História Mais do que apenas aluno e professora - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aluno, Drama, Professora, Romance, Superação, Tragedia
Visualizações 22
Palavras 2.616
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 7 - Comversa


  

Conversa

Capitulo 7

 

                Uma semana depois Kei esta no Cofffee House trabalhando, ele esta atendendo os clientes e entregando os seus pedidos como o de costume e Tereza o ob7servando ele em quanto trabalha. Ela percebe que ele esta diferente do que o normal já faz algum tempo, mais sorridente, demonstrando mais as suas emoções.

“Uhmm... Kei esta diferente, ele parece mais humano. O que aconteceu com ele para ele esta sorrindo? Não sei por que mais eu desconfio da professora dele, ele vem falado dela ultimamente e não é normal ele mostrar afeição deste jeito a alguém.”

                Depois de algum tempo quando o Café já esta com poucos clientes Tereza se aproxima de Kei para tentar perguntar o que aconteceu com ele.

-Kei, você parece feliz estes últimos dias não?

-!? Bom não posso negar que eu estou um pouco feliz.

-Então? Vai contar tudo o que aconteceu para sua irmãzona?

-...Não é algo que você precise saber.

                Tereza fica um pouco irritada.

-Ah, então é assim? Então que tal eu mudar a pergunta. O que a aquela sua professora como era o nome... Yu-Yumu!?

-Yumi.

-Sim! Isso, o que ela fez com você para que ficasse tão feliz?

                Kei fica um pouco apreensivo e começa há ficar um pouco vermelho.

-N-nada, porque você acharia que ela fez algo com migo?

“Parece que eu acertei em cheio.”

-É que você só fala dela ultimamente e eu tenho quase certeza que ela já venho te buscar no trabalho um ou duas vezes.

                Kei se assusta quando um cliente entra e o sino da porta toca, ele rapidamente vai atender o cliente para fugir desta conversa.

“Droga! Ele fugiu... tenho certeza que ela tem haver com isso!”

                Depois de algumas horas quase noite o trabalho de Kei acabou, ele atende o ultimo cliente e vai se arrumar para tirar o uniforme de seu trabalho. Ele tenta encontrar Tereza para falar que seu trabalho acabou, mas não à acha.

“Onde ela esta? Eu tenho que avisar ela que eu já terminei o trabalho, Yumi já chegou aqui para me buscar. (suspira) Eu já falei para ela que não precisa me buscar, mas como o trabalho dela acaba pouco antes do meu ela insiste.”

                Kei se troca depois de alguns minutos e vai em direção da porta, ela a abre e quando ele percebe se esbara com outra pessoa do lado de fora, ele percebe que a pessoa quem se esbarrou era a Tereza.

-Me desculpe eu não vi voc... Tereza? Onde você estava eu queria te avisar ante de sair que meu trabalho já acabou.

-Ah, eu sei, eu queria bater um papinho com essa garota aqui.

                Kei olha para a mulher ao lado de Tereza e percebe que é Yumi.

-!? Yumi? Porque esta com a Tereza?

-Harara, parece que ela quer conversar alguma coisa com migo.

                Kei olha com um olhar sério para Tereza.

-O que você quer com ela?

-(assobio) Nossa eu nunca achei que veria você tão irritado por eu querer conversar com ela. Bom, que seja, vamos conversar nós três, o café já fechou e eu quero perguntar algumas coisas para vocês dois.

 

                Os três foram para uma mesa de quatro pessoas, Kei e Yumi se sentaram um do lado do outro e Tereza se sentou na frente deles, Tereza encarava Yumi, Kei encarava Tereza e Yumi ficava desviando o olhar de Tereza. Yumi percebeu que tinha algo estranho já que ninguém falava nada e Kei estava sério. Os três ficaram em silencio por alguns minutos quando Yumi perturba o silencio, ela fala um pouco nervosa pelo clima tenso que tinha no ar.

-A-ah, o que você queria conversar com agente Tereza?

-Eu só queria saber uma coisa.

                Kei um pouco irritado fala:

-Então pergunte de uma vez!

