1. Spirit Fanfics >
  2. Lua Azul >
  3. Tentando aceitar e... problemas?

História Lua Azul - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Sim, resolvi atualizar mais cedo, porque depois não sei quando vou poder postar de novo, estou adiantando mais capítulos.
E eles estão ficando um pouco tensos também kkkkk.
E para quem está se perguntando quando vai vim os tempos de calmaria, então, ela virá, só não vai ser agora.
E é isso.
Fiquem com o capítulo ^-^

Capítulo 10 - Tentando aceitar e... problemas?


Fanfic / Fanfiction Lua Azul - Capítulo 10 - Tentando aceitar e... problemas?

Jiang Cheng andava de um lado para o outro nervoso, ele grunhiu um palavrão com o imprevisto, tinha tantos planos e todos foram por água baixo de repente. YanLi que tinha encontrado o irmão por acaso apenas olhou para ele preocupada, Jiang Cheng sempre foi inconsequente, não tinha medo dos efeitos de suas ações, ele fazia o que pensava e só.

Ela fez uma expressão de cansaço quando se lembrou que teve que imobiliza-lo com Lifing, seu anel de poder quando ele voltou para casa no dia anterior e descobriu a partida de Wei WuXian, aquilo foi o estopim para o alfa que simplesmente saiu a caminho de Gusu para dar um fim na Segunda Jade.

- A-Cheng?

O alfa virou para a irmã e bufou, mas mudou de postura assim que YanLi arqueou a sobrancelha como se o desafiasse a confrontá-la novamente, a Jiang suspirou cansada outra vez e chegou mais perto do mais novo.

- Está melhor?

- Não, ele precisa voltar. Aqui é o lugar dele.

- Não, o lugar dele nunca foi aqui e você sabe disso. - Ela disse com toda a calma do mundo.

Jiang Cheng cerrou os punhos não querendo admitir aquilo, Wei WuXian sempre foi tratado por Madame Yu e até por ele próprio com descaso, ele olhou teimosamente para a irmã.

- E onde é então?

YanLi estreitou os olhos e Jiang Cheng relaxou a pose ameaçadora, ele sabia que naturalmente a irmã era gentil, doce e delicada com as pessoas, mas ela surpreendia as vezes quando via as coisas fora de controle. Era alguém irreconhecível.

- Com a Segunda Jade, mais conhecido por nós como o alfa dele daqui por diante.

Jiang Cheng negou com a cabeça.

- Eu sou o...

- Irmão dele, você é o irmão dele.

Jiang Cheng rosnou baixo e negou diversas vezes.

- Eu sou o alfa perfeito para ele irmã, sempre foi eu.

YanLi queria tanto fazer o mais novo ver o quão absurdo estava sendo, ela sabia que mesmo que Wei WuXian não fosse irmão deles de sangue Jiang Cheng ainda não teria chance, mesmo se a Segunda Jade não existisse, YanLi sabia que nada mudaria assim como não mudou durante todos esses anos.

Jiang Cheng continuo seu monólogo quebrado.

- Eu estava tão ansioso para me confessar e, quem sabe ele me perdoasse por todas as idiotices que eu disse. - Ele disse sem conter as lágrimas.

YanLi abriu os braços e o alfa se jogou neles, a mais velha afagou os cabelos macios do irmão, ela entendia bem como era sofrer por amor, sabia como doía não ser correspondida.

Beijando o topo da cabeça do irmão ela olha as lágrimas rolando nas bochechas, ela passa um lencinho com delicadeza secando e Jiang Cheng fungou baixo.

- A-Cheng, quem ama de verdade tem que fazer alguns sacrifícios pela pessoa, temos que entender se não somos amados de volta só podemos esperar que essa pessoa seja feliz... Mesmo sem a gente na vida deles.

A alfa dar um sorriso triste pegando as mãos dele.

- Mas...

- Antes de sabermos a verdade, em meu coração A-Xian sempre foi meu irmãozinho, apesar dele ter sido criado como nosso servo, nada mudava para mim. Eu tenho certeza que para ele sempre fomos como uma família, então se o ama tanto aceite ser o irmão que ele deseja que você seja.

Jiang Cheng abaixou a cabeça com um bolo na garganta em silêncio, ele não podia obrigar o irmão a amar ele. Irmão. Nunca odiou tanto essa palavra, ela o impedia de concretizar o que queria.

