História Luzes - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Batman vs Superman: A Origem da Justiça, Esquadrão Suicida, Liga da Justiça, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Barry Allen (Flash), Clark Kent (Superman), Clint Barton, Diana Prince (Mulher Maravilha), Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Harleen Frances Quinzel (Harley Quinn / Arlequina), James Rupert "Rhodey" Rhodes, Jane Foster, Loki, Maria Hill, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pantera Negra (T'Challa), Pepper Potts, Pietro Maximoff (Mercúrio), Sam Wilson (Falcão), Scott Lang, Steve Rogers, Thor, Visão
Tags Bruce Banner, Bruce Wayne, Bucky Barnes, Chavier Chavier, Clark Kent, Clint Barton, Erik, Gamora, Harley Quinn, Joker, Logan, Loki, Magneto, Natasha Romanoff, Peter Parker, Peter Quill, Pietro Maximoff, Sam Wilson, Scott Summers, Steve Rogers, Stony, Superbat, T'challa, Thor, Tony Stark, Visão, Wade Wilson, Wanda Maximoff
Visualizações 17
Palavras 2.454
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom, eis aqui mas um capítulo, tem Lemon(Cenas Hot) se não curte passa para baixo e segue la vida sem problem.
Bom, eu sei que a Wanda e o Tony não tem uma convivência fácil nos filmes, HQs.. Mas aqui é BestFriends sim. Foda-se.
Mais uma coisinha que eu queria esclarecer que pode ajudar ou atrapalhar, depende de vcs, mas os vampiros imaginem como os de Vampire Diaries e os Lobos como os do Crepúsculo (Por mais que eu não goste da saga Crepúsculo tenho que concordar que os lobos são show)
Só isso, boa leitura.

Capítulo 12 - Capítulo 11


Fanfic / Fanfiction Luzes - Capítulo 12 - Capítulo 11

(Pov.Wanda)

Eu e meu pai estávamos sentados no sofá da sala dos Carter's, todos preocupados, Steve não parava de andar de um lado para o outro, Scott tentava a qualquer custo acalmar minha tia, que na minha opinião estava prestes a chorar a qualquer momento, Sharon estava sentada ou meu lado olhando para porta, Wade estava encostado na parede tagarelando sozinho com sigo mesmo e Clark, bem este não parava de falar que Bucky estava bem e que a qualquer momento podia passar pela porta, e que essa preocupação era boba.

A surpresa que todos tiveram ao ver o que ele estava certo não havia palavras, todos se levantaram rapidamente. Bucky nos olhou curioso como se aquilo fosse assustador, o primeiro a se mexer foi Steve que grudou em seu pescoço, Sharon e Peggy começou a rir, Wade, Scott e Clark foram abraçar ele.

-O que está acontecendo? -Bucky aceitou os abraços mas confuso do que quando entrou, Sharon correu para abraça-lo e lhe deu um tapa na cabeça- Aí, o que eu fiz?

-Aonde você estava? -Wade lhe deu outro tapa.

-Será que dá para parar de me bater -Massageou a cabeça, e abaixou o olhar pensando em algo, como se não soubesse a resposta- Eu... Eu estava... Eu não...

Antes dele continuar tia Peggy o abraçou apertado.

-Não importa, o que importa é que você está bem e nos deu um enorme susto -Lhe deu beijo no rosto e sorriu.

-Que bom que está bem -Fui até ele e abracei.

-É rapaz, nos deu um belo de um susto -Meu pai o cumprimentou com um tapinha no ombro.

-Eu não sei o que vocês acharam, mas eu tô bem.

-Ainda bem -Steve sorriu.

Depois de um longo jantar eu e meu pai estávamos nos despedindo deles.

-Mas aonde mesmo você estava? -Perguntei antes de me despedir dele.

-Sabe que eu não sei -Riu ironicamente- não faço ideia do que houve depois do ataque, eu só acordei na floresta.

~X~

-Eu tenho certeza que fizeram algo com ele -Eu andava de um lado para o outro em meu quarto.

-Talvez não, ele é um lobisomem, pode ter tido uma transformação e acordado na floresta sem se lembrar, não é impossível, lobisomens jovens sofrem muito disso, não que ele seja tão jovem assim, mas é uma possibilidade -Tony estava deitado na minha cama com os braços cruzados olhando para mim, olho para ele e revirou os olhos.

