História Magic shop. - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 0
Palavras 1.983
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção Adolescente, LGBT, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


o capítulo tarda mas nunca falha 🤪
boa leitura ✨

Capítulo 2 - Duas semanas.



  >>> Sede Hell Angels, 23:00pm <<<           
Duas semanas, duas semanas não foram o suficiente para o acastanhado tirar de seus pensamentos aquele sorriso bonito do garoto no qual ele não tinha nem noção do nome.

- Qual é Taehyung, presta atenção no jogo, que saco! Você vai ter que pagar meu cigarro essa semana, seu filho da puta.
- Ué Jimin, você está culpando seu parceiro por não ter cartas boas? Isso aí não é certo não, você não acha, Nam?
- Eu não acho nada mi amore, porém o Jimin tem um pingo de razão: o Tae não está nem se esforçando para prestar atenção no jogo.
- Eu concordo, o Hyung está estranho assim já faz umas duas semanas, desde a ida dele ao lado proibido da cidade.
- Qual é Jungkook, você está me vigiando agora? Eu não fui ao lado proibido da cidade, seu idiota, fecha a matraca.
- Você fez o que Kim Taehyung?
- Eu não fiz nada que te interesse, Jin.
- Eu já disse que você não pode ir aonde não nos deram permissão, quer arrumar briga com quem não podemos lidar?
- Eu já disse que não fui a lugar algum, e você sabe que aqueles babacas do Death Street não seriam nem doidos em se meterem com a gente.
- Não importa Taehyung, pelo bem da população em geral você vai ter que parar de visitar sei lá quem que você visita lá. Você está avisado.
- Ótimo, agora não se pode mais tomar o sorvete preferido.
- Temos sorveterias boas do nosso lado da cidade. Se quer afrontar algum sorveteiro, afronte os nossos.
- Eu não afrontei ninguém! Se não fosse o idiota do Jungkook ninguém ia saber que eu estive lá, que saco.
- Não me importo. Não volte lá, você escutou. - falou o mais velho entre eles, se levantando e indo em direção ao quintal da grande casa que a gangue possuía - Ainda bem que quem dá as ordens aqui sou eu.
- Relaxa Taehyung, eu vou ver o que posso fazer para o outro lado te deixar ir tomar um sorvetinho de vez em quando, mas se há mais alguma razão eu preciso que me fale agora. - disse com toda a plenitude que os garotos da gangue nunca vão ter. - Tem mais algum motivo, Taetae?
- Não, não tem mais nenhum motivo, Ella.

Ella era a garota mais doce que existia no meio daquela bagunça que era a gangue, a menina de cabelos logos e ondulados com mechas californianas, com os olhos cor de mel, a boca carnuda e rosadinha, era com toda certeza o único toque de pureza e delicadeza. Mas não se engane, ela é muito durona quando é preciso.

- Ella, espere. - disse Taehyung indo até a garota - Sabe, Seokjin tem razão, não devemos nos meter com o outro lado. Eles tem proteção, a Death Street pode ser formada por um bando de babacas, mas eles tem mais influência, talvez seja melhor eu parar de ir lá para tomar o sorvete do velhote.
- Eu vou ver o que posso fazer por você coração, apenas deixe que eu resolvo.-disse a garota bagunçando o cabelo do Kim mais novo - Apesar de Seokjin não admitir, eu é quem mando aqui.

>>> Campos do sul, 08:30am <<<
- Já disse para você esquecer essa ideia maluca Jennie, eu não sei nem o nome do garoto, já fazem duas semanas, você não pode esquecer isso?
- Qual é Hoseok, você não fica com ninguém desde que Minhyuk foi embora, e ficou frustrado quando descobriu que o novo capitão do nosso time de basquete era hétero.
- Não fale no Lee de novo Jennie, já disse que não falamos sobre ele.
- Fazem dois anos Hoseok, dois anos. E você está aí ignorando o fato de ter se sentido atraído por um garoto só por que ele "não é da nossa área" ou "que já fazem duas semanas" - diz a falsa ruiva fazendo aspas com as mãos - Como você sempre me diz, cresça.
- Não acha que já está na hora de retocarmos seu ruivo? Quem sabe deixar ele... mais laranja. - diz o moreno mudando da água para o vinho - Acho que a Lisa iria gostar.
- 'N-não' mude de assunto, seu idiota.

