História Lúcifer - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Anjo, Lucifer, Viagem
Visualizações 10
Palavras 1.374
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Yooo ^^
Não muito grande, e desculpa a demora, mas espero que aproveitem o capítulo XD
Não esqueçam de deixar a opinião de vocês :3

Capítulo 29 - Capítulo 28 - Reencontro


Asha estava rindo a tempo demais pra Makena não considerar ofensivo, mas Asha não realmente se importava. 

- Eu estou constrangida simplesmente de pensar em vocês dois naquela conversa, sério. - Ela tentou se recompor. - Aquele anjinho realmente não tem nenhuma noção, não é?

- Isso provavelmente deixa a situação mais fácil pra ele do que foi pra mim. - Makena murmurou. Ainda estava pensando sobre como Lúcifer conseguiu ser tão confiante e honesto quanto aos seus sentimentos e enquanto isso ele mesmo não se sentir nada além de uma bola de vergonha. Naquele momento sua mente se dividia entre uma alegria impossível e um constrangimento sem tamanho. O que ele tinha dito??? Seja o que fosse parecia ter agradado Lúcifer???

- Então meu irmãozinho está namorando agora, hein? - Asha Se inclinou na sua cama pra poder olhá-lo na de baixo. - Bom, ninguém pode dizer que não esperava isso.

- Eu posso, eu não esperava. 

- Bom, pela parte do Lúcifer acho que ninguém esperava, mas que você tava a fim dele aparentemente não era um segredo nem pra ele. Mas bom, ele parece que passou muito tempo perto dos outros dois anjos amantes, não foi? Não é de se admirar que ele saiba reconhecer o sentimento, principalmente se sentia o mesmo. Você tem sorte. 

Ele concordou com um murmúrio. Por todo o tempo tinha pensado na visão de Miniel e o primeiro Theliel como um exemplo de amor romântico brutalmente destruído, e até então esse era o único exemplo de amor romântico que o anjo tinha. Se preocupava que isso o tivesse deixado cauteloso quanto ao assunto, era um certo alívio perceber que era uma preocupação vã. 

- Makena? - Sua irmã chamou.

- Diga.

- Eu também preciso falar com você sobre algo. Sei que não gosta de falar do futuro, mas é importante. Acho que é um bom momento também. 

- Diga. - Makena se encheu de medo de repente. Asha também não gostava de falar sobre o futuro, ele imaginava o que poderia levá-la a falar assim.

Sua irmã desceu da beliche e veio se sentar ao seu lado.

- Estive conversando com Selene sobre algumas coisas. Eu amo a vida que nós temos, e esse ano que passamos foi o melhor que eu jamais podia imaginar antes. Mas não posso deixar de pensar que esse é só um começo, e existem muitas coisas que eu gostaria de tentar, sei que somos capaz de ainda mais. - Ela respirou fundo. - Vou com Selene pra cidade dela. Não agora, mas em algum momento, vou tentar um vestibular de meio de ano. Eu gostaria de fazer uma faculdade. Ela também disse que vai criar coragem e tentar fazer algo que goste, e podemos dividir um quarto, não vou estar sozinha…

Makena a abraçou, interrompendo.

- Você nunca vai estar sozinha, seja o que for fazer vou te apoiar, certo? - Falou. Ela assentiu e o abraçou de volta. - Quer dizer que vamos ficar um tempo longe um do outro?

- Parece que sim. Eu sei que você não aguenta ficar longe da estrada, eu não pediria isso.

- Não vou mentir dizendo que não. Mas pode me dizer do que precisa, posso encontrar mais coisas pra fazer, conseguir mais dinheiro, qualquer coisa.

- Eu estou pensando nisso há algum tempo, não foi uma decisão por impulso, uma vez na cidade posso conseguir um trabalho, e fazer mais comissões. E agora que você e Lúcifer estão juntos fico um pouco mais tranquila que não vai estar sozinho. Não que fosse estar antes disso, mas sei lá, é diferente. Eu não vou ter que segurar vela também. 

Ele riu. Os dois continuaram conversando pelo resto da noite, como costumavam fazer.

***

- Você tá bem? - Selene perguntou a Theo. Lúcifer tinha saído pra caminhar com Miniel, ela tinha tido forças o suficiente pra um banho rápido, e agora tinha se jogado na cama com os olhos fechados, não se moveria por um tempo, a dor era horrível.

