História Magic World Kingdom: Hentai Series - Capítulo 9


Escrita por:

Visualizações 83
Palavras 3.859
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Survival, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Voltei Galera!!!!!

Mals a demora, decidi tirar férias do Spirit e quando voltei fiquei doente, olha como o destino é bom comigo?!

Enfim vamos ao capítulo

Capítulo 9 - A Realidade Oculta


Fanfic / Fanfiction Magic World Kingdom: Hentai Series - Capítulo 9 - A Realidade Oculta

-- Narração --

Mikazuki, Emi e Niko chegaram a escola.

Assim que chegaram na entrada, eles encontraram Sayaka e Kotori.

Emi: Ohayo.- acenou animada.

Sayaka: Ohayo!.- acenou de volta.

Kotori: Ohayo Gozaimasu.- cumprimentou também.

Mikazuki: Ohayo.- disse acenando com a mão.

Niko: Ohayo!.- disse animada.

Sayaka: Ohayo Niko-ch-

Sayaka viu que Niko estava grudada no braço de Mikazuki e instantaneamente ficou em volta de uma aura negra e com olhos de Yandere.

Sayaka: Niko-chan, Posso saber porque está tão próxima do Mikazuki-san?.- perguntou com voz grossa.

Mikazuki, Emi e Kotori se assustaram com a reação de Sayaka, porém Niko não estava percebendo devido a ter ganhado um novo mestre.

Niko: qual o problema? Afinal Mikazuki-chan e eu estamos unidos agora.- disse com o rosto feliz.

Sayaka colocou sua bolsa no chão gentilmente.

Sayaka: ainda mudou o honorífico de " -San " para "- Chan ".- ela fez uma espada com o braço e apontou em direção a Niko.- eliminar.

Em seguida ela veio correndo com os braços pra trás em velocidade alta, parecendo um ninja assassino, ela corria direção dos dois com uma intensa aura assassina.

* PIM *

Todos fecharam os olhos esperando um massacre, mas na verdade Sayaka estava segurando o outro braço de Mikazuki e fazendo uma expressão fofa de irmãzinha preocupada.

Sayaka: Mikazuki-san, é muito feio trair os outros assim.- disse inflando as bochechas.

Mikazuki, Emi e Niko: ( K-Kawaii ).- pensaram os três ao mesmo tempo.

Kotori: ( eita, lá vem o Modo Fofo da Sayaka, toda vez que ela tenta entrar no Modo Yandere ela se controla e entra nessa coisa linda ).- pensou ela abrindo um sorriso.

Emi: SAYAKA-CHAN VOCÊ É TÃO FOFINHA, PRECISO DE UM ABRAÇO!!!.- disse com coraçõeszinhos nos olhos pulando em cima de Sayaka e a abraçando.

Sayaka: E-Emília-nee-san, estou triste por que Mikazuki-san me traiu.- disse enquanto arregalava os olhinhos.

Emi: não se preocupe, comigo aqui você não precisa se preocupar com mais nada.- disse esfregando sua bochecha com a dela que estava gostando.

Kotori se aproximou de Mikazuki observando a situação.

Kotori: ela tá bem?.- perguntou ela.

Mikazuki: digamos que ela tem um fraco por coisas fofas, e como a Sayaka-chan é uma menina fofa, obviamente a Emi se apegaria a ela.- disse ele.

Kotori: você conhece ela bem mesmo.- disse impressionada.

Mikazuki: Fazer o que né?.- disse ele.

-- 16:30 --

Era final de tarde e Mikazuki de vigia na aula de Educação Física, mas precisamente ele estava treinando Yukito e Honoka novamente atrás do galpão de equipamentos.

Os dois coitados estavam fazendo flexões com três tijolos nas costas, depois de um tempo os dois caíram.

Yukito: mestre! * ofega *, dá um descanso pra gente.- disse ele esgotado.

Honoka: Yukki, eu não aguento mais * ofega *, Estou partindo.- disse ele colocando os dois dedos nas pálpebras e fechando os olhos.

