História Madness Accepted - Capítulo 6


Escrita por: e Rapositto

Postado
Categorias Melanie Martinez
Personagens Melanie Martinez, Personagens Originais
Tags Alphabet Boy, Basic Bitch, Blue Boy, Cry Baby, Dollhouse, Mad Hatter, Melanie Martinez
Visualizações 10
Palavras 1.229
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


• · Oi gente! Tudo bom? Espero que sim!
·
• · Eu vim aqui rapidinho só para agradecer a todos que já favoritaram a fanfic, fico muito feliz com isso, obrigado pelo apoio sempre! 💓
·
• · Vamos ler!

Capítulo 6 - O caminho do gato


Fanfic / Fanfiction Madness Accepted - Capítulo 6 - O caminho do gato

Cry Baby | Em casa...

Eu estava em casa em um piscar de olhos, isso deve ter sido feito pela Demon Nurse, bom, de qualquer jeito, obrigada...

Eu abro a porta e entro em casa. Tudo estava revirado e parecia não ter ninguém em casa. Decido ir para meu quarto, onde, quando chego, tranco a porta para evitar visitas inesperadas.

Entro no banheiro de meu quarto e então tiro minha roupa, entro no chuveiro e então deixo a água cair em meu corpo e por algum motivo, quando a água caia em cima de minha perna, eu sentia uma certa ardência. Talvez fosse por causa do ataque da sombra da tal garota das trevas, a magia que as Demon Eyes usaram em mim não deve ter me curado por completo.

Termino meu banho, me seco, me visto e vou direto para a cama. Fico olhando para o teto e relembrando de tudo qua havia acontecido comigo hoje e acabo adormecendo. Porém eu não havia dormido, bem, não é o que parece, eu estou no mundo escuro novamente!

Mundo escuro...

Eu estava com um pouco de receio em andar por aqui novamente, talvez isso fosse algum tipo de campo de batalha daqueles servos... Mas crio um pouco de coragem e decido andar pelo lugar...

Tempo depois...

Bom, agora eu tenho certeza de que estou no mundo escuro, nada nem ninguém havia me atacado e tudo que havia aqui era somente sombras em meus pés e luzes ao longe. E agora, após muito tempo, eu vejo uma silhueta ao longe, parece ser o coelho... Corro e me aproximo dele, porém ele não faz nada assim que chego perto dele, ele fica parado, como se fosse uma estátua...

— Venha... — Diz o coelho, pela primeira vez.

Essa foi a primeira vez que um deles havia falado comigo, porém logo lembrei das palavras de Demon Nurse, ela havia me dito que eu deveria sempre ficar atento aos bilhetes deles, já que ele não tinham voz, ou não falavam...

— Venha... — Insiste ele.

Decido ignorá-lo, sigo meu caminho para frente, porém, quando olho para trás ele se desmancha, virando somente poeira e névoa.

Seguindo meu caminho, logo vejo novamente um de meus amigos, era o gato, porém ele estava estanho, sua cor era outra e ele me entregava um bilhete estranho... Nele não havia nada escrito, era somente uma sequência aleatória de números, caracteres e letras misturadas. Por ter certeza de que ele não era o verdadeiro, decido o ignorar também, então saio andando, seguindo meu caminho novamente...

Após andar mais um pouco, vejo finalmente o gato novamente, tudo parecia normal, inclusive ele. Ele me dá um bilhete com umas letras misturadas, porém dava para entender dessa vez...

ehVna ue osu o ervaeddior...

As letras estavam misturadas, porém eram na própria palavra, a tradução daquilo era “Venha eu sou o verdadeiro” algo fácil. Então por ele ser o gato e se mostrar o verdadeiro, decido entrar em seu caminho, agora faz sentido o porque de seguir o caminho do gato...

Andando pelo vazio daquela estrada que seguiamos, o gato entra em uma nuvem escura no chão e assim que sai, ele se transforma em um gato de verdade, porém, ainda com sua cor azul... Ele então corre e entra no meio de uma grande nuvem negra, e quando ele sai ele abre uma espécie de porta, que me leva para uma casa!

— Onde estamos? — Pergunto curiosa, porém o gato somente me olha.

