1. Spirit Fanfics >
  2. Lúcifer, Quer dizer Deus! - Vkook >
  3. Debaixo da mesa?!

História Lúcifer, Quer dizer Deus! - Vkook - Capítulo 10


Escrita por:


Capítulo 10 - Debaixo da mesa?!


Após o ocorrido Taehyung avia ficado emburrado.

-- Taehyung isso não foi minha culpa da pra parar de birra? - falo cruzando os braços.

Taehyung tinha uma dualidade incrível, uma hora o dominador fodão, outra a criança birrenta. Ainda me pergunto como irei lidar com essa criatura.

-- mas.. a mãe é sua!, Podia ter trancado a porta do quarto! - ele olha pra mim com um bico nos lábios.

-- você devia ter feito isso, nem sabia que você tinha segundas intenções a respeito, a culpa foi sua!. - Taehyung desvia o olhar.

-- mas.. eu aish! - ele se deita na cama se cobrindo todo logo em seguida.

-- transar é tão importante pra você assim? - falo soltando uma risada, logo vou até a cama me deitando ao seu lado.

-- não, eu só.. queria - ele do fazendo outro bico.

-- eu nunca transei. - digo o abraçando de lado.

-- eu sei. - ele diz dando de ombros.

-- como você sabe? - o olho torto.

-- eu assisti a cada momento que você ganhou um brinquedinho novo. - ela diz sorrindo.

Meu rosto cora de imediato.

-- v-voce viu?.

-- claro que sim - ele da de ombros e me abraça também. - Gukkie, você poderia se masturbar pra mim?, Poxa, seria tão gostoso vendo você se tocando e gemendo meu "nome".

-- tae cala a boca!, Amanhã temos que ir na escola.. pera você não tem documentos!. - paro para pensar.

-- eu arrumo por aí Jungkook, mas você não respondeu minha pergunta. - ele diz emburrado.

-- quem sabe no dia de são nunca - digo revirando os olhos.

-- quando é o dia de são nunca? - ele me olha feliz.

-- nunca - digo soltando uma risada, e logo ganho um tapa do ser ao meu lado.

-- ei isso dói!. - digo sorrindo.

-- indiota! - ele diz emburrado.

-- eu sei.

-- chato

--eu sei 

-- feio

-- eu sei

-- amor da minha vida.

-- eu.. pera oque?

Taehyung solta uma risada logo me abraça mais forte. 

-- boa noite Gukkie. - ele diz baixo colocando a cabeça em meu peito.

-- boa noite Taetae.. - digo manso, e sem resistir beijo sua testa.

Logo fechamos os olhos e dormimos.

[...]

Acordo com meu despertador, já era hora de ir para escola, estava animado, provavelmente faria a matrícula de Taehyung, e se tudo desse certo ele iria começar no mesmo dia. Finalmente tinha algo para me destrair nas aulas chatas.

Coloco a mão em meu peito na esperança de ainda encontrar a cabeça de Taehyung alí, mas não a acho, abro os olhos. Ele não estava na cama. Me levanto de imediato, não estava no banheiro também. Cheguei a procurar de baixo da cama, mas nenhum sinal do modelo. Derrepente ouço algumas risadas do andar de baixo, parecia minha mãe.

Ao descer encontro Taehyung e minha mãe, eles conversavam e riam de algo, Taehyung tinha um pano de prato no ombro esquerdo, e estava com um avental, certamente estava preparando o café da manhã.

-- mãe?, Taehyung? - me aproximo dos dois.

-- bom dia Jão, coma logo, ou nos atrasaremos. - Taehyung diz sorrindo.

-- estranho - minha mãe morde o lábio inferior - Taehyung o trata como se fosse o filho.

Levanto minhas sobrancelhas olhando para Taehyung, que se aproxima de mim bagunçando meus cabelos.

-- acho que foi por que quando éramos apenas crianças, Jungkook era apenas um bebê indefeso, agora eu vejo que ele se tornou um homem muito bonito, com todo respeito. Por ele ser agora um Homem, eu me sinto na obrigação de o lembrar quando ele era aquela criança catarrenta. - Taehyung diz e minha mãe solta uma risada.

Não soube como a mais velha caiu nessa de que eu conhecia o tae a muito tempo, talvez ela tenha caído nos encantos de Taehyung.

-- criança catarrenta sério? - digo cruzando os braços emburrado.

-- viu, uma criança? - Taehyung aperta minha bochecha.

Minha mãe ria.

-- espero que passe toda essa maduridade ao Jungkook, ele realmente precisa. - Minha mãe diz e Taehyung assente.

-- ei vocês dois!.. não dá pra falar com vocês! - saio Dali indo me arrumar, do meu quarto conseguia ouvir as risadas dos mais velhos, sorrio bobo e vou me direcionando ao banheiro.

_.-•°_.-•°

-- Muito bem senhor Kim, o senhor tem alguma alergia a algum alimento?, Alguma coisa que não possa digerir? - o diretor perguntava a Taehyung, O mais velho avia insistido que eu ficasse, já que depois Dalí precisaria o apresentar a escola.

-- a alimentos nenhum senhor - Taehyung falava prestando atenção no diretor, já eu prestava atenção nos detalhes do rosto de Taehyung.

-- como pode ser tão bonito? - acabo pensando alto.

Tampo a boca de imediato e o diretor e Taehyung me olham, Tae tinha um sorriso sacana de lado, e o Diretor me olhava com o cenho franzido.

