História Máfia Liones - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Arthur Pendragon, Ban, Elaine, Elizabeth Liones, Escanor, Gelda, Gowther, Guila, Hauser, Hawk, Helbram, Jericho, King Liones, Meliodas, Merlin, Personagens Originais, Zeldris
Tags Melizabeth, Zelda
Visualizações 143
Palavras 1.197
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente essa foto do capítulo e como o cabelo da Elizabeth está, okay!

Espero que gostem da parte 2 S2

Capítulo 13 - Festa, Brigas e...Armas! (Parte 2)


Fanfic / Fanfiction Máfia Liones - Capítulo 13 - Festa, Brigas e...Armas! (Parte 2)

(Liz Lionessy narrando - Autora)

Cont...


Meia hora havia se passado, as garotas estavam sentadas no sofá retocando a maquiagem, o helicóptero demoraria alguns minutos para chegar, elas estavam deslumbrantes, de parar o trânsito, o som da elice chamou a atenção das meninas, elas se despediram de Helbram e saíram para fora, assim que o helicóptero pousou elas entraram fechando a porta e o cinto de segurança, logo decolaram e foram em direção a mansão Demon, as garotas estavam caladas apenas ouvindo o som do vento que batia sobre a grande lata de metal. Passou uma hora e meia, o helicóptero já está pousando em uma pista de pouso da mansão Demon, as garotas desceram e Elizabeth foi a última, mas antes de sair ela olhou para o espelho do painel e se pronunciou.

-Fique atento ao seu celular, se sentir que algo está estranho ligue o motor e me ligue._Ele apenas concordou e a garota desceu com seu vestido deslumbrante, elas andaram uma ao lado da outra, por onde passavam chamavam a atenção, não só dos empregados, como dos mafiosos.-Esses olhares estão me incomodando._Falou em um sussurro olhando para sua amiga Gelda.

-Não se preucupa, apenas divirta-se, se qualquer coisa der errado ligue para os seguranças._Gelda disse fazendo a esperassao da garota ficar suave. Elas caminharam até o salão principal, Diane e Elaine se direcionaram até o balcão de bebidas pedindo quatro tequilas. Os murmúrios estavam irritando Elizabeth que estava ao ponto de sacar uma arma e matar todos ao seu redor.

(...)

Do outro lado do salão, Meliodas, Zeldris e outros dois homens, estavam a olhar para as belas mulheres que haviam acabado de entrar no salão da festas, o loiro vestia um smoking preto com verde, sem gravata, os três primeiros botões de sua blusa social estava aberta deixando seu peitoral de fora. Zeldris seu irmão usava um smoking preto com com uma camisa branca e a gravata vermelha. Os dois outros homens usavam smokings com detalhes em vermelho claro e azul, o mais baixo tinha olhos cor de mel e cabelos castanhos meio loiros, o mais alto possuía cabelos em uma coloração prateado azulado e olhos vermelhos que combinavam perfeitamente com sua gravata. Meliodas tomava um uísque com gelo, sendo acompanhado pelos outros, ele encara a prateada fixamente, os olhos de Zeldris estavam presos na loira prateada, o de cabelos brancos olhava para a mais baixa de todas, e o outro olhava para a morena que sorria para as amigas.

-Elas são lindas._Zeldris murmura fascinado com a beleza das meninas.

-De que máfia elas pertencem?._O prateado pergunta.

-Eu não sei Ban._O baixinho responde e olha para Meliodas.-Você sabe capitão?

-Eu também não sei King._Ele responde.-A prateada e minha.

-A loira prateada e minha._Zeldris responde com um sorriso sacana.

-A baixinha loira e minha._Ban responde mostrando suas presas.

-A morena e minha._King diz corando.-Vamos lá nelas?._Ele pergunta olhando para Meliodas.

-Claro que sim._O loiro responde começa a andar sendo seguido pelos demais.

(...)

-Gente não olhem agora mais tem quatro homens sensacionais vindo em nossa direção._Diane diz fazendo Gelda e Elizabeth bufarem.-Sejam educadas.

-Tanto faz._Elizabth murmura.

-Yo meninas, tudo bem?._Meliodas chega por trás de Elizabeth a assustando.-Como se chamam?._Ele pergunta.

-Diane._A morena responde.

-Elaine._A loira responde olhando para Ban que sorria de orelha a orelha.

-Ge...Gelda._Ela responde corando.

-Elizabeth._A prateada responde curta e grossa.

-De que máfia pertencem?._Zeldris pergunta.

-Máfia..._Gelda iria falar mais foi interrompida por Elizabeth.

-Não e da conta de vocês._Respondeu grossa.

