História Lua Negra a escolhida (Em correção). - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Demonios, Kim Namjoon, Namjoon, Rap Monster, Terror
Visualizações 326
Palavras 2.763
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite amores da minha vida aqui está mais um capítulo

Capítulo 13 - Chapter 13


Fanfic / Fanfiction Lua Negra a escolhida (Em correção). - Capítulo 13 - Chapter 13

A claridade incomoda meus olhos, me encolho na cama sentindo a primeira fisgada forte na cabeça.


Puxei o edredom tentando esconder meu rosto, mas era impossível, o som vindo da parte debaixo era ensurdecedor, não que estivesse alto mas na minha cabeça o som ressoava como uma enorme caixa de som.


Me sentei na cama abrindo devagar meus olhos, sentindo uma dor enorme na cabeça, aos poucos me vi em uma cama larga e macia, era forrada com um edredom rosa bebê bem clarinho e o cheiro masculino era enorme ali, forcei minha mente para ter noção de onde estava.


-Aishhhhh onde é que eu vim parar?...-Disse aos poucos recordando dos eventos antes da minha bebedeira.


-Na minha cama! -A voz suave me fez erguer devagar os olhos vendo Jin parado a minha frente, com ele tinha uma bandeja de café da manhã.


-A gente se casou ou fez algo ilícito para eu receber café na cama? -Falei e apertei minha cabeça entre as mãos, em seguida massageando as têmporas tentando amenizar a dor latejante.


-Você bebeu demais, desmaiou no meio da minha sala, além de fazer uma zona com minhas garrafas. -Jin falou calmo.


-Aishhhhh….minha cabeça dói, eu não lembro de absolutamente nada da noite passada.


-Pois é! E dessa vez não tivemos nada a ver com sua perda de memória -Ele riu nasalado ao ver minha cara de ódio direcionado a ele.



-Não fique brava já passou, e era para te proteger, não sabíamos se você aguentaria a verdade.-Ele disse com ar de inocência,  mais ainda rindo enquanto sentava ao meu lado e afagava minhas costas.


-Saber de qual parte?. A que vocês fazem um bacanal com sangue humano ? Que vocês matam por prazer, que vocês não tem pena de ninguém, que tentavam esconder de mim a verdade sobre o meu futuro ? E que foram desmascarados por um ser desconhecido?


-Sim basicamente era isso.  Mas também queríamos cuidar de você, gostávamos de você do nosso jeito …


-Porque não gosta mais tem rancor guardado.? -Falei irônica, enquanto Jin ri.


-Eu não, eu gosto de você ainda, principalmente agora que vi como cresceu, Hoseok gosta de você sempre gostou, Tae nunca soubemos, Jungkook talvez, Jimin com certeza gosta de você , mas o Suga ….- Aquele nome me fez arrepiar…


-O que tem o Suga ?


-Ele ganhou uma cicatriz no peito por causa daquele seu anjo da guarda, agora ele culpa você...ele tem raiva de você e daquele chaminha inconveniente.


-Suga ficou ferido por minha causa…-Falei me sentindo mal, Suga por mais chato que fosse era especial para mim.


-Ele tentou impedir você de fugir, aquele cachorro idiota realmente tinha se apegado a você, não sei o que foi pior, a ferida do anjo ou a que o Namjoon fez nele ao ver como ele ficou com sua fuga.


-Namjoon machucou o Suga ?


-Ele se apegou demais a você ...e  digamos que o filho de Lúcifer é um tanto obcecado por suas noivas...mas por você ele é imensamente mais é algo fora do normal.-Jin falou calmo mostrando a marca enegrecida em seu peito, tinha a forma de uma chama como se  o fogo tivesse acertado ali com muita força e queimado sua pele.


-O que foi isso ?


-Por ter tocado em você...ele não gostou…que eu tenha colocado minhas mãos em você! -Aquilo fez meu sangue ferver de raiva.


-MAS QUE PORRA, QUEM ESSE CABEÇA DE BATATA DO CARALHO PENSA QUE É PARA MACHUCAR OS MEUS AMIGOS….OUÇA BEM KIM CABEÇA DE BATATA, EU ADORO SUGA E O JIN E SE TOCAR NELES DE NOVO EU MESMA CORTO MINHA GARGANTA E ACABO COM SUA FELICIDADE. -Jin arregalou os olhos tapando minha boca para evitar falar mais alguma coisa, já  que a casa literalmente tremeu em seguida, mas era tarde eu já tinha falado. Ele me encara e começa a rir sem parar.


-Você sabe como deixar ele irritado com pouca coisa, você não teria coragem para tal coisa, digo se matar teria? -Jin pareceu meio receoso ao ver meu olhar.


