História Lucifer - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 11
Palavras 1.055
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eu vou colocar o nome do Akuma como Lucifer enquanto ele estiver em casa

Capítulo 18 - Suas asas


Fanfic / Fanfiction Lucifer - Capítulo 18 - Suas asas


P.O.V RYU 



Ryu-- Soltem-no, AGORA! -- tento avançarmas me seguram

Nozoshi-- Ryu...chega -- diz com a voz baixa e desanimada

Asmodeus-- Parem de fazer show! Você, Kozo, venha conosco

O menor hesita e pega na perna de Nozoshi. Os dois são muito apegados, entendo, Nozoshi é o penúltimo filho

Lilith-- Ryu...meu filho -- coloca a mão direita em minha buchecha

Ryu-- Tire suas mãos de mim

Merda...tenho que me manter

Lilith-- Escute, seu irmão cometeu um erro enorme

Ryu-- Isso é sério!? -- bato em sua mão -- Somos demônios!!! Ele é o rei do inferno, Lilith! Logo você quer falar que Lucifer cometeu um erro!? -- riu sarcástico -- Devemos punir quem comete erros, mamãe?

Asmodeus-- JA CHEGA! 

Kozo-- R-Ryu está c-certo, papai...

Asmodeus/Lilith-- Oque???

Kozo-- Somos demônios...não tem essa de erro e castigo para alguém que comanda grande parte do inferno...

Nozoshi-- Kozo! 

Lucifer-- Parem de brigar! 

Todos olhamos para ele indignados

Lucifer-- Isso tem que ser feito, esqueçam isso

Lilith-- Finalmente! Eu vou voltar a ser rainha! -- toca o ombro dele 

Lucifer-- Eu ainda sou maior que você, Lilith. Ryu! 

Cerro os punhos e olho para meu irmão, acorrentado, sangrando, com sua marca brilhando

Lucifer-- Você Vai assumir

Nozoshi-- O-oque???

???-- Eu esperei por quase trezentos mil anos para isso

Ryu-- Merda...

Asmodeus-- Levem-no daqui. AGORA

Assim, guardas machucam ele e o levam a fora

???-- Finalmente, Lucifer caiu. De novo

Lilith-- Meu filho! Por onde esteve

O garoto se revela da escuridão com um enorme sorriso em seu rosto

Kurama-- Olá, Ryu!

Péssima hora

Asmodeus-- Se acertem, meninos -- diz com um tom normal -- Vou cuidar do lado norte

Kozo-- R-Ryu! -- corre até minhas pernas 

Ryu-- Nozoshi, vá para casa com Kozo. Já!

Assim ele faz, pega a criança no colo e a leva de lá com segurança

Kurama-- Mamãe -- pega sua mão e a beija

Ryu-- Por que voltou?

Kurama-- Por que não voltaria, irmãozinho?



P.O.V HATOKE


14:00

Um mês depois



Ren-- Hatoke...-- me cutuca

Olho pra trás e o vejo com uma cara não muito boa

Ren-- Você está bem? -- pega uma cadeira e senta ao meu lado

Hatoke-- Sim!...eu acho -- abaixo a cabeça

Ren-- Escute, nós pod-- 

Professor-- Os dois ai do fundo! Parem de conversa e façam a lição

Pedimos desculpas e Ren volta para seu lugar

Fecho o livro assim que o professor sai de sala, abro o caderno de desenhos, sem ter ideia do que botar no papel, fecho os olhos e rabisco a folha

Sora-- Não faça isso, garoto -- sua voz está rouca

Hatoke-- O que houve com a voz? -- sussurro em meio às falas barulhentas 

Sora-- Relaxa, não é nada de mais...-- senta na mesa -- Então...o que vai fazer hoje?

Hatoke-- O de sempre. Eu acho

Sora-- Garoto...você tem que parar de prender sua mente nele! Olha o Ren, ele gosta de você a muito tempo. Por que não faz da certo

Oque? É sério? O Sora dizendo isso?

Hatoke-- Espera, oque você falou? 

Sora-- É sério. Tenta, vocês já se beijarem algumas vezes, não foi?

