História Magic - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Fromis 9 (fromis_9)
Personagens Baek Ji-heon, Lee Chae-young, Park Ji-won
Tags Bruxinhas, Chaeyoung, Fromis_9, Jiheon, Jiwon, Little Witch Academia, Lontra_9
Visualizações 29
Palavras 1.628
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Fantasia, LGBT, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


pew pewp ew

Capítulo 4 - Mulher Perigosa


O sol nascendo indicava um novo dia, os pássaros cantavam e assim que Chaeyoung acordou, sentiu algo passar pela sua cabeça.

"Eu não fiz nenhum avanço…" Pensou e pegou seu travesseiro, gritando contra ele.

Havia descoberto várias coisas, como o lugar onde Jiheon construía coisas e o fato de que a escola, provavelmente, seria destruída… em algum momento.

O que significava que ela tinha um prazo para comprovar sua teoria.

Levantou da cama e calçou suas pantufas, suas colegas de quarto ainda dormiam, então iria se virar sozinha, por enquanto.

"Vamos lá, Chaeyoung." Murmurou e saiu do quarto, sentindo algo estranho em seu pé.

Olhou para baixo e viu uma rede, que estava presa a uma espécie de guincho robô, o robô parecia com os que havia visto ontem.

As coisas pareciam em câmera lenta, pode ver o robô acender e sentiu a rede se elevar, a tirando do chão.

Não estava conseguindo processar, o que diabos era aquilo?

Esticou a mão por fora da rede, e bateu na porta desesperadamente.

Sentiu a rede começar a se mexer, e olhou para o robô, ele estava se preparando para algo.

Ouviu a porta abrir, e antes que pudesse dizer algo, sentiu o robô acelerar.

"Chaeyoung?" Escutou a voz de Jiheon, mas já era tarde demais, já estava sendo levada para… Algum lugar.

"Nunca mais acordo cedo." Pensou, tentando se ajeitar na rede, esperando para saber onde iria parar.

Observou o robô ir em direção a uma torre afastada dos dormitórios e semicerrou os olhos.

Após alguns minutos, o robô a liberou no chão, em frente a uma enorme porta.

Olhou para o seu pijama e respirou fundo.

"Será que eu devo?" Parte de si, queria simplesmente, descer a escadaria e voltar para o seu quarto.

"Que demora, Jiheon!" Escutou uma voz conhecida gritar e viu a porta abrir.

"Espera, você não é a Jiheon." Era Yeojin, a baixinha irritante de ontem, e ela não parecia nada feliz em vê-la.

"O que você está fazendo aqui? Você ousou vir no meu robô?" Yeojin perguntou e pegou sua varinha, chamando mais robôs.

"Você é uma espiã! Peguem ela!" Yeojin ordenou e Chaeyoung viu um dos robôs jogar uma rede em si, e a arrastar para dentro do lugar.

Estava sem forças para questionar isso, só queria sair do quarto e ir atrás de provas…

Agora estava ali, presa frente a frente a outra criança doida, metida a cientista.

"A Akko também passou por isso…" pensou e sorriu.

"Eu sou a Akko…?" Indagou em voz alta e escutou a garota limpar a garganta.

"Quem diabos é você?" Escutou a baixinha perguntar.

"Lee Chaeyoung."

"Ah… você." Chaeyoung se sentiu ofendida pela forma que a garota pronunciou o "você".

Nem havia chegado na escola, e já havia conhecido as duas pessoas mais inteligentes e cruéis do mundo.

"Que droga. Eu não tinha contado com você! Vou ter que reescrever todo o plano." Yeojin começou a reclamar. "A Jiheon tem que vir me encarar, ela tem que me enfrentar e..." 

"Será que nesse momento, a Diana está acordando e vendo o rostinho fofo da Akko dormindo?" Pensou ao olhar a janela, vendo como o céu estava bonito.

"Imagina, as duas lá, abraçadinhas, de manhã… e a Diana levantando e fazendo aquela cara de brava…" Apoiou o rosto em suas mãos, e suspirou.

"Queria uma Diana para o meu Diakko…" Continuou olhando para a janela e percebeu que Yeojin havia parado de falar, e agora, parecia tensa.

Resolveu que precisava fazer uma pergunta para definir se aquela criança era do bem.

"Yeojin." Chamou, com um olhar sério, sendo retribuída pela garota. "Em Little Witch, qual seu casal preferido?" Perguntou e a sala ficou em silêncio, parecia que até os robôs haviam parado de trabalhar, para olhar para Yeojin.

Se bem que, Yeojin poderia não gostar da série… mas algo dentro de Chaeyoung, dizia que ela era, bem no fundo, uma das suas.

"Que pergunta idiota. Só existe um casal de verdade na série…" Yeojin começou e Chaeyoung a olhou, esperançosa.

"A Chariot e a Croix. No final, a tensão entre as duas… elas definitivamente namoraram, e depois de toda aquela encrenca, voltaram a ficar juntas…" Yeojin falou séria, limpando uma ferramenta.

Chaeyoung abriu a boca surpresa, uma garota tão jovem, com um conhecimento tão avançado.

Para Chaeyoung, o conhecimento de Little Witch Academia valia mais do que qualquer ensino superior.

"A Croix é perfeita." Yeojin sussurrou, mas os ouvidos treinados de Chaeyoung conseguiram captar.

"Você acha que ela vai demorar?" A garota perguntou e Chaeyoung a olhou confusa.

"Imprestável… você não ouviu nada do que eu disse?" 

Chaeyoung deu de ombros.

Seu cérebro não processava muito bem as coisas que não se tratavam de um assunto bem específico em uma categoria específica e bem, Yeojin, além de falar em um tom superior, usava palavras muito difíceis para seu intelecto digerir a essa hora da manhã.