Mikazuki foi lá e abriu os olhos de Honoka.

Mikazuki: tudo bem, acho que eu tô pegando um pouco pesado.- disse ele observando os os dois com um pouco de dó.

Eles se sentaram, Mikazuki pegou suas garrafas de água e deu para os dois se hidratarem.

Yukito: Ah, ainda bem.- disse ele vendo a garrafa.

Honoka: Minha garganta tá quase virando areia.- disse com voz rouca.

Os dois pegaram as garrafas e tomaram mais  da metade, em seguida eles colocaram as garrafas no chão e começaram a respirar.

Mikazuki: E com isso encerramos o treinamento de hoje.- disse ele.

Yukito: Ah mas já? Eu até aguentava mais um pouquinho.- disse ele.

Mikazuki: ah sério?! Então que tal mais 15 repetições?.- disse ele com um sorriso assustador no rosto.

Yukito: q-q-quer dizer, poxa ainda bem que acabou.- disse ele apavorado com um sorriso.

Honoka: por que terminamos mais cedo hoje?.- perguntou levantando a mão.

Mikazuki: ah… eu tenho assuntos a resolver com a Emi mais tarde, por isso só treinei vocês até aqui.- explicou.

Yukito e Honoka: Ahhh entendi.- disseram em uníssono.

Mikazuki: ( Eu já ouvi isso em algum lugar ).- pensou fazendo um rosto de dúvida.

Yukito: e o que fazemos agora?.- perguntou.

Mikazuki: sei lá vão olhar os pássaros, vão brincar de pião, vão jogar biloca.- sugeriu ele.

Honoka: a gente não brinca dessas coisas.- disse ele.

De repente um apito soou.

Sora: então gente essas foram as duas aulas de hoje, eu sei que foi puxado mas vocês tem que tirar a preguiça do corpo! Dispensados!.- os três ouviram a voz dela.

Mikazuki: parece que a aula de educação física acabou, vão ter que voltar para sala agora sujinhos.- disse ele.

Yukito e Honoka: Haaai.- os dois disseram meio cansados.

De repente Emi, Niko, Sayaka e Kotori apareceram usando os uniformes de esporte, era uma simples camiseta branca e shorts azuis.

Emi: voltei Mika! Como fiquei nesse lindo shorts?.- perguntou ela chegando perto.

Mikazuki: ficou maravilhoso, só ficou um pouco colado demais.- observou ele com a mão no queixo e o nariz sangrando.

Emi: hum, taradinho.- disse ela.

Niko: e eu Mikazuki-chan? Como eu fiquei?.- perguntou ela.  

Mikazuki: olha as duas estão maravilhosas, além de provocantes, não diria nada mais de beldades como vocês duas.- disse ele decidido.

Emi e Niko: awwwnnn, que fofis!.- as duas disseram se pendurando nos braços dele.

Mikazuki: ei! Ei! Vão com calma!.- disse ele com o peso em seus braços.

Sayaka estava observando a situação extraindo escuridão de sua alma, enquanto Kotori apenas estava alerta para que sua amiga não fizesse nada de errado, já Yukito e Honoka estavam cochichando entre si.

Yukito: Honoka-kun, realmente o mestre é Popular com as meninas, porque ele não ensina seus truques para a gente?.- cochichou com um pouco de frustração em sua voz.

Honoka: eu não sei Yukki, o mestre sempre foi um homem misterioso, mas eu tenho um plano.- cochichou ele.

Yukito: sou todo ouvidos.- cochichou determinado.

Honoka: vamos segui-lo até mais ou menos sua casa, para ver se ele faz algo incrível ou tem algum segredo, depois disso a gente foge bem na moita.- explicou sussurrando.

Yukito: Honoka-kun, você é um gênio!.- disse ele.

-- 18:30 --

Royal Academy estava fechada, e no começo da noite o tempo fica mais esfriado.

Emi: Atchim!.- espirrou.

Mikazuki: pegou um resfriado?.- perguntou preocupado.

