História Lua de Sangue - Capítulo 30


Escrita por:


Notas do Autor


E ai, galero!? Nervosos para o resultado do ENEM (para quem fez, né hehe) eu estou kkkkk pqp
E trouxe más notícias, a fanfic está na sua reta final. É... Ela não foi tão grande e elaborada porquê eu fiquei sem ideia no meio da criação e saiu essa coisa aí kkk entretanto, eu gostei de fazer essa história.
Agora, vamos ler.

Capítulo 30 - Overdose


Fanfic / Fanfiction Lua de Sangue - Capítulo 30 - Overdose

Deixei o quarto do Namjoon e sai em disparada para outro lugar, enquanto corria, pensava no que havia feito. Apesar de ama-lo e de ter transado com ele, Namjoon ainda continuava sendo o assassino de meu appa. E nada que ele fizesse iria mudar o passado.

Minha mente estava um turbilhão e eu queria ficar sozinha, a solidão sempre me fez pensar e agora era o momento para deixar tudo de lado, e apenas, pensar.

Continuei andando pelos corredores daquele castelo, procurando um outro quarto ou até mesmo, a saída. 

Por sorte, encontrei JungKook perdido.

S/N: JungKook? - chamo-o, chegando mais perto - Tudo bem?

Ele vira e posso ver o seu rosto suado e sujo, parecia preocupado e desconfortável com algo. 

JungKook: Oi, S/N - disse, passando a mão nos cabelos - Eu estava procurando você.

S/N: Desculpa, estava querendo ficar sozinha.

JungKook: Aconteceu algo?

S/N: N-não - respondo, dando de ombro e começando a andar - Vamos embora daqui.

JungKook: Diz logo - correndo e se pondo na frente da passagem - Senão, não vou sair daqui.

S/N: Aish, você é insuportável quando quer - batendo o pé - Okay, eu digo.

JungKook se encosta na parede e cruza os braços esperando a história. 

S/N: Eu transei com Kim Namjoon - digo, fechando os olhos na espera dele brigar comigo.

JungKook: VOCÊ O QUE? - gritou, espantando - EU NÃO ACREDITO QUE VOCÊ FEZ ISSO.

S/N: Cala a sua boca - colocando a mão na boca dele - Sei que errei, mas foi mais forte do que eu. Tudo culpa desse maldito cio.

JungKook retirou a minha mão da sua boca e fechou o cenho, respirou fundo antes de dizer algo.

JungKook: Oka, S/N - falou, puxando-me pelo braço - Vamos embora daqui antes que você faça mais alguma merda.

S/N: Eu quero ir embora daqui - respondi, cabisbaixa - Vou deixar todos e trocar de identidade, somente você vai saber sobre isso.

JungKook continuou me andando e ignorando cada palavra que eu falava, parece que ele estava com raiva. Ele tinha criado sentimentos por mim e ficou irritado ao saber que não eram recíprocos.

Andamos tanto que cheguei a desconfiar que nunca iria sair daquele castelo, porém JungKook parou em frente a uma porta de madeira. Ficou olhando a mesma, e tentando saber se havia como abri-la.

JungKook: Bem, a chave deve estar por aqui - soltando minha mão e procurando a mesma embaixo do tapete - Mas que coisa, sempre vi isso em filmes.

S/N: Deve ser, porquê... - pegando a chave a cima da porta - Ela está aqui.

JungKook cerrou os olhos e tomou-a das minhas mãos, abrindo a porta e mostrando um local muito diferente dos outros. Parecia tudo, menos a saída.

JungKook: Acho que erramos a porta - pegando uma tocha e tentando enxergar algo.

S/N: Vamos embora - falo, dando de ombros.

JungKook corre e fecha a porta, mostrou um sorriso diferente dos outros que ele costumava dar. A cicatriz em seus olhos cintilavam junto com a chama, ele me encarava seriamente e aquilo parecia sombrio. 

Sinceramente, ele iria brincar logo agora!?

S/N: Chega de brincadeiras, JungKook - tentando tira-lo do caminho - Vamos embora daqui.

JungKook empurrou-me com força, a força aplicada sobre mim foi o suficiente para que eu caísse no chão e batesse a cabeça.

Mesmo sentindo um pouco de dor, consegui me erguer e voltar com tudo na direção dele, dando um soco em sua face.

Porém recebo mais um empurrão e dessa vez, mais forte. Fazendo-me ser arremessada no ar.

S/N: Me deixa sair - disse, sentindo uma dor na costa - Por que está fazendo isso?

JungKook não me respondeu, apenas apagou a tocha e me deixou na escuridão daquele local.