"Que criança fala imprestável?!" Indagou em silêncio, enquanto Yeojin mexia agressivamente em um robô. 

Ouviu um estrondo e se virou assustada para a porta, assim como Yeojin.

Um robô, parecido com um console de videogame, entrou no lugar, puxando um carrinho.

"Oi." Chaeyoung falou para o robô, vendo que ele estava se aproximando.

"Inferno, Jiheon! Para de mandar seus robôs! Venha me encarar! Combate cara a cara, mano a mano! Assim não tem graça!" Yeojin gritou, mandando seus robôs atacarem o pequeno robô de Jiheon.

O robô de Jiheon ignorou todos os ataques e pegou Chaeyoung, que apenas acompanhou tudo com o olhar, e a colocou no carrinho.

"Ah, o quê?" Chaeyoung sentiu o cinto de segurança na sua cintura e soltou uma risada nervosa.

"Chaeyoung! Fala para a Jiheon, que ela não pode fugir para sempre!" Yeojin gritou, ao ver o robô se preparar.

"Okay?" Chaeyoung murmurou e sentiu o carrinho começar a acelerar…

"De novo não…"

Fechou os olhos, e segurou nas bordas do carrinho, o dia nem havia começado direito, e já estava sendo muito longo.

 

"Ela chegou, Jiheon." Jiwon falou, ao ver Chaeyoung jogada no carrinho no meio do corredor, com uma expressão de choro.

"O que está acontecendo aqui?" Escutou uma garota falar e respirou fundo.

Seu maior medo…

"N-nada, Jisun." Falou, tentando manter a expressão calma, mas era difícil com aquela mulher ali, diante dos seus olhos.

"Você tem certeza? Eu ouvi algumas reclamações."

Ela parecia tão calma, que Jiwon sentia medo.

"Reclamações? O que isso significa?" Jiwon falou e sorriu, logo percebendo a expressão confusa da garota a sua frente.

Chaeyoung usou o pouco de força que tinha para olhar para a garota, e ficou boquiaberta, ela era linda…

"Cool, estamos indo, continue aí, patrulhando o corredor. Aqui não tem nada suspeito, né, Chaeyoung?" 

Chaeyoung ergueu a mão e fez um joinha e murmurou um cool.

Sentiram Jisun encará-las, mas logo, a garota se virou e saiu andando.

Jiwon puxou Chaeyoung o mais rápido que pode para o quarto e se jogou no chão, sendo acompanhada pela ruiva.

“Jiwon.” Chaeyoung chamou e a mais velha se virou devagar. 

“O que foi tudo isso?” Perguntou e Jiwon riu nervosa.

“Uma mulher muito bonita e poderosa…” Jiwon falou e Chaeyoung arqueou as sobrancelhas, e se sentou, encarando a garota.

“Isso é válido, mas eu sei que tem algo a mais…” Chaeyoung falou, semicerrando os olhos, e vendo Jiwon aparentar ficar ainda mais nervosa.

“Okay, okay.” Jiwon falou e bufou. “Ela é a segunda bruxa mais “poderosa” dessa escola…” Jiwon começou e Chaeyoung abriu a boca surpresa. “E me disseram, que ela não vai muito com a minha cara, então eu, you know, tento tomar cuidado…”

“Espera, espera. A segunda?” Chaeyoung falou e Jiwon assentiu.

“Quem é a primeira?”

Jiwon ficou pensativa e riu.

“Não importa agora. Você sabia que a Jisun é colega de quarto garota chata de poções?” Jiwon falou e Chaeyoung sentiu um nó, se ela era colega de quarto delas, isso significava…

“Jiwon, acho que eu vou aderir a ideia de tomar cuidado perto dela.” Chaeyoung falou e viu a mais velha assentir lentamente.

“Ela é perigosa, perigosa demais, uma verdadeira dangerous woman…” Jiwon falou e suspirou. “Que mulher…” 

"Como você sabe disso?  Hoje é o que? O segundo dia de aula…" Chaeyoung falou e Jiwon riu.

"Quando você está na aula de vôo, você consegue as melhores informações, my friend." Jiwon falou se levantando, com uma expressão confiante. Chaeyoung apenas encarou a garota, e acompanhou o olhar da mesma até o pequeno relógio.

"Jiheon! A aula vai começar!" Jiwon gritou e a cama da pequena começou a se mover, logo abrindo passagem para que a mais nova aparecesse.

"Coloca o uniforme, Chae, vamos fazer umas poções." Jiwon falou.

"Eu fiz algumas anotações sobre quais poções podem ser úteis para você, ou melhor dizendo, para que a gente use em você." Jiheon falou, Chaeyoung admirava a capacidade da garota de dizer coisas assim com aquele sorrisinho fofo no rosto.

"Espero que nenhum tenha efeitos colaterais!" A mais nova completou.

"Neném…" Chaeyoung pensou, observando a felicidade da garota.

"Espera…"

"Chaeyoung! O uniforme!" Jiwon berrou, impaciente e viu a mais alta a olhar confusa.

"A Jiheon tá sem também…" Chaeyoung murmurou e viu Jiheon olhar para o próprio corpo surpresa, e sorrir.

"Metamorphie Vestesse." Jiwon conjurou, movimentando a varinha.

Chaeyoung sentiu algo mudar em seu corpo e passou a mão por todo o rosto, para garantir que não havia crescido nenhuma orelha ou focinho.

"Chaeyoung, eu mudei sua roupa!" Jiwon exclamou e viu a mais alta abrir a boca em um perfeito "O" antes de assentir.

"Vamos logo, senão pegam o meu lugar!" Exclamou, puxando Chaeyoung, que analisava o uniforme, Jiheon apenas seguiu as duas.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...