Niko: ou talvez seja só por causa do vento, geralmente eu espirro com os próprios fios do meu cabelo encostando no meu nariz.- disse a Neko.

Emi: Tá tudo bem o seu avô deixar você dormir na nossa casa 3 dias seguidos?.- perguntou ela.

Niko: Ah ele não liga muito, apenas quer me ver feliz.- disse ela.

Ela encostou sua cabeça no braço de Mikazuki.

Niko: E é assim que sou feliz.- disse ela calmamente.

Emi: Parece até um gato de verdade.- disse ela avermelhando as bochechas perante a tanta fofura.

Mikazuki: fiquei até sem graça.- disse também com as bochechas vermelhas.

Niko: Emília-tan, por falar nisso eu não vi suas primas desde o café da manhã, elas foram para algum lugar?.- perguntou ela.

Emi: elas não me avisaram, eu tava muito ocupada no quarto fazendo " certas coisas ".- disse ela.

Mikazuki: e o que são essas " certas coisas ".- perguntou com um olhar curioso.

Emi ficou vermelha.

Emi: b-bem... não é necessário falar.- disse ela.

Mikazuki: tá me deixando curioso…- disse apertando as sobrancelhas.

Emi: s-sério não é nada.- tentava explicar.

Niko: vocês dois hein! Mas mesmo assim, ainda estou preocupada com suas primas,  pelo menos elas descem algum sinal.- disse ela.

BOOOOM

Um sinal de luz formando um círculo Mágico vermelho apareceu alguns quilômetros de onde o trio estava.

Emi: eu acho que esse serve…- disse impressionada.

Niko: vamos atrás desse sinal, é só virar o beco!.- disse ela começando a correr.

Emi: eu vou também!.- disse ela a acompanhando.

Mikazuki: Porque que as coisas sobrenaturais sempre tem que acontecer em becos?.- disse ele.

O trio correu e virou algumas esquinas do Beco, até que acabaram parando em uma viela com algumas casas subindo a ladeira.

Lá estava Akuno, ela estava combatendo uma espécie de monstro Manticore, uma espécie de monstro com corpo e cabeça de leão, cauda de dragão, patas de grifo, asas de galinha, entre outras misturebas.

Niko: quando foi que um ser místico veio parar em Tokyo?.- se perguntou Niko.

Akuno percebeu a presença dos três, mas não olhou para trás.

Akuno: Pra trás! Ele ainda não provou sangue humano!.- avisou ela.

Mikazuki: pra que ele ia querer provar meu sangue, eu sou cheio de colesterol!.- disse ele tirando a Excalibur das costas.

Emi: eu falei pra você comer mais salada!.- disse ela fazendo uma pose de luta e seus punhos começaram a pegar fogo em cor azul.-Akuma Yōshiki: Tamashī Hakai Suruken!. ( Estilo Demônio: Punho Destruidor de Almas ).

Niko também fez uma uma pose de luta e suas unhas cresceram ao ponto de parecerem lâminas de espada.

Niko: mudanças de planos Vermelhinha, podemos cuidar dessa coisa!.- gritou ela para Akuno.

Akuno: vocês não estão entendendo!.- ela tentou explicar.

Emi: tarde demais! Ataque Combinado!.- disse ela.

Os três correram até a criatura.

Niko: eu primeiro!.- ela disse.

Ela pulou em direção á criatura.

Niko: Oito Trigramas!.- disse ela.

Ela sumiu e surgiu atrás do monstro, nessa hora vários cortes apareceram na pele da criatura.

Manticore: RAWWWWWR.- ele urrou de dor.

Emi: minha vez! Gokei ( Incinerar ).- disse ela.

Ela socou a criatura no focinho com seu punho azul e instantaneamente ela começou a pegar fogo.

Emi: agora é só finalizar Mika!. 

E lá foi ele, ele havia cobrindo a Excalibur com eletricidade e ela também estava rodeada por várias faíscas.

Mikazuki: Kaminari Geijutsu! ( Arte Relâmpago ).- disse ele.

Ele pulou por cima e fez vários cortes que partiram a criatura em várias partes.

