1. Spirit Fanfics >
  2. Mafia of Japan >
  3. Chapter VII

História Mafia of Japan - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Chapter VII


Miyagi, 10:20 | Karasuno


Por conta do rapto de Kageyama, o grupo teve de se separar mais uma vez, uns para ver se o desaparecido teria apenas se perdido no local, enquanto o resto ficava a tratar do acontecimento com Hinata. O grupo que estava encarregado de procura-lo estava a refazer o caminho todo e a analisar que locais eles poderiam se perder, mas nada batia certo. Porque Kageyama iria se afastar do grupo? Só poderia querer dizer uma coisa, mais alguém estava por trás daquilo.

Com o grupo que tomava conta de Hinata, Suga e Yamaguchi mais especificamente, já tinha acabado, só estavam à espera que os colegas voltassem. Yamaguchi estava no quarto de Hinata a passar o tempo com ele a jogar UNO, e Suga estava na sala a andar para trás e para a frente enquanto ruía a unha, nervoso do que teria sido o resultado daquilo tudo.

Um tempo depois, a porta é aberta, dando a visão do grupo de procura na porta, mas não estavam acompanhados do mais novo.


— Nada? — perguntou Suga, já sabendo a resposta.


— Nada, não deixou nem um sinal de onde estivesse, ou de quando desapareceu. — disse Tsukishima.


— Que maravilha, estamos feitos, como o vamos encontrar agora?


— A culpa é dele também.


— O que queres dizer com isso?


— Ele tem a mania de deixar o Hinata à sua frente para ter a certeza de que ele está bem, e por mais que ele estivesse contigo, ele manteu a distância como se a tangerina estivesse ali.


— E porquê que não disseste para ele ir na tua frente? Ou para se aproximar? À esqueci-me, tu só te importas com o Yamaguchi, dane-se os outros, a única pessoa importante é ele.


— É meu amigo de infância, querias o quê?


— Amigo de infância? — disse Tanaka. — ‘MIGO TU TENS NOÇÃO QUE ESTÁS CAIDINHO POR ELE NÉ?!


— Estás a dizer o quê?


— O Deus, eu pensava que esses óculos serviam para alguma coisa.


— Os meus óculos servem para ver, não ficar a ver problemas onde não tem.


— O Deus.


— Òh, vocês já chegaram. — disse Yamaguchi, que levava Hinata nas cavalitas, que por sinal estava adormecido. — Não encontraram o Kageyama, pois não?


— Vês ele aqui por acaso? — perguntou Tsukki.


— Eu não falo mais contigo enquanto agires dessa forma comigo, encontraram alguma coisa pelo menos Tanaka-san?


— Não, nenhuma pista. — responde o citado. — Mas vamos descansar um pouco, procuramos melhor mais tarde.


— Ok, eu vou por o Hinata no seu quarto e depois ajudo o Suga-san a fazer o almoço.


Assim, Yamaguchi sobe de novo, colocando o amigo na cama e o tapando, para caso ele ficasse com frio, e depois voltando para a sala começando a preparar o almoço com Suga.


— Suga-san...


— Sim Yamaguchi?


— Achas que o Kageyama está bem?


— Não sei, realmente não sei, mas seguro não deve estar.


— Como vamos descobrir onde ele está? Ou o que aconteceu com ele?


— Não sei...


— Calma... nós não passamos por umas lojas no caminho para cá?


— Sim, umas três eu acho.


— Não temos uma grande probabilidade, mas talvez uma dessas lojas tenha registrado o que aconteceu com alguma câmara que ela tem... não sei... quando formos fazer a segunda ronda, eu vou ver se alguma tem.


— Boa ideia Yamaguchi!


— Obrigado... eu acho... eu também corto as cenouras?


— Sim, mas não em cubos.


— Ok.


Notas Finais


-Capítulo não Revisado-


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...