JungKook: Você está em uma masmorra - disse, perto do meu ouvido - E vai ficar, enquanto eu mato o Kim Namjoon e logo após a morte dele. Veja só - passando a mão em meus cabelos - Você também irá morrer.

Sinto um arrepio percorrer na minha espinha, um fio de ar sai de meus pulmões e mostra o meu susto referente a ameaça dele. 

Não podia ser o JungKook, ele jamais faria mal a mim.

S/N: Por que isso? - pergunto, tentando manter a calma - Eu não fiz nada para querer me matar.

JungKook: Fez sim, você dormiu com ele - rebateu, com uma raiva acentuada - Você se tornou baixa e imunda fazendo isso.

Me ergui e fiquei parada no mesmo lugar, tomei coragem e corri para um ponto qualquer. Uma ideia idiota, porém precisava sair dali.

Entretanto JungKook pegou em meu cabelo e segurou com força o meu pescoço, retirando-me do chão.

JungKook: Você é tão burra - balbuciou - Eu não sou o seu querido amiguinho, esperava que pudesse me reconhecer. Além de feia é burra.

S/N: Jin? 

Uma risada ecoa pelo cômodo e prova que era Jin, ele podia ser mal ou qualquer outra coisa. Mas a risada dele, era horrível.

S/N: P-precisa melhorar na risada - digo, me debatendo para tentar soltar-me - A morte não é tão ruim assim, porquê tudo é melhor do essa sua risada de limpador de vidro.

Jin: CALADA - apertando-me ainda mais - Já que você prefere a morte, que assim seja. Você vai ser a morte para Kim Namjoon.

Jin soltou-me e acendeu algumas tochas em volta de mim, no local havia livros, cálices e mais alguns trecos. Provavelmente, utensílios dele.

Jin andou até uma prateleira, puxou um livro e abriu o mesmo.

Jin: Vejamos o que podemos fazer - disse, folheando cuidadosamente e parando em uma folha - Hmmm, feitiço para controle mental.

S/N: Você não vai conseguir nada com isso, eu tendo todas as linhagens sanguíneas - respondo, cruzando os braços.

Jin: Até você se tornar uma vampira - disse, balançando a cabeça - Agora você é apenas uma híbrida, meio vampira e meio lobo.

Abaixo a cabeça e fico pensando nos outros. Eu havia os deixado sozinhos e agora... Não fazia ideia de onde se encontravam.

Agora eu era uma híbrida, porém não podia simplesmente sair e fugir. Ele poderia estar com meus amigos.

Eu não sou tão burra assim, Kim SeokJin.

S/N: Onde estão os outros? 

Jin: Sabia que ia perguntar deles - respondeu, pegando frascos e injeções - Eles estão presos na masmorra, junto de você - pegando uma tocha e mostrando uma jaula no canto da sala - Eles estão ali.

S/N: Você não presta - rebati, correndo até eles.

Hwasa, JungKook, Wheein e Kang estavam presos na jaula e desacordados. Em seus corpos havia ferimentos e marcas roxas, a batalha foi difícil para eles.

S/N: Hwasa, acorde - segurando nas barras e tentando tocá-la - Por favor, acorde.

Jin: Eles não podem lhe ouvir - chegando perto de mim e puxando meus cabelos - Estão em um sono profundo e só iram acordar quando você fizer algo por mim.

S/N: O que quer?

Jin solta meu cabelo e caminha até uma mesa, batucou seus dedos no joelho e fingiu pensar em algo.

Jin: Ah, lembrei - fazendo feição de surpresa - Eu quero vingança, você dormiu com ele. Sabia muito bem que não podia fazer isso, certo!? Ele matou o seu pai e mesmo, transou com Namjoon - tombando a cabeça para o lado - Estranho, não!?

S/N: Não acho estranho, você ama um homem e ele não o ama - digo, soltando um bufo - Ah, lembrei. Ele não é gay e gosta de mim.

Jin: Sua miserável - cerrando o punho - Já que vocês se amam tanto, iram morrer juntos. Querida S/N, você irá matar Kim Namjoon e no final, eu estarei ao seu lado - pegando um frasco e colocando o líquido em uma seringa - Eu irei matá-la.

Engulo um seco com as palavras dele, me afasto cuidadosamente dele e quando tomo uma certa distância. Viro e corro até a porta, quebro a mesma e... Paro.

Meus amigos estavam presos em um sono profundo e se eu não fizesse algo, iriam definhar até a morte. 

Havia uma escolha a ser feita: Kim Namjoon ou a minha família.

Fecho os olhos, chorando me ajoelho no chão e sinto algo acertar a minha nuca. Jin estava atrás de mim e havia aplicado a substância no meu corpo.

Jin: Agora, mate-o - sussurrou em meu ouvido.


Notas Finais


Fudeu ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...