História Máfia Z-Fire - Capítulo 80


Escrita por:

Postado
Categorias Ashley Benson, Eleanor Calder, Maluma, Megan Fox, Nina Dobrev, One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Zayn Malik
Visualizações 50
Palavras 1.760
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Volteeei minhas mafiosas♥
Reescrevi varias vezes esse capítulo e apagava atras de algo bom pra vcs amores, tentei a dias e finalmente consegui, espero que perdoem a Mell pela demora mais aqui esta um capítulo beeem grandinho e com um mistério que irão deixar vcs curiosassss!!
Sem mais delongas...
Boa leitura♥♥♥

Capítulo 80 - Capítulo 80


Fanfic / Fanfiction Máfia Z-Fire - Capítulo 80 - Capítulo 80

Chris on:

-Como andam as coisas por ai?

-Eles estão cercados senhor,  não sairam daqui vivos.- Falou um dos meus capangas pelo telefone, sorri.

-Ótimo, depois do que descobri quero que matem a queridinha do Zayn, e claro, ele também...me mantenham informado. 

-Sim senhor.

Após desligar me levantei e fui até quarto principal atrás da loira que vazia dias que não aparecia na mansão, oque era estranho ja que a mesma morava aqui.

-Kátia, nada da Mia?- Perguntei parando na porta do quarto quando vi a mesma limpando o corredor. 

-Não senhor, a senhorita Mia não aparece a dias.- Falou ela e eu assenti. 

-Se ela aparecer me avise, tenho contas a acertar com ela.

Ela assentiu e eu entrei no quarto. Parei em frente a janela e observei Califórnia, essa cidade ja foi moradia do chefe dos chefes do tráfico,  e agora por pura vontade do destino eu sou o novo dono de tudo. Fiz uma revelação surpreendente a algumas semanas atrás e tive que dar um fim no meu papai, hoje sou o dono de todo os Estados Unidos ja que ele era o braço direito do Mason. 

Edward Mason, Chefe dos Chefes de todo o país. É por ele que nasceram todos os mafiosos de hoje, com suas riquezas e posses, ele que autorizava os carregamentos de drogas a ser transportadas, de armamento,  munições,  ate a encomenda de mortes o mesmo que fazia. Meu pai, Robert Hunter, era seu melhor amigo e braço direito, após a morte do Mason em uma batalha ja que o mesmo além de Rei do tráfico internacional e nacional era o Militar líder do exército europeu, era da lei, mais um motivo pra ser o maioral de tudo ja que tinha a polícia em suas mãos,  após sua morte deixou tudo pro meu pai por ser de confiança e claro, depois que eu soube disso, dei um jeito de ter tudo pra mim...

E consegui. 

Hoje sou o segundo Edward Mason, dono de todo o país e rei do todos. Zayn que me aguarde...a hora dele esta chegando.

.....

Zayn on:

Olhava aqueles caras ao nosso redor todos com algo em mãos enquanto eu segurava apenas a mão da  Marrentinha.

-Esse negócio de me matar quando chegar em casa é sério? O que você tem na cabeça porra?- Falei do nada soltando a mão dela brutalmente a assustando.

-Hã!?- Disse ela confusa.

-Hã uma porra!!! Tô de saco cheio de você Smith!!!- Falei ja aumentando a voz pra ela que deu um passo pra trás. 

-Saco cheio? Vem cá,  oque deu em você Z?- Perguntou ela ja se irritando com minha mudança de humor repentina. 

-Oque deu é que você fica se achando a maioral, olha só, só de langerie e sobretudo, quer dá uma  de fodona no meio de tanto macho porra, ainda vem querer ser mais do que eu, tomar no cu.- Falei e dei uma olhada rápida pros caras que se entreolhavam o tempo todo observando nossa briga.

-Vai tomar no cu voce Malik, se é isso que te incomoda beleza.- A olhei e vi que havia tirado o sobretudo do corpo e agora mostrava suas curvas pra aquele bando de babões que so faltavam a comer com os olhos.-Pronto, mais algum problema pra ser resolvido? 

