1. Spirit Fanfics >
  2. Lucifer's cradle >
  3. Hell

História Lucifer's cradle - Capítulo 2


Escrita por: John_W

Notas do Autor


Aparentemente, eu acabei de pegar mais uma temporada pro lucifer's cradle

Capítulo 2 - Hell


?, ?

Johnny acorda com dor de cabeça, ele está embrulhado em um cobertor, porém está no chão

- (Mais que porra é essa?) - pensou Johnny

- Você demorou hein, tava pensando em te deixar - disse uma voz

Johnny tira o cobertor de seu corpo e aponta seu revólver pra voz. Ele vê um homen comendo comida

- Sou eu seu idiota - disse a pessoa

- Você tem dois segundos pra falar por que me sequestrou - disse Johnny

- Johnny, fui enviado do inferno pra possuir você - disse a pessoa

-... Desde quando que você pode trocar de corpo? - disse Johnny confuso

- Isso também é novidade pra mim... E olha só - disse a pessoa

A pessoa estala o dedo e aparece uma arma na mão dele

- Meus poderes demoníacos estão de volta - disse a pessoa

- ... Isso quer dizer que você finalmente tem a possibilidade de me matar - disse Johnny

- Yeah - disse a pessoa

A clima fica tenso, e Johnny e a pessoa começam a se encarar

- Eu não irei te atacar, não faria sentido fazer isso agora. Se lúcifer me devolveu os poderes, é por um motivo - disse a pessoa

- Você se lembra da primeira vez que você me viu? Eu fiquei louco e comecei a escrever o que você dizia, talvez eu tenha escrito como fazer o poder dos demônios voltarem - disse Johnny

- Não é bem assim - disse a pessoa

A pessoa se levanta e começa a sair de perto de Johnny. A pessoa fica parada

- Este é o máximo que eu consigo andar, se eu ficar longe de você, eu começo a enfraquecer e a perder os poderes - disse a pessoa

[Não, eu não irei fazer igual a JoJo, não se preocupe]

- E eu achando que eu finalmente iria me livrar de você - disse Johnny desanimado

Johnny pega um bule de café do chão

- Vamos, temos que andar. Temos que trabalhar - disse Johnny

Sala vermelha (?)

- Por que você me chamou aqui? - disse uma mulher

A mulher se senta na frente de lúcifer

- Eu fui informado de uma coisa horrível, e eu gostaria de saber se é verdade - disse lúcifer

- Minhas succubus estão sobre controle, não se preocupe com elas - disse a mulher

- É verdade que a adaga celestial, a espada de Azrael, e a raio da Aurora estão no mundo humano? - disse lúcifer

- ... - a mulher fica quieta e começa a suar muito

- Eu te fiz uma pergunta, asmodeus, aonde essas relíquias divinas estão? - disse lúcifer

- Eu ouvi dizer que isso aconteceu, porém não faço ideia de quem faria uma coisa dessas - disse asmodeus

- Já não basta o Azazel ter me traído, agora isso também está acontecendo - disse lúcifer 

- Quer que eu vá buscá-la? - disse asmodeus

- Por hora não, eu quero que você e leviatã vão INVESTIGAR, já não basta um humano ter um demônio ajudando ele, agora eles tem relíquias - disse lúcifer

- Esperai, como que roubaram o raio da Aurora que fica no inferno, e a espada de Azrael que fica no céu? - disse asmodeus confusa

- É o que eu quero saber. Eu nunca tirei a espada do meu pescoço, e me roubaram, e Azrael nunca tira a espada do coldre. Não faz sentido terem roubado - disse lúcifer

- Será que... - disse asmodeus

- Improvável, ele nunca se envolveu nessas coisas, não faria sentido ele se envolver agora. De qualquer forma, vão lá investigar - disse lúcifer

- Certo, voltaremos em breve - disse asmodeus

Saloon de valentine, (New hanover)

