História Lucky I'm in love with my best friend - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Dr. Whale (Dr. Victor Frankenstein), Emma Swan, Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada)
Tags Evil Charming, Evil Queen, Evilcharming, Prince Charming, Príncipe Charming, Rainha Má, Regina Mills
Visualizações 53
Palavras 1.963
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Magia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - An untold story


Fanfic / Fanfiction Lucky I'm in love with my best friend - Capítulo 2 - An untold story

Naquela noite Regina e David não dormiram pensando um no outro e no seu passado.
Eram 7 e meia da manhã quando o despertador de Regina tocou fazendo a mesma suspirar - Mais um dia normal em Storybrooke. - ela fala sem emoção levantando da cama e indo até o banheiro onde toma um banho e faz todas as suas higienes matinais.
Regina veste um dos seus vestidos tubinho, um casaco preto pois está Inverno em Storybrooke e calça uma bota preta também. Depois de fazer uma maquiagem leve e pentear os seus cabelos que vão até um pouco abaixo dos ombros, Mills desce e vai até a sala procurar o filho.
Como vê que o pequeno ainda não desceu grita das escadas - Henry! Vamos embora!

-Estou a ir! - Henry grita de volta pegando na sua mochila e logo descendo as escadas - Estou aqui, mãe.

-Ótimo, vamos para a biblioteca. - Regina veste o seu casaco, sai de casa com Henry e logo chegam à biblioteca onde estavam Emma e Killian - O David? - pergunta Regina vendo que estão os dois sozinhos.

-O David e a Mary ainda não chegaram. - diz Emma desconfiando Regina só perguntar pelo David.

-Humm...tudo bem, vamos começar a procurar respostas logo. - diz Mills pegando num dos livros.

~

-Mary, nós precisamos ir para a biblioteca. - David avisa a mulher pela milésima vez.

-Não, David! Não saio daqui enquanto tu não me disseres há quanto tempo me trais com a Regina!

-Eu já te disse que eu e Regina somos A-M-I-G-O-S - ele soletra - Quer saber? - ele pega no seu casaco - Eu vou ajudar os outros.

-Espera! - ela pega no seu casaco também - Eu vou contigo.

-Que seja. - David sai de casa irritado sendo seguido por Mary. Depois de alguns minutos chegam à biblioteca onde encontram os outros - Desculpem o atraso, tivemos alguns problemas pada resolver. - o principe Encantado apreçasse a se desculpar.

-Sem bem quais são esses problemas... - Regina resmunga baixo sem tirar os olhos do livro que folheava.

-Tudo bem, pai e mãe. Só nos ajudem a procurar algo relacionado àquele aprendiz. - Emma diz sorrindo para eles.

David logo se afasta da esposa e vai até Regina - Bom dia, morena.

-Bom dia. - ela responde seca.

-O que aconteceu? - ele acaricia as costas dela.

-Nada. Eu só quero acabar logo com isto. - Ela não se referia só à situação com o aprendiz, mas também ao seu sentimento pelo principe.

-Hey, ontem estavas tão alegre e animada. Fala comigo. Nós somos melhores amigos ou não?

-É...nós somos. - Mills encara o principe pela primeira vez naquela manhã - Eu só tenho um aperto no peito como se fosse acontecer alguma coisa. - aquilo era verdade, mas mais que isso Regina sentia ciumes por ver David chegar atrasado com Snow. A morena logo deduziu que eles tinham estado na cama curtindo um ao outro. Snow estava tendo o que ela queria ter so principe.

-Não vai acontecer nada, eu prometo. - ele diz dando um beijo na bochecha dela - Vai ficar tudo bem. - eles se abraçam e ela deita a cabeça no peito dele.

-Obrigada. - ela diz sem se afastar.

O loiro apoia o queixo na cabeça dela sentinso o seu cheiro de maçã - Eu prometo que sempre farei tudo para te sentires bem.

-E ele ainda diz que é só amizade. - Snow resmunga baixo olhando Regina e Savid de longe.

-Mãe, eu vou sair, mas já volto. Ok? - pergunta Emma se aproximando dela.

