1. Spirit Fanfics >
  2. Lucy , A irmã do Harry Potter >
  3. Ano 1 Capítulo 2 Conhecendo meu irmão.

História Lucy , A irmã do Harry Potter - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


O que acharam de primeiro capitulo?
Que segredo eles estão guardando?

Capítulo 2 - Ano 1 Capítulo 2 Conhecendo meu irmão.


Fanfic / Fanfiction Lucy , A irmã do Harry Potter - Capítulo 2 - Ano 1 Capítulo 2 Conhecendo meu irmão.

Era uma manhã tranquila quando Lupin me entregou a carta.

-Ah será que Harry recebeu?

-Com certeza!

-Mas como ele vai.

-Disse Dumbledore que Hagrid vai busca-lo casos seus tios não permitirem a entrada na escola.

-Posso ir junto com Hagrid Tio? Por favor deixa eu ir com ele.

-Vamos fazer assim, vou mandar uma coruja para Hagrid, para a gente se encontrar no beco diagonal. Pode ser?

- Claro que sim!

Estávamos no beco diagonal na Madame Malkin, para roupa de todas as ocasiões, para comprar meu uniforme até que vi o Roy, junto um menino de cabelos bagunçados castanhos e olhos Verdes.

-Harry?

-Lucy? Respondeu Harry espantando. -Você é real!

Eu corri e abracei Harry, assim como Harry me abraçou. Era uma felicidade muito forte, poder sentir o toque do meu irmão.

-Você não sabe como eu quis isso! A propósito feliz aniversário!

-Você sabe que hoje é meu aniversário?

-Claro que eu sei! Somos Gêmeos!

-Eu estou aqui Lucy!

-Ah oi Roy! Como está?

-Bem, obrigado. Então é esse o seu irmão? Ele vive numa família Horrível!

-É, eu imagino!

-Olá Lucy, veio encomendar mais vestido? Disse Madame Malkin.

-Hoje não Senhora, hoje eu vim comprar vestes para Hogwarts.

-Parabéns Lucy.

Junto com a gente havia um menino de cabelo Loiro ensebado. Era da Família dos Malfoys. Toda vez que Lupin tinha que conversar com o Senhor Malfoy, eu sentia que aquela família não era boa! O meu próprio tio disse que ele não era bom, e que caso eu estudasse com ele, era bom eu ficar longe.

Depois que experimentamos nossas vestes Hagrid e Lupin já haviam comprados nossos materiais restantes.

-Tio Lupin posso ter minha coruja?

-Tem certeza que você quer uma coruja? Porque não pega um outro animal? Já temos uma coruja de correspondência em casa.

-Está Bem! Então eu quero uma aranha!

-Tudo bem Lucy, Vamos no olivares comprar sua varinha enquanto eu e Hagrid vamos comprar os animais para você e o seu irmão.

            Estávamos nos três no olivares, enquanto uma fita métrica nos medias, senhor olivares começou com o Roy.

-Lembro quando seus pais vieram comprar suas Varinhas senhor Garnier.

-Você conheceu meu pai!

-Certamente! Atualmente está preso em Azkaban por assassinato e por seguir você sabe quem.

-Eu não sabia disso.

-Mas sua mãe era boa. Ah aqui, tente essa aqui! Com núcleo de dragão, 30 cm.

Roy testou a varinha e para sua surpresa não deu certo era muito forte.

-Não é essa! Disse Olivares.

Então ele puxou uma varinha pelo de Unicórnio 21 cm, carvalho e Farfalhante, Roy testou e deu certo.

-Essa varinha é muito parecida com a de sua mãe.

Vamos a senhorita Potter agora!

Olivares pegou uma varinha parecida com o da minha mãe Lily Potter, porém a varinha não correspondeu muito bem, quando pegou uma varinha Similar com a do meu Pai James, ela correspondeu muito mal. Então Olivares pegou uma varinha de Bétula (vidoerio) flexível núcleo de calda de fênix 30 cm preta.

-Teste essa senhorita Potter!

No momento em que peguei a varinha ela me aceitou. Porém o olhar do Olivares me deixou preocupada.

-Aconteceu algo senhor?

-Essas varinhas são muito curiosas, mas é estranho essa varinha ter te aceitado.

-Porque?

-Eu vendi essa varinha há anos atrás a um bruxo, que cometeu alguns erros no passado, mas se arrependeu deles. Essa varinha geralmente escolhe os donos mais difíceis de se lidar. São pessoas incompreendidas, mas algumas vezes fazem coisas heroicas da sua vida, tornando em algumas circunstancias modificando a visão que se tinha do Bruxo. Elas são simples, mas elas são poderosas especiais.

-Você acha que posso ser mau um dia?

-Eu não sei senhorita Potter, mas se essa varinha te escolheu, algum segredo sobre a sua pessoa qualquer hora será descoberta.

Aquilo tinha sido a coisa mais horrível que eu já tinha ouvido, mas era impossível que meu padrinho Lupin estivesse escondendo.

            Depois da gente ter pegado nossas varinhas. Fomos ao encontro de Lupin e Hagrid.

-Lupin olha a minha Varinha.

-Ah! Ela é muito bonita!

Obrigada! O Olivares me disse que eu irei descobrir algum segredo sobre mim.

-Ah, as vezes é uma coisa que você apenas não se deu conta.

-Verdade, Tio Lupin, você não está me escondendo nada, certo? -Claro que Lucy, jamais esconderia algo de você!

-Tudo bem, eu confio em você.

Depois de comprarmos os materiais enquanto eu e meu Tio voltamos para casa, Harry voltou para Dusley e Roy voltou para casa de Hagrid.  

 


Notas Finais


E ai? Preparado para o próximo Capitulo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...