História Luz e Trevas (park chanyeol - EXO) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, F(x), Got7
Visualizações 168
Palavras 749
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Falso


Jen- oq foi aquilo sua loka?!- perguntou assim que tocou o sinal pra troca de professores. Agora viriam mais alunos e sairiam outros.

Ange- não suporto professora que se acha só pq tem autorização da escola pra mandar e desmandar numa sala de aula.- bufou e viu quem menos queria ver, entrando pela porta.- o teu irmão chegou sana.- falou olhando pro lado oposto e ajeitando os cabelos.

Sana- CHANNIE!- gritou atraindo o olhar do irmão e dos outros garotos para si.- sentem com a gente.

Ange- eu ainda corto tua língua sana...- murmurou, respirando fundo, acariciando a nuca por baixo dos longos cabelos castanhos e olhando pra janela.

Jen- você odeia ele mesmo, não é?!- riu do desconforto da morena. 

O grupo de garotos sentou ao redor das meninas, ficando Kai, chanyeol e segunda atrás, baek, luhan e tao na frente, suho, Kris e kyungsoo, na carteira ao lado das meninas e Chen, yixing e minseok no lado do trio de trás.

Sana- ele não é tão ruim, vai!- sussurrou pra amiga, que a olhou com sangue nos olhos.- errr....talvez ele seja.- ficou ereta em seu lado e depois olhou pro irmão, que sorria para si e retribuiu o ato.

Suho- então meninas, como foi a manhã?- perguntou sorridente. Eles sabiam que angelyke era temperamental, por isso se dirigiu á "meninas" e não "angelyke".

Mas para sua surpresa, a garota o olhou com um leve sorriso. Na verdade, foi o que chanyeol disse, mas começou a achar que era exagero do mais novo.

Ange- foi legal, tirando a par- foi interrompida por uma voz muito conhecida por si, mas inacreditável de se ouvir.

Xxx- angelyke?!?!- um ser de cabelos rosa parou a sua frente.

Ange- jimin?! O que vc tá fazendo Aki?- se levantou e abraçou o melhor amigo de infância.

Jimin- eu sou um guardião do gelo, eu não sabia que você também era!- disse animado e olhou para os doze guardiões.- oin pessoas, oi baekkie!

Ange- pra falar a verdade, eu não sabia até três dias atrás.- riu.

....

O sinal pro intervalo soou, e angelyke estava sorridente como sempre. Um sorriso quadrado muito fofo. Os guardiões sentaram em um local diferente, enquanto angelyke se sentou com jimin, Jennie e sana.

Conversaram sobre assuntos aleatórios, até chegar em um assunto delicado.

Sana- angelyke, e o seu pai? Como ele era?- o sorriso de angelyke diminuiu, mas não sumiu.

Ange- eu não...eu não conheci meu pai nem minha mãe.- sorriu boba olhando para a comida.- eu fui deixada na casa da minha mãe quando eu tinha dias de vida. Ela não tinha uma boa condição financeira, mas continuou comigo mesmo assim. Nunca me deixou faltar nada, nem comida, nem roupas, nem amor, nem estudos...- sorria boba e um nó se formou em sua garganta, mas não ia chorar, apenas sorria contida.- mas ela teve uma vida muito difícil pra isso, fico feliz em saber que agora ela tem alguém.

Todos escutavam atentamente, jimin sabia sobre tudo, ele era e é, seu melhor amigo.

Ange- eu vou ao banheiro.- se levantou e foi ao banheiro misto. Este que nunca era usado.

Ela sentou no vaso da última cabine, com a porta encostada e fungou, limpando as poucas lágrimas existentes ali. Aquele sorriso radiante não estava em seu rosto.

Jimin- descansando?- a voz rouca de jimin soou pelo banheiro. O mesmo estava encostado na pia, com os braços cruzados, também sem seu típico sorriso. Jimin e angelyke tinham muito em comum, uma dessas coisas era que o lindo sorriso radiante dos dois, eram falsos. Sempre foram. Mas nenhum dos dois se multilavam para esquecer a dor. Eles usavam um ao outro. Carregavam a própria cruz e a dos outros. Eles não pensavam em se matar, eles pensavam em tentar encontrar a felicidade em algum lugar.

Ange- sim...- fungou.- é tão cansativo manter um sorriso falso no rosto... é tão difícil fingir estar bem, quando tudo que você quer é ficar um terço do que significa "estar bem".

Jimin- é por isso que temos um ao outro, mas eu já te disse, a culpa não é sua meu bem...- abraçou a menor, que retribuiu o abraço, com o rosto já seco.

Ange- você continua sendo a melhor Omma do mundo!- riu fraco. Jimin sempre disse que era a Omma de angelyke, sempre a chamou de filha, e lhe dava uns bons puxões de orelha. Angelyke o chamava pelo nome raramente, sempre era Omma ou senhor ou senhora.

Jimin- eu preciso cuidar da minha única cria, né?!- riu.- vamos voltar!- deu tapinhas nas costas da morena, que riu e disse um "vamos" , saindo do banheiro.




Notas Finais


Jimin, melhor pessoa!
Puts, angelyke é triste!
O que não é culpa dela, Hein park jimin?
Comentem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...