Mikazuki: Radio Knife ( Bisturi Elétrico ).

Os pedaços caíram no chão.

Mikazuki: Nossa que fácil.- disse ele desativando seu poder.

Emi: fácil demais…- observou.

Akuno: SEUS IDIOTAS EU FALEI PARA VOCÊS NÃO-

Manticore: GRRRR.- ele rosnou.

A criatura se levantou, mesmo partida e incrivelmente suas partes decepadas se juntaram e formaram o monstro completo novamente.

Mikazuki: da próxima vez quebrem meus dentes para eu ficar quieto.- disse sem reação.

Akuno se aproximou dele e socou sua boca.

Mikazuki: AI! Não agora!.- disse ele segurando sua boca.

Akuno: essa criatura tem poderes Imortais, sempre revive não importa quantas vezes seja morta, fiquem atrás de mim!.- disse ela se colocando na frente dos três.

Os três obedeceram à ordem da ruiva devido a tremenda intimidação.

Niko: você nem tentou selar ele ou algo do tipo?.- sugeriu ela.

Akuno: Eu já tentei, mas não importa quantos golpes eu dê, ela não fica inconsciente e ela não fica parada em um lugar específico.- explicou ela.

Emi: Magnus… só ele enviaria uma criatura de tamanho poder para lidar com a Akuno, ele está mais perto do que imaginávamos.- disse ela séria.

Mikazuki: aquele maldito…- disse ele ao ouvir o nome de Magnus.

Seus olhos mudaram para cor violeta, ele começou a ser coberto por uma aura roxa enquanto a atmosfera ao seu lado ficava mais pesada.

As três olharam para ele assustadas.

Mikazuki: saiam da minha frente, eu vou acabar com-

???: Jigen Haoh Ryu!.- eles ouviram uma voz de moleque.

Era um garoto de cabelos verdes usando um boné que cobria seus olhos, shorts, camisa esfarrapada e uma capa meio capuz, ele apareceu na frente do manticore.

Mikazuki: essa pessoa me soa familiar.…

???: Seiken-Zuki! ( Punho Sagrado ).- gritou ele.

Em seguida ele socou a criatura, ela apenas se afastou um pouco.

Niko: é para acontecer alguma coisa?.- perguntou ela.

Quando ela disse isso apareceu um círculo mágico debaixo da criatura que começou a desintegrar ela.

Manticore: RAWWWWWWWR!!!!!!

Ele rapidamente sumiu.

Niko: Ah tá…

Emi: Quem é você?.- disse ela curiosa.

Akuno: Há quanto tempo Darius.- disse a garota ficando mais calma.

Mikazuki: Darius? Você o conhece?.

Akuno: um velho amigo de infância.- respondeu ela.

Darius: Como vai amiga! Há quanto tempo?.- disse ele abrindo os braços, sua voz era extremamente fina.

Ele correu até Akuno e tentou dar-lhe um abraço, porém ela desviou virando-se pro lado.

Akuno: não somos mais crianças Darius, sem melação por favor.- disse ela.

Darius: hoje já fazem dez anos, e você continua a mesma creme azedo de sempre.- disse ele.- e quem são vocês?.

Mikazuki: ah! Perdão os mal modos! Sou Mikazuki Arata, prazer.- disse ele.

Ele estendeu a mão pro menino, ele olhou para Mikazuki e virou o rosto.

Darius: foi mal não falo com humanos.- disse ele rudemente.

Mikazuki: t-tudo bem então… ( eu juro que esse garoto corou ).- pensou com um olhar desconfiado.

Emi: eu sou Emília Bloodworth, mas se quiser pode me chamar de Emi que é meu apelido.- disse ela chegando.

Niko: e eu sou Niko Kagetane, mas pode me chamar só de Niko.- disse a Neko.

Darius: claro, é um prazer conhecer todas vocês Emi e Niko.- disse ele.

Mikazuki: ( o tom de voz desse garoto tá indo para o nervosismo, eu tô ficando cada vez mais desconfiado ).- pensou ele juntando as sobrancelhas.