Ela ainda não percebeu nada?

-Ah sim, tem sim, como voce sabe, odeio ser confrontado certo?- Ela assentiu.- Ok, me empresta isso aqui parceiro, te devolvo ja.- Peguei o machado da mão do idiota que babava o corpo da MINHA mulher. 

Ódio da porra vey.

-Como eu ia dizendo, odeio ser confrontado,  principalmente por uma mulherzinha que agora vi que nem se importou em tirar o caralho do sobretudo imagine ser fiel ao marido por muito tempo.- Ela abriu a boca indignada e quando vi que seus olhos começaram a lacrimejar, pisquei pra mesma e dei a entender que era tudo um plano so pelo olhar. Ela no início ficou confusa mais entendeu sem demonstrar nada.

Amo essa mulher.

-Sério?  Oque vai fazer então?- Perguntou ela entrando no plano.

-Acabar logo com isso, antes mesmo de ser corno, prefiro arrancar essa sua cabecinha de vento e te mandar pros quinto dos inferno.- Falei ficando cara a cara com ela.

-Ah é? 

-É!- Ela estreitou os olhos e foi rebolando so pra me provocar e atrair os olhares dos bestas que ja ja estariam estagiando no inferno, pegou duas barras de ferro de casa um deles.

-Meninos, acham que só essas duas barras de ferro vai dar pra foder com a cara desse idiota?- Eles começaram a falar uns com os outros debochando. "Bem que o chefe disse, a princesa além de gostosa é fogo." " Não vamos precisar fazer nada, ela vai acabar com ele" " Esse Malik ja era".- E então meninos?

Não demorou nada e eles começaram a por os tacos, as barras de ferro tudo acima do sobretudo que estava entre eu e a Marrenta da minha mulher.

Porrinha esperta.

-Obrigada cavalheiros.- A mesma se abaixou fazendo todos terem a visão privilegiada de sua bunda maravilhosa que eu...Ei!!

-Oow!!- Ela levantou apenas o olhar pra mim e eu fiz uma cara tipo " o que pensa que está fazendo?  Levanta daí porra!!!"  A mesma sorriu segurando firme dois tacos e se virou pra eles novamente. 

-Podem quebra-los ao meio pra mim por favor?- Pediu ela jogando o cabelo pro lado com a mão. Um deles começou a quebrar um dos tacos e os outros idiotas fizeram o mesmo com os outros. Sério, acho que criei um monstro. 

Mais um monstro gostoso da porra.

Quando todos estavam quebrados ao meio ela virou-se pra mim segurando as partes quebradas do taco.

-Vem até aqui se for homem Malik.- Falou ela sorrindo discretamente ajeitando as madeiras pontudas em suas mãos.

Caminhei ate ela arrastando o machado e o colocando no ombro ao chegar de frente a ela. Todos se encontravam atras da gente.

-Preparado querido?- Falou ela séria se preparando pra que viria a seguir e eu?

-Ja nasci pronto meu amor.- Ao terminar virei com tudo acertando o pescoço de um deles fazendo a cabeça cair na hora. Marrentinha ainda de costas pra eles enfiou as madeiras na barriga de dois que estavam atras dela, se abaixou pegando as barras de ferro e ja foi acertando os que tentavam acerta-la com socos ao mesmo tempo que se defendia com elas.

Com um chute no peito joguei mais um longe, um soco e uma cutuvelada seguida de uma pancada com o cabo do machado e outro estava no chão,  pra finalizar finquei o machado na cabeça do mesmo que entrou em óbito de olhos abertos. 

Enquanto isso, a Marrentinha acertava um deles no saco com uma das barras fazendo o mesmo cantar ópera. Cara se não fosse tão sério eu estaria rindo agora. 

Que gay velho. 

Em seguida chutou seu rosto e o mesmo se contorceu de dor, mas ela é pega de surpresa quando um dos caras a puxa pelo cabelo e acerta um tapa em seu rosto fazendo a mesma cair no chão.

-NATHALY!!!!- Gritei e quando ia ate ela algo me acerta e eu caio meio zonzo, mas logo volto ao normal e me viro chutando o desgraçado. 