-Manda ele machucar mais algum amigo meu pra ele ver, aquele cabeça de batata idiota. -Encarei Jin que voltou a sorrir.


-Amigo...você realmente me acha seu amigo, mesmo depois de anos.


-Para com esses joguinhos mentais Jin, eu gosto de você e de todos os meninos, apesar da raiva que tenho de vocês, eu sempre gostei, Hyun sempre dizia que eu não era humana para ter esse apego com demônios que tentaram me matar, mas uma parte minha ainda está aqui, aquela parte idiota estúpida que adorava os demônios que tentavam me matar o tempo todo…Mas realmente fiquei feliz em te ver de novo. Seria hipocrisia minha dizer que não, e que eu não me sinto bem com você perto.


-Nunca tentamos te matar, pelo contrário tentávamos te proteger de algo que não podíamos ver.  E também fiquei feliz em rever você pequena ainda mais agora que se tornou uma mulher realmente interessante. -Jin se deixou cair na cama parecendo cansado. Eu foquei na frase dele sobre me proteger de algo, me recordei de uma sombra que dava às ordens a Dartan.


-Dartan não contou a vocês nada ? -Questionei ele que me fez uma negativa com a cabeça.


-Seja lá quem era, fez ele ter tanto medo que Dartan preferiu ser ferido e punido a contar quem de fato era seu senhor.


-Aquele ser que sempre me falava sobre vocês e dizia que eram maus. Ele sempre se manteve oculto para mim.


-Ninguém sabe também, seja lá quem foi brincou com sua mente e causou muitos problemas, não era para você ter ido parar lá naquela época e tudo indica que foi esse mesmo ser que te manipulava que a mandou para lá. Você seria apresentada ao Nam do jeito humano, apenas demônios iam para o Elite School e os humanos que estavam lá eram unicamente sacrifícios.



-Mas o fato de eu ter controle sobre famintos…talvez isso seja uma explicação. Não sou uma humana comum. Às vezes acho que nem sou humana.-Falei deitando na cama ao lado de Jin


-Ainda assim, não era para você ter ido parar lá. Você não tinha mente para parar ali, por isso sofreu tanto. -Ele olhava para o teto assim como eu.


-Mas porque me colocaram lá então o que aquele homem queria fazendo isso ? -Questionei sentando novamente terminando meu chá, já me sentindo bem melhor.


-Ninguém nunca soube, mas ele queria você lá por algum motivo, ninguém nunca entendeu. Namjoon depois que você parou lá  não quis deixar você ir...ele gostava de você sobre os olhos dele, a obsessão dele por você é enorme acredite é totalmente fora do normal.


-Motivo esse que levou vocês a drenarem minhas lembranças até eu literalmente virar um zumbi. E pouco me importa esse cabeça de batata.


-Não necessariamente queríamos um zumbi, mas manter nossas lembranças ocultas de você tinha um preço. E eu não sei... ninguém sabe...Mas Namjoon nunca desistiu de descobrir, mas seja lá o que for está muito bem escondido. -Jin suspira


- E depois que você foi parar lá sua marca ficou exposta se você saísse poderia ser morta, por isso tentamos manter você conosco, mas não deu certo… E não diga que não se importa porque sabe que é mentira você se importa é está ansiosa para vê-lo. -Ele sorri fraco.


-Jin seja sincero comigo… -Falei suspirando.


-Claro que não, sou um demônio...mas responderei sua pergunta!


-Eu sou humana ?-Essa foi uma pergunta que passou a me assolar desde quando Baek disse que eu podia controlar famintos, e desde que descobri que não era comum,  humanos não podem ver ou sentir anjos ou demônios muito menos falar com mortos. E eu fazia tudo isso.


-Sinceramente não sei, nem ninguém sabe o que é você, esse deve ser o motivo para os céus quererem pôr às patas em você também. Mas  uma parte sua é humana disso tenho certeza, mas de resto não sei se é anjo ou demônio ou qualquer outra coisa...


-Me sinto bem próxima dos mortos...mais do que dos vivos…talvez demônio…-Falei sem expressão.


-Comum você não é,  é não tem como ser demônio pois se fosse, não falaria veria e  se comunicaria com anjos da forma que faz, você provavelmente queimaria diante deles, somente seres como eu e os meninos vemos anjos e podemos lutar, pois estamos em outro patamar, demônios menores não  são “protegidos” por anjos. E você também não tem poder para ser um Gran demônio ...não sei mesmo.


-O que eu sou Jin? -Falei pela primeira vez com medo do que o futuro poderia me reservar. Jin viu minha aflição e suspira colocando um sorrisinho canalha no rosto


-Uma das noivas do Moon a favorita pelo menos …-Ele me encara e  ri.


