1. Spirit Fanfics >
  2. Luz e Escuridão: Um Novo Mundo. >
  3. Marvel: Capitão América e Soldado Invernal Parte 4

História Luz e Escuridão: Um Novo Mundo. - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


(Sem ideias do escrever que aqui... My sorry.)

Agora fiquem com meu Show.
Catcha.

Capítulo 10 - Marvel: Capitão América e Soldado Invernal Parte 4


Universo Cinematográfico da Marvel.

102 Dia.

Viaduto - Washington DC - EUA - América do Norte.

Hora: 12:42 PM - Data: 12 de Janeiro de 2014

Pov de Hamilton dos Santos.


"Nunca matei tão cruelmente tantas pessoas nesse dia em toda a minha vida até agora... A partir daquele dia, eu me tornei um mostro sagrendo e sem emoção para os meus inimigos. Sem Dor. Sem Ganho. Hamilton dos Santos. Esse era o meu nindo, como meu velho amigo, Uzumaki Naruto dizia. O mundo era mesmo muito cruel comigo."

"...Acho que você estava mesmo certo, velho amigo."

"Os problemas parecem mesmo gostar muito de mim."




O carro estava girando no ar, mandando-me para o teto, onde bati meu pescoço no teto.

O mundo inteiro enlouqueceu. 

Eu cravei minha faca e pés no teto, tentando retarda um pouco os danos em meu corpo.

Ping!

Ping!

Ping!

Ainda assim, eu estava quicando e sentia a dor florescer a cada batida contra o carro.

Ping!

Ping! 

Mas o carro ainda rodou.

Ping! 

Ping! 

Ping!

Eu ainda bati nas coisas uma e outra vez.

O carro ainda me jogou, me jogando contra tudo.

Finalmente, o carro parou.

Ping!

[Corpo do Jogador] Anulou os ferimentos de seu corpo.

Dano recebido: - 7.213

Dano diminuído pelo colete a prova de balas: 300

Dano diminuído pela Roupas de sobrevivente da Guerra Pós-Radiação: 1.000

[Roupa de ferro, aço e couro reforçados de um sobrevivente da Guerra Pós-Radiação] (Raridade do Item: Único]

Proteção: 999.668.876 / 1.000.000.000

Eu fiquei parado por um segundo.

Então me levantei com um grunhido.

Alguém me machucou.

É Cabeças irão rolar que fez isso comigo.

Tirando minha faca do teto, guardado no suporte atrás de minha mocilha e colocado minha máscara de gás no rosto, com meus dois pés, eu chutei com todas as minhas forças a porta do carro, que vôo facilmente para longe das travas do veículo.

Saindo para fora, eu apressadamente olhei ao redor.

Steven, Natasha e Sam estavam fora de minha vista, então eu não poderia ajudar eles no momento.

Porque o principal problema está logo em minha frente...

Literalmente falado.

Parados em minha frente estava quatros SUVs e oitos infelizes com fuzis de assalto.

Todos aportados em minha direção.

Um daqueles infelizes era o Soldado Invernal.

Porra...

Os infelizes me olharam com medo.

"Ei, meus infelizes consagrados," eu arqueei meu corpo em antecipação. "Quem quê brincar um pouco comigo?" eu perguntei casualmente com minha voz abafada pela máscara.

O Soldado Invernal apontou sua arma para mim.

Saltei para longe quando um objeto de metal se propeliu de sua arma para mim, explodindo no carro de Sam e destruindo-o para sempre.

Os infelizes começaram a atirar em mim.

"Bem, que recepção mais agradável não é mesmo," eu disse parado no lugar recebedo os tiros calmamente em meu corpo. "Bem, vamos começar a diversão, prontos ou não, ai vou eu."

Corri em alta velocidade, minha máscara de gás com um HUD me mostrando onde eles estavam, o som de tiros apenas me ajudando no que eu estava fazendo.

Eu pulei no teto de um carro enquanto pegava minha Glock 19 do coldre direito de minha perna.