Ele então, sobe em cima de uma mesa, e então com suas pequenas patas ele começa a empurar um vaso, até que ele cai no chão e se quebra, revelando um pequeno bilhete em meio a terra.

Bem-vinda a sala de treinamento, aqui eu irei te ajudar a manter o foco no seu objetivo e também a ter a possibilidade de derrotar a ?¿!???¿...

Bem... Eu estava confusa e não sabia como que eu iria fazer um treinamento dentro dessa casa, até que o gato pula em mim, ele acaba me derrubando pois eu não esperava por aquilo, então assim que olho para o lado, vejo uma pequena porta, a abro e por sorte consigo passar por ela.

Aqui dentro parece ser uma grande área para treinamento, o gato começa a dar pulos em montes de sombras, talvez eles fossem como bonecos de treino. O gato vai até um deles e então arranha ele, ele então se desfaz e o gato olha para mim, provavelmente querendo que repetisse aquilo...

Tempo depois...

Após um certo tempo, o gato finalmente para de fazer as coisas, o treinamento havia acabado, ele então entra dentro de uma grande névoa azul que havia alí e então ele volta a sua forma normal. Ele me encara e então assopra uma névoa roxa em meu rosto...

???

Eh... Bem... Eu acabei de acordar... Eu acho... Tudo pareceu um sonho, porém eu tenho certeza de que não foi. Eu me levanto e saio de meu quarto, vou ao quarto ao lado e vejo meu irmão dormir, vou para a sala de estar e mamãe também dormia. Vou ao banheiro e então faço minha higienes diárias, volto ao meu quarto e escolho uma roupa que gosto de usar normalmente, me visto e saio de casa.

Decido ir até a casa das Demon Eyes, eu preciso saber o que fazer agora, inclusive, eu sinto que consigo controlar meus poderes, não totalmente, mas uma grande parte deles eu sinto que consigo...

Casa das Demon Eyes...

Eu chego na casa delas e então faço todo aquele percurso que fiz na última vez que vim aqui e então chego finalmente em sua casa, a verdadeira, no caso...

— Olá? Tem alguém em casa? — Chamo a procura de alguém.

— Olá pequena! O que te trás aqui? — Fala Demon Eyes assim que me vê.

— Oi! Eu queria saber o que é que devo fazer hoje... Eu fiz o que a Demon Nurse havia pedido...

— Sério? Ah! Que ótimo! — Ela diz sorrindo para mim...

— É... Então, o que eu devo fazer?

— Hoje não precisamos de você... Pode voltar para sua casa. — Ela ainda continua sorrindo para mim... Porém... De maneira estranha...

— Eh... O quê? Vocês não estavam preocupadas com tudo aquilo que estava acontecendo? Eu preciso fazer algo para ajudar...

— Não querida... VocÊ ainDa é muItO jovem para poder nos ajudar e descobrimos que Não PrEcisamos mais de voCê... — Ela está muito estranha...

— Bom... Eh... Eu vou saindo então...

— Ah okay... Pode ir. — Ela então volta a olha para a parede.

Eu saio da sala, porém vejo que algo de errado estava acontecendo. Todos os meus 4 amigos estavam me esperando do lado de fora e eles me olhavam de maneira estranha...

— O quê? 

Todos eles me entregam bilhetes com sequências aleatórias de letras e números, igual aos dos meus sonhos... Porém o gato me entregou um bilhete diferente. Nele estava escrito “ocrsoor”... É... Eu preciso fazer algo...

— Oh... Okay amigos... Eh... Eu preciso ir para casa, gato vem comigo! — Digo e ele da um passo a frente.

Eu começo a me distanciar deles bem devagar, porém eles não deixam o gato passar. E assim que olho para trás a Demon Eyes estava lá...

— Demon Eyes? — Minhas mãos tremiam e eu não sabia o que estava acontecendo...

— Ela não está mais aqui...

Ela levanta sua mão e então de algum jeito ela me joga no chão, uma névoa escura começa a se criar em minha volta e então eu começo a ficar tonta... Até que... Eu não aguento mais...

Continua...


Notas Finais


• · Obrigado por ter lido, me desculpe qualquer erro...
·
• · Durante a escrita desse capítulo eu tive que sair do app algumas vezes, então tem a chance do capítulo sair bugado, então, desde já, desculpe :\
·
• · I 💓 You


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...