Akuno: olha, o reencontro está ótimo mas só estamos de passagem, precisamos achar a Nagisa, ela está combatendo a outra criatura - disse séria.

Mikazuki: ei garoto, como você acabou com aquele monstro.- perguntou curioso.

Akuno: eu já falei que não é hora pr-

Niko: eu também estou curiosa.- disse ela.

Emi: eu tô com a Niko.- disse ela.

Akuno: GENTE!.

Darius: eu usei isso.- disse ele mostrando.

Estava desenhado 切手 em sua mão, " selo " em Kanji.

Emi: Hmm.. Bem engenhoso pra um simples menino.- disse ela.

Niko: treinou algum tipo de artes marciais?.- perguntou ela.

Akuno: GENTE EU TÔ FALANDO!!!!

Darius: é o estilo Jigen Haoh Ryu, bem antigo, fui treinado pelo meu avô.- explicou ele.

Mikazuki: impressionante!.- elogiou..

Akuno veio e começou a tentar puxar Mikazuki pelas vestes, mas ele nem se mexia.

Akuno: temos-que-ir-embora!.- disse fazendo força pra tirá-lo dali.

Darius ficou com as bochechas rosadas.

Darius: o-obrigado…

Akuno: PARA DE ME IGNORAR!!!!.- gritou ela dando um chute infeliz no traseiro de Mikazuki.

Mikazuki: AAAI!!!.- gritou com dor.

O chute foi tão forte que ele foi jogado contra Darius.

Emi: CUIDA-

POOOF

Niko: já era…

* Smack *

Mikazuki: ( Smack? ).- repetiu em sua cabeça.

Ele abriu os olhos, ele estava beijando Darius.

Rapidamente ele se afastou e começou a tossir.

Mikazuki: droga! Eu só queria ir pra casa, por que eu tive que beijar um-

Ele sentiu um volume macio na mão direita.

Mikazuki: ( macio? ).- pensou em sua cabeça.

Ele olhou pra baixo e quase desmaiou, o boné de Darius estava caido em outro canto revelando seu rosto, era um rosto familiar…

Era o rosto de Sayaka Amano.

Ele havia beijado Sayaka e ainda por cima estava segurando um de seus seios.

Sayaka: Ah… ah…- ela gemia sem reação.

Emi: ai… meu… capeta.- disse surpresa.

Niko: PLOT TWIIIIIIIST!!!!!!!.- gritou com as mãos na cabeça.

Akuno: ORA SEU!!!.- gritou.

Ela deu chute tão forte na cabeça do sujeito que ele voou para longe e bateu a cabeça na parede.

Akuno: como ousa beijar a minha amiga e ainda cometer assédio sexual.- disse ela corada.

Mikazuki: doeu…- disse olhando para um galo enorme em sua testa.

Emi: é Mika, eu acho que te passei feromônios, não é possível.- riu-se ela.

Niko: já é a terceira?.- perguntou ela.

Emi assentiu.

Sayaka ainda estava no chão até Akuno ajudá-la.

Akuno: tá tudo bem, pode deixar que eu vou me certificar que ele nunca mais chegue perto de você.- disse ela.

Sayaka: eu não estou preocupada com isso, eu já tinha me preparado para esse momento.- disse ela calmamente.

Akuno: do que você está falando?.

Ela levantou de forma aleatória, correu até  Mikazuki ficou observando ele.

Mikazuki: me desculpe, realmente não era minha intenção!.- dizia tentando se explicar.

Ela se agaichou e ofereceu a mão para ele.

Sayaka: vem que eu te ajudo.- disse ela sorriso para ele.

Ele segurou a mão dela e ela o ajudou a levantar.

Sayaka: se eu soubesse o tempo inteiro que essas eram suas verdadeiras intenções, eu não teria me segurado.- dizia ela.

Mikazuki: c-como assim.

Emi: tá bem! Tá bem! Chegou a hora Niko.

Niko: isso não vai acabar chocando ele?.- perguntou ela.