O resto do caminho até o prédio de artes foi tranquilo e silencioso, Hoseok estava preso nos seus pensamentos sobre onde Lee estaria agora, e Jennie se imaginando em um ruivo alaranjado sendo elogiada pela garota na qual se interessava. Mas ambos pensamentos foram cortados ao entrarem no prédio e verem o grupo de amigos, no canto esquerdo do corredor, ao lado do armário de Hoseok.

- Hobi-ah, aqui! - disse Chan, o mais novo entre eles - Vocês se atrasaram hoje!
- Obrigado Chan - disse Hoseok bagunçando os cabelos, pretos como a noite, do menino -  Mas eu tenho relógio.
- Ah, você sabe como é as aulas de dança moderna. Nenhum de nós além de você está indo bem - explicava em um tom divertido a platinada de franja - Aí medidas drásticas devem ser tomadas.
- Entendi Lisa, entendi - disse o moreno se divertindo com a situação - Então quer dizer que agora vocês vão se esforçar e práticar?
- Não foi isso que ela disse, ela disse que a gente tá indo mal e tem que chegar no horário - disse Junmyeon, ou Suho, como os colegas de dança contemporânea o chamavam.
- Tá, mas agora quem está nos atrasando são vocês com esse papo furado. - disse a falsa ruiva - Temos que ir.
- Vamos logo então.

>>> Área Death Street 09:30am <<<

E como prometido, lá estava a garota doce atrás de uma solução ao problema de seu amigo. Ela sabia que não era somente um sorvete, não era possível que Taehyung arriscasse tanto o grupo que ele chama de família por apenas um sorvete.

- O que quer aqui Ella? - disse o líder da gangue rival - Cansou da bobagem que é aquela gangue e veio se juntar a nós?
- Primeiro, eu nunca trocaria minha família por vocês. E segundo, eu quero fazer um acordo.
- Acordo? 'Hm' prossiga, niña.
- Como você sabe, o Campus do lado leste está fechado, mas eu tenho adolescentes na gangue que precisam de estudo. E claro que nenhuma das outras gangues quis ao menos me escutar, a do Norte não me deixou nem entrar do lado deles e a do Oeste me expulsou antes que eu pudesse falar.
- E aí como última opção você recorreu a mim, não é isso, gatinha? - disse o líder com deboche - Mas se quer vagas para seus delinquentes no meu Campus, a resposta é não.
- Olha, você sairia perdendo se a resposta for não, querido. - Ella começou seu jogo para o convencer o outro a deixar os piralhos entrar na escola - Fora que um deles ama a sorveteria que vocês tanto protegem. Pensa comigo: mais sete clientes garantidos todos os dias, seria muito bons para os lucros, não?
- Você quer que eu enfie sete dos seus garotos no Campus? Vamos brincar de que mamãe e papai? Se eles querem a vaga, eles que venham buscá-la.
- Ah, mi amore, eu ainda não contei a eles, pensa na felicidade de cada um ao descobrir que foram aceitos no Campus do lado sul! Vamos lá, cariño mio, eu sei que no fundo, bem no fundo desse seu coraçãozinho há um pouquinho do que chamamos de amor.
- Ok, mas eu quero 30% do lucro mensal da gangue. - Ele ri ao observar a cara de chocada da garota - É isso ou nada de ótimos estudos aos seus delinquentes.
- 20% e fechamos nosso negócio. - disse com convicção - Afinal eu sei que 20% já ajudaria e muito com a crise da Death Street. Então, mi corazón, acordo feito?
- Ah, Ella, e que acordo que eu não fecho com você?

