1. Spirit Fanfics >
  2. Magic Island - Choi Beomgyu (One-Shot) >
  3. Magic Island - Cap único

História Magic Island - Choi Beomgyu (One-Shot) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oiiiiiieeee

Olha eu aqui com uma One-Shot surpresa de um grupo que gosto muito!

O motivo dessa surpresa, é por causa de uma bebê que fez 15 aninhos mês passado e eu queria dar um presente de alguma forma. Ela é uma super Moa, apoia o grupo desde que a BigHit informou que iria debutar um grupo novo e ama eles até hoje. Irei marcar ela nas notas finais;)

Espero que gostem😘😍

Capítulo 1 - Magic Island - Cap único


Fanfic / Fanfiction Magic Island - Choi Beomgyu (One-Shot) - Capítulo 1 - Magic Island - Cap único

[Magic Island - Choi Beomgyu]


- Ya! Não faça isso! - Disse Hueningkai quando eu estava prestes a pular em cima dele na cama. - Deixa de ser folgada, Kayla!

- Aish, Kai! Por que você está assim comigo?  Você não ama mais sua mana? - Ignorei seu pedido e pulei mesmo assim.

Kai acabou cedendo e deixou eu ficar por cima dele.

- Nossos pais sairam? - Pergunta Kai e eu apenas assenti. - O que tá acontecendo com você, hein? Anda se afastando dos nossos amigos, estamos preocupados com você.

- Eu não ando me afastando, eu só não tenho tempo de conversar com eles. - Digo e faço Kai rir.

- Kayla, você tem tempo de sobra pra sair com seus amigos. - Dá uma pequena pausa mas logo continua: - É o Beomgyu?

Me mexi um pouco por cima do corpo do moreno. Kai pode ser meu irmão, primo, ou até mesmo amigo, mas sempre vai saber o que acontece comigo mesmo eu não falando nada.

Não gosto de preocupar outras pessoas com os meus problemas, principalmente o Kai. Ele sempre está do meu lado, faz as coisas por mim quando não consigo fazer e até mesmo cuida de mim, apesar de ser mais novo apenas alguns minutos de diferenças.

Tem coisas minha que não quero dizer, para não preocupá-lo. Ele sempre faz tudo por mim e às vezes me sinto uma tola por não conseguir fazer as coisas direito.

- Kayla? Não vai responder? - Pergunta Kai.

-  Não, não é ele! -  Apenas falei isso, apesar de ser uma grande mentira.

- Tudo bem! Vamos dormir, amanhã temos aula. - Kai me derruba para o outro lado da cama e enrola nós dois com o lençol. - Boa noite maninha! - Deixa um beijo na minha testa.

- Boa noite Kai! - Fiz o mesmo gesto com ele e minutos depois, caímos no sono.

- O que você está fazendo aqui? - Perguntei ao garoto que estava sentado no chão.

- O que geralmente nós fazemos quando estamos aqui? - O garoto pergunta sorrindo de lado. Dei de ombros e sentei ao seu lado.

- Por que você está estranho comigo? - Perguntei olhando para a parede.

- Não estou estranho com você. - Diz ele, olhando para o mesmo lugar que eu.

- Não? - Sorri de um jeito debochada. - Beomgyu, você se afastou muito de mim nesses últimos dias.

Ele não fala nada.

Tem algo nele que não consigo entender. Vivíamos juntos, fazíamos tudo juntos, mas ele se afastou de mim por um motivo que não conheço.

- Kayla, acho que o nosso relacionamento não vai dar certo. - Beomgyu braveja e eu o olho surpresa.

- O quê?

- Somos novos ainda, você vai arranjar alguém melhor que eu. - Beomgyu levanta.

- Mas? Beomgyu? - Ele para na porta quando eu o chamo.

Ele estava estranho e isso não posso negar.

- Até mais, Kayla! - Sai, me deixando sozinha na sala com os meus pensamentos confusos.



- Kayla? Você pode responder essa questão? - Pergunta o professor, fazendo todos os olhares da sala virem em direção a mim.

- Desculpa professor, não estava prestando atenção. - Respondi.

- Tudo bem! Mas atenção na próxima vez. - Diz ele voltando a dar sua aula.

No intervalo, lá estava eu procurando o bagunceiro do meu irmão no meio de tantos alunos. As vezes penso que ele está com uma menina às escondidas, mas ele sempre me fala que prefere aguentar meus abusos do que ficar com uma garota que não gosta.

- Oi peste! - Ouvi a voz do Kai atrás de mim.

- Por onde você andava, hein? Não me faça ficar esperando de novo! - Fui até o refeitório com o maluco do meu irmão atrás de mim.

- Ah me desculpe se eu me importo com os meus amigos e você não. - Kai levanta suas mãos em forma de rendimento.

- Desculpa! Vamos pegar nossa comida e vamos atrás deles.

Quando chegou nossa vez para pegarmos nossa comida, Kai pega uma bandeja com um mundo de comida para nós dois. Não gosto de comer muito na escola, mas Kai sempre enche minha boca.

