História Madness - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bruxa, Fantasia, Kimnamjoonbts93, Magia, Taehyung, Vampiro
Visualizações 100
Palavras 1.819
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Seis.


Fanfic / Fanfiction Madness - Capítulo 6 - Seis.

                      Karoline


Os lábios de Taehyung estavam sob os meus de maneira apressada e nada gentil. Havia uma certa agressividade no beijo, Uma necessidade de ambos de exercer poder. O beijo estava bom, Muito bom. Mas me lembrei de quem estava me beijando e então me separei.

— SEU IDIOTA! - O empurrei de forma brusca-  — Quem você pensa que é pra me beijar?

— Pelo menos agora eu sei como te manter quieta. - Passou o polegar por seu lábio inferior enquanto eu acompanhava seu movimento-    — E eu não fui o único que estava beijando.

— CALA A PORRA DA BOCA TAEHYUNG!

— Você quer calar junto comigo? -Sorriu ladino.

— Vai pro inferno!

— Estou começando a gostar desse seu lado agressivo Karoline. Mas não tenho tempo pra isso agora, Preciso te levar de volta pra casa.

— E se eu não quiser voltar com você?

— Então podemos ficar a noite toda aqui. Contanto que você continue me beijando como agora pouco.

Senti minhas bochechas queimarem.

— Vamos logo Taehyung, Onde está seu carro?

Ele caminhou em direção ao outro lado da rua.

— Você já deveria saber que não uso carro Karoline. -Me entregou um dos capacetes que estavam pendurados na moto.

Coloquei o capacete e me apoiei em seu ombro para conseguir subir.

— Você ainda se lembra como segurar firme certo?

Dei de ombros e contornei meus braços ao redor de seu corpo.

— Quase isso. -Taehyung apertou meus braços ainda mais ao redor de seu corpo, Quase fundindo nossos corpos-    — Perfeito.




O trajeto de volta para mansão não demorou muito, Visto que estávamos de moto e a casa de Taehyung ficava bem no centro da cidade.

Assim que Taehyung estacionou a moto, Tirei o capacete e lhe entreguei sem dizer nenhuma palavra.

— Ei garota, Não vai me agradecer?

— Pelo que? Por estragar a minha noite?

O vampiro passou os dedos por seus fios de cabelo enquanto caminhava em minha direção.

— Pela carona. - Piscou.

Dei de ombros e comecei a subir os lances de escada em direção ao meu quarto.

— Ou pelo beijo. - O ouvi dizer.

Parei no alto da escada e me virei de frente para ele.

Olhei em seus olhos e estiquei minha mão em sua direção. Taehyung me olhou confuso mas antes que pudesse raciocinar eu fiz com que seu corpo fosse jogado para o outro lado da sala.

— Obrigada. - Respondi e fui para meu quarto antes que o vampiro resolvesse se vingar.

Tranquei a porta e tirei minhas roupas indo rapidamente para o banho. Eu não estava bêbada mas meu corpo estava cansado e provavelmente dormiria pelo resto da noite.

Coloquei meu camisola e estava prestes a ir para a cama quando ouvi a voz de Namjoon e Seokjin. Suas vozes estavam alteradas e no fundo identifiquei a voz de Taehyung.

Abri a porta devagar e caminhei a passos lentos até perto da escada. Eles estavam na sala e aparentemente estavam discutindo.

— Porque você a tirou de lá? Você sabe que ela não é um objeto seu Taehyung! -Exclamou Namjoon.

— Porque está tão preocupado com aquela garota Namjoon? Nunca vi você se preocupando assim com as outras bruxas.

— Eu gosto da Karoline, Taehyung. Ela é diferente.

— Diferente? -Ele soltou uma risada nasal-  — Ela é igual a qualquer uma que tenha passado por aqui antes.

— Você sabe que não Taehyung. - A voz de Seokjin se fez presente-     — Karoline é a única que pode derrotar Krystal.

— Não tenho tanta confiança nisso.

— Qual o seu problema Taehyung? Krystal fez com que você odiasse tanto assim as bruxas? E agora você desconta na Karoline seu ódio pela espécie dela?


" Quem é essa Krystal?" - Pensei.

