História Magic reality - interativa - Capítulo 37


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Fairy Tail, Magia, Magos
Visualizações 18
Palavras 1.495
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo, nesse capítulo vocês teram algumas ideias sobre a tão aguardada por vocês "Magic Reality Zero"

Enfim, sem mais delongas, espero que vocês tenham uma boa leitura e espero seus comentários, creio que nesse capítulo vocês terão muito o que dizerem.

Olhem as notas finais, a imagem dos personagens da antiga guilda!

Capítulo 37 - Minha juventude


Fanfic / Fanfiction Magic reality - interativa - Capítulo 37 - Minha juventude

+Nos últimos capítulos+

 

   Após terem feito as malas e então seguido viajem para Magnólia, o grupo de Ashley passou por vários acontecimentos estranhos, mas quando chegam a Magnólia, a coisa mais estranha e preocupante que aconteceu foi quando Ashley olhou o jornal diário e leu que Atenna seria executada em Gold Grid, a maior prisão do Reino pela Dragão Demoníaca Clare.

   Então quando ajuda foi pedida a mestra da guilda Merim, ela os expulsou da sala negando mover a guilda contra Clare para resgatarem Atenna, a qual Merim mostrou já ter conhecido no passado.

-------------------------------------------------------------

 

   Os três magos desceram as escadas de cabeças baixas, como se tivessem sido derrotados verbalmente. Os outros que estavam lá embaixo perceberam o que tinha acontecido, ainda mais pelo grito de Merim.

   Ashley e Hikory se sentaram em uma outra mesa perto de onde estavam seus companheiros, Akemi ficou de pé ao lado deles.

   - Nós podemos tentar fazer isso as escondidas – disse Ashley.

   - Não vai dar certo, nós tentamos fazer isso para Takeshi participar de uma luta, mas Merim parecia já saber de tudo dez de o principio – afirmou Hanuel que se virou para os três magos que estavam para baixo.

   - Aonde vocês querem ir? – perguntou Takeshi.

   - Nós queremos salvar uma amiga, ela será executada por um Dragão Demoníaco – respondeu Hikory.

   Todos os outros naquela sala arregalaram os olhos para eles, pensando o quão loucos estavam os que haviam acabado de chegar.

   - Espere, Merim falou que queria fazer essa guilda para acabar com os seis, então por que ela negaria lutar contra um Dragão Demoníaco – disse Aika.

   - Não sei, mas pelo grito que vocês tomaram deve ser algo sério kkkkkk – disse Takeshi brincando com o fogo.

   - Então eu acho que ela gostaria de lutar – disse Tanya.

   - Daremos um tempo, espere algumas horas e votem a falar com ela, usem palavras mais amenizadas, tentem convencer ela – disse Hyuho.

   - O que será que ela esta fazendo agora na sala dela? – perguntou Akemi.

   - Talvez pensando em como dar um grito mais alto que aquele – respondeu Takeshi com ironia.

------------------------------------------------------------------

+Na sala de Merim+

 

   Ela estava sentada em sua poltrona com os braços cruzados sobre a mesa e seu queixo encostado no meio dos braços, olhava para a porta pensando.

   - Acho que fiz algo errado em gritar com os três, vocês saberiam o que fazer, o que não faltava na nossa guilda era pessoas opinando no que fazer e como estarmos certos, lembro das graças que Metif fazia, dos conselhos do grande Druid e até mesmo do companheirismo de Elizabeth, todos me faziam sentir paz no espírito, até mesmo Blaze com seu estresse, Blaze me lembrava Tanya, um pouco irritado, mas um dos membros mais fortes e experientes em batalha..........Alenia que me ensinou a ler, escrever e estudar, eu cresci nesta guilda, então por que ela foi destruída? – dizia Merim pensado no passado como um todo.

   Então ela saiu de cima da mesa e colocou as costas na poltrona olhando para cima.

   - Olha isso, só eu falar um pouco deles já começo a chorar como uma criança, acho que sou uma bebê chorona mesmo – disse Merim que então passou o dedo embaixo dos olhos para tentar enxugar as lágrimas.

   Então ela se levantou não conseguindo mais ficar quieta e sentada, andou dando duas voltas pela sala em sinal de indecisão e enfim se decidiu. Foi até a sua mesa novamente, mas não se sentou, de pé ela abriu a gaveta e tirou uma foto toda amassada, ela olhou muito bem para aquela foto.

------------------------------------------------------------

+Voltando no passado+

 

   - Merim, que coisa feia que você fez, você tentou lutar com aqueles homens sozinha, para minha sorte Dracul estava de olho em você, se não quem sabe o que teria acontecido – disse um homem brigando com Merim.

   - Estava tudo sobre controle, eu estava perseguindo aqueles saqueadores ridículos, e eu também tenho magia, posso me cuidar muito bem pai! – respondeu Merim.

   - Com magia ou sem magia, eles estavam armados com facas, você só tem nove anos, poderia ter sido gravemente ferida se fosse pega de surpresa – disse o homem que foi revelado ser o pai de Merim.