[Glock 19: Versao Hamilton dos Santos] (Raridade do Item: Único)

Uma Glock 19 criada por Hamilton dos Santos a partir de perças de lixo encontrado nas ruas de Manhattan, suas balas são capazes de atravessa até mesmo o mais forte dos coletes a prova de balas do planeta terra.

Capacidade de Cartucho: 21

Alcance Efetivo de Tiro: 100 Metros.

Pontos de Ataque: 10.000

Aviso: pode mata instantaneamente se atirado em uma área fatal do corpo inimigo.

Ping!

Ping! 

Ping! 

Ping!

Ping! 

Ping! 

Ping

Parabéns você Subiu de N-

Agora não 'The Gamer'!?

Eu pensei enquanto pulava de carro em carro e atirava sete balas com precisão cirúrgicas nas cabeças dos infelizes.

"Merda!?" Fui jogado para fora do carro, perdendo minha Glock 19 que caiu para fora do viaduto quando o Soldado Invernal jogou uma granada de Borracha de seu fuzil em meu peito.

Me levadado rapidamente do chão e levadado minha mão esquerda. Eu peguei com dificuldade o soco do Soldado Invernal dirigido para meu rosto.

"Ugghhh!? ...Você com certeza bate forte amigo!," eu grunir quando a gente começou a trocar socos e chutes em rápida velocidade um no outro. "Que bom que eu sou mais rápido que você!?"

Eu exclamei segurando seu braço com minha mão esquerda e dando quatro Fortes Cotolevadas em seu rosto com a direita.

Ping!

Ataque total: 2.243!

[Soldado Invernal]

Nível: 14

Nome: James Buchanan "Bucky" Barnes.

Pontos de Vida: 67.757 / 70.000

UOU!?

Puta merda!?

Esse cara era muito forte!?

"Cassete!?" Eu me afastei rapidamente quando ele tirou uma grande faca de sua perna e tentava tirar minha cabeça com ela. "Seu infeliz de merda!? se é assim, eu também sei brincar esse jogo!?"

Eu rosnei dando passos para atrás, desviado das facadas enquanto tirava minha faca curvada detrás de minha mochila com minha mão direita.

Nossas facas ser encontraram.

Faíscas saíram delas.

Eu andei para atrás enquanto lançava ataques e desviava dos golpes desse infeliz de merda.

Esquerda.

Direita.

Baixo.

Direita.

Direita.

Desvia.

Cima.

Cima.

Baixo...

Essa foi nossa belíssima dançar enquanto trocávamos intensos golpes com nossas facas com força e ferocidade.

Nós simplesmente estávamos tentando nos matar.

Cada golpe séria fatal se atingisse um de nós dois-

A Habilidade [Espadachim]-

"Agora não, jogo de merda!?," eu gritei ignorando a caixa / janela, enquanto desviava de um golpe fatal em meu pescoço pelo Soldado Invernal. "Seu filho da puta!?"

Eu rosnei, me lançandos como um touro enfurecido em sua direção, jogado nos dois para fora do viaduto.

Nos caímos em rápida velocidade em direção ao chão...

Eu tenho certeza que isso não foi uma boa idéia não...

...

...

...

Ping!

[Corpo do Jogador] Anulou os ferimentos de seu corpo.

Dano recebedido: - 10.000!

Dano diminuído pelo colete a prova de balas: - 2.000

Dano diminuído pela Roupas de sobrevivente da Guerra Pós-Radiação: - 800

[Roupa de ferro, aço e couro reforçados de um sobrevivente da Guerra Pós-Radiação] (Raridade do Item: Único]

Proteção: 999.669.589 / 1.000.000.000

Meu corpo caiu de forma lamentável e horrivelmente no chão.

...

...

...

...

"AÍ, AÍ, AÍ, AÍ, AÍ, AÍ, AÍ, AÍ. CASSETE!?"

E Porra...

Doeu pra cassete...

Todo o meu maldito corpo doe horrivelmente.

Aí!?

Depois de algum minutos de dor e sofrimento. Eu guardei minha faca detrás dar mocilha e lentamente levantei do chão, ficado de pé, eu olhei ao meu redor de forma frenética tentando encontrar o maldito Soldado.

