História Luas de Mim - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Felipe Z. "Felps", Matheus Neves "Pk Regular Game", Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rodrigo "Saiko" Ximenes
Personagens Felps, Matheus Neves, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rodrigo "Saiko" Ximenes
Tags Calango, Cellbit, Felps, Ficção, Gay, Guaxinim, Karma, Lemon, Meiaum, Romance, Saiko, Tawo, Verdade Ou Desafio, Yaoi, Ycaro, Youtubers
Visualizações 79
Palavras 603
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tô animada não

Brinks

Tô feliz como sempre

Vamo pra fic!

Capítulo 6 - Capítulo 6


Opção Escolhida:

2 - MeiaUm

Olhei para os garotos e vi que MeiaUm havia parado de jogar, quem estava jogando agora eram os dois doidos, procurei o garoto confuso com o olhar e o vi sentado em uma mesinha no canto, fui até ele.

- Iae. 

- Iae. - Respondeu, me sentei e percebi que ele olhou para o polvo. - Tu conseguiu pegar um foi?

- Se tá na minha mão é porque sim né? - Sorri e André inchou as bochechas ficando emburrado. - Fique bravo não bichinho.

Ele me ignorou, revirei os olhos e coloquei o polvinho na frente de seu rosto, respirei fundo e falei com uma voz meio fina.

- Olá André Felipe MeiaUm! Eu sou o Tako-chan! Um alienígena de Urano!

MeiaUm arqueou uma das sobrancelhas retirando o ar de suas bochechas enquanto trocava seu olhar entre mim e o polvo com um meio sorriso no rosto.

- Vim aqui para pedir que você cuide de mim! Minha comida favorita é Cup Noodles e eu gosto de música eletrônica! - Aproximei o polvo do rosto de MeiaUm fazendo ele o "abraçar". - Você vai cuidar de mim? Por favooor?

MeiaUm riu.

- Cuido sim Tako-chan. - Pegou o polvo de minha mão e o colocou na mesa perto de seu braço. - É meu? 

- É sim senhor. - Me sentei de forma relaxada e cocei minha cabeça. - Isso foi bem idiota.

- Nah, foi fofinho. - MeiaUm sorriu, sorri como resposta.

- Sei, pois pare de me iludir homi. - Falei com uma voz fanha e caímos na gargalhada.

- Oh doido, ces tão rindo do que? - Ycaro perguntou se aproximando junto de Tawo, ambos carregavam várias fichas.

- Do Saiko. - MeiaUm o respondeu. - Como vocês pegaram tudo isso?

- A gente jogou vários jogos viu. - Tawo respondeu se sentando ao lado de MeiaUm e Ycaro sentou-se do meu lado. - Se brincar nois ganha o skate, aí vendemos e recuperamos o dinheiro que gastamos e ficamos com mais um pouco de brinde.

- Meu Deus, olha o plano do menino. - Ri. - Bem difícil isso viu.

- Rapaz, me deixe sonhar vá. - O peruano respondeu fechando os olhos e fingido estar bravo, mas logo sorriu, assim como todos nós.

Ficamos conversando até tarde e decidimos ir embora ao notar que já era 22:45, com os dias de hoje num é seguro nem estar fora de casa viu.

Já que Tawo morava lá no fim do mundo, decidimos fazer uma noite dos parças na minha casa, minha mãe havia viajado a trabalho e meu irmão ficava nos dormitórios da faculdade, então seriam apenas nós quatro.

Isso me deixou com medo de acontecer um incêndio ou a casa desabar.

Em outro lugar, bem afastado de Fortaleza...

Enquanto estávamos brincando e aproveitando a noite, não sabíamos o que se passava com Calango, Guaxinim e Pk.

Calango estava trancado em seu quarto gravando um vídeo calmamente, até ver que várias pessoas perguntaram dos seus dois amigos, o loiro revirou os olhos e ficou pistola.

- Da pra parar de pedir para eu gravar com eles toda vez que faço live?! O canal não é "Calango, Pk e Xinim", e sim CALANGO! Parece até que vocês não gostam de meus vídeos! - Parou de jogar se escorando em sua cadeira e girando pelo quarto. - Eu não queria ser grosso nem algo do tipo, mas esses tipos de comentários irritam, ainda mais em alta frequência. 

Respirou fundo, se levantou e parou a transmissão.

- Mas que merda! 

O loiro se jogou em sua cama escondendo seu rosto no travesseiro, logo o silêncio do quarto foi quebrado por um soluço. 

- Eles estão estranhos também... isso tá me irritando... 


Notas Finais


Próximo capítulo talvez narrado pelo Calango, deu pra ver que ele tá bem... sério? Acho que o mais normal fora das câmeras :')

Mas decidam, querem os possíveis diálogos do Saiko com as outras escolhas no próximo capítulo (apenas para saberem o que ocorreria) ou o Calango mesmo?

Espero que tenham gostado e fui!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...