História Maior desejo - Yoonmin - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Jimin, Min Yoongi, Park Jimin, Suga, Yaoi, Yoongi, Yoonmin
Visualizações 41
Palavras 1.896
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cap grande! ❤ Depois de 1 hora escrevendo consegui... Espero que gostem ^^

Capítulo 5 - Idiota!


Agora deixa eu vir indo, senão não vou conseguir me arrumar tchau! – Disse correndo as escadas a baixo.


E hoje que eu vou saber se nesse livro tinha algo sobre meus sonhos...

Fui em casa me arrumar, mas infelizmente tinha perdido o ônibus que inha todos os dias, a casa de Yoongi era longe da minha, acabando me fazendo pegar o próximo ônibus chegando lá 7:30, nunca tinha me atrasado então o professor deixou passar em branco hoje. Estava lá parado, olhando o professor, hoje era dia de aula teórica então o tinha de fazer hoje era ficar lá sentado olhando para cara de bunda do professor. Então pego as páginas que tinha deixado entre as folhas do caderno, já preparando meu psicológico para aquilo. Que dia:

“Família Min foi uma família, um quanto tanto importante para o desenvolvimento da cidade, ajudava quando em questões financeiras em suas empresas quanto psicologicamente outras famílias, com bons herdeiros...”

Tá isso tudo e uma merda eu não quero saber de família Min! Quero saber da minha, de onde eu vim!

Aquele meu pensamento me fez bufar e escutar o professor fazer um sinal com os dedos exigindo silêncio, e apenas assenti o respeitando e olhando a outra pagina, que a outra não dizia coisas do meu interesse.

“A cidade teve varias controversas pelas décadas do século XVIII e XIX, quanto financeiras ou questões pessoais. Ou seja: famílias tinham uma grande rivalidade, acabando em toda a família sofrer com aquilo, fazendo muitas pessoas se afastarem, empresas falirem, e dentro dessas famílias as famílias, Kim e Min era uma das que mais estavam entre essas controversas...”

Aquilo tinha despertado o interesse do mais novo, sua família não estava na, por sua sorte, mas tinha uma coisa... Naquela simples pagina não falava mais sobre as famílias. Talvez na próxima.. Mas infelizmente ele não tinha...

- Que saco! – Ele bate a mão na mesa, sempre que ele estava perto de respostas para os problemas tinha alguma coisa atrapalhando.

- Park Jimin! Que comportamento estranho e esse seu hoje? – O professor fala fazendo o mais novo dar um pequeno pulo em sua cadeira.

- Professor me desculpe, me assustei com numa vibração em meu celular enquanto estava focado no livro, me desculpe - mentiu

- Chegou atrasado hoje, e ainda fica assim desatento com a aula, era pra estar prestando atenção em mim! – O professor era uma boa pessoa, mas sabia da capacidade de Jimin, não era chato, mas na aula teórica sempre tinha que ser, tinha de fazer os alunos prestarem atenção na aula.

- Professor, me desculpe eu não queria que o senhor ficasse bra- sou interrompido.

- Fique quieto, da próxima de expulsarei da aula – Ele disse e eu assenti em silêncio.

A aula passou normalmente, eu procurando pista em meio aquelas palavras... Mas nada. Era motivos e bufos e suspiros meus em meio a aula.

- Chega Park Jimin! Pra fora! Se está tão estressado não devia ter vindo atrapalhar a minha aula! – Ele disse apontando para a porta.

- Professor me desculpe eu- Ele me interrompe

- Cansei vá para sua casa, estou cansado já esta chato, você veio para a aula e fica lendo outras coisas atrapalhando o resto da sala – Vá agora.

Meus nervos estavam a flor da pele, mas não tinha o que fazer eu tinha que me acalmar.

- Então dá próxima vez faça uma aula mais interessante – Falei saindo a passos rápidos fechando a porta com força.

Agora vou ter que ficar parado no ponto de ônibus mais de 1 hora!