-Humrum. - Snow concorda sem tirar os olhos do marido.

-O que houve? - a loira segue o olhar da mãe até o pai e a amiga - Ciúmes da Regina? - vendo que Snow nao responde, continua - Eles são só amigos.

-Se eu não existisse, eles seriam muito mais que isso.

-Porque achas isso?

-Porque eu tenho olhos na cara e vejo como eles se tratam. Sempre que o David está com ela esquece completamente que eu existo. Ele olha para ela de uma maneira que ele nunca olhou para mim e isso vem desde a Floresta Encantada.

-Tenho a certeza que isso é algo da tua cabeça, mãe. O meu pai te ama muito, vocês têm amor verdadeiro.

-Acho que o amor verdadeiro dele é Regina...sempre foi.

-Não fiques pensando nessas coisas. -Emma beija a testa da mãe e sai da biblioteca.
Snow sorri fraco para a filha e volta a olhar para o marido.

-A Snow está nos olhando, é melhor ires ter com ela. - diz Regina se afastando do abraço.

-Medo da Snow?

-Eu não tenho medo dela, só não quero arranjar problemas no vosso casamento perfeito.

-Tu não arranjas problemas nenhuns.

-Não? Por isso é que a Snow me evita e está com os olhos pegando fogo nos olhando. Acredita que se saissem chamas dos olhos dela, eu já estava em cinzas.

-Olha...me desculpa por te afastar da tua amiga.

-Não me peças desculpa. Tu nunca fizeste nada de mal, eu que me intrometi na vossa relação.

-Não te intrometeste nada.

-Eu que te beijei naquele dia na Floresta Encantada e desde ai nunca mais nada foi o mesmo.


NARRAÇÃO REGINA ON


Hoje marquei um encontro com a Snow, pois quero fazer um acordo com ela.
Depois que peguei na minha maçã envenenada, enviei um recado à Snow para que ela me encontrasse nos estábulos do meu antigo castelo e fui até o local.
Então aqui estou eu olhando em volta deste estabulo e me lembrando de o quanto eu e Daniel fomos felizes aqui. Oiço um baruho da porta e olho para trás vendo Snow chegar - Finalmente chegaste. - digo me virando para ela.

-Onde está o David? - ela me pergunta. Ontem salvei o principe dela da morte e o pendi no meu castelo. Eu sinto algo estranho por ele, mas prefiro ignorar, odiar é muito mais facil.

-Ele está bem graças a mim. Sabes? - me a proximo dela - Devias me agradecer, pois eu o salvei da morte. - claro que eu não o salvei pela Snow, eu o salvei porque imaginar que ele pode morrer faz o meu coração doer.

-E depois o prendeste.

-Isso são detalhes. Mas diz-me, Snow, preferes o teu namoradinho numa masmorra e vivo ou morto?

Vejo ela suspirar e sorrio - Ok. O que queres?

-Quero fazer um acordo.

-Que acordo?

Sorrio vitoriosa e tiro a maçã da sacola preta de coro que tenho na minha mão - Eu liberto o teu namoradinho e tu mordes esta maçã.

-E o que essa maçã vai me fazer? Se fosse uma maçã normal, não querias que eu comesse.

-Não és tão burra assim - solto uma risada maléfica - Esta maçã vai te fazer dormir para toda a eternidade.

-O Charming vive?

-Sim. Ele vai viver feliz com a sua familiazinha.

-Certo. - Snow quase pega na maçã, mas eu volto a arruma-la.

-Primeiro eu quero te contar uma história. - começo a andar para fora do estábulo e ela me segue calada - Lembraste quando eu te contei que o Daniel fugiu sozinho e me deixou para trás?

-Lembro, foi uns dias antes de te casares com o meu pai.

-Exato. Então... - chegamos à campa que eu mesma fiz para Daniel - Isso é mentira. Então queres saber a real razão pela qual eu te quero ver sofrer? Está aqui. - aponto para o tumulo - Quando eu e Daniel estavamos fugindo juntos Cora apareceu e o matou bem na minha frente e tudo isao é culpa tua! Tu contaste para Cora o meu segredo, isso custou-me muito caro e ainda mais caro a Daniel.

