1. Spirit Fanfics >
  2. Lung - Supercorp >
  3. Minhas filhas

História Lung - Supercorp - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Minhas filhas


Quando a Josie tinha um ano e quatro meses, a Davina tinha quatro meses e a Kara ainda estava no início da sua gravidez da Lori, Kara assistiu a esposa arrumar as coisas e ir embora com uma das suas filhas, a irmã gêmea de Jô, Elizabeth, sem dar um único motivo para tal mudança.

Kara tinha gerado as gêmeas como tinha sido decidido entre ela e a esposa, depois resolveram ter a Davina e quem gerou foi a esposa da loira. Elas são híbridos e ainda tinham condições de ter filhos biológicos, fazendo a esposa da Kara uma das pessoas mais felizes daquela cidade ou até do país. Mas as filhas pareceram ser demais para a outra mulher e a mesma sumiu.

Depois de quinze anos, a mulher estava na frente dela sorrindo como se as duas fossem fazer as pazes e voltar a ser o que eram antes. A maior vontade de Kara naquele momento era encher o rosto de ex-esposa de porradas, ela estava se controlando para não fazer, se controlando para não mostrar que tinha ficado mexida com a volta da ex-esposa, que aquilo a afetava.

- Não fale desse jeito com a sua esposa, Kara – A outra mulher levantou da cadeira e deu a volta na mesa, se aproximando devagar da mulher loira.

- Ex-esposa, você se tornou minha ex-esposa quando arrumou suas coisas, indo embora com uma das minhas filhas – Kara fechou as mãos em punhos e deu um passo para trás ao perceber que a outra mulher estava perto.

- Nossas filhas... – Kara revirou os olhos - Quero conhecê-las.

- Mas não vai, perdeu seu direito – Kara segurou a alça da bolsa com força, respirando fundo várias vezes - O que você quer aqui, Lena?

- Como já disse, quero conhecer as minhas filhas – Lena voltou a se sentar, colocando as mãos em cima da mesa e fazendo Kara rir de forma irônica, a loira não estava acreditando na cara de pau da outra mulher.

- Fique longe das minhas filhas...

Do outro lado da cidade, na escola, Josie parou o carro no estacionamento, olhou para a irmã mais nova pelo retrovisor do carro, percebendo que Lori estava com os fones de ouvido. Ela suspirou antes de abrir a porta do carro, saindo do mesmo na hora que a Davina saiu, Lori hesitou, mas saiu do carro.

Tinha sete polícias na porta da escola, revistando os estudantes ou apenas checando os perímetros do local. De longe, Josie identificou um dos polícias que estavam lá, era a tia delas, Alex Danvers e a delegada da cidade depois que o antigo delegado resolveu se aposentar após muitos merdas, Alex era uma das polícias mais sérias que os moradores já conheceram, mas ela era diferente quando se tratava da sua família, inclusive das sobrinhas.

- Bom dia – Um policial parou na frente das mais novas, ele estava com um detector de metais em suas mãos. Josie foi revistada primeiro, ela está com os braços abertos quando um carro totalmente preto entrou na escola com o som no alto e chamando a atenção de todos os alunos que estão na porta.

Era um carro antigo, um Dodge Charge de 1970, um carro que Lori aprecia, um dos veículos que estava na lista dela quando fosse comprar. Josie olhou três pessoas saírem daquele carro, uma garota ruiva, baixinha e que segura a alça da sua mochila, uma garota loira, alta que estava falando com os dois sobre alguma coisa que Josie achou banal e um garoto de cabelo cacheado, com um sorriso convencido no rosto e que era um pouco mais baixo que a loira. Ao ver da Josie, os três pareciam bem amigos ou talvez até mais.

- Por favor, quem terminar de ser revistado, entrar na escola – O diretor se pronunciou após ver tantos alunos do lado de fora da escola. Josie sacudiu a cabeça antes de entrar na escola com as irmãs. Os corredores estão vazios e calmos enquanto as três estão andando por eles, a maioria dos alunos se encontraram do lado de fora da escola, esperando outros alunos.

Josie parou no armário dela, era o mesmo dos anos anteriores, seu armário tinha três fotos na porta, uma dela com a Lori no parque de diversões, uma com a mãe e a irmãs e outra com os amigos durante uma viagem. Além das fotos tinha seu horário, mas esse ela teria que mudar ainda essa semana.

Um cheiro familiar invadiu as narinas da morena, era seu melhor amigo, MG que tinha seu armário do outro lado do corredor. Ela colocou a mochila no armário junto dos livros que não precisaria nos primeiros horários, ela tem aula de história e química nos primeiros horários, novos professores, já que os antigos resolveram fazer as malas e irem embora da cidade.

- Jojo – Josie fechou o armário quando escutou a voz da ex-namorada, Josie namorou Penélope por cerca de um ano quando tinha quinze pra dezesseis, foi a primeira namorada da morena e depois do término, elas continuaram como amigas, mesmo com Penélope dando em cima dela todos os dias.

- Oi, Peez – Josie acenou para a outra garota e começou o seu caminho para a sala de história, sabendo que Penélope iria a seguir - Não venha falar que está com saudades de mim, porque nos encontramos ontem.

- Assim você parte o meu coração, Josie – Penélope fingiu estar chateada e a morena gargalhou enquanto balançava a cabeça - Aula de história? Achei que estava tentando fazer biologia para ser policial florestal – Josie suspirou quando parou na frente da sala. Como era seu último ano, ela escolhia qual era sua grade curricular para entrar na faculdade que desejava, o problema era que biologia não tinha no primeiro horário e tinha que preencher.

- Não posso ter tempo livre segundo o diretor – Josie colocou o livro contra o peito e soltou mais um suspiro - Nos encontramos no almoço? – Penélope assentiu e a morena entrou na sala, se sentando em uma das cadeiras perto da janela da sala, tendo total visão dos alunos que entravam na escola.

Ainda dava para ver Alex na porta da escola, orientando os policiais e alunos que passavam por ela. Alex era um dos grandes motivos da Josie querer ser guarda florestal, outro motivo era sua grande paixão por qualquer animal e se tornando vegana quando completou seus quinze anos de idade. Mas por ser um cão do inferno e ainda uma bruxa, ela às vezes perde o controle e o seu lobo acaba atacando algum animal, mas isso era a cadeia alimentar.

Josie parou de olhar a tia quando sentiu o mesmo cheiro que sentiu quando os três novatos saíram de dentro do carro. Cheiro de encrenca. Ela olhou na direção da porta, encontrando os três entrando na sala, eles se sentaram e começaram a conversar no final da sala, coisas que Josie não tem interesse.

- Bom dia, alunos – A nova professora entrou e a morena olhou para ela, os alunos ficaram em silêncio na mesma hora - Eu sou Rebekah Mikaelson, sua nova professora de história – Ela escreveu o nome dela no quadro e depois olhou para os alunos. Josie sentiu que aquele nome era familiar para ela.

Mikaelson...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...