-E como você sabe disso?

-Eu já li em um livro -Olho para ele me perguntando o porque dele ler sobre lobisomens- era uma pesquisa... Lobisomens tem um veneno nas presas que podem matar um vampiro com uma mordida... Mas isso não vem ao caso, só estou dizendo que acontece, é possível.

Respiro fundo e me sento na cama- Ok, mas é muito estranho isso por algum acaso ter acontecido durante a invasão, é suspeito...

-Talvez... Mas ele tá bem... Se tivessem realmente pegado ele não acho que estaria aqui, ele estaria morto, porque apagariam a memória dele e depois o soltariam? Não faz sentido...

-É, talvez não faça -Deito na cama massageando minhas têmporas.

-Você parasse cansada.

-Eu estou, tive que ler centenas de livros e tendo várias aulas, Logan e Loki não pegam leve, sem dizer que não durmo bem por causa dos pesadelos, e estou preocupada com Harley -Me viro para ele- Como ela está?

-Ela está bem -Ele se senta e olha para mim- Lena está a ajudando com a sede a levando para caçar animais, mas ela não tem muito problema com isso, ela até pintou o cabelo -Riu.

-Ela o quê? -Arregalo os olhos- Ela ficou louca?

-Calma, falando desse jeito parece até que ela matou alguém -Sorriu de lado- ela está feliz, e sente sua falta -Abaixo os olhos- Mas ainda achamos melhor ela ficar perto dos vampiros é longe de você, pelo menos até ela ter o controle total -Concordo.

-E você é o Steve? -Sorriu ao ver suas bochechas ficarem vermelhas.

-Não vi aquele traste depois daquilo -Sorriu para si mesmo.

-Traste esse que você tá louquinho né? -Sorriu maliciosa e ele retribui.

-Ha é? E quando vai me falar do lobo? Visão não? -Olho assustada para ele- Harley me disse muita coisa, e aí já rolou um beijinho?

Pego o travesseiro e jogo em sua cara, ele se esquiva e pego o outro jogando em mim.

(Pov.Pietro)

Meu passava o próximo passo do plano para mim, mas eu não conseguia ouvir, meu pensamento estava em um loiro que eu precisava ver imediatamente.

-Pietro? Tá me escutando? -Balanço minha cabeça e olho para ele- Está tudo bem? Você tá distante, quer me contar algo? -Fala apoiando os braços na grade e sorrindo para mim, me levanto do chão batendo em minha calça para tirar o poeira.

-Não é nada, só preocupado, Thanos anda bem esperto ultimamente -Sorriu para ele.

-Sei -Ele sorri abertamente, o olho confuso- Acha que nasci ontem garoto? Conheço esse olhar, quem é em?

-Quem é quem? -Sorriu nervoso, ele levanta uma sobrancelha, não dava para enganar ele- Não é ninguém, é só um rapaz.

-Um rapaz? E não é nada? Você nem sequer estava prestando atenção no nosso plano, logo você que tão focado -Riu- Quem é?

-Ele é de Asgard, não sabe quem eu sou, acredita pai? Ele não sabe quem eu sou, e me trata normalmente, eu esperei muito por isso, por alguém que não tivesse medo de mim -Sorriu.

-Esse rapaz tem nome? -Engulo seco.

-O senhor conhece ele... -Ele me olha confuso ainda sorrindo, respiro fundo- Clint.

Vejo seu sorriso diminuindo, e ele olha para o chão.

-Clint é um bom homem Pietro, mas você sabe que vai ser difícil quando ele descobrir quem você realmente é não sabe? -Concordo- não podemos estragar nosso plano, não deixe ele saber quem você é, se não as coisas podem ficar difíceis.

-Será que não podemos acelerar as coisas? -Ele nega.

-Não Pietro, não podemos, você não pode se rebelar agora por ele, você precisa esperar, paciência -Aperto minha mão- eu sinto muito, mas não podemos... Eu aconselho não ficar perto dele, até que tudo esteja acabado.

Concordo e me sento novamente para ele passar novamente o plano, assim que ele acaba me levanto rapidamente.