-Eu vou ser direta. Qual a relação de vocês dois?

                Yumi começa a ficar nervosa, mas Kei responde.

-Ela é minha professora e eu sou o seu aluno.

-Uhmm, eu não acho que é só isso.

                Yumi já muito nervosa fala.

-haha, mais é claro que é só isso.

-Então é normal uma professora vir buscar seu aluno em seu trabalho?

-I-isso é...

-Ela vem me buscar porque ela quer, o trabalho dela acaba um pouco antes do meu, eu já falei que não precisava, mas ela insiste.

                Yumi olha para Kei e diz:

-Mais é claro! É perigoso andar por ai sozinho e é quase caminho para minha casa, eu só tenho que desviar um pouco.

-Isso é verdade, mas não a necessidade de fazer isso por mim.

-eu vou fazer e vou continuar fazendo!

                Tereza olha os dois falando e ela começa a rir. Kei e Yumi olham para ela rindo e Kei pergunta.

-Porque você esta rindo em uma conversa seria?

-hahaha, Desculpa, mas parece ate que vocês dois são um casal conversando assim!

                Yumi e Kei desviam o olhar e os dois ficam um pouco vermelhos, Tereza percebe a reação dos dois, ela fica um pouco espantada por achar que ela acabou de dizer estava certo, mas ela se nega.

“Não me diga que eu acertei... não, não, eu não acertei, eles não tem uma relação assim...né?”

-A-ah, eu acertei? Vocês estão realmente... Namorando?

                Kei olha para Yumi que estava muito vermelha e nervosa, então ele decide falar.

“Se eu não falar ela vai falar coisas que só vai deixar a Tereza ainda mais desconfiada de nós dois.”

-Não é isso agente é apenar ami...

-ami?

“Droga! Eu não consigo dizer para ela que eu sou apenas um amigo, Por quê?”

-O que você ia dizer Kei?

-Agente é apenas ami...

“Não vai, simplesmente não vai, Por quê? Por quê?”

-Amigos? É isso que você ia dizer.

                Kei olha para Yumi e vê ela muito nervosa para falar qualquer coisa, Kei então olha para a mesa ao invés da Tereza. Ele começa a se lembrar de tudo o que ele sente por ela e todas as vezes que ele almoçou no terraço da escola com Yumi.

“Mais é claro que eu sei. Eu não quero que as pessoas pensem que nós dois somos apenas amigos, eu a amo e eu quero que todos saibam que eu a amo. É doloroso falar que nos somos apenas amigos.”

                Depois de um tempo Tereza já impaciente pela resposta, mas antes que ela falasse alguma coisa Yumi intervém e fala antes.

-O que o kei ia falar é que nós dois somos amigos! Apenas isso!

-Então porque tanta demora ao falar apenas isso?

“Ah, isso doeu mais do que o esperado, ela falo que nós somos apenas amigos...”

                Tereza olha para Kei e vê ele ainda olhando para a mesa, em quanto ele olhava para a mesa, começa a cair lagrimas de seu olho.

“Sim os outros vão pensar que nós somos apenas amigos...”

                Tereza preocupada ao o ver chorando pergunta desesperada.

 -Kei? O que aconteceu? Porque você esta chorando?

                Yumi rapidamente olha para Kei e vê ele chorando então ela fala:

-Kei? O que aconteceu?

                Kei levanta ate o seu rosto para conferir se eles esta mesmo chorando. Quando sua mão toca em baixo de seu olho ele sente as suas lagrimas.

-Eu estou chorando?

                Tereza pergunta para Kei.

-Porque você esta chorando Kei? Alguma coisa aconteceu?

-Por que... eu não posso dizer o porque...

“Eu na posso falar que eu estou chorando porque Yumi falou que nós somos apenas amigos para que ela não descobrisse o nosso relacionamento.”

                Yumi pega na mão de Kei e com a outra mão vira o rosto dela para a direção de Yumi.

-Porque você esta chorando Kei?