Era 21:30 não tinha nenhum outro, e então olhei para minhas mãos que tinham a pasta com os papéis da aula e aquelas páginas, então optei a ir levar aquelas paginas para o garoto, o apartamento não era tão longe daquela faculdade, mas também não tão perto...

Chegando lá já com as pernas um pouco fracas e um suor em minha testa para no porteiro, dizendo que queria falar com Yoongi, não sabia seu outro nome, mas o porteiro conseguiu identificar quem era, enquanto o porteiro falava com o garoto ouvi uma voz brava soar pelo telefone que falava e logo ele desliga.

- Pode subir, ele irá o receber – O homem disse e eu soltei um sorriso vitorioso e subi as escadas logo chegando lá em frente a porta dando dois toques e nada, dei mais três toques e logo a porta se abriu.

- Pelo amor de Deus o que você veio aqui e essa hora? – Yoongi falava com uma expressão brava, mas quando percebi isso garoto tinha acabado de sair do banho com a toalha enrolada mas cintura, me fazendo o olhar de cima a baixo..

Era por isso que ele estava bravo, atrapalhei o banho dele...

- V-vim trazer as folhas.. E.. – Disse sem jeito tirando o meu olhar de seus ombros que tinham músculos discretos – As que você me emprestou mais cedo.. – Disse perdido nos papéis procurando.

- E achou alguma coisa que precisava? – Ele disse em uma voz rouca, porra porque essa voz atingiu tanto em mim a ponto de meus dedos se perderem pelos papeis.

- E-eu? Bem... – Disse e finalmente achei uma folha – Achei nada mais do que esperava achar... – Que merda essa folha saiu voando é?

- Que pena – Ele disse pegando a que tinha achado – Quando precisar de alguma coisa me fale, li tanto aquele livro que o sei de cor.

- Sabe?! – Disse olhando em seus olhos com os papéis esparramados por meus braços e ouvi uma risada baixa dele.

- Sim – Ele parou de rir e me mostrou que a que a outra página estava grudada a outra que tinha dado a ele – Acho que achei a outra.. – Ele disse simplista rindo baixo.

- Achou? – Disse sem entender nada, não tirava meus olhos daquela face branca perdido naqueles olhos pretos, mas logo vejo as duas folhas em suas mãos – Oh, achou...

- Sim... Eu achei... – Ele disse aquilo meio estranho, provavelmente por causa do meu comportamento – Só isso que veio fazer aqui? – Disse balançando sua mão de um lado para o outro me fazendo voltar a realidade.

- Sim, sim já estou indo, o Professor me expulsou então.. Aproveitei o tempo vago é vim... E... E isso.. – Disse colocando os papéis junto a pasta na mochila em minhas costas.

- Entra vou te dar uma carona e perigoso pra você ir agora – Ele disse fazendo um sinal para eu entrar.

- Não, não precisa, todo dia eu pego o ônibus na faculdade a esse horário e nunca aconteceu nada não se preocupe, já tenho que ir – Falei negando e ele revirou os olhos.

- Já fez mal de vir aqui a esse horário, podem fazer coisas com você ainda mais adorariam o seu corpo – Ele disse sério, ele falou que meu corpo e bonito?

- Você reparou em meu corpo? – Estava com meus olhos arregalados e ouvi ele bufar logo sentindo meu braço seu puxado para dentro do apartamento enquanto ouvia um “quem não repara?”.

Jimin que merda você reage a todo mundo, anda você tem que sair daqui!

Mas não conseguia sair, via o garoto ir a seu quarto mostrando suas costas muito bem moldadas...

Suspirei, revirando meus olhos enquanto estava lá parado perto a porta observando a sala e vendo um computador aberto e me aproximo mais, vendo o que era uma pesquisa aberta e me aproximo mais vendo somente a palavra: “Maçãs”

Estranho...

Lá tinha significados, como plantar maça, tipos de maças, e diversos quando vi que tinha outra aba aberta escrita: “significado fictício”

Quando ia clicar na aba ouvi uma voz me chamar me fazendo dar um pulo de susto.

