História M e G - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hora de Aventura
Personagens Cake, Fionna, Marshall Lee, Mordomo Menta, Principe Chiclete
Visualizações 630
Palavras 1.322
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Lemon, Magia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ooiii, voltei, não tenho nada pra fala... Vamo começa o capítulo.

Capítulo 2 - 2


Fanfic / Fanfiction M e G - Capítulo 2 - 2

"gumball on"
Escovo meus dentes e me preparo para dormir, deito na cama, ouço um barulho alto, olho para os lados e não vejo nada, exceto a janela aberta, me levanto e a fecho, olho para traz e alguém aparece:

- aah- grito, ligo a luz, quem está em minha frente é o marshall lee- caralho você me assustou!- falei.

-olha o príncipe chinga- falou, revirei os olhos.

- o que está fazendo aqui?- falei.

- queria alguém para conversar- falou.

- agora? Eu tenho que dormir- falei.

- é que eu não sei nada sobre você, me fale sobre você- falou.

- sou o gumball, tenho 500 anos, não se assuste, gosto de ciências exatas e da natureza, cheguei no trono após a morte da minha tia- falei.

- nossa que legal,eu tenho 671, sou o marshall lee, meu pai era humano e minha mãe é um  demônio e é rainha da Noitosfera, então também sou um príncipe, mas não quero o trono- falou.

- nossa, mas quando sua mãe não poder mais governar, você terá que substitui-la, você sabe disso né?-falei, ele deu de ombros.

- isso não tem problema, ela é imortal- falou.

- hm- falei, ficamos uns segundos em silêncio- olha... Eu vou dormir agora, mas você pode me visitar amanhã- falei

-ok, até mais entam- falou.

- até- falei

Ele pulou a janela e virou um morcego gigante, eu tramquei a janela, deitei na cama e dormir.

.
.
.
Faz um mês que eu e Marshall nos conhecemos, mesmo sendo um garoto ignorante e grosso, ele  é legal, porém nessas últimas semanas ele está estranho, ele vem quase todos os dias e fica horas aqui, ele está mais carinhoso comigo, esta muito estranho. Hoje, Marshall me visitou novamente, ele sempre vem de noite:

-iai cara- falei.

-oi- Marshal falou.

- quer fazer o que hoje?- falei.

- quero te leva em uma festa na floresta- falou.

-acho que está muito tarde pra ir a uma festa- falei.

-gumball você tem que se divertir, vem por favor- falou fazendo bico.

- tá eu vo, só espera eu me arrumar- Falei

- ok- falou.

Após uns 15 minutos fiquei pronto, marshall se transformou em um morcego gigante e segurou meus braços com suas garras, no começo eu fiquei com medo dele me soltar e eu sabe, morrer, mas foi legal, nunca voei e foi, como o marshall fala, foda! Depois de uns 10 minutos de voou, eu e Marshall pousamos, a festa era ao ar livre, mas havia uma casa em forma de árvore, havia muitas luzes, um DJ e muitas pessoas dançando, se pegando e bebendo, maior parte das pessoas eram do reino caroço, esse povo não perde uma festa! Também tinha alguns do reino frutinha, fantasma e muitas ninfas d'agua, odeio essas ninfas:

- aí meu glob, eu nunca fui a uma festa assim- falei.

-acho que você nunca foi a uma festa- Marshall falou.

-ja fui sim, mas não era assim- falei.

-vamos entrar, você vai gostar- Marshall falou.

Entramos, Marshall me puxou para pista de dança, eu não danço muito bem, deferente do Marshall que dança super bem, fiquei um tempo parado encarando-o, o DJ mudou a música, era uma música lenta:

- eu vou sair da pista- falei.

- não, fica aqui comigo, vamos dançar- Marshall falou, ele me puxou pra perto de sí, colocou suas mãos em minha cintura.

- desculpa, mas eu não sei dança- falei.

- eu te ensino- falou.

- mas tá todo mundo vendo- falei.

-foda-se as outras pessoas, nem devem ter reparando na gente, agora coloque seus braços em volta do meu pescoço- falou.

