1. Spirit Fanfics >
  2. Mãe aos 17 >
  3. Quase casados

História Mãe aos 17 - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Quase casados


Alguns meses depois Sara e André já estavam mais juntos do que eles mesmo imaginava,o amor deles só aumentava,eles estavam se amando,e André disse a Sara que precisava lhe contar um segredo,e Sara anciosa pediu a ele que revela se o segredo 

Então ele a olhos nos olhos e disse que eles não poderiam mas ficar juntos, porque Sara era uma menina muito boa de família e ele um rapaz que escolheu a vida do crime,Sara o abraçou bem forte e disse_ De você não me separo por nada nessa vida,eu te amo e vou te tirar dessa vida,você vai se tornar um homem de caráter.Ele ficou muito feliz,mas não quis aceitar, porque não pensava em sair dessa vida.

Mas eles deram continuidade no amor,nessas alturas Sara já não era tão inocente a respeito da pessoa que André era.

O pai de Sara desconfiado de que a filha estava se envolvendo com alguém,perguntou, filha porque a demora depois da aula? E Sara responde: _É que eu fico conversando com minhas amigas depois da aula. O pai de Sara não acreditou no que ela disse e logo foi dizendo : Se você estiver se encontrando com alguém,pode vir ficar aqui na frente de casa,ela foi para o seu quarto feliz, não via a hora de comentar esse assunto para André.

No dia seguinte lá estava Sara no portão do colégio esperando o amado André,e lá vinha ele todo sorridente. Oi Sara responde ele com os olhos brilhando,e ela toda apaixonada e boba diz oi meu amor.

Tenho novidades diz Sara! E André curioso responde o que é? Sara feliz diz meu pai quer que vamos namorar no portão de casa ,e André concordou . E assim foram namorando em frente a casa de Sara por um ano,mas o pai de Sara não pretendia conhecer André pelo fato de não ter gostado da aparência do rapaz. Mas Sara não se importava.

Uma certa noite Sara estava na frente de sua casa, abraçada em André quando de repente ele olha para baixo em sentindo a calça de Sara e diz : _ Nossa você está sangrando! Ela assustada vê que sua calça está suja de sangue e corre para dentro de casa e vai para seu quarto espantada não entende nada ,e logo pensa meu Deus será hemorragia? Ou será minha menstruação?  Sei lá o que seja ,vou ao médico amanhã de manhã.

Dormiu com os pensamentos naquilo que havia acontecido, logo de manhã Sara se arruma e vai ao médico,e chegando lá explica o que havia ocorrido,e o médico olha para ela e diz: _ vamos te examinar as vezes não é nada, ela preocupada não responde nada,e quando foi examinada ela descobriu que estava grávida,mas teve um aborto.

Ela foi para casa e chorou muito, e se lamentava Deus por que? Me tirou essa criança? Eu queria ser mãe, mesmo que meus pais me expulsasse de casa.

Ligou para André,e pediu a ele que viesse em sua casa,e lá chegou André,os dois entram no quarto de Sara,e ela o abraçou bem bem forte começou a chorar,ele simplesmente não entendeu nada . Ele pergunta : _ Sara o que houve? Ela diz a ele o que realmente significava aquele sangue em sua calça,diz que havia sofrido um aborto,ele todo chateado,diz a ela que não era para ela ficar triste,pois eles iam ter muitos filhos,e que eles montariam um time de futebol. Ela toda feliz concorda.

A mãe de Sara ouve o assunto e começa a brigar com eles , expulsando Sara de casa ,e André diz a Sara vem morar comigo,Sara triste por que sua mãe a expulsou resolve ir embora antes que seu pai chegasse em casa. Então Sara foi para casa de André, chegando lá André apresentou Sara a sua mãe, disse que Sara era uma pessoa que ele amava muito,a mãe de André logo deu lhe um abraço em Sara dizendo a ela seja bem vinda querida,pediu a André que lhe mostrasse a casa a ela. Sara meio tímida pensa eu conheço essa casa de um jeito que a senhora menos imagina.Mas passado algumas horas André disse a sua mãe que precisava conversar um assunto muito importante,Maria meio preocupada deu um sorriso meio boquiaberto,e disse o que seria?

Então André disse a sua mãe que Sara foi expulsa de casa e não tinha onde morar,a mãe de André assustada foi logo dizendo aqui não temos lugar meu filho,onde essa moça vai dormir? Ele responde meio empolgado comigo,e Maria diz tudo bem meu filho, hoje ela fica amanhã iremos a casa dela precisamos conversar com os pais dela, preciso saber o motivo que essa jovem tão bela e educada foi expulsa.

No dia seguinte eles foram a casa de Sara como havia dito a mãe de André, chegando lá , Maria pede licença e começa a conversar com os pais de Sara , então vai logo direto ao assunto, queria saber o porquê essa moça foi expulsa? Então o pai de Sara responde, não ela não foi expulsa. E Maria diz sim chegou ontem em minha casa dizendo que não tinha pra onde ir. E o pai de Sara com lágrimas nós olhos diz eu não estava em casa,a mãe de Sara a expulsou,e eu não sabia onde encontra lá,eu só sei que ela foi embora porque ela estava escondendo uma gravidez e de repente sofre um aborto,mas Sara não comentou conosco nada disso,a mãe de Sara que ouviu eles dois conversando e ficou furiosa, não pelo fato dela engravidar e sim porque nunca apoiamos o relacionamento de seu filho e minha filha, mas Sara ama ele diz o pai ,eu não autorizo nada ela faz o que ela bem entender,mas ela vai se arrepender.