Procuramos os outros meninos pelo refeitório e os achamos sentados no mesmo lugar onde sempre sentamos. Lá estava ele, sentado comendo sua comida, nem aí para o que outros falavam, o que é meio estranho, Beomgyu sempre foi sorridente com os seus amigos.

- Oi meninos! - Acenei para eles e me sentei no lado de Kai, quando o mesmo se senta.

- Olha só quem resolveu aparecer. - Diz Yeonjun. - Pensávamos que você fez amigas e resolveu nos abandonar. - Sorrir.

- Só estava cheia de coisas pra fazer e você sabe muito bem que não tenho sorte pra fazer amigas. - Digo e faço eles assentirem.

- Como você anda? - Pergunta Soobin.

Se eu gostasse de Soobin, com certeza iria pedi-lo em namoro apenas por causa de suas covinhas. Mas a pessoa que gosto está ao lado dele, comendo e mexendo em seu celular, nem dando a mínima pra conversa.

- Ando com os pés! - Respondi e Kai faz um "Wow" ao meu lado. - Estou bem, Soobin. E vocês, como estão indo?

- Yeonjun ganhou uma competição de dança. - Diz Taehyun, completamente feliz  com a conquista do amigo. - Você deveria ter visto, ele foi muito bem.

- Eu realmente fui bem. - Yeonjun se gaba. - Que pena que você não foi, mas se quiser ver, postamos um vídeo na internet. - Assenti.

O intervalo passou depressa, mas por pura sorte, todos alunos foram liberados mais cedo porque teria uma reunião de professores.

- Quer passar em uma sorveteria? - Pergunta Kai quando nos encontramos no corredor da escola.

- Pode ser! Você pode me esperar lá fora, vou no banheiro primeiro. - Invento uma careta e o mais novo apenas assente.

Fui para os corredores dos banheiros, mas mudei meu caminho no meio do meu trajeto. Entrei em uma salinha escura. É uma sala abandonada, mas é um dos meus lugares preferidos desse lugar.

Acendi as luzes e fechei a porta atrás de mim. Eu e Beomgyu costumávamos vir aqui todos dias, escreviámos frases e trechos de músicas um para o outro nas paredes. Era o nosso lugar, onde tinha só nós dois, era o nosso momento. Mas Beomgyu simplesmente abandonou tudo e saiu pela porta sem dizer nada.

Li uma frase que Beomgyu fez pra mim quando completamos um mês de namoro. Ele sempre escrevia frases lindas pra mim, até mesmo quando completamos uma semana do nosso primeiro beijo.

Olhei para o teto onde tinha várias estrelas desenhadas. Não sei qual o motivo delas, mas Beomgyu sempre dizia que nós éramos aquelas estrelas e que sempre iluminavámos esse lugar com o nosso brilho.

- Você me esperou por muito tempo? - Ouvi a voz tão conhecida por mim e quase não tive forças pra continuar de pé.

- E você se lembra dos nossos momentos? - Perguntei sem olhá-lo.

- É impossível esquecer. - Escuto os passos dele se aproximarem de mim. - Me desculpe, pequena!

Fechei meus olhos com força e me contive pra não chorar. É nesses momentos que me sinto uma tola.

- Por que você se afastou de mim? - Tive coragem para olhá-lo, mas me arrependi quando vi ele quase chorando também.

- Eu só queria o seu bem.

- Meu bem? Beomgyu, se você quisesse meu bem, não teria se afastado de mim. - Olhei para o teto novamente.

- Agora eu sei disso, Kayla. Eu estava inseguro de não ser suficiente pra você, estava com medo de ser um péssimo namorado pra uma pessoa tão incrível. Eu quero apenas tentar de novo, estou arrependido Kayla! - Ele segura minhas mãos. - Você é minha estrela! - O abracei.

- Eu senti sua falta, não faça mais isso comigo! - Falei em prantos.

- Nunca mais, pequena! - Beomgyu se senta no chão e me puxa, fazendo eu sentar em suas pernas. - Você lembra do significado desse lugar?

- É um lugar onde ninguém pode nos atrapalhar, um lugar afastado de todos, uma ilha, é um lugar mágico pra nós dois. - Digo e Beomgyu assente feliz.

- E esse lugar é a nossa linha de partida, sabe por quê? - Assenti.

- Porque no dia em que nos conhecemos, você estava chorando e eu também queria um lugar onde eu possa chorar. Aqui foi onde tivemos o nosso primeiro beijo e foi onde você me pediu em namoro. Por isso é a nossa linha de partida. - Digo sorrindo.

- Eu te amo! - Beomgyu captura meus lábios, fazendo eu sentir os lábios dele macios e que tanto senti falta.

Meu celular toca. Beomgyu se separa de mim e tira o meu celular do bolso da minha mochila, me entregando logo depois. Era o Kai.

- Oi Kai, será que você pode me esperar na sorveteria? Acho que vou demorar um pouco.