                Kei olhos para Yumi. Ele olha seus cabelos longos e sedosos, o seu olhos que faziam ele relaxar, a sua boca com batom muito macia que ele tanto adorava beijar, ate mesmo o seu formato de seu nariz, tudo que formava seu belo rosto. Kei ficou olhando ela durante alguns segundos.

                Nesta hora Kei começou a chorar muito mais e ele abraçou Yumi. Sem entender nada Yumi ficou corada e envergonhada. Tereza surpresa pela reação de Kei, mas ela só observava. Yumi sem saber o motivo do abraço não pensou duas vezes em abraça-lo de volta. Kei sentiu as mãos de Yumi em suas costas, então ele disse bem alto.

-Eu não gosto disso!

                Yumi sem entender responde:

-Não gosta do que?

-Eu te amo Yumi e eu não quero que os outro pensem em nós apenas como amigos, eu nem consigo dizer que nós domos amigos! Eu sei que isso é apenas eu sendo criança, mas eu não gosto disso, eu não gosto da ideia de falar para os outros que a mulher que eu amo somos apenas amigos!

                Yumi não esperava isso vindo dele já que ele sempre é serio e não mostra muitas emoções.  Yumi fica emocionada pelas palavras e o motivo dele estar chorando, ela também começa a chorar e fala.

-Eu sei! Eu não quero que os outros saibam que nós somos apenas amigos, mas se não falarmos isso nós não vamos conseguir continuar juntos. Eu tive que juntar muitas forças para dizer isso e mesmo assim eu não gostei nada de falar isso. Eu quero falar para todos que saibam que eu te amo e estamos juntos, mas não podemos ate que você termine a escola.

                Tereza ficou muito surpresa pelas palavras que os dois acabaram de dizer, ela não sabia o que falar em um momento como este e então decidiu ficar calada ate que os dois acabem e se acalmassem. Levou algum tempo antes que eles se acalmarem. Eles se distanciaram um pouco e encostaram as suas testas uma na outra.

-Desculpe Yumi por falar isso e eu achava que eu era o adulto da relação, mas agi assim.

-O que? É claro que eu sou a adulta da relação!

-Eu sei, eu não tenho duvida quanto a isso agora. Me desculpa, isso não vai acontecer de novo, a próxima vez pelo nosso bem eu vou falar que nós somos amigos.

-Eu sei que é difícil, mas quando esse período de esconder nossa relação chegar ao fim tenho certeza que agente vai ser muito mais feliz.

                Os dois se olharam e se beijaram, mas eles se esqueceram de que não estavam sozinhos, Tereza estava observando eles a todo o momento.

-Que emocionante! Ate um beijo no final.

                Os dois olharam para Tereza e depois ficaram muito envergonhados pelo o que eles acabaram de fazer na frente dela. Yumi tenta falar algo, mas ela não consegue falar nada.

-A...ah...

-Esta tudo bem, eu não vou falar para vocês se separarem ou que eu não aprove essa relação. Eu vejo que Kei esta feliz e que ele realmente te ama e você o ama isso é o suficiente para mim.

                Os dois não a respondem, tudo o que eles fazem é ficar desviando o olhar por conta da vergonha.

-Mas vocês tem que tomar cuidado, se alguém descobrir e levarem isso ao diretor, você Yumi iria perder sua licença de professora e poderia ir ate presa, e Kei pode ser expulso da escola e vai ser mais difícil ele sair da casa do seu pai. Então se vocês quiserem continuar com sua relação vocês tem ficar juntos apenas em particular e ficar muito separado em quanto em publico.

                Os dois ainda envergonhados, mas Kei responde.

-Agente vai tomar cuidado.

-(suspira) Não é apenas tomar cuidado... Vocês conversam na escola?

                Yumi responde Tereza com certa alegria em suas palavras

-Sim! Todos os dias na escola eu almoço com o kei no terraço da escola.

                Ela levanta da cadeira e fala4:

-Todos os dias?

-S-sim...

                Ela senta de volta na cadeira e continua falando.

-(suspira) Então pare imediatamente, se continuar assim vocês sem duvidas vão ser pegos uma hora, é melhor vocês se encontrarem apenas em articular ate o Kei terminar o terceiro ano.