Hatoke-- Sim, mas eu não senti nada!

Sora-- Hatoke! Para de pensar no Akuma. Ele não vai voltar

Merda. Merda. Merda! Péssimo lugar pra falar isso, Sora

O sinal bate, guardo minhas coisas e corro da sala ignorando Taro e Ren. Coloco meus fones e caminho até a cafeteria

Abro a porta e vejo Kazuo saindo do banheiro, desde que Akuma foi embora, ele tem se aproximado mais de mim e fica me abraçando, apertando minha cintura...

Abaixo a cabeça e corro até a sala de funcionários, coloco a bolsa no armário, tiro minha camiseta e coloco o uniforme junto ao boné 

Saio e troco de lugar com Yumi. Sim, ela começou a trabalhar aqui na cafeteria a alguns dias e tem me ajudado muito. Desta vez, eu faço os cafés, pego os lanches enquanto ela atende todos os clientes

Naquele momento fiquei nervoso, não sei se Kazuo ja tinha feito seu pedido ou não

???-- Oi, Yumi! 

Merda



P.O.V AKUMA


Os três guardas me arrastam através de um corredor cheio de celas. Todos estavam agitados, uns estavam gritando

???-- Lucifer "caiu"??? HAHAHAHAHAHAHAHA

Todos rindo

Filhos da puta. Vão ser os primeiros 

Ao final, tinha uma cela grande, em cima, uma placa


{Lucifer, o rei no inferno, cai novamente}


Lucifer-- Meu pai disse pra fazer isso? -- sou ignorado -- Uau, ele é bem...infantil

Ele está feliz com isso, achando que meus guardas vão deixá-lo passar. E se deixarem, Asmodeus se queima

A porteira é aberta, fico de pé e soltam meu braço. Antes que eles possam me empurrar levanto a mão e entro pacificamente 


。。。


Lucifer-- Ah, isso ta muito chato -- pego uma bolinha e jogo contra a parede -- Eu tô com fome!!! (T: debochado ele neh)

???-- P-Princepe? -- a voz ecoa

Lucifer-- É permitido dividir a cela? -- caminho

???-- Não...eu estou na cela ao lado

O pequeno demônio vem para a luz, arregalou meus olhos quando o vejo

Lucifer-- O-oque você ta fazendo aqui???

Hayato-- Asmodeus...-- Quando você saiu, Kozo me levou até os reinos para brincar e...

Lucifer-- Já entendi -- solto um longo suspiro -- Quando eu sair daqui, você vem comigo! 



P.O.V HATOKE


23:40


Kazuo nos esperou durante nosso turno. Saímos juntos no começo da noite, Sora nos acompanhou durante todo o percurso e isso me ajudou a esquecer tudo que aconteceu

Abro a porta e fico olhando para a rua movimentada, carros e motos passavam em velocidade máxima. A porteira se abre atrás de mim, apoio a cabeça em meus joelhos e espero o garoto sentar ao meu lado

Sora-- Tem uma coisa que eu nunca te mostrei...

Hatoke-- Oque? 

Sora-- Minhas asas -- ele se levanta e tira a camiseta

Hatoke-- S-Sora?

O garoto vira, em suas costas começam a sair como se fosse penas. Em volta dele, uma luz fraca, Sora se vira e me olha sorrindo

Sora-- Acho que isso pode te animar um pouco -- estende a mão

Hatoke-- M-mas...

Sora-- Não tenha medo, são apenas asas -- ri

Dou um sorriso sincero e me levanto, pego sua mão e andamos até a calçada

Sora-- Já pensou em voar? 

Sem ao menos me deixar falar, Sora segura minha cintura por trás e sinto o vento gelado em todo meu corpo. A sensação dele batendo em meu rosto, sentindo meus pelos arrepiarem, eu me sinto livre...


P.O.V AKUMA


Lucifer-- Hã...vou ter que dar uma bronca em meu próprio filho?

Hayato-- Porque ele foi o único de sua família que não caiu???



(T: Desculpa se ficou ruim e com poucas palavras...foi mal



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...