Emi: eu conheço o Mika, não é tão pesado assim.

Mikazuki: ALGUÉM PODE ME EXPLICAR O QUE TÁ ACONTECENDO AQUI?!.

Emi: vamos falar no caminho por que a Akuno tá quase explodindo.

Akuno: TEMOS QUE IR PEGAR A NAGISA LOGO!!!!!!!!!!!!.

-- Quebra de Tempo --

Os cinco estavam andando pelas ruas de Tokyo, Akuno estava um pouco mais a frente apressada enquanto as meninas explicavam o porque daquela situação.

Emi: eu e Niko já tínhamos descoberto antes, mas acabamos esquecendo de te contar, basicamente a Sayaka-chan é de uma linhagem de ninjas assassinos chamados Amano.

Niko: esse clã é conhecido pela sua perfeita capacidade de camuflagem, pois sua aparência em geral não convence os oponentes de que são ninjas, apenas os fazem pensar que são simples civis.

Mikazuki: ah! Por isso que eu achei que você era só um humano Sayaka-chan.

Sayaka: é, só vocês e a Kotori sabem quem sou de verdade.

Ela segurou o braço de Mikazuki carinhosamente.

Sayaka: ainda bem que só vocês sabem.

Mikazuki: ok, mas isso não explica o porque da Sayaka-chan estar desse jeito comigo.

Niko: então é ai que vem a parte complicada, os Amano tem a característica de levar quase  tudo a sério, principalmente as ninjas femininas do clã.

Emi: resumindo: o beijo que você deu nela é basicamente um " quer casar comigo? ".

Mikazuki: O QUEEEE??!!!!.

Sayaka: e eu aceitei.- disse sorrindo.

Emi: viu só? Então até que não tenha cerimônia vocês estão tecnicamente casados.

Niko: pegou duas num dia! Esse feromônio tá fazendo efeito amiga.- disse se virando a Emi.

Emi: hehe, o que uma súcubo não faz por outras fêmeas?.- disse coçando atrás da cabeça.

Sayaka: Emília-san, muito obrigado, finalmente pude ficar ao lado de quem gosto.- disse ela realizada.

Emi: claro Sayaka-chan! Contanto que você saiba dividir ele e deixar eu te abraçar na hora que eu quiser.- disse a azulada com coraçõeszinhos nos olhos só de pensar.

Sayaka: uhum, quantos abraços você quiser, a partir de hoje tenho uma divida eterna com você e a Akuno.

Mikazuki: mas por que a Akuno.

Sayaka: ora, se ela não tivesse te chutado no traseiro nós dois não estaríamos juntos agora.- explicou ela.

Emi e Niko começaram a rir.

Mikazuki: ah sem graça!.- disse irritado.

POW

Os quatro toparam em Akuno.

Niko: qual é problema?.- perguntou.

Akuno: chegamos…

Era a estação de trem da cidade de Tóquio.

Mikazuki: ué? Parece uma estação normal para mim.- disse sem reação.

Emi: usa aquilo que eu falei daquela vez.- disse ela.

Mikazuki fechou os olhos, se concentrou e abriu de novo, instantaneamente seus olhos ficaram com violeta.

Mikazuki: uau…- era a única coisa que pode dizer naquele momento.

Tudo estava cinzento e todos humanos presentes estavam parados, eles não piscavam e nem respiravam, pareciam congelados no tempo.

Mikazuki: Que tipo de mundo é esse?.- perguntou ele.

Akuno: existem dois tipos de realidades:

Realidade Humana: A realidade onde vivemos,  Essa realidade não tem muito de especial, é apenas uma realidade em que vocês humanos vivem, hora que a realidade mais fácil de distorcer para um ser que vive no espaço tempo.

Realidade Oculta: Um local obscuro onde tempo não existe, a própria realidade é afetada neste local, onde criatura invisíveis desconhecidas vivem, um local que pertuba os fracos, até mesmo a gravidade e o oxigênio é diferente, sempre está no mesmo clima de sempre, um lugar frio e inóspito, essa é a realidade oculta.