— E você Namjoon? Quer proteger ela assim porque? Está apaixonado por aquela bruxa?

Taehyung e Namjoon estavam de frente um para o outro.

— E se eu estiver? - Desafiou Namjoon.

Taehyung deu seu sorriso cínico.

— Boa sorte com isso.

Percebi que ele ia abandonar a sala então voltei correndo para meu quarto.

— Krystal... Afinal quem é você?


[...]

O sol já tomava conta de todo o meu quarto quando finalmente acordei. Podia ficar facilmente o dia todo na cama mas tenho certeza que Taehyung estava disposto a me tirar dela. E eu preferia qualquer coisa a ter que ouvir o rei dizer que eu estava ali para protegê-lo e não dormi o dia inteiro.

Fui para o banheiro tomar um banho a fim de despertar e não demorei. Vesti roupas confortáveis e desci para a sala, Sabendo que o café da manhã já estaria sendo servido a muito tempo.

Não havia ninguém na mesa de café da manhã. Me sentei em minha cadeira de costume e me servi de café e algumas torradas.

— Mais um pouco e eu estava indo derrubar a porta do seu quarto.

Quase deixei minha xícara de café cair.

— Por Deus! Você não pode chegar como qualquer pessoa normal?

— Tome logo seu café da manhã, Você já me fez esperar demais.

— Que tipo de feitiço você quer hoje Taehyung?

— Vamos a um lugar Karoline, Quero que me mostre do que você é capaz.


Mais uma vez eu estava grudada em Taehyung enquanto o mesmo pilotava sua moto sabe se lá pra onde. A rodovia estava calma e vi apenas alguns poucos carros passando ao nosso lado. A brisa do mar batia em meu rosto fazendo o trajeto ser agradável, Considerando que eu estava sozinha com Taehyung indo a um lugar desconhecido por mim.

Somente quando percebi que estávamos na estrada há quase uma hora, Me dei conta do que Taehyung podia fazer comigo.

1- Ele podia me matar.

É claro que o rei não me perdoou por tê-lo arremessado do outro lado da sala. Com certeza ele estava me levando a algum lugar longe o bastante de Namjoon e Jin para me matar.


2- Ele ia me torturar.

Eu já sabia que Taehyung precisava de mim e talvez por isso não fosse me matar. Mas nada o impedia de me torturar, Quebrar uma de minhas pernas ou braços era fácil para ele.

3- Ele ia me deixar ir embora.

Talvez ele se deu conta que eu não posso ajudá-lo e assim vai me deixar livre. Embora essa opção seja a menos provável, Não custa sonhar.

4- Ele resolveu me compensar.

Eu salvei os irmãos dele e ele se deu conta do meu ato heróico e agora resolveu me compensar. Talvez ele me dê alguma de suas casas de praia.


5- Ele quer me beijar.

Ok, Essa talvez seja a pior entre todas as outras opções. Mas não posso descartar a possibilidade, Vai que esse idiota narcisista quer me beijar de novo? Obviamente dessa vez eu estou preparada para não retribuir. Sem chances de eu beijar Kim Taehyung de novo.



— Chegamos.

Fiquei tão ocupada presa em meus pensamentos que só despertei ao ouvir a voz do rei anunciando que finalmente havíamos chegado.


Estávamos em uma praia consideravelmente pequena em comparação às outras que já tinha visto. Era cercada por grandes rochedos e a areia branca fazia um belo contraste com o mar azul.

— Porque me trouxe aqui?

— Ninguém vem nessa praia, O que significa que ninguém vai nos atrapalhar.

Todas as cinco opções passaram como um flash em minha cabeça.

— Porque você ficou tão pálida? Está com medo de ficar a sós comigo longe de todos?

Travei.

— Claro que não. - Cruzei os braços tentando responder firme.

— Tão tola. - Sorriu cínico.

— O que você quer exatamente Taehyung?

— Primeiro, Você precisa saber quem você vai atacar.

— Pode começar.

