1. Spirit Fanfics >
  2. Machismo vs feminismo >
  3. (13) Termino

História Machismo vs feminismo - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Há quando eu por um número assim no título do capítulo significa o número do capítulo (13) significa capítulo 13

Capítulo 13 - (13) Termino


Bruno : eu sou solteiro, não tenho por que fica dando satisfação a ninguém e ficar no meio da briga de vocês valeu.

Dafine : tem que escolher.

Bruno : eu escolho o meu filho.

Dafine : você é meu.

Bruno : eu não quero mas me machucar, só quero me dedicar ao meu filho e ao meu serviço.

Ricardo apareceu, ele pegou o menino e saiu.

Anna : sai da minha casa.

Dafine : ele vai ser meu.

Anna : se acha que vai aguentar, ficar com um cara que ama outra.

Dafine : ele não te ama.

Anna : não foi isso que ele me disse ontem.

Dafine : você não o ama.

Anna : não você não o ama, onde já se viu saber que o cara ama outra e querer ficar no meio.

Dafine : admite que sabe que ele sente algo por mim.

Anna : ele só está com vc por que eu permito , agora pode ir.

Dafine : isso não vai ficar assim.

Ela foi embora.

Otávio apareceu.

Otávio : que bagunça é essa.

Anna : eu e o Bruno nos .

Ela sorriu.

Otávio : são doidos.

Anna : ontem eu vi que ele me ama ainda.

Otávio : miga ele está com outra.

Anna : não ele está solteiro, sabe oque significa isso?.

Otávio : que ele pode pegar as duas sem responsabilidade?.

Anna : não , posso reconquista-lo.

Otávio : eu não quero que se machuque.

Anna : eu não consigo amar outro, você não intendi.

Otávio : claro que sim.

Ele abraçou ela.

Gustavo veio buscar a filha agradeceu e foi embora.

Anna e Otávio arrumou as coisas.

E depois ela foi para a academia.

Dafine foi para o apartamento dele.

Ele estava dormindo com o filho.

Ela o olhou.

E continuou lá.

Passou uns dias ele teve que devolver ele.

Bruno : trouxe nosso filho.

Ele pos ele no sofá.

Anna : amanhã cedo você vai.

Bruno : vou.

Ela começou a chorar.

Bruno : Anna não chorar vai, por favor.

Anna : eu te perdi.

Bruno : não, somos unidos para sempre.

Ela chorou ele a levou ela para cama.

Ficaram se beijando.

Bruno : oque você quer que eu faça para você para de chorar?.

Anna : diz que vai volta a morar perto de mim, por favor amor eu preciso saber se tá bem.

Bruno : tabom.

Anna : e me promete que vai me ligar todas as noites.

Bruno : tabom.

Ela o beijou e foi sentado emcima .

Ele beijou e gemeu.

Anna : olha amor você prometeu.

Bruno : prometi , prometo oq quiser .

Ela tirou a camisola.

Ele tirou a calsinha dela.

Ela foi para baixo tirando a calsa dele , ele tirou a blusa.

E depois tirou a cueca.

Bruno : vem cá vem.

Ela veio rebolando.

Ela ficou rebolando e ele socando.

Anna : aí amor.

Ele a beijou.

Bruno : goza vai goza pra mim.

Ela jogou a cabeça para trás e ficou gozando no pau dele.

Ele segurou ela.

E abraçou.

Ele apertou ela e gosou.

Ela beijou ele.

Anna : amor eu.

Bruno : eu também.

Ela saiu dali.

Anna : vamos tomar um banho juntos.

Bruno : tabom.

Eles foram deram um banho um no outro.

E foram dormir.

De manhã cedo acordou.

Bruno : amor eu tô indo.

Anna : amor , vai cumprir a promessa que fez para mim?.

Bruno : vou sim, mas você apelo na cama , se sabe como eu sou.

Anna : mas você prometeu.

Bruno : vou voltar, jamais era para ter saído de perto de vocês.

Ele beijou a barriga dela.

Anna : tá tudo bem?.

Bruno : tá sim, não vou cometer o mesmo erro.

Anna : eu não tô grávida.

Bruno : é você tomou a pirula?.

Anna : não.

Bruno : então.

Anna : para vai.

Bruno : faz o teste e me liga.

Anna : tabom.

Eles se beijaram e ele foi embora.

No outro dia de manhã ele ligou para ela.

Bruno : Anna está tudo bem?.

Anna : fiz o teste.

Bruno : e?.

Anna : deu negativo.

Bruno : tabom, daqui alguns dias eu vou voltar.

Anna : tabom, tô com saudades.

Bruno : também tô.

Bruno : nosso filho estar bem?.

Anna : sim, está ele tá no colégio.

Bruno : tá sozinha aí?.

Anna : tô e vc tá com a sua mulher aí?.

Bruno : minha mulher é você e você está do outro lado do mundo.

Anna : e a Dafine.

Bruno : ela está no meu lugar na empresa já que parei de investir aqui.

Anna : oque houve?.

Bruno : ela é filha do meu chefe, e já viu ele quer que eu case com ela .

Anna : você vai ficar com ela?.

Bruno : não Anna você é minha mulher.

Anna : não quero mas te dividir com ela .

Bruno : tá tudo bem, vou falar com ela hoje.

Anna : te amo.

Bruno : também te amo.

Anna : amanhã é dia dos pais, Ricardo queria que passase com ele.

Bruno : é um pouco difícil.

Anna : já conversei com ele.

Bruno : obrigado.

Mas tarde.

Bruno : Dafine.

Dafine : oi?.

Bruno : não dá mas, eu quero a Anna.

Dafine : não , você está confuso.

Bruno : não eu não tô, eu nunca consegui esquecer ela, eu amo mesmo eu não quero mas fica longe deles, da minha família.

Dafine : não eu não quero ouvir você, amanhã conversamos .

Ela saiu dali.

Nesse dia ele pegou um jatinho e foi para o Brasil.

Ricardo chegou abraçando ele.

Ricardo : papai.

Bruno : vim passar o dia com você hoje e amanhã.

Ele e Anna se beijaram e ele pos o garoto na cama.

Foi até o banheiro, tomou um banho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...