-Vai se fuder…


-Admite você quer !


-Que ele morra sim...quero muito…!!!


-Não, você quer que ele faça com você o que fez com aquela garota a oito anos atrás -Sua voz estava insinuante.


-Atravessar uma adaga nas minhas costas…e beber meu sangue enquanto morro aos poucos...não obrigada. -Disse com completo escárnio na voz.


-Sexo…-Ele sussurra.


-Sexo, posso fazer com você -Falei levando a mão onde tinha a marca acariciando a região. -Ele não tem o direito de ferir vocês…


-Ele é o nosso líder, sabemos a natureza dele. -Jin tira minha mão de seu peito.


-Mesmo assim, não é ferindo às pessoas que eu gosto que ele vai se aproximar de mim.


-E como ele faz isso? Ele não sabe ser de outra forma ele é o filho do mal.


-Eu mudei…


-Demônios não podem mudar. -Jin falou fraco, como se aquilo fosse algo que realmente o incomodasse.


Uma rajada de luz cai no canto do quarto, quando Sehun surge ao lado de Channy e  Baek.


Jin encara o anjo ficando em pé a minha frente.


-Minha casa não é albergue desapareça ou morra anjo…-Jin disse deixando seus olhos verdes.


-Cala a boca, não estou aqui por sua causa…e para morrer preciso de um oponente forte e  aqui não tem nenhum! -Sehun falou seco movendo as mãos deixando uma rajada de vento passar por nós, enquanto Channy se aproxima de mim vendo eu fazer careta pela dor de cabeça. Afinal aqueles dois estavam aos gritos praticamente um com o outro.


-Deixa eu cuidar disso pra você ! -Ele falou e toca com a ponta do indicador o centro da minha testa, uma pequena luz sai de sua mão e segundos depois não sinto mais nada.


-Bigaduuuu anjinho lindooooo -Falo apertando as bochechas de Channy que me abraçou forte rindo, enquanto Baek comia minha comida.


-Caramba realmente você cozinha muito bem , tem mais disso por aí. -Baekhyun falou da comida de Jin enquanto ele encarava os três a sua volta.


-Saiam da minha casa!


-Infelizmente não , recebemos ordens de ficar ao lado dela durante os sete desafios. -Sehun sorriu vitorioso ao ver o olhar de Jin.


-O que? -Jin falou desconcertado cerrando os punhos.


-Isso mesmo demônio, ficaremos com ela ordens superiores e apenas acatamos! -O sorriso de Sehun vez Jin ranger os dentes.


-Vocês não podem intervir no destino das noivas ...esse é o acordo. O céu está querendo uma guerra, quebrando as regras assim?


-Não vamos interferir, apenas protegê-lá a decisão ainda será dela, porque está com medo de ter anjos por perto -Sehun se encosta na parede deixando suas asas se abrirem e a luz faz Jin e  Baek cobrirem os olhos.


Eu observei a discussão enquanto Baek sentou ao meu lado e passamos a comer despreocupadamente, vendo Sehun e  Jin trocando farpas. Channy saiu pelos corredores também ignorando os dois machos com excesso de testosterona e logo ouvimos o grito do meu anjo infantil.


-Achei meu quarto vou deixar ele a minha cara…-Ele volta com um sorriso lindo no rosto.


-Vou dormir no quarto ao lado do seu…assim fico de olho em você -Ele falou acariciando meus cabelos, Channy estava aparentemente feliz em poder ficar na forma física ele gostava de poder tocar as coisas.


-Nem fodendo vocês vão ficar na minha casa, nunca, sem chances. -Jin bradou irritado.


-Quem vai me tirar daqui você ? -Sehun encarou Jin que riu.


-Você não é oponente para mim, apenas se cale e  se resigne a sua insignificância. -Jin revidou.


-Quer mesmo testar a minha insignificância.? -Sehun disse provocando. Aqueles dois voltaram a se encarar e rosnar realmente excesso de testosterona os machos alfas brigando por território.


Me levantei da cama, tirando a roupa ignorando os quatro homens ali presentes.


-Vou tomar um banho enquanto isso, Baek como está meu dia hoje ? -Entrei no chuveiro deixando a porta entreaberta para ouvi-los.


-Seu primeiro desafio…-Baek falou sem humor.


-O que devo fazer para ir mal ?


-Vai saber ! Não sou Wikipedia demoníaca!.-Baek respondeu, enquanto eu deixava a água quente aliviar o peso em meus ombros, tirando o resto da bebedeira da noite anterior.