- Bem, eu os reuni aqui para um comunicado importante - disse James

- Vamos fazer um ganbang na Isabela finalmente? - disse Thomas levantando a mão

- Vai se foder - disse Isabela

- Como vocês podem ver, o Johnny não está aqui hoje... É por que eu estou saindo do nosso grupo - disse James

- Como é que é? - disse Thomas confuso

- Eu já estou velho, e eu não posso continuar com isso, então eu ficarei com a minha família. O controle agora é do Dylan - disse James

- Mas... - disse Isabela

- Espero que a gente se veja em breve - disse James

James sai do saloon

- Eu preciso falar, ou vocês já sabem? - disse Cross

- Ele está mentindo, os Pistoleiros não envelhecem, e mesmo ele não recebendo os poderes diretamente de lúcifer. O Johnny dá poder pra ele, tem algo errado aí - disse Isabela

- Isso é mesmo estranho - disse Cross

Thomas fala algo no ouvido de Isabela e mostra uma foto pra ela

-... Sério? Humpf, eu deveria ter prestado mais atenção. Vamos chamar o Dylan e ver o que ele acha disso - disse Isabela

- Aproposito, cadê o Dylan e o Johnny, eles não apareceram hoje... Nem o Renan - disse Cross

[Capítulo 1, temporada 1. demonology for beginners]

Livraria, (New Austin)

- Por que você me trouxe nesse lugar quente dos infernos? - disse Johnny

- Isso não é óbvio? De uma olhada nisso - disse Dylan mostrando uma foto para Johnny

Na foto tem uma criança morta no chão com marca de facada nas costa

- O que isso tem haver comigo? - disse Johnny confuso

- Essa é a mesma pessoa que apareceu na sua casa ontem, não é? - disse Dylan guardando a foto

- Sim, por que stalker? - disse Johnny

- Essa criança foi assassinada recentemente. A pessoa que assassinou ela foi um pistoleiro adulto homen, o pistoleiro que assassinou ela... Usou uma faca personalizada, a faca tem desenhos de caveira... Te lembra alguém? - disse Dylan

- Quem usa essa faca é o James, o que tem ele? Tá dizendo que ele matou a criança? - disse Johnny

- Precisamente. Porém tem algo estranho, os órgãos da criança também foram retirados - disse Dylan

- Humpf, quer que eu investigue isso ou algo do gênero? - disse Johnny

- Se possível, mantenha descrição... Por que o James faria isso? - disse Dylan

- Sendo sincero, ultimamente ele tem parado de agir pelo bando, antigamente ele fazia tudo pelo nosso grupo, porém, depois daquele nosso roubo, ele parou de se importar conosco, e começou a se importar com o dinheiro. Um dia eu até já vi ele vendendo órgãos - disse Johnny

- Ele mudou muito mesmo... Aproposito, por que o seu demônio perdeu a memória? - disse Dylan

- Eu não sou dele - disse uma voz

- Você consegue aparecer na sua forma original? - disse Dylan

- Não, eu não tenho força o suficiente pra isso, porém tenho força pra manisfestar um corpo próprio - disse uma voz

Aparece um homen do lado de johnny

- Soddisfatto? - disse o homen

- Eu tenho um chute. Você é abaddon, um dos únicos demônios que eu estudei pouco - disse Dylan

- Por que você acha isso? - disse abaddon

- Eu tirei essa conclusão com base na sua personalidade... Porém, eu ainda não entendeu o que você quer com o Johnny - disse Dylan

- Lúcifer poderia vir me salvar desse humano, porém ele não fez isso, e eu duvido que ele vá fazer isso. Então eu acabei gostando dele, e ele é um receptáculo bem interessante - disse abaddon

- Realmente, o dom dele de... Bem, aquele Dom é mesmo interessante, não posso te julgar nisso. De qualquer forma, me avise se o James fizer algo - disse Dylan

- No problem - disse Johnny sorrindo

Horas depois

Casa de Johnny, sala de estar

Johnny deitado no sofá de bruços

- Eu não levanto daqui nem tão cedo, eu peguei tanta carga pro cripps, tanto tesouro, eu só saio daqui quando eu estiver disposto - disse Johnny