"Ei, garoto!," eu me virei enquanto Sam pousava ao meu lado. "Você tá legal?"

"Ah, sim, Sam, eu estou bem," eu continuei a olhar em volta, tentando localizar o Soldado Invernal. "Você não deveria está ajudando o Steven ou a Natasha?"

De forma apressada, ele disse.

"É por isso que estou aqui, garoto," eu ofereceu sua mão. "Vou nós levar até eles."

"..."

"..."

Hummmmm...

"...Claro," eu finalmente disse, lentamente pegado sua mão. "Sinto-me que não irei gosta nada disso."

Sam agarrou meu braço e saltou.

Suas asas se abriram e os foguetes se ativaram, lançando-nos para o céu. me erguendo no ar, mal raspando os dedos contra meus sapatos.

"Merda, eu sabia que não iria gosta disso!?" Eu gritei quando Sam nos voou sobre o campo de batalha, apontando para onde Steven estava lutando contra o Soldado Invernal.

Ele me deixou perto de alguns carros, e eu rolei enquanto batia no chão, tentando imitar o que tinha visto nos vídeos de parkour.

Eu caí entre um Honda Civic e um Prius, batendo no Prius com meu ombro enquanto tropecei.

[Corpo do Jogador] Anulou os ferimentos de seu corpo.

Como esperado, doeu muito, mais foi suportável.

"Obrigado, Sam!?Gritei apressadamente, correndo assim que encontrei meus pés.

Tentei circular onde Cap e o Soldado Invernal estavam lutando.

Eu me peguei olhando ligeiramente para dois super-humanos lutando no meio da rua.

O Soldado Invernal estava esfaqueando com a mesma faca que ele usou contra mim, tentando cortar Steven, enquanto Steven usava artes marciais para mantê-lo afastado.

Eles se moviam com velocidade intensa, meros borrões de movimento.

Após um breve momento, Steven chutou o Soldado Invernal no peito, fazendo-o voar para dentro de um carro.

*impacto!*

Eu pulei quando alguém pousou atrás de mim, apenas para suspirar de alívio quando vi que era Sam com Natasha.

Ela estava sangrando no ombro esquerdo, que segurou com força com uma careta.

Acho que ela perdeu o meu rifle...

...Droga.

"Você está bem?" Eu perguntei a ela com preocupação. "Posso de leva para um-"

"Mais tarde, garoto," ela disse de volta rapidamente enquanto olhava para além do meu ombro. "Nos ainda temos ainda mais problemas logo atrás de você."

Eu me virei para atrás, e vir que ela tinha razão.

O problemas era mais precisamente em torno de vinte e dois homens armados com fuzis de assalto.

"Ótimo, simplesmente, ótimo," resmunguei enquanto pegava novamente a faca por detrás da mochila em minha costa. "Sam, Natasha, saíam daqui e vão logo ajuda o Steven, eu cuido desses idiotas de merda."

"Garoto, você está louco,!?" Nat gritou incrédula com o Sam surpreso ao seu lado. "Você achar que pode dar conta desses caras sozinho com uma mera faca, você enlouqueceu!?"

Eu matei mais e fiz a mesma coisa no Acampamento Lehigh, Natasha.

E além do mais.

Eu ainda tenho uma Glock 19 em meu outro coldre, super espiã ninja...

Mais e claro que eu não irei dizer tudo isso a ela.

O Suspense no ar, meus amigos consagrados.

Eu também gostei de sabe que ela se preocupava um pouquinho comigo.

Eu me sinto foda e durão.

Uma mulher muito bonita se preocupava com minha pessoa.

...Eu me sinto o cara.

"Sim, apenas me observe super espiã ninja." eu respondi, correndo em direção aos homens que começaram atirar em mim, mais não fazendo efeitos por causa de minha roupa.

Ping! 

Ping!

Ainda correndo em velocidade, eu caí enquanto deslizava pelo chão, Derrubado um homem com uma forte rasteira e cortando o pescoço de outro.

Ping!

Ping! 

Pegando um braço e com um golpe suave, eu decapitei a cabeça de um e dei um chute em outro enquanto fazia uma acrobacia mortal, o deixando inconsciente.