-Nossa a gatinha e afiada...Gostei disso._Meliodas responde.-Vamos conversar mais._Ele chama pegando na mão de Elizabeth.

-Não tô afim._Ela murmura.

-Vamos logo._Ele arrasta a prateada para uma mesa reservada.

-E lá se foi minha maninha._Gelda bufa.

-Vamos dançar?._Zeldris pergunta para a garota que cora.

-Dan...Dançar?._Ela pergunta e ele concorda.-Es...Está bem._Ela aceita sua mão e sai por aí deixando Diane, King, Ban e Elaine sozinhos.

-Como vai irmãzinha?._King pergunta abraçando a irmã.

-Irmã?!._Ban e Diane perguntam juntos.

-Sim eu e o Harle somos irmãos gêmeos._A loira sorri.

-Entendo._Ban responde sem interesse.-Posso te mostrar a casa?._Ele pergunta a Elaine que sorri concordando.

-Claro._Ela desce do banco e sai.

-Tente alguma coisa com minha irmã e eu te mato._King ameaça Ban que faz uma careta.

-Relaxa baby King._Ele zomba e sai andado atrás da baixinha. King olha para Diane que sorri para ele, o garoto chama o barman e pede uma tequila, a bebida logo chega e ele beberica.

-Quantos anos tem?._Diane pergunta quebrando o gelo.

-E...Eu tenho vinte e cinco e você?

-Tenho vinte e quatro._Ela sorri.-E king não e mesmo?._Ele concorda.-A qual máfia você pertence?

-Máfia Demon, parece que sua amiga não quer falar._Ele murmura.

-Sim, Elizabeth deu ordem para que não revelacemos nossa máfia, mas posso garantir que somos a mais poderosa nesse momento._Ela diz sorrindo, ele continuam conversando até que a porta da boate e arrombada e vários policiais entram.

(...)


Gelda e Zeldris dançavam pelo salão ao redor de várias pessoas, a loira estava corada não só pelas pessoas olhando o casal como pelo fato de estar grudada demais com o homem que acabara de conhecer.

-Quantos anos tem?._Zeldris pergunta.

-Tenho vinte e quatro anos._Ela sorri.-E você?

-Estou com vinte e cinco no momento, mas logo farei vinte e seis._Ele sorri deixando Gelda corada.-Porque você cora tanto?._Ele pergunta deixando a garota vermelha como um pimentão.

-Bom...Eu não sei.-Como se chama? Você não me disse seu nome.

-Sou Zeldris._Ele sorri, a conversa e interrompida pela porta do lugar sendo arrombada e invadida por vários policias.

(...)

Ban e Elaine andavam pela mansão, a baixinha olhava para todos os cantos com muito interesse nas obras de arte que habitavam as paredes brancas do lugar.

-Quantos anos tem garotinha?._Ele pergunta.

-Bom tenho vinte e cinco._Ela sorri.-E você?

-Tenho vinte e quatro._Ele murmura.

-Qual o seu nome mesmo?._Ele pergunta virando a cabeça de lado ficando kawaii.

-Me...Me chamo Ban._Ele cora.-E Elaine não é mesmo._Ela concorda.-Porque não mora junto com o King?

-Porque escolhemos seguir caminhos diferentes, para ser mais exata, máfias diferentes._Ela da de ombros. O papo e interrompido por um estrondo, eles correm até a porta principal e se deparam de longe vários policias fortemente armados.

(...)

Elizabeth estava desconfortável com o olhar do loiro sobre ela, eles bebiam tequila que havia acabado de ser colocada pelo garsom.

-Desculpa...Eu esqueci de falar, me chamo Meliodas._Ele diz sorrindo.

-E um desprazer em te conhecer._Ela revira os olhos.

-Eita a gatinha da patada._Ele debocha._Vamos lá gatinha se divirta.

-Não muito obrigado, porque você não vai atrás de alguma vagabunda seu loiro de farmácia._Ela debocha, o loiro fica intrigado e se aproxima da prateada.

-O que você falou saco de farinha._Ele sorri vendo a careta da albina.

-Melhor ser um saco de farinha do que um cabelo de ovo._Os rostos ficaram mais próximos.

-Fantasma.

-Demônio.

-Gostosa.

-Anão._Meliodas puxa os lábios de Elizabeth aos seus, assim que o selinho se encerra ele sente o tapa estralado ecoando pelo salão.

-Como ousa seu desgraçado?!._Ela pergunta indignada. O papo e cortado por uma estrondo gigantesco que chama a atenção de todos, logo a polícia entrar e todos os presentes sacam suas armas.

-Policia, todos para o chão seus vagabundos._Um policial de cabelo rosa grita com armas em suas mãos.


Notas Finais


Gostaram???
Parte 3 amanhã S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...