1. Spirit Fanfics >
  2. Lupus Demone - Vkook >
  3. Prince of Hell

História Lupus Demone - Vkook - Capítulo 21


Escrita por:


Capítulo 21 - Prince of Hell


Fanfic / Fanfiction Lupus Demone - Vkook - Capítulo 21 - Prince of Hell

"Igualdade, justiça e liberdade são mais que palavras; são perspectivas!" - V de Vingança.

É notório como fazemos as nossas escolhas na vida, seja certa ou errada, mas ainda assim tivemos escolhas...como o livre arbítrio, essas pessoas são tão sortuda. Já Taehyung não teve essas escolhas, ou melhor, não teve essa sorte. Viver como um lobo demonio, é...como uma benção e uma punição. 

Independente das escolhas de Taehyung, o resultado sempre é o mesmo...sempre lutando contra a morte.

Se despertava de um sono turbulento mas também tranquilo, se sentindo revigorado. Olha ao seu redor, encontrando o vazio do quarto em tons preto e cinza.

- Jungoo

Olha para seu ombro, o vendo com ataduras, seu corpo estava todo coberto. A única lembrança, era de sentir frio, algo que nunca aconteceu.

Olhou para janela, a neve ainda cobria o chão...tão linda. Sorriu.

Se levantou e caminhou, pela enorme casa, na esperança de encontrar seu alfa, mas antes se livrou das roupas, apenas ficando com uma box vermelha.

Olhou ao redor, conseguiu ouvir vozes de uma distância. Entra na sala, recebendo olhares preocupado e aliviados.

- Meu rei.- correu o abraçando fortemente.- Você está melhor? Se lembra de algo?

- Apenas de sentir frio e...- parou sua fala, quando se lembrou de algo.- Eles me acharam Jungoo.

Desespero, a história estava se repetindo mais uma vez, e Taehyung já sabia o final.

- Eu preciso proteger vocês, estão em perigo por minha causa. Jungoo, eu não posso te perder, eu já perdi muito.

Jungkook apertou o mesmo em seu braço, liberando um pouco do seu feromônio, o acalmando instantaneamente.

- Calma meu amor, estarei aqui, vamos fazer isso juntos.

Jimin corre junto com Hoseok, abraçando Taehyung.

- Nunca mais nós assusta.- disse Jimin chorando, era um ômega tão dócil e sensível.

Youngjae levantou do sofá, o olhando com preocupação.

- Oi lobinho, você está melhor?- Taehyung assente.- que susto que nos deu.- o abraçou fortemente.

Taehyung percebeu que ganhou uma família, aquilo o fez tão feliz.

- Vou buscar roupas para você...não gosto que as pessoas veja seu corpo lindo, só eu posso.

Disse emburrado, indo para o quarto. Mas quando estava chegando perto, viu alguém saindo do quarto. Jackson.

- Wang, o que pensa que está fazendo?

- Senhor Jeon..eu...eu...estava procurando o Tae.

Mentira, foi isso que Jeon percebeu.

- Volte para onde todos está agora.- ordenou.

Droga, será o Jackson o traidor? Jungkook não queria pensar nisso. Mas irá ficar de olho no mesmo.

Entrou em seu quarto, olhando ao redor, sentindo o cheiro do Jackson, mas grande parte era o cheiro do Taehyung. Olhou em volta, vendo que tudo estava no devido lugar, certificou que a gaveta onde o diário se encontrava, esteja trancada.

Pegou uma calça, sabia que Taehyung reclamaria da camisa.

- Jungoo, quero conversar com o membro da igreja.

- tudo bem, mas quero está presente, não só eu.

Entrando na sala vazia que só encontrava um homem, com um crucifixo na mão.

- Demônio.- proferiu no momento que viu Taehyung. - Como pode está vivo?

Taehyung se aproximou.

- Vamos ter uma conversa civilizada, responderei suas perguntas, assim como responderá as minhas.

- triskelion, é real.- disse o homem, admirando a marca negra.

- É o símbolo do meu clã e minha raça, que graças as pessoas como você, foi a extinção.

- Não podemos abrigar um filho infernal no mundo humano.

Todos ouvia e assistia, sem dizer nenhuma palavra.

- Vocês trabalha para o governo...você são tão sujos.

- Trabalhamos em nome do nosso senhor.

Até nesse momento tem a audiência de envolver deus, em algo tão sujo e desumano.

- Mais quem trabalha para o governo?

- Muitos, igrejas, caçadores até mesmo a população.

- Vocês os oprimem. Ou seguem a igreja e seja controlado pelo governo ou será morto como um herege e criminoso. Os tempos medievais já acabam a tempos.

- Queremos nos livrar de seres profanos como você.

Jungkook não conseguia assimilar corretamente.

- Vocês são a resistência.- disse o homem olhando todos.- O mundo é feito pela lei do mais forte, quanto mais poder mais respeito, não é mesmo Jeon jungkook?

- Alta cúpula, me diz onde está.- perguntou Taehyung.

- Ninguém sabe, ele é tão astuto quanto você, porém não é um herege, garoto infernal.