Ping!

Ping!

Ping!

Fui pego de surpresa quando levei um soco na cara de infeliz, eu revidei contando o seu pescoço em linha reta, eu desviei de outro soco e rapidamente fiquei atrás do infeliz, eu quebrei sem problema o seu pescoço.

*Tac* *Tac* *Tac* *Tac* *Tac* *Tac* *Tac*

"MORRA!? ABERRAÇÃO!?" um infeliz gritou, enquanto atirava a queima roupa com uma pistola por detrás de minha cabeça.

Tolo...

Ele não ver que estou com uma máscara e capuz impenetrável?

Eu me virei calmamente para ele, olhando friamente por detrás das lentes da máscara de gás.

"Você e a aberração aqui, seu nazista de merda," eu disse em nojo, atravessado sem dó o seu peito com minha faca. "Vá para o inferno, seu infeliz."

Com a faca ainda em minha mão, peguei seu cadáver o usado como escudo contra as balas atiradas em mim, eu avancei em linha reta, pegando minha última arma, o Glock 19 do coldre em minha perna esquerda, eu atirei enquanto andava lentamente, arrastado o cadáver moribundo comigo como proteção.

Ping!

"ATIREM NESSA-" uma bala atingiu sua cabeça.

Ping!

Ping!

"MORRA, MORRA, MORRA-" uma bala atravessou seu nariz.

Ping!

Ping!

"MEU DEUS!? ESSA COISA NÃO MOR-" uma bala atravessou seu olho.

Ping!

Ping!

"SEU FILHO DA PUTAAAAA-" uma bala atravessou sua boca.

Ping!

Ping!

Ping!

"AAAAAAHHHH-" uma bala atravessou seu colete a prova de balas, estraçalhado seu coração.

Ping!

Ping!

"VAMOS TODOS MORRE-" uma bala atravessou sua garganta.

Ping!

Ping!

Vinte e uma balas ceifaram vinte e uma vidas em vinte e um segundos de forma fria e brutal.

Eu laguei sem pena e piedade o cadáver cheio de buracos de balas no chão, tirando minha máscara do rosto, eu olhei para o último homem em pé nesse campo de batalha sangrento.

Que estava me olhando com terror e medo.

Sem um fuzil ou arma em suas mãos.

Eu fiquei indiferente ao seu terror e medo.

Eu já sabia o que ele era.

Por quê você me pergunta?

Porque eu olhei para cima de sua cabeça e tiver minha resposta do que eu iria fazer com ele a seguir.

[Grunhido da HIDRA]

Nível: 3

Jimmy Kyle.

"P-Por favor n-n-não faça i-i-i-isso." eu levantei meu braço esquerdo, como se quissese agarrar algo no ar e levantei a faca para trás com meu braço direito.

Eu calmamente avancei.

Andado lentamente em sua direção.

"E-e-eu tenho f-família," ele tirou de forma trêmula uma foto de seu bolso esquerdo, uma mulher e uma garotinha de oito anos estava na foto. "P-por f-favor eu prometi que voltaria para elas... uuuuggghhhh..."

Ping!

Ele engasgou com sangue em seus lábios, interrompido enquanto segurava seu ombro com minha mão esquerda e a outra mão com a faca atravessado o meio de seu peito.

"Eu não me importo, se você tem uma mulher ou filha seu filho da puta...," eu disse em seu ouvido. "Você escolheu esse caminho quando aptou em se um nazista de merda, eu não tenho pena de gente como sua laia, mais..." 

Tirando a faca sem piedade de seu peito, eu continuei enquanto limpava o sangue da faca em sua roupa militar.

"Dentro de, existem dois lobos," eu disse sem emoção olhando em seus olhos, quando estava começando a perde vida neles. "O Lobo do ódio," eu coloquei seu corpo no chão. "E o lobo do amor," eu me curvei perto dele, com uma mão em meu joelho. "Ambos disputam o poder sobre mim," eu peguei sua mão. "E quando me perguntam qual lobo é o vencedor dentro de mim?" eu fechei seus olhos agora sem vida neles.

Ping!

