História Mais especiais do que parecem - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Histórias Originais
Visualizações 1
Palavras 397
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Luta, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - 1- Prologo


eu não aguento mais todo dia essas drogas de vizinhos fazem festas como eles aguentam tanta festa esses caras devem ta com tanto álcool no sangue que ate um ventilador gira menos que eles serio eu não vejo ninguém saindo daquela casa a dias ta fedendo la dentro e eu espero que não seja um cadáver.Porque eu tenho que trabalhar tão cedo bem ta na hora de parar de reclamar e levantar ate porque eu não tenho muito tempo

Duas horas depois

-PARA DE FAZER CORPO MOLE E VAI TRABALHAR DOUG

não e como se fosse fácil trabalhar em um escritório sem ar condicionado num calor de trinta e cinco graus escrevendo na porra de um pc com windows xp mas meu chefe não liga de atualizar o equipamento de seus funcionários.Eu queria sair desse trabalho mais meio que eu to em um beco sem saída porque nessa cidade não tem a porra de um trabalho que tem a ver com faculdade de direito eu deveria ter pensado em uma faculdade melhor agora to aqui e provavelmente vou morrer nesse emprego sem rumo

8 Horas Depois

Finalmente hora de ir para casa a melhor hora do meu dia tirando as horas de play 4 que eu tive que trabalha 4 anos para comprar e eu sei muita coincidência ou só meu salário que é uma merda enfim é hora de ir para casa

uma caminhada para casa depois

a finalmente o não vejo a hora de entrar no meu apartamento falo isso já virando a chave e quando eu finalmente quando eu abro a porta tem duas crianças quando elas me vem tentam pular a janela mas sem sucesso as crianças eram um menino e uma menina a menina que era a mais velha me explicou que eles eram 2 órfãos que viviam na rua e quando ela viu uma janela ela pensou em roubar alguma comida por que eles estavam com muita fome mas a o sofá e a cama eram tão quentinhos e eles sempre dormiam no chão frio do chão sujo da rua ela implorou por perdão e também jurou ir embora e nunca mais voltar se eu deixasse eles irem embora eu e Óbvio fiquei comovido com aquilo e ofereci minha casa para que eles ficassem por um tempo e depois eu os levaria a um orfanato então eles teriam abrigo e comida 


Notas Finais


Relaxa o próximo capítulo vem logo e se vocês quiserem favoritem e comentem isso me insentiva a continuar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...