- A-Cheng?

Ele forçou um sorriso se sentindo miserável por dentro, sem nenhuma vergonha abraçou novamente a irmã buscando apoio, ele precisava daquele abraço reconfortante já que se forçaria a desistir.

- Vai ficar tudo bem, você vai ver.

Como queria acreditar nisso, mas era improvável dada as circunstâncias em que seu coração estava. Ele saiu do braços da irmã e olhou para ela cansado.

- Eu não vou conseguir...

- Sim, você vai. Eu vou ajudar.

Jiang Cheng segurou o choro e assentiu olhando em direção a Gusu.

- Um dia vou conseguir parar de amar você? - Ele pensou perdido e sentiu seus dedos serem apertados com suavidade.


Wei WuXian suspirou e sozinho sem Lan Zhan por perto, o alfa tinha suas obrigações e por mais que não quisesse se afastar teve que ir, deixando um Wei WuXian cabisbaixo para trás. Ele olhou para a fonte gelada dando um sorriso triste se lembrando quando era apenas um estudante como todos ali, um estudante que voltaria para casa para cumprir seus afazeres de servo.

Quando estava em casa no seu tempo livre bebia um belo licor de lótus escondido, conversava horas a fio com sua shijie, reclamava porque ele gostava de reclamar, fugia de Jiang Cheng e Madame Yu.. Wei suspirou com os últimos citados. Agora que as suspeitas dela se confirmaram...

- Não, pare de pensar nisso. Não é nossa culpa.

Seu lobo estava deveras preocupado com seu humano, ele sabia que Wei WuXian não se acostumaria tão facilmente com a realidade, ele mesmo estava custando acreditar no que sua mãe foi capaz de fazer.

Wei WuXian pegou uma pedrinha pequena e jogou na fonte gelada sem conseguir conter as lágrimas.

- Eu não consigo, minha vida inteira fui enganado, eu era um simples servo e de repente sou um filho bastardo de um líder. Eu não sei o que fazer.

- Vamos descobrir juntos... mas para isso você precisa me aceitar.

Wei WuXian fungou observando o seu reflexo na parte rasa onde a água era visível da fonte e, viu seu lobo interior olhando para ele.

- Mas... mas você está aqui comigo. Não sei o que quer dizer.

- Você não aceita quem é, para você sou um estranho em sua cabeça.

Wei WuXian ficou sem palavras, o tom de voz de seu lobo tinha mudado e agora estava tão triste.

- Eu... - E se interrompeu sem saber o que dizer.

- Eu entendo o que sente, a confusão, tristeza.. tudo, sei o que pensa. E também sei que está desconfortável em ser um ômega... de saber que... eu existo dentro de você.

Wei WuXian sentia a dor da rejeição de seu lobo, ele achava que ninguém fosse perceber, mas quem Wei não tinha intenção de magoar acabou sentindo seu menosprezo. A vergonha tomou conta de si e ele desvia o olhar sem saber o que dizer.

- Está tudo bem, uma hora vai me aceitar e ver como podemos nos dar bem.

- Me desculpe por isso. - Disse mentalmente olhando de volta para ele.

- Eu te compreendo melhor do que pensa, então não se culpe por isso. É uma situação muito complexa, uma hora tudo voltará ao seu lugar.

Wei WuXian almejou que sim, que conseguisse lidar com tudo isso, que conseguisse aceitar seu lobo.

Um barulho interrompeu seus pensamentos fazendo seu lobo rosnar baixo.

- Ora ora. Veja o que temos aqui.

Ele sorriu cheio de escárnio e começa a se aproximar com um olhar completamente diferente do que costumava dá ao ômega, Wei WuXian enxugou as lágrimas e se pôs de pé encarando aquele exemplar de alfa ridículo que tinha a sua frente.

Ele estreitou os olhos.

- Meu dia não pode piorar. - Pensou enojado.

Mas ao que parecia podia e, ao vê-lo se aproximar olhando de modo estranho para ele, Wei WuXian apertou os punhos.

Em sua cabeça seu lobo mostrou os dentes furioso, o alfa sorrir de canto.

Aquilo ia ser divertido. 


Notas Finais


Sem comentários para esse final kkkkk.
Até a próxima. *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...