Erro: [Mente do Jogador] não protege você ter seus próprios traumas ou efeitos psicológicos, como culpa ou depressão.

Uma lágrima cai de meu olho esquerdo. 

"Eu respondo: o que mais eu alimento," eu disse olhado para o agora cadáver sem vida. "Posso não gosta disso, mais eu irei conta a sua família o que aconteceu com você, bravo soldado," eu rir melacolimente. "Você lagou sua função para implorar pela sua família... ," eu cerrei meus punhos em confusão. "Droga, mais o quê foi que eu fiz-"

Uma explosão encheu o ar.

Eu me virei para ver um carro na frente de Steve terminar de se transformar em sucata.

Quando olhei ao redor do campo de batalha, vi Steven, Sam e Natasha parados em lugares diferentes.

Natasha estava ao lado de um caminhão prateado, enquanto Sam estava em um táxi azul.

Steven estava mais perto de mim, e ele estava olhando para o carro destruído com choque em seu rosto.

Eu me perguntei por que por um momento.

Então me lembrei.

Steve havia cortado a máscara do Soldado Invernal com um soco no filme.

A máscara de Bucky.

Ele tinha visto o rosto de seus amigos em um assassino.

"Steven..." comecei a dizer.

Então as sirenes da polícia começaram a soar.

Um monte de SUVs pretos rolou, despejando homens em uniformes militares pretos.

...

...

Ping!

Erro: [Mente do-

Eu ignorei a caixa / janela...

Eu estava com muita raiva agora.

Muita, muita, raiva...

...

...

Filhos da putas!?

"Seus filhos da puta!?," eu me levantei do chão, deixando o cadáver do bravo soldado no chão, eu levantei minha faca. "Eu vou matar e destroçar todos vocês-"

"Parado ai mesmo ou eu o mato!"

Eu parei, mudando a forma do meu corpo para olhar para a pessoa que gritava comigo.

Por um momento, eu me perguntei por que a Besta KG de Batman vs Superman estava parada ali.

Então eu vi o que ele estava fazendo.

Ele e cinco outros homens tinham Sam sob a mira de uma arma.

Sam estava olhando para mim com tristeza, com as mãos para cima.

Fake KG Beast olhou para mim. "Largue a porra da faca agora!"

Meus olhos se moveram rapidamente ao redor do campo.

Perto dali, Natasha também foi capturada, forçada a ficar de joelhos sem se importar com seus ferimentos.

Steven estava de joelhos, olhando para mim.

Sam ainda estava com as mãos levantadas, abrindo e fechando-as. 

Fake KG Beast se aproximou de Sam. "Eu disse, abaixe a porra da faca! Agora!"

"{Pausa}" eu disse, só para sem esperanças enquanto lia a caixa / janela.

A [Pausa] não funciona enquanto o usuário estiver enfrentando uma situação de extremo risco de vida ou em uma situação de extrema importância.

Porra!?

Pela primeira vez, fiquei insatisfeito pelo 'The Gamer'.

 Se eu tivesse minha outra Glock 19 eu seria capaz de estraçalhar as cabeças desses caras.

Mais em vez disso eu...

...Eu larguei minha faca de forma curvada no chão.

"De joelhos, sua aberração." ele disse presunçosamente enquanto andava em minha direção.

Eu olhei para ele com olhos sem emoção. "Fodase seu racista de merda."

Em um borrão de movimento, ele bateu a coronha de sua arma no meu queixo.

Eu desabei no chão.

Enquanto estrelas enchiam meus olhos, cuspi sangue da minha boca e olhei para o cara.

Ele sorriu.

Então ele ergueu a bota bem alto.

"Não!" Steven gritou quando a bota desceu. "Hamilton-"

Uma explosão de dor se seguiu.

Então eu estava inconsciente.





Notas Finais


E Corta!?
Parece que a situação ficou muito tensa para o lado de nosso inusitado protagonista.
O que será que irá acontecer com ele agora?
Bem, eu não sei de nada, mais eu espero vocês no próximo capítulo meus consagrados, Catcha.
ZZZZZZZZZZZUUUUUUUUUUUUUMMMMM.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...