-- como Jeon? - o diretor pergunta.

-- como o dia lá fora pode ser tão bonito? - me apresso a responder apontando para a janela da sala.

-- assim, mas está nublado Jungkook - Taehyung diz sorrindo cafajeste. 

-- eu gosto de dias assim - sorrio forçado.

-- ah claro claro. - Taehyung solta uma risada nasal.

-- então acho que é só isso Kim, o senhor pode começar hoje mesmo. Jungkook seja breve e apresente rapidamente a escola para o senhor Kim, depois peguem o começo da segunda aula. - o diretor diz checando alguns papéis, que antes Taehyung avia assinado.

-- vamos - Taehyung diz alegre se levantando e puxando minha mão.

_.-•°_.-•°

Taehyung estava sentado ao meu lado, era aula de ciências, e eu quase dormia na cadeira. Na nossa escola as cadeiras eram duplas, Yoongi avia faltado hoje, então estava sentado ao lado de Taehyung. Fecho meus olhos tentando cochilar, foi quando eu senti uma mão em minha perna. Olho de imediato a mesma vendo a mão de Taehyung.

-- tira a mão daí. - Murmúrio.

-- ok - ele diz tirando a mão de minha coxa e logo a colocando em meu membro.

-- ei!, O-oque tá fazendo?!. - sussurro já sentindo meu rosto corar.

-- tirando minha mão da sua perna, seu pau não é sua perna - ele diz baixo sorrindo.

-- as donzelas podem fazer silêncio? - minha professora de Ciências fala.

-- sim sim professora, viu Jungkook faça silêncio. - ele fala e eu engulo seco.

Sua mão atrevida já abria os botões de minha calça, eu respirava ofegante, olhando para os lados. estava com medo de alguém possivelmente ver oque ele estava fazendo.

Por mais que quisesse minhas mãos não tinham movimento, estava paralisado, não consiguia mover minhas mãos para assim interromper uma punheta, ou sei lá oque ele planejava fazer.

Solto um Murmúrio deleitoso, quando assim Taehyung apertava minha glande, que se encontrava saindo de minha box. Taehyung olha para mim colocando o dedo na frente dos lábios.

Mordo meus lábios com força quando ele abaixa o elástico de minha box, massageando de leve meu falo.

-- t-tae, p-para.. - Sussurro em seu ouvido logo arfando quando ele começa a me punhetar.

-- por que? Não é bom? - seu dedão roça minha glande fazendo assim eu choramingar.

-- estamos na aula. - digo baixo.

-- fique quietinho então boneca. - ele diz logo aumentando a velocidade em que me punhetava.

Era quase impossível não gemer, olhava para as pessoas a nossa frente, felizmente estávamos na última mesa da fila, assim ninguém nos via, mesmo assim, estava com medo que alguém escutasse. Meu membro estava melado de pré-gozo oque fazia sua mão soltar barulhos eróticos a cada movimento. Mesmo assim ninguém parecia ligar.

Já estava próximo sabia disso, Taehyung não facilitava, a cada movimento que ele fazia eu ficava mais sensível. Encosto minha cabeça em seu ombro, soltando um gemidinho manhoso quando finalmente atinjo meu orgasmo, sujando assim a mão de Taehyung.

-- você está bem Jungkook? - a professora pergunta. 

-- s-só bati o dedinho na mesa prof - digo sorrindo falso.

A professora olha para Taehyung mas ele apenas dá de ombros.

-- quer se levantar e ir pegar um gelo? - ela pergunta se aproximando.

-- não!!! Digo, não prof não tá doendo mais. - digo sorrindo enquanto Taehyung soltava uma risada nasal.

-- tem certeza amor?, Você parecia realmente estar sentindo dor. - ele diz fazendo um carinho na minha bochecha.

Indiota.

Todos começam a olhar para mim e Taehyung, talvez pela palavra que o mesmo avia soltado, em pouco minutos tae já avia ganhado a atenção de todos, não era para muito, já que o garoto realmente parecia um anjo, ao mesmo tempo um pedaço de mal caminho.

-- eles tão namorando? - ouço uma garota dizer.

-- Jungkook? Ele é muito feio! Com todas aquelas marcas no rosto ele não acharia ninguém!.

-- ouvi dizer que ele é bastante riquinho, deve ter comprado algum ator para ser namorado dele. Coitado garoto acabado.

-- da para vocês calarem a boca? - Taehyung diz num tom alto o suficiente, sua voz estava grossa, até mesmo a professora de assustou. - Sim nós namoramos, e mesmos assim isso não é da conta de ninguém. Vocês não tem vergonha na cara?! vão arrumar oque fazer.

Taehyung diz cruzando os braços e trincando o maxilar.

Abaixo a cabeça levemente corado e entrelaço minha mão com a de Taehyung, só depois que me lembro que a mesma está melada de porra.

-- você ainda não limpou essa mão Taehyung? - digo bravo levantando a mão de Taehyung. Percebendo apenas depois que metade da sala avia escutado, felizmente a professora avia saído da sala por assim ter acabado seu turno.

As pessoas primeiro olharam para a mão melada de Taehyung, depois para meu rosto corado, em seguida o sorrisinho de canto que Taehyung carregava.

-- oh nos descobriram - Taehyung diz rindo nasal.

O dou um soco de leve em seu braço.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...