mão para ela.

Mina aceitou e deixou seus dedos finos se juntarem com os do Príncipe.

- Bem vinda à um dos meus lugares favoritos nesse castelo. - Ele puxou ela, mostrando a biblioteca - A cada nova geração, mais duas prateleiras são acresentadas, uma no primeiro andar e outra no segundo - Contou, animado, fazendo Mina sorrir tímida mas lisonjeada - os livros que lemos durante nossa vida também contam um pouco sobre nós - Jimin piscou para ela - Vem cá...

Adentrando ainda mais a enorme biblioteca, mostrou a primeira das prateleiras:

- Essa prateleira foi da minha.... - Parou para pensar - Acho que da minha trisavó. O nome dela era Park EunJin, e ela foi uma rainha muito rígida - Mostrou todos os livros de guerra, estratégia e sobrevivência - Mas no fundo... - Apontou para o segundo andar - Ela amava romances. E lia muitos, muitos deles.

Mina parecia encantada, e Jimin sorriu para cena da menor olhando abismada todos os contos do lugar.

Ela foi novamente puxada, mas dessa vez para uma parte mais recente do lugar. As últimas prateleiras, onde a partir dessas só vinham conjuntos e conjuntos vazios.

- Essa... É a minha. - Jimin sorriu - E a partir daí, todas estão vazias porque esperam os próximos descendentes. Meus filhos ou filhas ocuparão as prateleiras seguintes e meus netos ou netas as próximas... e por aí vai.

- Isso é incrível - Murmurou Mina, ancantada - Podemos saber um pouco sobre cada rei e rainha que tivemos só olhando as prateleiras - Jimin assentiu - Isso é.... caramba, isso é maravilhoso - Sorriu largo.

Observou os livros que o principe lia. Variavam de poesia até mistério.

Rindo, a japonesa constatou que absolutamente nenhum livro de terror e horror se encontrava ali.

- Você não gosta mesmo de terror... - Sorriu, passando os dedos pelos livros com delicadeza.

- Não... mas acho que você pode gostar do meu avô - Comentou, apontando para duas prateleiras atrás da sua - Ele amava esses gêneros - Ficou momentaneamente triste, mas logo reergueu o sorriso.

Ela correu para lá, olhando apaixonada cada obra ali disposta.

- Ele tinha um bom gosto inquestionável - Murmurou, e Jimin riu.

Observou Mina, na camilosa simples, o cabelo amarrado num coque bem arrumado, a pele morena, escura e hidratada, brilhando com a lua.

Ela era muito bonita, e tinha um corpo lindo.

Era incrivelmente apta para ser rainha, e Jimin gostava dela.

Por isso, se aproximou calmamente da mesma, com algo em mente.

Apoiou o corpo na prateleira, de lado, cruzando os braços e esperou.

- Wow, olha esse livro! Eu sempre quis ler, mas nunca achei!

- Pode levar para ler se quiser, só precisa devolver - Jimin avisou, sorrindo.

- Minha nossa, isso vai ser perfeito! - Comemorou, dando pulinhos com o livro grosso em mãos.

- Vai sim. Eu posso te beijar? - o Park respondeu, com simplicidade.

- Sim!! Olha só como- Mina parou um instante, desviando a atenção da capa da obra para subir os olhos lentamente até o Príncipe, engolindo em seco - Quê?

- Desculpa ser invasivo - Ele passou a mão nos fios de algodão doce e linpou a garganta, repetindo a pergunta: - Posso... te beijar?

Mina, contrariada e por dentro muito feliz, assentiu devagar.

- Pode... claro que pode, mas... agora?

- S-sim. Não quer?

- Quero - Admitiu, com um sorriso pequeno - Só não estava preparada.

Colocou o livro de volta na prateleira.

- Se você não estiver a fim, podemos fazer isso outra hora, eu não me impor-

Mina negou com a cabeça, segurando os obros de Jimin e lhe beijando o canto da boca.

- Pode ser agora.

O Park assentiu, colocando as mãos na cintura fina da garota e a puxando contra si, os lábios se tocando com delicadeza. Ela inclinou um pouco o rosto, entreabrindo a boca.

Mina se sentiu corar, porque a boca de Jimin era macia, os lábios grossos e a língua atrevida.

Sentiu o Príncipe explorar toda a sua boca, enquanto timidamente correspondia o mesmo.

Apertou mais forte os ombros do rosado quando este mordeu fraquinho seu lábio inferior.

Ele parecia ter muita experiência nisso, enquanto Mina só estava constrangida por estar tão vulnerável.

Se separaram, ofegando um pouquinho.

- Você beija bem - comentou baixinho, envergonhada, e Jimin riu alto, a puxando para um abraço, mas colocando a boca em seu ouvido:

- Você também.

A japonesa quase desfaleceu, mas os braços do Park, fixos no seu corpo, a impediram.

- Obrigada. - sussurrou.

- Não diga obrigada por isso, não foi um favor. Mas você me faria um favor e diria sim se eu te pedisse para repetirmos isso mais vezes? - Sugeriu, brincalhão.

- Considere seu favor muito bem aceito - Ela respondeu, escondendo o rosto no pescoço dele.


Notas Finais


Não foi betado ainda, sinto muito. A DoMiNum corrigiu como pôde e me enviou o capítulo porque realmente, estamos muito atrasadas.
Postaremos mais em breve, mais uma vez desculpa pela demora :((

Espero que tenham gostado ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...