-Jin quais às regras ? -Pergunto mais relaxada.


-Se você perder o desafio você perde sua marca -Jin disse calmo


-Ótimo só preciso perder o desaf…


-Você vira escrava do demônio que a derrotar e  pode morrer, se perder o desafio May -Channy falou me entregando uma toalha, era complicado ter uma ligação tão forte assim com um anjo, Channy até o papel higiênico me entregava se necessário.


-É qual o problema se eu morrer, vou para o céu ou inferno tudo bem não é?


-A algo no céu que não quer sua morte...e no inferno também -Baek respondeu


-Como assim? -Sai enrolada na toalha vendo os quatro me encarando.


-Seu nome não pode ser escrito no livro dos mortos algo impede -Baek respondeu encarando Sehunnie que tinha cara de culpa ele sabia disso e  nunca me falou...


-Você já tentou por meu nome no livro dos mortos seu ceifeiro dos infernos…-Falei abrindo o guarda roupa pegando uma camisa longa e uma Boxer masculina voltando ao banheiro enquanto Channy ficava na porta segurando minha toalha e ajudando a me vestir, eu tentava parecer indiferente aquilo mas por dentro estava assustada, e  Channy podia sentir isso, tanto que me olhou e sorriu tentando me acalmar, o que realmente não ia acontecer.


-Não exatamente isso não assim como disse, mas eu tentei e o livro rejeitou…


Isso quer dizer que não tem como eu perder o desafio é isso, que minha conta é ser escrava de demônios ou vencer é ser a noivinha do filho de Lúcifer ?


-Aparentemente você não tem opção...mas eu estarei lá no seu primeiro desafio. -Jin disse


-Eu também estarei -Sehun falou firme .


-Bom eu sempre estou, então não tem nem o que dizer -Chanyeol falou rindo.


-Que bom tenho torcida organizada,  e você Baek não vem também bater pompons pra mim?


-Você vai matar alguém ? Se for eu vou! -Ele se levantou me encarando como sempre fazia, veio até mim me afastando um pouco dos outros,  me dando algumas armas como um bom mentor faria, me mostrando através do seu livro como lutar afinal estava às cegas não sabia que desafio eu teria...


-Você tem certeza que não é um demônio? -Jin falou para Baek ao ver o ar demoníaco dele ao entregar minhas armas e pedir para que eu matasse alguém.


-Não, sou um ceifeiro estou entre a linha tênue mas contabilizar o lucro que tenho deve ser feito em almas...e May me ajuda como uma boa discípula.


Jin ri da feição calma de Baek, enquanto Sehun e Channy observavam a casa, eu respirei fundo ajeitando as roupas que peguei do Jin e encarei os quatro.


-Bom já que não tenho escolha.  Jin... pare! - falei ao ouvir a voz de Jin  soar em minha mente e seus olhos me seduzir.


-Jin, Sehun não vão embora não adianta manipular minha mente, Baek me treinou muito bem não vou sucumbir a isso.


-Aishhhhh, minha casa não é albergue de anjo decaído, Namjoon vai surtar se souber que esse decaído está aqui.


-Quem disse que sou um anjo decaído.-Sehun falou irritado.


-Anjos que fazem sexo é decaído…-Jin provoca.


-Sou apenas melhor que vocês -Sehun ri.


-Impossível…você não tem o dom -Jin e Sehun iniciam uma nova discussão.


-Bom aqui está sua missão de hoje, tenho três almas para buscar e seis para acrescentar ao livro bom dia a todos. -Baek abre seu livro e um envelope sai caindo no chão.


-Bom e  lá vamos nós para mais um dia de caos. -Channy diz vendo o ceifeiro desaparecer diante de todos, Sehun e Jin continuavam com a discussão, se não estivéssemos lá com certeza eles se matariam.


-Não acredito que terei que fazer isso…-Respirei cansada passando a mão pelo meu pulso, vendo minha marca ali intensa forte...Eu poderia vê-lo depois de sete desafios, só não sabia se realmente estava pronta.


-E no final do sétimo desafio vocês irão se reencontrar…-Jin disse enquanto Channy e Sehun se entreolharam odiava ser eu.


-Ai saberemos se será guerra ou paz com sua escolha…-Sehun disse calmo.


-Vamos logo com isso…- falei caminhando para fora do quarto.


Sete desafios....sete demônios...seis amigos  dois anjos… e todo meu destino seria decidido…


O que eu sou...anjo...demônio...humana...o que afinal de contas eu sou...Isso seria revelado ao fim do meu último desafio diante da minha escolha?







Notas Finais


Devo continuar ? #Jinhun - primeiro couple - kkk porque eu tô shipando sim esses dois.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...