>>> Sede Hell Angels 16:40pm <<<
- Eu sabia que você estava roubando! Não era possível estar ganhando todas, isso não é justo, eu quero minhas notas de volta, agora!
- Só porque você é ruim, Jungkook, não significa que eu estou roubando! Que saco.
- Ah, você é um chato Jimin, não sei como a gangue te aguenta.
- Você olha aqui, seu pirralho - iniciou a fala que logo foi cortada por um alto barulho de um livro se fechando.
- Já deu os dois, que coisa! Vocês não sabem passar meia hora juntos sem brigar! Jimin, devolva as notas do Jungkook e tire as cartas que você escondeu na jaqueta. E você, Jungkook, aprenda a jogar como nós, a não ser que você queira perder todos os jogos.
- Tudo bem. - disseram juntos com as cabeças baixas - Desculpa, Ana.

Ana era uma menina de cabelos curtos e castanhos, com os olhos levemente esverdeados assim como esmeraldas. Diferentemente de Ella, a menina não era nada doce, e muito menos exalava delicadeza. Ana gostava mesmo era da farra, e adorava uma briga, porém não suportava gritaria enquanto estava lendo. E a diferença entre as duas não para por aí! Ela era do tipo que se vestia de preto e não ligava para quem diz que parece uma gótica, afinal de contas só a opinião de uma pessoa importava: Jungkook.

Os meninos iam saindo da sala principal, mas quando Jungkook estava prestes a sair, a garota de cabelos curtos segura seu pulso e faz uma simples pergunta:

- Hey Gguk, você não quer, sei lá, tomar um sorvete? - disse ela apreensiva - Ou quem sabe dar uma volta... o que você me diz?
- Ah, me perdoa Ana, Ella pediu para que eu fosse com ela resolver umas coisas. Eu preciso me arrumar para ir.
- Ah claro. - disse a garota com a voz trêmula - Quem sabe outro dia, que você não tenha um compromisso.
- Sim, por que não? - disse Jeon lançando um sorriso e saindo do local.

>>> Lado sul, casa da Lisa 17:00pm <<<

- Ok então já estão todos aqui! - disse a falsa ruiva - Pode nos contar o que tanto você queria falar.
- Antes a chamada né! - disse a platinada de franja, começando a chamada que a mesma fazia antes de todas as reuniões de amigos. - Rosé?
- Aqui, fofa. - disse a morena de cabelos longos levantando a mão com o anel de casamento recém colocado.
- Se a Rose está aqui a Jisoo também está mas para não perder o costume, Jisoo?
- Aqui amore, sempre aqui - disse a acastanhada levantando também a mão com seu lindo anel de casamento.
- Ok casal 20, aqui. Hyungwon?
- Presente, professora - disse o loiro lançando uma piscadinha a mesma.
- Chae engraçadinho, aqui. Chan?
- Sempre a sua disposição madame - disse jogando os cabelos pretos para trás.
- Nosso neném, aqui. Suho?
- Fala gatinha, vem sempre aqui? - disse o falso ruivo avermelhado.
- Menstruação ambulante, aqui. Hoseok?
- Sempre aqui para você, princesa. - disse o moreno lançando um lindo sorriso.
- Meu anjo está aqui. E por último porém mais importante, Jennie?
- Oi, oi. - disse a falsa ruiva dando uma risada envergonhada.
- Ah, melhor amiga de todas, aqui. Já que estão todos aqui, eu finalmente posso falar.
- Então diz logo - disseram os amigos.
- Você está nos matando de curiosidade. - completou Hoseok soltando uma risada gostosa.
- Eu quero falar para vocês que eu estou ficando com uma pessoa.
- O que? - disse Hoseok já olhando para a falsa ruiva do lado dele, estática com uma cara de choque. - Quem é essa pessoa?
- O nome dela é...


Notas Finais


não foi tão longo mas semana que vem tem mais 🤪
bjs ✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...