Olho pra ela e vejo que o cara havia pegado um pedaço do taco quebrado e a virou pra cima subindo sobre ela, e ao levantar a madeira abaixou contudo pra que enfiasse em seu coração,  mas a mesma segura seus pulsos e o-impede colocando força sobre os mesmos.

Faltava apenas dois deles.

Me levantei e o mesmo acertou meu rosto com uma madeira fazendo meu nariz sangrar na hora.

-Ah filho da...!- O peguei pela camisa e o soquei, 1, 2, 3, 4 vezes fazendo seu rosto ficar ensanguentado. - Gostou arrombado?- Peguei a madeira de sua mão e enfiei do queixo pra cima o jogando no chão.- Boa chegada ao inferno...Otário.

Virei pra trás e corri pra ajudar minha mulher antes que o pior acontecesse.

.....

Nathaly on:

Botava cada vez mais força em minhas mãos,  aquele desgraçado tinha força ate demais.

-Desiste morena, voce não vai...medir forças comigo e sair ganhando...aliás, a herdeira dos Mason tem que morrer pro império crescer nas mãos do chefe.- Falou ele colocando mais força pra baixo, a pontinha da madeira encostou no meu pescoço e quando eu fecho os olhos...

Algo respinga em meu rosto...algo úmido. Ao abrir a imagem que vejo é assustadora. O cara de olhos e boca aberta, uma listra de sangue descendo de sua testa respingava sobre mim enquanto o machado dividia sua cabeça ao meio. Vi o corpo cair lentamente pro lado e atrás estava Z de pé respirando ofegante, coberto de sangue tanto no peito e braços como no rosto,  e eu não estava tão diferente. Minha testa e supercilho sangravam assim como o canto esquerdo da minha boca. Acima do meu peito havia um pequeno corte, um pequeno arranhão no pescoço e alguns nos braços. O olhei tambem ofegante ainda deitada e o mesmo se ajoelhou ao meu lado se abaixando na altura do meu rosto.  Sua mão acariciou meu cabelo com cuidado.

-Voce ta bem?- Perguntou ele me olhando atentamente.

-...tô...tô sim.- Falei e nos encaramos sérios durante 6 segundos, rindo em seguida e recebendo um selinho demorado do mesmo.

-Voce é danada hein senhora Malik.- Falou ele.- Usou a sua beleza pra distrair aqueles Otários e né que conseguiu?!- Sorri e entrelaçei meus dedos em seus cabelos. 

-Aprendi com o chefe...to certa?- Ele sorriu lindamente e assentiu.

-Certíssima.- O mesmo me deu um beijo forte e doce ao mesmo tempo, nossas línguas dançavam num ritmo quente e sincronizado, o mesmo alternava entre mordidas e selinhos molhados.  Nos separamos por falta de ar ainda na mesma posição. 

-Amor?- Ele soltou um "Huh!" Beijando meu pescoço.- A alguns minutos antrs de morrer, aquele cara me chamou de uma coisa...

-De que?- Falou ainda beijando meu pescoço. 

-Herdeira dos Mason.- Ele parou oque fazia de repente.- Não entendi, ele disse que a herdeira dos Mason tinha que morrer pro império crescer nas mãos do chefe...oque será que ele quis dizer com isso? Será que estava drogado a ponto de falar aquelas coisas malucas?- Ele ficou calado e me olhou me avaliando por alguns minutos. 

-Com certeza a droga foi pesada Marrentinha,  esquece isso, ele ta morto e nós temos que voltar pra casa não é? A polícia ja ja aparece ai, é melhor agente ir.- Falou ele e se levantou me ajudando a levantar logo depois. Com algumas dores pelo corpo, entramos no carro e o mesmo tocou pra longe daquela ferrovia infeliz. 

Mais sentia o Z tenso algumas vezes durante o caminho,  sera que tem algo por tras do que aquele homem me chamou? Será que Zayn sabe de algo sobre isso?

Sera?





Notas Finais


Até o próximo capítulo minhas mafiosas♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...