1. Spirit Fanfics >
  2. Luz dos meus olhos. ( Jikook ) >
  3. Capítulo 1

História Luz dos meus olhos. ( Jikook ) - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Luz dos meus olhos. ( Jikook ) - Capítulo 1 - Capítulo 1

Contando minha história.

Jimin.

O barulho ensurdecedor do celular me faz despertar. Me levanto da cama totalmente desanimado.

Hoje é o primeiro dia de aula. Novo ano, nova escola... Não sou do tipo tímido, só não tenho paciência para a babaquice da maioria dos jovens de hoje em dia. Sim, também sou jovem, tenho somente quinze anos... Mas eu tenho objetivos, tenho sonhos. Não preciso diminuir o outro pra me sentir melhor, tampouco preciso andar em bandos pra me auto afirmar... Como a maioria hoje faz.

Depois de fazer minha higiene, desço para o café da manhã.

– Bom dia. – Digo ao entrar na cozinha, onde encontro meu irmão e meu pai tomando café da manhã.– Vou só tomar um suco, não estou com fome.

– Leva dinheiro pra comer na escola.– Meu pai diz e eu lhe mostro a carteira no meu bolso.– Bom estudo.

Sorrio e saio de casa apressado para não chegar atrasado. A escola fica próximo da minha casa, mas eu gosto de chegar cedo pra pegar o melhor lugar. Gosto de sentar próximo a janela. Antes da aula começar, eu gosto de ficar escrevendo histórias para uma plataforma digital. Eu pretendo fazer literatura quando terminar o ensino médio. Ainda vai demorar um pouco... Estou no primeiro dia do primeiro ano.

Chego na escola, me sento no melhor lugar, que é próximo a janela, pego meu celular e começo a escrever. Fico tão focado no que estou fazendo que não vi quando alguém se sentou ao meu lado.

– Oi. – A pessoa ao meu lado diz me assustando.– Meu nome é Lee Taemin.

Paro de escrever e o olho. Sorrio fraco.

– Meu nome é Park Jimin. – Digo e volto a escrever no celular.

– Está jogando o quê?– Taemin pergunta.– Eu gosto muito de jogar...

– Estou escrevendo.– O Interrompi.– Eu não gosto de jogos. Eu prefiro ler e escrever histórias.

– Sobre o quê você está escrevendo?– Taemin se mostra curioso. – Não tenho muita paciência pra ler... Mas gostaria de ler suas histórias.

Paro de escrever, para explicar para ele sobre as histórias que escrevo... Esse é meu assunto preferido. Ficamos conversando até que o professor entra na sala e a aula começa. 

Na hora do intervalo, fomos juntos para o refeitório.

Na hora da saída, fomos caminhando juntos pra casa, ele mora duas quadras após minha casa. Trocamos telefone, e passamos a conversar por mensagens, às vezes por ligação.

– Jimin...– Meu irmão Kai me chama. – Estou saindo, seu jantar está no microondas.

– Tá bom. – Digo desviando brevemente os olhos da tela do celular.

Assim que meu irmão sai,  volto a atenção ao que fazia. Estava escrevendo mais um capítulo da minha história de amor.

Assim que terminei o capítulo, fiz a revisão e publiquei.

Me levanto do sofá, corro para meu quarto pra tomar um banho. Me visto para dormir, descendo para jantar.

-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-

Acordo antes do celular tocar. Hoje estou animado para ir para a escola.

– Bom dia!– Digo animado entrando na cozinha.– Estou com muita fome.

Me sento ao lado do meu irmão, que é dois anos mais velho que eu.

– O que aconteceu ontem pra você estar tão animado?– Kai pergunta.– Gostou tanto assim da escola?

– Eu realmente gostei. Eu fiz um amigo ontem mesmo.– Digo sorrindo.– Ele se mudou pra cá faz pouco tempo.

– Que bom meu filho.– Meu pai diz. – Eu já vou, tenho muito trabalho hoje. Vocês também, vamos pra não chegarem atrasados.