Eu sei que devia ouvir meu pai, mas quando dei por mim, meus desejos já me fizeram atravessar a floresta e escalar o castelo de Asgard. Entrei em um quarto e estava prestes a ir até a porta quando ela se abriu, rapidamente me escondi atrás das cortinas, por sorte a pessoa não ligou a luz, o que me deu segurança de olhar para ver quem era. Qual grande foi minha surpresa ao saber ter entrado no quarto certo, meu coração se acelerou ao ver ele tirando a jaqueta e jogando em cima de uma cadeira, estava preste a tirar a camiseta quando me desesperei e fiz um som com a garganta saindo de traz da cortina e cruzando os braços para esconder minhas mãos suando.

-Mateo? Deu agora de invadir meu quarto, eu poderia te matar sabia? -Se vira num pulo pelo susto, levo minha mão a boca para esconder meu riso depois de ver sua cara espantada, me recomponho.

-Não faria isso -Ele levantou uma sobrancelha se aproximando.

-Talvez não, mas nada lhe garante que não faria algo pior -Parou a poucos centímetros de mim, abaixo meu rosto sorrindo, mas na verdade só estava escondendo minha vermelhidão.

-Depende da sua definição de pior -Chego mais perto, apenas meus braços cruzados nos separavam, eu queria agarra-lo, beija-lo, queria que ele me amasse e nem que seja por um mísero segundo me tirasse desse inferno de vida e me fizesse só seu- Talvez o seu pior seja exatamente o que eu queira

(Pov.Clint)

Esses olhos azuis... Os mesmos olhos que me apaixonei a 20 anos atrás, como podia parecerem tanto, nem os olhos da Wanda parecem com os dela. Mas os dele, são idênticos, como? Olho para sua boca, lábios tão convidativos, e assisto com atenção ele morder os mesmos, e seus braços irem para os meus ombros. Não penso nem duas vezes e o beijo faminto, não foi preciso pedir passagem uma vez que nossas línguas se encontraram rapidamente necessitadas uma da outra, passei a mão pelo seu corpo descendo até sua bunda e apertando com força ouvindo seu gemido, o puxo para meu colo e o coloco sentado na sacada, me desgrudou com dificuldade de sua boca e ataco seu pescoço, sentindo seu cheiro doce, raspo meus caninos ali o fazendo se arrepiar e investir contra mim. Sinto seu membro roçar contra o meu, ambos duros, seu cheiro fica ainda mais doce, gosto da sua boca era quase mel, e eu já estava me viciando. Ele retira minha camisa e para me olhando.

-Tão gostoso quanto eu pensei -Sorriu e mordo seu lóbulo e chupo logo em seguida o fazendo gemer baixo.

-Pensa muito em mim? -Aperto suas coxas grossas.

-Sempre, mas os sonhos são melhores -Ele arranha minhas costas, arranco sua camiseta e pego no colo o levando até a cama, o coloco deitado e começo a tirar sua calça, puxo para longe de seu corpo e jogo em qualquer canto, ele me puxa pela minha calça e começa a tirar enquanto acaricio seu rosto, ele a retira com a boxer e deita novamente, um pouco do seu cabelo platinado caia no rosto, sua face inteiramente corada, sua pele incrível branca, seus músculos bem trabalhados, tudo, absolutamente tudo era encantador nele. Foram só duas vezes que nos encontramos, mas sinto já o conhecia a muito tempo.

Deito por cima dele sentindo seu corpo em chamas assim como o meu, retiro a última peça de si e o beijo intensamente.

-Não sei se está sentindo tudo que eu estou sentindo, mas saiba que isso está longe de ser um casual para mim -Olho em seus olhos, esses que brilhavam intensamente, ele sorri abertamente, o sorriso mais belo de todos.

-E você acha que eu por algum acaso vou te largar depois de hoje? -Sorrio e beijo-o com fervor, mas com sentimento.

Seu corpo em baixo do meu se remexia procurando mais contato, logo segurei seu membro o massageando suavemente, levando minha outra mão para sua entrada que estava bem molhada. “Bruxos” penso sarcasticamente e lhe introduzo dois dedos sabendo que ele aguentaria, resultado disso foi um gemido um alto. Trabalho dentro de si enquanto ele sugava meu pescoço e brincava com meus mamilos, me deixando mais duro.

-Então você gosta de torturar? -Fala pegando nossos membros e os juntando, masturbando-os simultaneamente, não consigo prender o som de prazer que sai da minha boca para dentro da sua que beijava lentamente- Amador.