Eu não sabia o que fazer, isso é meio constrangedor, não quero que as pessoas pensem que sou gay, eu não sou, acho que sou assexuado, nunca senti atração nem por garotas e nem por garotos, mas eu sinto algo deferente com o marshall, mas acho que é só amizade, o admiro só como amigo:

-ei cara, vai ficar parado ou vai dançar comigo- Marshall falou.

- am? A desculpe, eu estava pensando- falei.

- tá, mas para de pensar e vamos dançar- falou.

- já disse, não sei dança- falei.

-e eu já disse que te ensino- falou.

Como eu já sabia que ele ia me encher durante a festa inteira, aceitei, coloquei meus braços em volta do seu pescoço, ele me puxou mais para perto, nossos corpos estavam grudados, ele começou a fazer os passos e eu fui seguindo, dançamos lentamente no ritmo da música, mesmo sendo constrangedor, eu estava gostando daquilo. O DJ tocou 3 músicas lentas e dançamos as 3,  na última música percebi que Marshall não deixava suas mãos paradas, um tempo ficavam no topo das minhas costas, depois ele descia até chegar em minha cintura, depois desceu até minha bunda e apertou,  tirei suas mãos dali e fingi que nada aconteceu, mas ele fez o mesmo movimento de antes, o soltei e sai da pista, ele me seguio, para na frente do bar e pedi um copo de refrigerante, Marshall sentou do meu lado:

- cara por que você saio?- Marshall falou.

-por que?! Sabe, eu não gosto de ser assediado, ainda mais por homens-falei.

- desculpe, vamos volta pra pista- falou.

- não quero, vou ficar por aqui mesmo-falei.

-ok, então também vou ficar- falou e pedio uma vodka e um coquetel de morango com vodka.

- cara você bebe duas de uma vez só?-falei.

-uma é pra você, esqueceu que sou um vampiro, eu só me alimento de sangue ou a cor vermelha, por isso um coquetel de morango- falou.

-eu não bebo- falei.

-aceita cara- falou.

- não! Esse barulho está me dando dor de cabeça, vou embora- falei.

-por favor fica mais um pouco- falou.

- não tô afim- falei.

-entam você entra na casa, tem um quarto no segundo andar, você descansa lá, quando eu for embora eu vou lá e te chamo, fechado?- falou.

-ta, mas não é melhor fala com o dono da casa?- falei.

-cara essa casa é minha, fica a vontade, aqui tome a chave do quarto- falou.

Peguei a chave, entrei na casa, havia um monte de gente fumando e se pegando, ingnorei, subi as escadas e abri a porta do quarto, tramquei e deitei na cama e automaticamente dormir.
.
.
.
Acordo com o barulho da porta abrindo, alguém entra, por sorte foi o Marshall, fiquei com de ser um casal se pegando procurando um lugar para fuder:

-oi cara, entam vamos embora, estou morrendo de sono- falei, Marshall tranca a porta- cara por que você trancou a porta?-

Marshall me puxa para perto de sí e me beija, o impurro, mas ele me joga na cama e sobe em cima de mim, ele me beija novamente, sinto o gosto de vodka, ele com certeza está bêbado, viro o rosto, mas ele beija meu pescoço e chupa, do um gemido de dor, ele coloca a mão por baixo da minha blusa, tento tira-lo de cima de mim, mas ele é muito forte, ele rasga minha camisa:

-marshall para!- falo, Marshall me ingnora e continua a lambe e chupar meu pescoço-  ma-marshall, para, eu não quero, por favor não faça isso!- falo, percebo que lágrimas caem dos meus olhos, estou assustado, nunca ele fez isso.

Marshall olha para meu rosto, após ver que estou chorando ele sai de cima de mim:

- vamos embora- falou, fiquei com um pouco de medo de ir com ele- não se preocupe, não vou te atacar, se você não quer tudo bem, tem camisetas no armário, pode pegar-

Peguei uma camiseta e vestir, o segui, saímos da festa, ele virou um morcego gigante e me carregou até o castelo do reino doce, entrei primeiro, ele logo foi embora, subi até chegar em meu quarto, entrei, tomei um banho e vestir meu pijama, tranquei a janela e deitei na cama.

   


Notas Finais


Até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...