Saímos todos juntos de casa. Kai estuda na mesma escola que eu, ele está no último ano. Seus horários são totalmente diferentes dos meus. Quase não nos vemos na escola.

Chego na escola, vejo Taemin no portão me esperando. Apresso meus passos.

– Calma Jimin, ainda está cedo. – Kai diz segurando minha mochila.– A escola não vai fugir.

– Eu sei... – Digo zangado.– É que meu colega está me esperando.

Kai solta minha mochila e eu saio correndo.

– Oi, quem é aquele menino que tava com você?– Taemin fala.– Vamos andando pra sala enquanto você me fala.

– Aquele é meu irmão mais velho. Kai. – Digo enquanto caminhamos para a sala. – Ele está no último ano.

Nos sentamos em nossos lugares, eu pego meu celular pra ler o último capítulo da minha história que eu postei no dia anterior.

– Você escreve muito bem.– Taemin diz me fazendo sorrir largo de satisfação.– Você pode fazer Literatura quando for pra faculdade...

– É o meu sonho. – Digo guardando o celular.– E você, já decidiu o que vai fazer?

– Ainda não.– Taemin diz fazendo um bico. – Estou entre Direito e Artes. Ainda estou paquerando Administração... São tantas profissões... Ainda temos bastante tempo pra decidir.

A professora entra na sala, a aula começa.

Na hora do intervalo, ficamos juntos novamente.

Na última aula, o professor pediu pra formarmos duplas para fazer um trabalho. Taemin ficou comigo, como já era de se esperar.

Marcamos pra fazer o trabalho na minha casa no próximo final de semana, pois só teríamos aula desse professor, na semana seguinte.

Na sexta-feira à noite, Taemin me mandou uma mensagem marcando o horário que viria na minha casa, pra fazermos o trabalho.

Acordei no sábado bem animado, após a funcionária da casa arrumar meu quarto, separei os livros que usaríamos para fazer o trabalho, deixei sobre a escrivaninha.

Depois do almoço, Taemin chegou na minha casa.

– Oi. – Digo assim que abro a porta para Taemin entrar.– Vem aqui conhecer meu pai e meu irmão.

Segurando sua mão o levei para a sala, onde meu pai e irmão viam um jogo de baseball na TV.

– Pai, esse aqui é meu amigo Taemin. – Digo e logo recebo a atenção dos dois que estão sentados no sofá.– Temos um trabalho da escola pra fazer. Posso subir com ele para o meu quarto?

– Sim, podem subir. – Meu pai diz. – Daqui a pouco peço pra levarem um lanche pra vocês.

Subimos as escadas correndo. Entramos no quarto e Taemin se jogou na minha cama. Enquanto eu fazia o trabalho, ele ficou mexendo no celular.

– Taemin!– Falo um pouco mais alto, quando percebi que ele não estava me ajudando.– Esse trabalho é em dupla. Eu fiz quase tudo sozinho...

– Você é mais inteligente que eu. – Ele diz. – Se falta só um pouquinho, então termina. Estou te dando apoio moral.

– Você é um folgado. Isso sim.– Digo voltando a atenção para o que estava fazendo. – Se é em dupla é para nós dois fazermos juntos.

Terminei o trabalho sozinho. Quando me levantei, ele correu pra assinar. Balancei a cabeça negativamente...

– Agora você se interessou, né mesmo?– Falo me jogando na cama.– Assim é fácil. Na próxima, você faz sozinho!

A funcionária chega trazendo uma bandeja com o lanche. Retiro o material escolar da escrivaninha, colocando a bandeja sobre a mesma.

– Agora eu preciso ir.– Taemin diz após o lanche.– Até segunda!

– Tchau!– Pego a bandeja e Desço junto com ele.– Nos vemos na segunda.

Me jogo no sofá cansado.

– Foi difícil o trabalho?– Kai pergunta.– Pelo que vi, seu amigo é meio folgado.

– Por que você está falando isso?– Olho para Kai confuso. – Não entendi...

– Eu fui lá no quarto... – Meu pai diz.– Eu vi seu amiguinho deitado em sua cama e você fazendo o trabalho sozinho... Eu te ouvi reclamando disso.