- Olá novamente irmão - disse Ana

-... Criatura, tu não tem escola? - disse Johnny

- Qual é, eu não gostava de escola nem viva, depois de morrer é pior - disse Ana

- Beleza, tá afim de trabalhar de que? - disse Johnny

- Eu já pensei em ser médica, uma lojista... Ou uma bibliotecária igual a você e o papai - disse Ana

- Lojista? Você sonha bai... Calma aí, repete a última parte - disse Johnny

- Bibliotecária? Eu sempre vejo você e o pai entrando em casa com livros embaixo dos braços todo o dia. Achei que vocês trabalhavam com isso... Sabe, fixamente, achei que o roubo era temporário ou de vez em quando - disse Ana

- Sekai - disse Johnny

Johnny fica sentado no sofá

O tempo para

- Livros? Meu pai? Ele não é de ler, ele nem sabe ler direito, que porra está havendo? - disse Johnny assustado

- Me desculpa pela ironia, porém ele mudou da água pro vinho. Um dia ele se importava com você e a gangue, agora ele te expulsou da casa... Tem algo errado aí - disse abaddon

- Aby, você disse que consegue se afastar bem pouco de mim não é? Que se foda. Eu irei permitir você acesso ao meu corpo para exorcizar meu pai. Não agora, porém depois - disse Johnny

- Droga, deve ser um demônio poderoso pra poder possuir aquele homen - disse Abaddon

- Não, meu pai tem diversas fraquezas, como a ganância, a arrogância, o narcisismo, e a burrice, além de não confiar em ninguém. Possuir meu pai é fácil. Eu sou exceção, como você mesmo viu, quando você tentou me possuir, você perdeu suas memórias e os poderes - disse Johnny

- E já que eu estou me recuperando aos poucos, talvez nós conseguiremos matar esse demônio... Aproposito, você aparentemente agora consegue parar o tempo por seis segundos - disse abaddon

O tempo volta a andar

- Não, nós apenas gostamos de ler, porém ainda somos ladrões - disse Johnny

- Oh, agora faz sentido - disse Ana

- O que você está fazendo aqui? Pensei ter te expulsado de casa, John - disse James

- Sabe como é, eu sou um parasita - disse Johnny

- Eu odeio parasitas - disse James

Ana sai da sala de estar

- Eu serei claro apenas mais uma vez, eu quero você longe da minha casa - disse James

- Se não eu te ma... Se não sua mãe ficará triste com você - disse James

- Ok, Fine, estou de saída - disse Johnny

O tempo para

- John? Você nunca me chamou assim, e você tem dificuldade pra perceber o tempo para, vamos ver quem você realmente é - disse Johnny

Johnny se aproxima de James

- Eu mandei... VOCÊ SAIR DA MINHA CASA - disse James

James da um soco na barriga de Johnny, o soco atravessa a barriga de Johnny

- *Cospe sangue* What? Is no way, he couldn't do that - disse Johnny

Johnny vê uma sobra enorme, preta, vermelha e pesada atrás de James. Johnny em um relance, vê as veias do pescoço de James, e elas estão cinzas

O tempo volta a andar

Johnny atravessa a janela de casa e vai parar do lado de fora

- *cospe sangue* Como... Como isso é possível? Ele... Ele ganhou uma força fodida, e está com um ser atrás dele, que porra... Que porra é essa? - disse Johnny com dificuldade

- Um demônio forte, e as fraquezas dele? Temos que voltar logo pro Dylan... Johnny? Johnny!? - disse abaddon preocupado

(Johnny: Estado: Morto)

- Merda - disse abaddon


Notas Finais


Opa, só passando aqui pra falar uma coisa. Eu estou com um planejamento de uma série na cabeça.
A série gira entorno de um hacker que tenta não ser pego, ele trabalha no balcão de um shopping , e ele acaba tendo uma vida amoroso sem querer após concertar um eletrodoméstico.
Essa não seria a sinopse, mais eai, o que acharam da ideia?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...