- Tudo bem, mas não demore muito e se precisar de alguma coisa me ligue! Tchau, te amo sua chata!

- Também te amo! - Desliguei.

- Hum - Resmunga Beomgyu.

- Ciúmes? Ele é meu irmão Beomgyu! - Guardei meu celular e abracei ele por cima dos ombros.

- Eu não disse nada. - Continuou com sua cara feia quando está com ciúmes.

- Eu te amo Beomgyu! - Dei um beijo na bochecha dele e o mesmo sorrir.

Beomgyu me abraça mais forte, encostando nossos corpos de forma que nos encaixamos perfeitamente. Quem nos ver assim, com certeza iria pensar que estamos fazendo coisas eróticas.

- Pequena, prometi pra você que eu respeitaria seu tempo, mas eu necessito de você. Eu não aguento mais esperar. - Beomgyu mexe seu quadril, fazendo eu sentir seu volume por dentro de sua calça.

Acho que esse foi um dos meus principais pensamentos que tive sobre Beomgyu, depois que ele quis terminar com o nosso relacionamento. Eu pensava que eu estava sendo devagar demais para me entregar ao desejo de tê-lo, ao ponto que ele não conseguiu esperar e decidiu acabar com tudo.

- Mais uma partida, Beomgyu! - Após que falei isso, o moreno captura meus lábios em um beijo lento e me deita delicadamente pelo o chão.

Nesse lugar, tivemos partidas importantes nas nossas vidas, como o nosso primeiro beijo. Com toda a certeza do mundo, esse lugar será ainda mais importante se tivermos nossa primeira vez. Não me importo se seja em uma cama confortável, ou em um chão duro, quero apenas que seja com o Beomgyu e o no nosso lugar.

- Não quero machucar você, bebê! Me fale se você sentir desconfortável! - Diz Beomgyu.

- Não se preocupe, meu amor! - Dei um selinho nele, um sinal para ele seguir em frente.

Beomgyu é cuidadoso com os seus movimentos. Ele beijava meu pescoço com delicadeza, enquanto tirava minha saia com a maior facilidade do mundo.

Não podíamos demorar muito, afinal, estamos em uma escola. Beomgyu me deixa sem minhas roupas de baixo e tira as deles também, fazendo eu ver o quão atraente ele é assim, sem nada por baixo.

- Você pode tê-lo depois, querida. Temos que ser rápidos aqui. - Beomgyu sorrir maroto, me beija novamente e roça nossas intimidades sem peças de roupas, fazendo eu gemer com o contato. - Lembre-se, não quero machucar você.

- Tá tudo bem!

O moreno captura meus lábios novamente, abrindo a oportunidade pra mim entrelaçar minhas pernas em sua cintura, para termos mais contato um com o outro.

Senti Beomgyu encaixar seu membro em mim, mas esperou eu me acostumar com a dor, o que não demorou muito, e logo ele estava totalmente encaixado.

Beomgyu estocava devagar enquanto me beijava, na tentativa de segurar meus gritos, o que não adiantava direito.

Conforme o tempo, a dor que sentia se transforma em prazer e eu apenas queria mais e mais.

- Mais rápido, amor! - Falei com os olhos fechados.

Beomgyu aumenta mais a velocidade, e eu peço a Deus que ninguém esteja escutando no lado de fora os nossos gemidos e o barulho dos nossos corpos se chocando.

- Você é mais gostosa do que eu imaginava, meu amor! - Os fios escuros de Beomgyu estavam grudados em sua testa suada, o que o deixava terrivelmente sexy.

Mordi meu lábio inferior quando o moreno aumenta ainda mais a velocidade. Eu podia jurar que vi passarinhos voarem por cima da cabeça.

- Beom… - O nome dele não saiu direito na minha fala.

Eu senti a loucura levar minha alma embora, e só voltou quando cheguei ao meu ápice. Beomgyu gozou logo em seguida, mas manteve parado dentro de mim, tentando controlar sua respiração.

- Você é incrível! - Diz sorridente me dando um beijo fofo. - Eu te amo, princesa!

- Eu te amo ainda mais, meu querido Beomgyu!

E assim eu digo, esse lugar com certeza será um lugar mágico, onde só tem eu e ele, apenas nós dois e mais ninguém.

Tudo isso não será apenas memórias, irá ser mais que isso e disso tenho certeza.

Esse lugar é meu…

Esse lugar é de Beomgyu...

Esse lugar é a nossa Magic Island!


Notas Finais


Olha nós aqui😶

O que acharam? Eu particularmente amei muito fazer uma história de outro grupo, com membros totalmente diferentes.

Quero muito poder escrever algo para outros grupos, amei mudar um pouco😍🙂☺

Disponível no Wattpad: https://my.w.tt/rS30hpQAW4

De: @Suga-Bia
Para: @Beomtea espero que tenha gostado meu amor❤😍

Me desculpem pelos os erros O_0

E até mais💜💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...