– No próximo trabalho, ele prometeu fazer sozinho.– Digo sem graça.– Ele disse que eu sou mais inteligente, então deixou eu fazer do meu jeito.

– Se o trabalho é em dupla... Nem preciso dizer mais nada.– Kai diz.– Não deixe ninguém se aproveitar de você. Se você não sabe dizer não, trata de aprender...

Assim seguiu meu primeiro ano na escola... Sendo totalmente explorado por Taemin. Eu escondi da minha família, pois descobri que estava gostando dele.

Meu pai e meu irmão deixaram claro que não gostavam do jeito que ele me tratava... Eu sempre relevava, dando uma desculpa qualquer que justificasse sua atitude.

No ano seguinte, logo no início do ano, eu percebi que Taemin começou a mudar seu jeito de me tratar... Sempre estava me tocando ou segurando minhas mãos.

Um certo dia, estávamos fazendo o trabalho em dupla, ou melhor, eu estava fazendo o trabalho... Quando terminei, ele correu pra assinar. Antes de ir embora, Taemin se aproximou de mim e me deu um breve selar nos lábios me deixando vermelho de vergonha. Logo ele desce as escadas correndo e vai embora sem se despedir.

Na semana seguinte, Taemin passou a roubar alguns beijos, quando sabia que ninguém estava olhando. Alguns meses depois ele me pediu em namoro. Me senti imensamente feliz.

Quando entramos na escola pela primeira vez de mãos dadas, atraindo a atenção de todos... Me senti realizado.

Terminamos o ensino médio juntos. Eu passei para uma das melhores universidade de Seul com nota máxima. Kai não conseguiu a pontuação necessária pra entrar na mesma universidade.

– Eu não consegui a bolsa, mas posso pagar a mesma Universidade e ficar com você. – Taemin diz empolgado. – Você poderia me ajudar com o a mensalidade, já que seus livros já te dão uma boa renda.

– Tudo bem, eu te ajudo. – Digo o abraçando.– Não vejo nada demais nisso.

No final das contas, eu pagava sozinho a mensalidade da faculdade dele, eu sendo bolsista... Tive que bancar tudo sozinho, escondido da minha família. Ninguém na minha casa gosta dele.

Acordo cansado. Passei a noite revisando o livro pra enviar para a editora.

Meu telefone toca e eu corro pra atender.

– Alô!– Digo.

– Jimin, vamos nos atrasar. – Taemin fala rude ao telefone.– Estou aqui embaixo te esperando.

– Se você pegasse um ônibus não se atrasaria. – Digo. – Eu dormi tarde ontem...

– Tá... – Ele me interrompe.– Anda logo!

Me arrumo correndo, logo descendo. Saio de casa sem tomar café.

– Vamos chegar atrasados por sua causa. – Taemin diz com grosserias. – Você deveria comprar uma casa perto da universidade, assim ficaria muito mais fácil. Não chegaríamos atrasados. Seu pai é dono de uma grande empresa... Tenho certeza que ele compraria uma casa pra você.

– Eu vou ver com ele. – Digo pensativo. – Até que não é uma má ideia.

Depois de uma boa pesquisa, eu comprei um apartamento próximo a universidade, sem pedir ajuda ao meu pai. Meu último livro foi um verdadeiro sucesso.

Taemin resolveu me fazer uma surpresa, me pediu em casamento no dia da minha mudança para o apartamento. Assim, ele se mudou comigo.

Meu pai ao saber da notícia, não gostou nenhum pouco.

– Jimin, até quando você vai aceitar isso?– Kai fala. – Você pensa que eu não sei que esse cara está te explorando?

– Não é bem assim Kai.– Eu digo tentando contornar.– Ele só está passando por uma fase difícil.

– Ele nunca foi diferente Jimin!– Meu pai diz sem paciência.– Ele sempre te explorou... Agora vai viver as suas custas. Eu tenho certeza que ele não te ajudou em nada pra comprarem esse apartamento. Não espere nosso apoio pra esse casamento, não aceitaremos nunca esse relacionamento abusivo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...