1. Spirit Fanfics >
  2. Mais clichê impossível >
  3. De novo isso?

História Mais clichê impossível - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpem a demora, eu tive uns probleminhas com a minha saúde. não se preocupem, eu não tô com corona vírus pq cheguei molhada em casa ( entendedores entenderão )
Tentei fazer um capítulo grande e fofo mas não deu muito certo então saiu isso mesmo. Espero q gostem

Capítulo 3 - De novo isso?


Fanfic / Fanfiction Mais clichê impossível - Capítulo 3 - De novo isso?

Depois q as duas jamantas pararam de rir o pussor chegou e o resto do dia passou normal como sempre, chato e insuportavelmente insuperável.

 

Na hora de ir embora 


- ei Re - disse Giovana - seus pais não iriam ir pro sítio hoje? 

- sim. Pq? 

- e que eu tava aqui pensando... já q se vai sair com seu boi, pq não leva ele pra sua casa depois 😏- falou maliciosamente 

- ELE NÃO É MEU BOY!!! 

Ela e a Rosa tavam morrendo de rir "putas" 


Quando chego em casa percebo um bilhete da minha mãe na geladeira 

" Rebeka, eu e seu pai fomos pro sítio e só voltamos semana q vem. Se a chover só na outra ainda, pq a estrada é meio ruim. Quando a gente voltar eu não quero ver nada fora do lugar 

Sua linda mãe"

"Modesta ela não? "

Pera... 

EU VOU TE A CASA SO PRA MIM UHULLLL!!! 


Depois de um tempo eu finalmente lembrei q tenho q sair com o Nath. ( Espera um pouco... Pq eu chamei ele de "Nath" mesmo?..... Deixa pra lá )

Peguei meu material e dessa vez coloquei uma roupa reserva na bolsa só por precaução. Sai de casa correndo pra dessa vez ele não reclamar q eu me atrasei. 

cheguei na frente da escola e ele tava lá me esperando  ( eu acho ) cheguei nele já me defendendo 

- não vai diser q eu me atrasei de novo 

- kkk não, dessa vez eu q me adiantei 

Humm😑

A gente começou a andar sem rumo 

- e então... - ele começou a falar - por onde a gente começa?

- sei lá, vc não queria escolher 

- ah, mas isso foi ontem e foi so pra te irritar e pra vc não se atrasar de novo 

- eiii!!! 

- kkkkk e pelo geito funcionou - ele se acabava de rir 

Eu não aguentei e comecei a rir também 

- besta - eu também ria muito 

- mas falando sério - ele secava as lágrimas - por onde a gente começa? 

- não sei... - falei pensativa - q tal a praça? 

- por mim beleza - disse ele dando de ombros 

Começamos a andar até a praça em silêncio, sem falar nada ( bem, se era em silêncio, obviamente era sem falar nada. 

AUTORA - Foi mal. É q eu tenho gastriti cerebral no pulmão )



Estávamos andando na praça sem dar um "piu". Ele com os braços atrás da cabeça e eu de cabeça baixa. Percebi q ele me olhava de mais, mas prefiri não falar nada, apenas corei um pouco e abaixei mais minha cabeça oq me fez olhar somente pros meus pés. 

Quando olhei pra frente tinha uma bicicleta na minha frente e ia bater em mim, não dava mais tempo pra desviar... 

Eu sinti alguém me puxando pro lado, quando olhei era ( obviamente ) o Nathaniel

- vc ficou louca. Quase q ele te acerta!!! 

- Foi mal. Mas a culpa foi sua por estar olhando demais - falei baixinho só para ele ouvir. Se bem q não tinha muita necessidade até pq não tinha ninguém olhando e o cara da bicicleta não tava nem ai  e já tinha ido embora (Corno lazarento)

- que que tem, não posso olhar essa grande beleza - quando ele falou isso eu estava de cabeça baixa, corei na hora e levantei a cabeça surpresa. Mas quando vi a direção em q ele olhava eu descobri q ele estava se olhando no espelho de uma vitrine 

- idiota! - disse furiosa 

Ele começou a rir igual a uma iena. Uma iena linda. Não pera! 

- pra sua sorte q não tem muita gente na praça a essa hora - e ainda bem q não tenho, até porque eu não gosto de lugares com muita gente 

- uè? Se não tem muita gente a essa hora, então porque vc sugeriu esse lugar? - ele falou curioso 

- não tem muita gente mas tem o suficiente pra gente fazer o nosso trabalho

- se vc diz - ele deu de ombros e voltou a andar - você lembra quantas pessoas temos q "intrevistar"? 

- eu acho q umas três - disse pensativa 

- Então ta. Vamos fazer o seguinte: eu fasso as perguntas e você copia elas no caderno. só pra não ficar dizendo q eu não fiz nada 

- está bem. Mas agora que eu fui perceber que você não trouxe o material de novo 

- desnecessário 

Vou nem discutir q é pra não causar encrenca com esse peste lindo ( eu disse lindo? Eu quis dizer... chato! Isso, chato muito chato e... maravilhoso... não! Pera! Eu não disse maravilhoso! Eu disse insuportável! Isso, isso. Insuportavelmente lindo... AAAAHHHHHH!!!! Esquece, melhor eu não piorar as coisas )


Nós "intrevistamos" as pessoas de boa sem nenhum problema 



Depois que terminamos......  



- Então... - ele começou a falar meio envergonhado - quer que te leve em casa? 

NÃO!!!!! 

- Pode ser - saio automático, ai meu Deus, eu tô totalmente ferrada, e muito vermelha!!! 

Passamos o caminho todo em silêncio, nenhum de nós tinha coragem de falar e muito menos de olhar um pra cara do outro. Isso é muito estranho de parte dele até porque ele sempre foi o "bomzao" e sempre tinha resposta pra tudo (não que eu ficasse observando e nem nada sabe )



Chegando em casa 



- bom... obrigada por me acompanhar 

Quando eu ia virar as costas...

 A doida da minha tia apareceu 

- Rebeka! minha linda!! - ela correu na minha direção e me abraçou - o minha linda, eu vim te trazer uma comidinha já q eu soube que seus pais não estarão em casa e... 

- é... tia... 

- o que foi? - ela olhou pra traz - aaaa... vc trouxe seu namorado! 

- q-que? Não! E-e- ela não me deixou terminar 

- não se preucupe, eu vou deixar vc é seu namorado em paz. Aqui pra vocês - ela me deu uma sacola com um pote dentro e foi embora correndo igual uma doida ( porque será ) me deixando com cara de paisagem e o Nathaniel morrendo de rir . 






Notas Finais


O motivo da minha demora está nas notas "leia agora"!!! Kkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...