História Lutando por você (SUHO-EXO) - Capítulo 11


Escrita por: e X_ana_X

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chen, D.O, Kai, Lay, Suho, Xiumin
Tags Hentai, Luta, Romance
Visualizações 61
Palavras 805
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem do capítulo, e me desculpem por não ter postado antes.

Capítulo 11 - 11


Fanfic / Fanfiction Lutando por você (SUHO-EXO) - Capítulo 11 - 11

Estava com minha cabeça apoiada nos ombros de Suho, que no momento tirou uma arma de sua cintura e apontou para a pessoa que estava atrás de mim, me virei para ver quem era, mas não dava para ver a pessoa usava uma máscara e também a escuridão que estava lá não ajudava.

 - Quem está ai?- Suho falou apontando a arma para a pessoa, mas ele não respondeu. Então a pessoa saltou uma arma para fora de seu bolso e começou a atirar e Suho me pegou em seu colo e se abaixou para de baixo da mesa.

 - Fica aqui que eu vou lá. - disse já quase se levantando.

 - Nada disso. – peguei a arma de sua e engatiei para trás do sofá e me levantei.

 - Ei idiota!- no mesmo momento atirei em sua perna, e dei uma rasteira nele o fazendo cair e tomei sua arma. Tirei sua máscara para ver quem era, mas quando tirei não o reconhecia.

 - O que veio fazer?- diz Suho indo em direção ao cara no chão.

 - Vocês acham mesmo que vou falar isso para vocês?- disse aquilo e me deu uma vontade enorme de socá-lo, mas antes que eu fizesse alguma coisa Suho começou a socá-lo bem onde eu tinha atirado.

 - Se você quiser voltar vivo para casa aconselho que faça isso. - disse Suho com uma cara meio estranha. O cara não disse nada então Suho pressionou seu ferimento que fez com que gritasse de dor.

 - Ok eu falo, eu vim a mando do gangster ele quer te matar ele. - fala apontando para Suho, achei aquilo meio estranho porque ele queria matar o Suho.- E ele quer pegar você S/n. - Primeiro porque ele quer matar o Suho e segundo para quer ele quer me pegar, e para pagar a divida? 

- Não posso falar mais que isso. – Suho pressiona mais o seu ferimento o fazendo gemer de dor.

 - Não vai falar não. - disse Suho com sangue nós olhos.

 - Ta bom, ele quer matar ele porque ele invadiu o prédio lá e levou você embora, e ele não quer mais saber da divida, ele disse que você vai pagar com a sua vida, mas ele disse que quer fazer isso com as próprias mãos. – aquilo me deixou muito assustada, como pude me meter em algo desse nível tudo por causa daquele maldito traste que chamasse pai. 

- Meu Deus e agora o que vou fazer da minha vida, eu vou morrer e... – Suho me abraça quando percebe que entro em desespero por conta daquilo.

 - Calma S/ n você não vai morrer eu não vou deixar isso acontecer ouviu. – falou e começou a passar suas mãos em meu cabelo, me sentia tão bem com aquilo, eu acho que deveria começar a me preocupar com outra coisa, mas não estou me lembrando.

 - Appa. – falei em seu ouvido me lembrado de que ele pode está em perigo nesse momento. Livrei-me dos braços do Suho. 

– Temos que ir ver se ele está bem.

 - Ok vamos, mas antes vamos levá-lo a delegacia. – falou levantando o cara do chão e o apoiando o braço dele em seu ombro. 

- Porque não me levam ao hospital estou sangrando sabia.

 - Você acha que somos burros é. – falei para aquele idiota que assentiu com a cabeça, e não me aguentei de raiva e dei um soco em sua cara. 

- Ei S/n, calma também não é para tanto. 

- Eu não me aguentei. 

 O levamos para dentro do carro e fico no banco da frete e o cara fica atrás enquanto. Então ele dirige em direção à delegacia. Chegamos lá e aquele lugar me causa lembranças, não muito boas sobre me pai que era um policial.

 - Espere aqui que vou resolver isso. – disse Suho levando o cara para uma das salas que havia lá. Então me sentei em um banco que havia lá esperando Suho. 

- S/n... – uma pessoa me chama, mas não consigo identificar de quem era aquela pessoa então eu me levantei e virei para ver quem era e me surpreendo. 

 - Kai! O que está fazendo aqui? – quando o pergunto ele caí em meus braços e fico sem reação.

 - Kai, Kai acorda, o que aconteceu com ele? – pergunto para as pessoas que estavam ali. Então um cara que aparentava ser policial vem em minha direção e pega Kai de meus braços. 

- Eu falei para ele ir primeiro ao hospital, pois tinha levado uma facada, mas ele queria vim aqui para fazer um relatório, esse Kai só se importa com a sua profissão do que sua própria vida.

 - Espera o Kai é policial, mas ele não trabalha em um café. 

- Há, isso é um disfarce dele. – Estava simplesmente sem palavras com aquela noticia. 


Notas Finais


Um beijo para todos. Até o próximo capítulo ♡♡♡.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...