Emi: geralmente você vê Casos Sobrenaturais sobre coisas se mexendo, buracos feitos por nada, mas agora sabe que aqui é onde tudo acontece. Os seres que vivem nessa dimensão tentam aparecer na outra realidade, mas não conseguem e a única forma é possuindo alguém.- explicou junto.

Mikazuki: então é aqui onde as coisas invisíveis vivem.…

Niko: e é por isso que o Magnus conseguia soltar as criaturas dele aqui.

Sayaka: ele usava o próprio espaço-tempo…

Mikazuki: droga estamos mais longe de derrotarmos ele do que pensávamos.- disse irritado.- mas espera um pouco aí, se os demônios possuem as pessoas a partir desse mundo.

Ele se virou para Emi e Akuno.

Mikazuki: porque vocês não vivem aqui se são demônios?.- perguntou ele.

Emi: as coisas são diferentes para os que vivem aqui, pois existem dois tipos de demônio: o Demônio Normal e o Demônio Corrompido, geralmente o Demônio Corrompido é o que possui as pessoas, já que ao contrário de nós Demônios Normais, os Demônios Corrompidos estão em desespero e não raciocinam, são aqueles demônios que se entregaram a Escuridão, e por cometer esse ato o rei demônio bane eles para essa realidade para que não cause nenhum dano aos dois mundos.- explicou ela.

Nessa hora uma criatura de aparência esquisita passou do lado deles, tinha aparência de um rato misturado com tubarão, ele olhou para o quarteto fungou e sumiu.

Akuno: e ao contrário dos Demônios Normais os Demônios Corrompidos tem uma aparência… estranha.

Sayaka: e eles só comem seres com aura fraca, por isso é melhor deixar sua aura forte enquanto a gente ainda tiver aqui.

Mikazuki: falando em aura forte se liguem nisso!.- disse indo para frente fazendo uma posição.

Akuno: que você vai fazer…

Ele levantou os dois antebraços.

Mikazuki: HAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!.

BUM

E sua aura ficou gigantesca, ela estava formando uma camada de cor roxa ao redor de Mikazuki e toda aquela realidade estava tremendo devido a pressão de energia.

Akuno: Impossível! Como ele ficou forte tão rápido?!.- disse desacreditada

Emi: eu sinceramente não sei! Parece que ele nasceu sabendo!.- respondeu ela.

Sayaka: Emília-san, acho melhor mandar ele parar ele tá liberando poder demais!.- disse ela.

O espaço em volta do anteninha começou a ser distorcido e ficar enrolado.

Niko: é poder demais, desse jeito ele vai destruir tudo!.- avisou ela.

Emi: Mika! Você tem que parar! Não pode liberar tanto poder! É demais até pra você!.- avisou começando a ficar assustada.

Mikazuki: HAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!.- ele continuou gritando.

Agora a aura estava se espalhando por todo lugar daquele mundo, parecia que uma espécie de explosão estava engolindo a cidade.

Akuno: já era ele vai matar todos nós!.- disse se agachando cobrindo a cabeça esperando o impacto.

Sayaka: não eu acho que ele quer fazer outra coisa!.

A luz Violeta ficou brilhando pela cidade inteira por um longo tempo e em seguida desapareceu.

Niko: o que aconteceu?.-  perguntou abrindo os olhos.

Akuno: eu não sei…

Quando a fumaça do lugar baixou elas vieram de relance um Mikazuki totalmente diferente se virando pra elas.

Ele estava com asas de morcego, chifres, garras e dentes afiados e marcas negras pelo rosto, seus olhos estavam completamente violeta e ele estava ofegante.

Mikazuki: Emi… meninas.- sua voz estava soando pelo lugar completamente demoníaca.- eu liberei minha aura para conseguir localizar a Nagisa, e eu achei! Mas ela não está só com a criatura, tem muito mais inimigos por perto…

Emi: não pensei que você chegar a esse nível Mika, dominou o próprio demônio…

 

 

 

Continua….

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...