   Alguém entrou correndo na sala do mestre da guilda.

   - Mestre Dante, alguns homens estão a porta reclamando de terem sido atacados mais cedo – disse o membro da guilda que entrou correndo na sala.

   - Vamos lá, você vai se explicar e dizer que foi apenas engano – disse o pai de Merim(Dante seu nome).

   - Está bom, mas ainda acho que eu estou certa em ter os atacado, eles estavam roubando dinheiro – disse Merim.

   Assim o mestre da guilda e a sua filha desceram as escadas e chegaram no salão, um lugar mais velho naquele tempo, mas que não deixava de ser alegre.

   - Meu senhor, os homens estão bem estressados por eu ter acertado eles com força, está bem Merim, não está? – disse um enorme homem que acompanhou os dois até a porta primeiro citando o relatório para Dante, depois perguntando a Merim.

   - Estou bem a medida do possível Dracul – respondeu ela.

   - Obrigado Dracul, se não fosse você ela poderia ter se machucado – disse Dante.

   Então o mestre chegou a porta para falar com as pessoas presentes nela.

   - Pois não, o que vocês querem? – perguntou Dante, atrás dele, os membros da guilda formaram uma fila como se fossem para de um murro.

   A única que não prestava atenção, a qual estava pouco se lixando para o que eles iriam falar era Merim que brincava sozinha no canto fazendo sons de poder com a boca(típica coisa que crianças imitam personagens).

   - O que nós queremos é aquele menina! – disse alto o que parecia ser o líder deles.

   Dracul com aquele enorme corpo em formato de coxinha, com uns 8 metros de altura(realmente grande), dentes cerrados como os de um tubarão e garras nas mãos olhou muito feio para os homens.

   - Quero ver vocês pegarem ela! – gritou Dracul que criava runas mágicas por todos os seus dois braços.

   - Foi essa criatura que nos atacou, isso não é uma guilda, mas sim a casa do demônio! – disse um dos homens assustados com Dracul.

   - CHEGA! Se acalme Dracul, tenho certeza de que aceitam outra coisa, pesam qualquer outra coisa – disse Dante.

   - Vou aceitar o seu perdão, queremos dinheiro, muito dinheiro – respondeu um dos homens marginais.

   - Elizabeth traga dinheiro para eles! – gritou o mestre pedindo para que a membro da guilda trouxesse o que eles haviam pedido.

   Elizabeth entregou uma maleta cheia de dinheiro para eles que pegaram, conferiram e foram embora, mas antes de ir, um deles deu um soco com toda sua força no rosto de Dante e saiu correndo atrás do grupo.

---------------------------------------------------------------------

+Voltando ao presente+

 

   - Eu irei atender as palavras de meu mestre, eu assumi o posto de superior da Magic Reality, devo tomar a decisão correta – disse Merim que se levantou e fora andando até a porta de sua sala.

   Ela colocou a mão na maçaneta e abriu a porta para descer e falar com os membros da guilda. Mas alguém girou a maçaneta junto com ela.

   - Merim nós...... – dizia Ashley que tomou um susto por abrir a porta junto de Merim.

   - Entrem aqui – disse Merim que puxou Ashley,m Hikory e Akemi para dentro de sua sala.

   - Nós queremos falar com você novamente sobre aceitar nosso pedido, Hanuel disse para nós pedirmos dentro de algumas horas, então estamos aqui de novo – disse Hikory.

   - Não se preocupem, eu revi o que vocês me pediram e cheguei a uma outra conclusão – disse Merim.

   - Então você ira ordenar a guilda para lutarem contra Clare?! – perguntou Ashley animada.

   - NÃO MESMO! – respondeu Merim.

   Akemi já ia saindo da sala.

   - Na verdade não acho que vocês consigam derrotar Clare agora, se a guilda inteira for, a guilda inteira será derrotada, pois ela está se preparando para um adversário mais poderoso que nós. Então em vez de manadr toda a guilda bater de frente com ela, vocês três iram até lá e resgatarem Atenna sem serem descobertos por ninguém, prestem atenção no que eu estou falando, ela não irá poupar suas vidas de maneira nenhuma – disse Merim.

   - É, nós sabemos como é isso – disse Akemi.

   - Então nós três teremos que resgatar Atenna as escondidas/ - perguntou já meio que afirmando Hikory.

   - Isso mesmo – respondeu Merim.

   - Amanhã de manhã vocês iram resgata-la enquanto Clare estiver distraída com seus soldados – disse Merim.

   - Agora vão dormir – continuou Merim.

  - SIM! – os três magos responderam ao mesmo tempo e saíram da sala dela.

   - Vou seguir o que eu acho que você gostaria que eu fizesse – disse Merim e olhou ak foto novamente e a deixou sobre a mesa.

   Na foto estava a Merim enquanto ainda criança, do seu lado seu pai, Dante, a abraçando enquanto ela estava com um belo sorriso no rosto.

 

+CONTINUA+


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...