Não consigo aguentar mais e posiciono meu membro nele, entro apenas a cabeça e sinto seu corpo inteiro tremer. Essa é uma das coisas que percebo nele, ele gosta de bancar o durão e que sabe tudo, mas é tão frágil quanto uma pétala. Beijo seu corpo inteiro para acalma-lo, quando o sinto relaxar entro inteiramente. Ele me puxa fortemente para ele, depois de um tempo ele se mexe me dando a liberdade de continuar, o beijo assim que me retiro e volto, ele me aperta mais ainda mas corresponde. Depois de alguns movimentos ele joga a cabeça para trás e solta um gemido misturado com surpresa. Começo a acertar somente naquele lugar específico, ouvindo seus sons de prazer e sentindo minhas costas sofrerem vários arranhões, seu interior era quente e apertado, me levando a loucura. Ele chega ao climas sem ao menos ser tocado, seu aperto me faz acompanhá-lo. Lhe beijo avidamente enquanto os últimos aspamos dos nossos orgasmos passavam.

-Tem toda liberdade para pular minha janela quando quiser -Beijou seu pescoço carinhosamente, e ele ri.

Nos posiciono corretamente na cama, ele deita em meu peito e adormeço acariciando seu cabelo.

~X~

Acordo com a claridade incomoda no recinto, me remexo e sinto outro corpo junto ao meu. Por um momento me preocupo, mas logo me lembro da noite passada e abro os olhos vendo cabelos platinados jogados em cima de mim. Faço carinho neles e ele se mexe.

Levo um susto quando ele se levanta correndo e olha para mim assustado.

-Meu Merlin -Tapa a boca horrorizado- Eu passei a noite aqui, eu não podia... Eu preciso correr -Ele corre pelo quarto pegando suas roupas e vestindo rapidamente.

-Fugindo de mim tão cedo? -Me sento na cama seguindo ele com os olhos, ele corre até mim e pula em meu colo me beijando.

-Não, eu não queria nem sair dessa cama, mas eu realmente preciso ir, ou coisas muito ruins podem acontecer -Seguro sua cintura e admiro seu rosto, cada traço, tão lindo... E os olhos, menos intensos agora, mas tão brilhantes e hipnóticos- Eu te vejo em breve -Me beija e sai correndo para janela.

-Por que não sai pela porta da frente? Sabia que isso é bem suspeito? -Ele sorri e passa uma perna pela sacada.

-Até mais Barton -E então pula.

-Como ele sabe meu sobrenome? -Coço a cabeça, mas logo desisto de pensar e deito na cama suspirando- Mateo, eu realmente não te vi chegando.

(Pov.Pietro)

Entro pela janela do meu quarto e corro para o banheiro me lavar. Por mais que eu gostasse do cheiro dele em mim, a muitos lobisomens aqui com o olfato bem apurado, me lavo e troco de roupa.

Já fora do quarto, foi só virar a primeira esquina e dou de cara com Meia-Noite.

-Se prepara garoto, hoje a coisa vai ferver -Ela cruza os braços e sorri maliciosamente.

-E por que fala isso? -Meu coração estava a mil, não podia ser possível Thanos descobrir a onde fui.

-Ataque a Asgard, agora -Ela vira e sai andando, eu a sigo.

-Como assim agora? é manhã -Digo descrente.

-Exato, com o ataque recente eles estão se organizando novamente, temos que pega-los desprevenidos e não dar chance a sua irmã barra peste, ficar fortinha e ferrar com tudo, temos que atacar o quanto antes e deixar eles ocupados enquanto nossa pequena arma lá dentro seja ativado -Seguimos para fora do castelo onde vários lobos e soldados estavam de prontidão- e você precisa ficar lobo, entendeu?

-Porque? -Cruzo os braços.

-Por que não pode machucar esse lendo rostinho -Passa a mão em meu rosto e eu me esquivo para trás, essa mulher é estranha demais.

-Tá, tanto faz -Reviro os olhos, todos se ajoelham, me viro para trás e vejo Thanos sair com sua armadura.

-Espero que não haja falhas, porque se não haverá consequências -Ele sobe em seu lobo, que na verdade era Ébano. Me transformo e me junto a ao seu lado- Avante soldados.


Notas Finais


Pois é,
Clint sendo o lerdo de sempre...
Merdas a caminho...
É... Até o próximo cap gente.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...