— Há muito tempo atrás eu conheci uma bruxa. Ela era linda, Doce e gentil. Krystal era encantadora, E qualquer um se apaixonaria por ela. Qualquer um até mesmo eu. Não demorou muito para que eu estivesse completamente apaixonado por Krystal, E claro ela também estava por mim. Marcamos nosso casamento um dia após eu te-la transformado. Krystal foi a primeira bruxa que se tornou vampira e manteve sua magia, Se tornando uma das criaturas mais poderosas do mundo.

— E porque vocês não estão juntos?

— No dia do nosso casamento eu a flagrei matando alguns humanos. Eu sabia que era difícil manter o controle sendo uma recém criada mas Krystal matou quase uma vila inteira incluindo a própria família.

— Deve ter sido difícil para ela.

— Essa é a questão, Não foi. Krystal não tinha nenhum remorso pelo que fez, E ela queria mais. Os humanos passaram a ser apenas seu alimento, Krystal desenvolveu uma sede pelo poder. Ela quer o fim da raça humana, Um mundo apenas governado por vampiros.

— E o que aconteceu quando você se deu conta disso?

— Digamos que eu tenha à abandonado no altar e depois disso ela passou a tentar me destruir. Já perdi as contas de quantas casas, empresas e pessoas que eu tinha afeição foram destruídas por Krystal.


— Então foi ela que sequestrou seus irmãos?

— Exatamente, Ela nunca havia chegado tão longe Karoline.

— E você quer que eu a destruia?

— Eu confio em você. Sei que não vai ser fácil mas preciso que pelo menos tire a magia dela. Você consegue fazer isso certo?

— Eu vou precisar estudar um feitiço Taehyung e vou precisar imobilizá-la.


— Por isso eu te trouxe aqui. Quero que me mostre seu poder Karoline, Preciso ter certeza que consegue.


— Tem certeza? Taehyung eu posso te machucar.

— Vamos ver se você é capaz.

Fechei os olhos por breves segundos.

— Fogo.

A palma de minhas mãos ficou quente devido às chamas que começaram a sair das mesmas.

Ataquei Taehyung com o fogo mas ele tinha a vantagem de usar sua velocidade de vampiro para se desviar e não ser atingido.

— Invisiblia.

Usei minha tática de ficar invisível e tentar atingi-lo com o fogo.

— Eu não te vejo mas sinto seu cheiro. - Ele me agarrou quebrando meu feitiço.

— Tudo bem. - Me soltei de seus braços-  — Vamos de novo.

Taehyung se afastou e eu apontei minha mão em direção ao mar e o atingi com um boa quantidade de água.

— Não vai ter água perto de você. - Me alertou.

Bufei irritada.

— Taehyung, Isso vai doer.

Caminhei em sua direção olhando em seus olhos.

— Dor.

Taehyung caiu no chão levando as duas mãos a cabeça.

— Mais forte.

Continuei indo em sua direção e vi que ele já estava agonizando.

— Mais.

A dor aumentava à medida que eu chegava mais perto do rei.

— Karoline, Por favor.

Me ajoelhei e coloquei minhas mãos sob seu rosto parando a dor.

— É assim que você vai imobilizar Krystal.


Depois de mostrar a Taehyung que eu poderia derrotar sua ex noiva, Tudo que eu tinha que fazer era estudar um feitiço para retirar sua magia. E o rei tinha uma boa coleção de grimórios a minha disposição.


Quando chegamos em sua casa, Namjoon e Jin estavam à nossa espera na sala.

— Então Taehyung, Já tem um plano para atrair Krystal? - Perguntou Seokjin.

— Nós vamos dar um baile de máscaras.

— E então você vai mandar um convite pra ela ou o que?

— Ela não precisa de convite Karoline, Ela virá de qualquer forma.

— E como você tem tanta certeza?

— Porque ela não perderia a oportunidade de ver minha noiva.

— Ver quem?

— Karoline Albuquerque, Você aceita se casar comigo?


Notas Finais


Gente, Me desculpe pela demora. Fiquei gripada duas vezes nesse mês de julho e a única coisa que eu queria era minha cama. Vou tentar atualizar mais rápido de agora em diante.




Vocês acham que Karol vai aceitar o pedido?

E Namjoon, Vai aceitar essa ideia de Taehyung?


Se preparem porque nossa vilã vai aparecer no próximo capítulo.

Beijoos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...