-O que? Mas isso é ruim, eu não quero que agente se distancie mais! E eu tenho certeza que o Kei também não quer, não é kei?

Kei esta olhando para a mesa com uma expressão seria.

 -Vamos parar de nos ver na escola...

-O-o que? Você realmente quer me ver menos?

--Não! É claro que não. Mas isso vai ser necessário se nós quisermos continuar com a nossa relação.

-Mas isso...

                Tereza fala para convencer Yumi da ideia.

-Se vocês dois continuarem a se encontrarem na escola assim, já já vai começar boatos sobre vocês dois e isso vai se tornar um problema muito maior.

-Eu não quero te causar problemas Yumi, e eu também não quero me distanciar de você, mas não é como se nós nunca mais fossemos nos ver, ainda podemos nos ver depois do meu trabalho, eu posso  cozinhar para você a qualquer hora e também pode me mandar mensagens a qualquer hora que eu vou te responder no mesmo momento.           

-Eu sei, mas...

- Então que tal isso?

                Kei se levanta e tira sua bolça uma caixa pequena retangular.

-E-eu queria te dar isso em breve com uma ocasião especial, mas eu vou te dar agora.

-O que é isso?

                Ele abre e dentro da caixa retangular tinha dois colares de meio coração.

-Vire de costas para eu colocar em você.

                Yumi vira de costas e levanta seu cabelo para não atrapalhar. Kei em quanto colocar o colar nela ele fala.

-Se você sentir falta de mim ou se sentir solitária pense nisso como um amuleto para te fazer companhia.

                Ele termina de colocar e antes que Yumi vire para ele, Kei diz:

-se juntar as duas metades do coração forma um coração inteiro.

                Quando Yumi se vira, ele a vê chorando.

-!? Porque esta chorando? Não gostou do presente?

                Ela fala em quanto enxuga as suas lagrimas.

-Não! Eu estou muito feliz! Este é o primeiro presente que eu ganhei de você, então eu estou muito feliz!

                Kei fica um pouco vermelho e envergonha, mas com um sorriso no rosto.

-(tose, tose) Kei, ate quando pretende me deixa de vela aqui?

                Os dois olham para Tereza surpreso.

-É claro, me esqueceram de novo igual antes. Se eu não parece vocês provavelmente já estariam se beijando na minha frente de novo.

                Yumi fica muito vermelha e envergonhada, então se vira de costas para Tereza. Kei fica um pouco envergonhado, mas não tanto quanto Yumi.

-Desculpa, eu te esqueci completamente de você.

-(suspira) Bom, foi muito emocionante, agora os dois pombinhos vão embora e aproveitem o seu tempo juntos já que não vão ter muito a partir de amanha.

                Yumi que estava de costas para Tereza diz:

-S-sim, eu acho melhor nós irmos agora Kei.

-Tudo bem, então vamos.

                Yumi diz envergonhada:

-A-ate Tereza.

-Ate.

                Os dois vão andando ate a porta, Yumi vai mais rápido pelo fato dela estar muito envergonhada, ela abre a porta e sai do café. Antes que kei saísse ele fala:

-Obrigado Tereza.

-Não foi nada.

-Boa noite.

-Kei, você mudou, parece mais feliz.

                Kei fica surpreso pelas palavras, mas ao mesmo tempo feliz por elas. Ele olha para a rua e diz com um sorriso no rosto:

-Sim, é por causa dela.

                Ele sai e a porta se fecha e ecoa o som do sino da porta pelo café onde só estava Tereza.

-Eu estou feliz por você, espero que se recupere completamente Kei , eu sei que ela vai te ajudar muito nisso.

                Ela levanta e recebe uma mensagem, ele pega seu celular no bolso e vê a mensagem.

-é da Yumi? Verdade eu dei o meu numero quando ela venho aqui da ultima vez. O que ela quer?

                Ela lê a mensagem e da um sorriso.

-Idiota, dizer obrigada depois que foi embora, devia dizer em quanto estava aqui.


Notas Finais


Obrigado por lerem, se tiverem criticas deixem nos comentários. Ate o proximo capitulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...