-Eu... - ela não sabia o que dizer - Regina, me desculpa. Eu era uma criança e... - não a deixo terminar.

-Para de dar sempre a mesma desculpa, Snow White. - digo e volto a tirar a maçã da bolsa - Chegou a tua hora de sofrer.

-Eu aceito isso e me desculpa mesmo, Regina. Nunca quis te fazer mal. - ela diz pegando na maçã.

-As tuas desculpas não te valem de nada agora. - digo esperando ela meter a merda daquela maçã na boca.

-Tudo bem, eu te entendo, Regina, e me desculpa mais uma vez. - ela leva a maçã à boca e a morde olhando nos meus olhos. Segundos depois a vejo cair desacordada no chão.

-Bons sonhos, Snow White. - dou uma risada maléfica e volto para o meu castelo. Vou para o meu quarto -Sydney!

Ele aparece no espelho - Estou aqui, Majestade.

-Mostra-me a Snow White. - ordeno e ele me obedece me mostrando ela sendo levada até um caixão de vidro pelos anões amigos dela. Solto outra risada vendo eles chorando por aquela garota - Já vi o suficiente, Sydney. - ele volta a aparecer no espelho.

-O que vai fazer agora, minha rainha?

-Agora vou soltar aquele principezinho. Eu posso ser má, mas cumpro os meus acordos. - saio do meu quarto indo até as masmorras. Passando por lá vejo várias pessoas presas me olhando com odio e sorrio vitoriosa. Passo por varios dos meus guardas e ele fazem veneas perante mim - Quero ver o principezinho. - digo para um guarda. Eu prendi o Charming num lugar todo fechado para mais ninguém desconfiar de que eu o tenho aqui.

-Como a Majestade desejar. - ele diz e abre a cela do principezinho.

-Olá, Querido. - digo ao entrar na cela - Como estás te sentindo?

-Estaria bem melhor longe daqui.

Solto uma risada e seguro o seu rosto com uma mão - Se é isso que queres, eu o farei. - desço a minha mão até o seu peito e sinto os seus musculos - Humm... - mordo o meu lábio inferior - já vi o que a Snow viu em ti. - me aproximo mais dele - Talvez me deixes experimentar um dia. - sorrio vendo ele olhando a minha boca - Guardas! - chamo e aparecem logo 3 à porta - Desprendam o principe e depois nos deixem sozinhos.

-Como desejar, majestade. - um deles diz e os 3 entram na cela. Fazem o que eu ordenei e saem me deixando sozinha com o loiro gostoso.

-Então...agora ninguém está olhando, podes fazer o que desejas.

-Quero ir embora. - ele afirma desviando o olhar de mim.

-Mas antes disso queres outra coisa, não é verdade? - seguro o seu rosto e o faço olhar para mim - Eu compreendo o facto de teres desejo por outras mulheres, a Snow é apenas uma virgenzinha que nem sabe o que é sexo ou desejo carnal. - aproximo os nossos rostos - Mas eu sei... - toco com os meus lábios nos seus sem beijar de facto. Vejo que ele não se afasta e o beijo com desejo sendo retribuida da mesma forma.


NARRAÇÃO REGINA OFF


-É...mas eu não te impedi. Muito pelo contrário...eu retribui. - David responde acariciando o braço da morena.

-Mesmo assim eu...acho melhor nos afastarmos. Será melhor para nós dois. - Regina se afasta do loiro e vai procurar pistas sobre o aprendiz noutro canto da biblioteca.

~

Emma entra apressada na biblioteca acompanhada pelo seu amigo August - Eu trouxe o August. - ela diz.

-E posso saber o porquê? - pergunta Regina cruzando os braços.

-Eu sei quem é o aprendiz. - o moreno afirmar e todos se aproximam um pouco ficando atentos à conversa - Eu nunca o encontrei, mas sei que ele está em Storybrooke e... - ele pega num papel com um desenho de um rosto e o mostra para todos - ...esta é a aparencia dele.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...