- Vocês mataram todos que amo.

A Fúria já consumia jungkook, quem ousa fazer seu rei sofre...

- Consequências da sua existência, e continuará até que morra e volte de onde veio...o inferno. Seus pais queimaram naquele incêndio, salvando uma aberração, em troco de que? Seu irmão, não merecia aquele fim, tudo te salvando.

Os olhos de Taehyung ardia, queria chorar, sentia o peso daquelas palavras, em partes aquilo era verdade.

- Vocês incendiaram minha casa, matando meu pai e mãe, você são os verdadeiros monstros.

- Estávamos cumprindo ordens.

Tudo estava se encaxando.

- Vocês me temem. Por que?

- Você é a raiz do mal, sua mãe fez um pacto com o diabo, para ter mais um filho, mas em troca, você reinaria e traria o inferno na terra. Todos hereges.

O homen dizia tudo com ódio. Mas isso era verdade?

- Você conhece a profecia?- perguntou o cristão.

Taehyung encarou o homem. Jungkook se aproximou mais, queria muito saber sobre a situação.

- A profecia que diz, que seremos servos de um rei infernal... você é esse rei. O nosso propósito é te exterminar.

- "A lua de sangue brilhará sobre o túmulo de um rei, e desse brilho ele resurgirá do submundo." O que me diz sobre isso?- Taehyung perguntou

- A situação é mais grave do que pensei. Me ouça jungkook, mata esse lupus Demone, ele não é humano... é um demônio imortal.

- Ele quase morreu graças a você, seu inseto.- proferiu jungkook com escárnio.

- O que te faz pensar que sou imortal?

- Isso não importa, mas sabemos que suas fraqueza... acônito, não é mesmo?

Taehyung olha para Jungkook, ele era o único que sabia disso.

- Jungkook, você disse para alguém? Eu te pedi para não me decepcionar.

A raiva e a tristeza de jungkook, ficava cada vez mais evidente.

- Você não confia em mim, Tae.

- Não é isso, você sabe como as coisas funciona...minha existência é um perigo para você, se sabem das minhas fraqueza o risco que não consegui te proteger é maior

- Eu sei me proteger.- gritou jungkook.

Taehyung ficou surpreso, assim como o bando. Nunca pensaram que jungkook gritaria com seu alfa.

Jungkook nunca levantou a voz para o Taehyung, mesmo quando ficava chateado. Taehyung lembrou do seu diário, o maldito diário. Se amaldiçoou tanto pro ter escrito tudo...tudo porque se sentia sozinho.

- Jungkook, meu diário. Alguém o pegou?

Era como jogar verde.

- Viu o que você causa? Só discórdia.- disse o homem.- Já que é fiel ao seus deuses, porque não cogitou de ser filho de Hades?

- Cala a boca.- o famoso autocontrole de jungkook, estava esvaindo.

- Talvez seu amado seja o traidor. Até porque um demônio não ama, ele mata. Depois de anos a sua caça,  finalmente te encontramos. Estamos pronto para te exterminar.

- Mandei calar a boca.- jungkook usou sua voz de alfa. Pela primeira vez Taehyung viu jungkook nervoso.

- Meu irmão, vocês o mataram.

- Ele mereceu, me lembro bem das suas últimas palavras, dizendo o quanto te ama. Pobre garoto.

Taehyung deixou suas garras a mostra, acertando o "devoto" no rosto, fazendo com que sangra.

- Vocês tirou tudo de mim.

- Continuaremos, até a sua morte, demônio. A igreja se uniu ao governo, até porque temos tanta influencia nas pessoas, o governo precisa de aliados como nós.

- Vocês matou meu irmão.

- iríamos fazer isso com seu amado alfa, pena que é protegido.

- Como assim?- pronunciou jungkook.

- Alguém o protege, até porque não queremos uma guerra com um lúpus puro. Pena que você é a resistência, que fica contra o governo.

Era tanta informação para Jungkook e Taehyung.

- Agora que sabemos como você é, será muito fácil te matar. Prata e acônito.

Taehyung arregalou os olhos.

- Como sabe da prata?- o homem começou a rir em deboche.- Responde porra.- Taehyung levantou a voz.

- Temos nossos informantes, como vai seus lobos?

Taehyung o olha com tanto ódio. Jungkook sabia que tinha que o tirar dali.

- Tae, seus lobos tão seguro...calma.

- Você me pede calma...sério? Calma? Eu tô cansado de tudo isso, de ter que lutar pela minha vida. Estou cansado de lutar.

Disse se ajoelhando no chão.

- Estou tão cansado...- sussurrou Taehyung.

Era de se esperar, a esperança realmente existe? Tudo parece tão sem cor...a dor do passado, o qual filha da puta o destino pode ser?

- Ao menos uma vez, queria ser normal. Estou tão cansado...cansado de viver.

Continua...


Notas Finais


Esse capítulo foi mais diálogo, não foi tudo explicado kkkk mas espero que tenha entendido o necessário, qualquer coisa me perguntem.

Será Taehyung um demônio?

Quem será esse alta cúpula?

Kkkkk

Até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...