Maria olhou para seu filho e para Sara e diz,por que mentiram,e André tenta se justificar mas Maria não quis ouvi lo. Então a conversa se encerra, Sara pega tudo o que e seu e leva para a casa de André, Sara se despede de seus pais, todos da família de Sara começam a chorar,mas o pai de Sara foi o que sofreu ,ela diz a eles que iria ficar bem e que sempre iria visita Los.

E a vida dos pombinhos indicavam que seria a melhor,mas André começou a deixar Sara aos finais de semana,dormia fora,e ela não tinha noção de onde André passava suas noites.

 Chegava segunda feira, André vinha para casa como se nada tivesse acontecido,e com muita conversas conseguia deixar Sara calma,eles se viam se amavam loucamente,e tudo voltava ao normal. 

Até que um dia Sara não se sente bem e comenta com Maria,eu não estou me sentindo bem, tenho fome demais, meus seios estão doloridos, minha menstruação atrasada três meses. Maria olha para Sara e diz se arruma já vou te levar ao médico. Sara preocupada,se arruma e não diz se quer uma palavra,a preocupação toma conta de Sara e ela pensa meu Deus e se eu estiver grávida? 

Maria olha para Sara e diz preocupada minha filha? Sara responde não. E Maria diz é Deus queira que não seja uma criança,por que meu filho não tem responsabilidade nenhuma.

As duas estavam na sala de espera , Sara balançava suas pernas e conforme os minutos iam passando Sara ficava mais preocupada. É chegada a vez de Sara, Maria diz boa sorte! 

A jovem conta ao médico seus sintomas e o médico diz sorrindo será que é um bebê? Vamos te examinar princesa,e assim foi feito o exame e sim Sara estava grávida.

Sara se despediu do médico com várias sensações,medo, alegria,ódio, desespero. Mas também já começou a imaginar ela com uma barriga enorme e bonita. Quando foi ao encontro de Maria ela ficou meio calada e Maria toda anciosa me diz anda menina,vou infartar aqui de tanta anciedade . Sara diz estou grávida, Maria. E as duas se abraçaram Maria deu uma gargalhada e disse eu vou ser vó . Então Maria decidiu sair do hospital e ir direto para a casa de Sara contar aos pais da jovem.

As duas caminharam até chegar na casa dos pais de Sara, chegando lá Maria disse a lucena mãe de Sara que elas iriam ser vovó, lucena feliz abraçou Maria depois deu um abraço em Sara, o pai de Sara ouvindo o assunto não quis participar da conversa pois ele não se sentia feliz em ver a filha gerando um bebê de um cara que não valia a pena viver. Então o pai de Sara foi para seu quarto,e nem se quer olhou para Sara ,ele preferiu ficar um pouco sozinho, nunca quis esse futuro para a sua filha.

Chegou a hora de contar a novidade ao papai André, Sara da um beijo em André e diz adivinha o que eu tenho? André olha para Sara e sem resposta diz não sei,ela feliz responde vamos ter um bebê. Ele alegre diz maravilha, então eles contentes começam a dar gargalhadas, e também teve lágrimas mas de felicidades.

Mas a gravidez de Sara não podia melhorar o comportamento de André, é chegado outro final de semana e André novamente deixa Sara de lado.

Na madrugada Sara estava dormindo e recebe uma ligação,era da delegacia dizendo que André havia sido preso, o mundo de Sara estava começando a desabar .

Sara acorda Maria e logo diz a notícia, Maria fica furiosa espera o dia amanhecer e vai até a suposta delegacia, chegando lá o delegado diz que ele se envolveu em um roubo a residência,e estava armado. Maria com sentimento de tristeza e fúria não via a hora de vê lo , quando trouxeram André para conversar com sua mãe,ele pedia muito perdão,e Maria não se conformava com as atitudes dele,ela só disse a ele minha neta ou meu neto vai nascer e espero que você esteja já fora desse lugar, você aprontou e agora vai pagar pelo que fez.

Maria chega em casa depois de passar várias horas na delegacia,e diz a Sara que ela podia visitá lo , Sara anciosa pediu para Maria leva lá até a delegacia onde estava André, então Sara espera o final de semana chegar para visitar André.

A fila era enorme um sol quente que fazia Sara suar muito, chegando a vez de Sara ela foi barrada na portaria,o carcereiro não a deixou entrar pelo fato dela estar gestante, então ela começou a chorar e esperou sentada em um banco próximo a delegacia, Maria foi no lugar de Sara,e logo voltou dizendo meu filho vai ser transferido para a penitenciária. Quando elas estavam saindo da delegacia viram uma viatura saindo pelo portão lateral da delegacia e lá estava André, Sara ficou vendo a viatura levando seu amor e acenou com as mãos e ele manda um beijo para ela. 

Nós pensamentos de Sara, André iria ficar pouco tempo preso,mas estava enganada.


 








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...