- Jimin? – Ele disse já vestido – Sai dai, porque tá mexendo no meu computador? – Ele disse andando rápido e o fechando.

- N-nada... Porque você pesquisou sobre maçãs? – Perguntei receoso.

- Pesquiso o que eu quiser – ele disse pegando as chaves encima da mesa, o carro dele não tinha sido guinchado?

- Recuperou seu carro? – Disse parado no mesmo lugar ao lado do computador.

- Meu pai me passou o dinheiro para recuperar ele – Falou simples parado na porta me esperando sair – Vai vir ou não? – Bufou e logo o segui. Logo chegando a garagem e vi ele entrar em um carro luxuoso, parecia um modelo tão novo que nem conseguia identificar qual era seu modelo, o pai dele tem dinheiro...

Entrei em silêncio no carro e ouvi ele dar partida.

- Onde e a sua casa? – Ele disse focado enquanto saia da garagem, e eu disse minha rua e sinto ele me olhar pelo canto do olho rapidamente – Essa rua não e muito perigosa?

- Sim, mas tudo bem, todo mundo me conhece lá, não se preocupe.. – Olhava a janela vendo o caminho.

- Sua mãe não se preocupa? Sair assim a noite, ainda mais você..

- Ainda mais eu oque? – Se ele tiver se referindo a meu corpo eu juro que me jogo pra fora desse carro!

- Você ué, e novo, tem um corpo que... – Ele para a frase.

- Olha só Yoongi! E esse seu nome né? Então, fala na cara tem medo de fazerem coisas erradas com essa bunda grande aqui? – Disse apontando para a minha bunda e me olhou assustado sem entender – Pelo amor de Deus, já basta os outros falarem do meu corpo e sobre padrões! que saco! Deixa meu corpo quieto – Disse revirando meus olhos pra janela.

- Mas quem disse que seu corpo e feio? Pelo contrário.. – Falou simplista me fazendo o olhar sem o que falar.

Tá ele já elogiou meu corpo duas vezes hoje...

- Não sei porque as pessoas falam de seu corpo, eram pra ter inveja.. – Ele disse olhando o trânsito dando de ombros.

- Ok... – Não tinha resposta para aquilo.. Então vi minha casa a metros de distância e apontei – E ali.. – Ele assente logo parando o carro em frente a casa e novamente, fiquei sem o que fazer – Obrigado... – Disse colocando a mão na maçaneta que abria a porta.

- Só isso? – Ele disse isso e me fez olhar para ele confuso – Tô esperando.. – Ele estava apontando para sua bochecha.

- Que foi? Não tem nada no seu rosto não – Disse confuso e ele ainda continuava a apontar para sua bochecha.

- Meu beijo.

Que beijo? Desde quando tenho que dar beijo nele?

- B-beijo? – Disse confuso vendo a boca dele.

Jimin para de olhar ai!

- Te trouxe até aqui e não ganho um beijo de recompensa? – Ele disse trancando o carro – Enquanto não ganhar meu beijo você não sai!

- Yoongi! – Disse em reprovação tentando destrancar o carro mas nada o controle estava nas mãos dele – Ta bom! Você quer um beijo? – Disse isso indo a sua bochecha mas o mesmo mexe um pouco sua face fazendo eu deixar um selar no canto de sua boca fazendo ele soltar um riso – Seu idiota!!

- Agora estou recompensado – Que idiotice e essa?

- Agora me deixa sair! – Disse completamente corado e ouvi as trancas do carro se abrirem e a abro e saio.

- Que idiota! – Digo falando comigo mesmo enquanto abria a porta de casa e vejo que minha mãe estava na janela.

- Quem era aquele que você deu um beijo filho? – Ela disse curiosa.

Ferrou! Simplesmente ferrou! Nunca beijei nenhum homem, pelo menos não até a segundos atrás...


Notas Finais


Eita Yoongi e bi? Sei não em kkk Talvez sim, ou talvez não...
Kk
Obrigada por acompanharem, logo logo tem outro ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...