- Acho que eu é que devia estar fazendo essa pergunta. - Theliel franziu a testa pra ela.

- Asha disse que você teve uma crise depois que eu saí.

- Ah. Estou bem agora que tudo se resolveu, mais do que bem! - Ele também se jogou em um dos colchões ao lado da cama. Tinha deixado Selene ficar com a cama. - E você?

- É, na medida do possível. Mas ao menos é só um ferimento normal, não vai ter nenhuma maldição ou algo assim. 

- É um saco que você não vá poder me ajudar com luta por enquanto. Mas você também estava preocupada com outra coisa, não foi?

- É, algumas outras. - Ela suspirou. Theo ficou em silêncio enquanto Selene decidia se o diria ou não o que ocupava sua mente. - Eu fui pega de surpresa, não tive tempo pra me preparar pro ataque do lobo, e no momento em que o vi saltar, tudo que eu consegui pensar foi no dia em que minha irmã morreu, e como a coisa saltou exatamente assim pra cima dela, e ela nem pode ver...acho que me desesperei um pouco, mas pra ser sincera acho que agora estou um pouco aliviada. Eu passei os últimos tempos um pouco tensa com a ideia de um de vocês se machucar, se tivesse sido você ou um dos outros que não eu acho que seria bem mais desesperador.

- Isso é meio egoísta da sua parte. - Theliel reclamou. - Você não leva em conta o quão desesperados nós ficamos?! 

- Eu sei, mas não posso mudar como eu me sinto, posso? - Selene esticou o braço pra dar um tapinha na cabeça do amigo, e deixou a mão pousada lá. - Mas ainda tem outra coisa.

- O que é?

- Eu provavelmente devo dizer isso aos outros também. Eu falei, fui pega de surpresa no ataque da fada, ele estava furioso, veio direto pra me matar, eu senti isso. Mas no último instante, quando me virei e dei de cara com ele, ele disse uma coisa, que o fez mudar de ideia, e não atacou pra matar. Não sei como um lobo falou, mas ele me chamou de Sarin, e então mudou seus planos ou voltou um pouco à razão, não sei.

- O que sarin quer dizer? - O Nephilim perguntou. 

- Lembra daqueles dias que eu sumi, e vocês todos caíram matando em cima de mim depois? Eu me encontrei com um monte de coisas, briguei com algumas delas também, mas não vem ao caso. Nunca é seguro dar seu nome pra criaturas desse tipo, então quando elas perguntavam eu me apresentava como Sarin. É o nome de um dos venenos mais poderosos, um gás, e era o nome que eu usava em alguns jogos onlines, foi a primeira coisa que lembrei. Mas o que poderia significar pra aquela púca?

A porta do quarto se abriu devagarinho, Lúcifer entrou.

- Desculpe a demora. - Falou, parando logo em seguida quando os dois olharam pra ele com um sorriso malicioso. O anjo nem sabia o motivo, mas ficou vermelho. - O que foi?

- Nah, a gente só tá implicando com você. - Selene riu, depois gemeu. Lúcifer se apressou até ela.

- Miniel me ensinou algo, espero que dê certo, se sim posso te ajudar a curar mais depressa. - Lúcifer falou. - Mas vai usar mais da sua energia do que quando tiro a dor, ele disse que por isso não o fez mais cedo, quando você estava fraca demais. Você comeu?

- Sim, doutor Lúcifer, comi um pouco. - Ela sorriu e revirou os olhos.

- Hum, não se mexa.

Lúcifer colocou as mãos sobre o ferimento de novo. Não houve brilho ou qualquer sinal de que alguma coisa estivesse acontecendo, ele só as manteve lá por quase um minuto, e então relaxou e tombou pro lado, caindo no colchão. Theo o ajudou a se sentar novamente e se ajeitar devidamente pra dormir. Selene já tinha apagado também

- Você é tão maneiro! - O nephilim falou enquanto Lúcifer se cobria. - Como meu pai.

- Fico feliz. - Lúcifer murmurou. - De poder ajudar mais, e de termos encontrado Miniel. Vocês todos já são tão legais…

Ele começou a ressonar. Theliel sorriu, o dia tinha sido estressante pra todo mundo, mas era bom estar em casa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...