História Mais frio que o gelo - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lgbt, Romance, Shounen Ai
Visualizações 7
Palavras 2.028
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Bishounen, Drama (Tragédia), FemmeSlash, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura, Pessoinhas

Capítulo 9 - Primeiro me diga Porque


Fanfic / Fanfiction Mais frio que o gelo - Capítulo 9 - Primeiro me diga Porque

(no caminho de casa, Rodrigo para no meio da ponte, ela não é tão alta, mas o rio é bem fundo)
-olha, Ti!!! Vamos nadar?
- você não sabe nadar...
- verdade, mas os peixes sabem, olha lá!- ele ri e aponta para os peixinhos nadando no rio
- é... -sorrio
~ às vezes ele parece uma criança...
(Rodrigo se encosta no parapeito da ponte e fica olhando pra baixo)
- o que foi?
- é que... Os peixes não são muito diferentes da gente...
- Ah? Como assim?
- imagina... Os peixes somos nós... E a água é a vida... Precisamos saber nadar para viver... Desde pequenos temos que aprender a nadar... Somos criados para o mundo, ou seja para o oceano... Mas já que eu não sei nadar... Eu me afogo... Como sempre...
- Que paranóias são essas, menino?!- rio do que disse
(Ele olha pra mim com uma expressão triste)
~ Rodrigo ficou assim de repente... O que aconteceu?!?
-ah... Não fica assim... - me aproximo mais -  eu vou te ensinar a nadar, tá bom? -sorrio
- você vai estar sempre do meu lado?
- é lógico! Você é o... Único amigo que tenho... Se eu sair do seu lado não terei ninguém... - olho pra baixo
- obrigado- ele sorri
~ por que isso de repente?!
- vamos! - puxo seu braço-Para de olhar os peixes!
- tá com ciúme dos peixes comigo? - ele ri enquanto puxo o mesmo
(Solto-o rapidamente)
- eu não tenho isso aí que você disse!- ando na frente
(Apenas ouço a risada dele atrás de mim)
~eu não tenho ciúmes!!! Affs!
(Caminhamos mais um pouco e chegamos)
- Eu vou entrar na sua casa pela primeira vez!- ele sorri animado
- pra que tanta animação, My God...?!
- é que... Eu só tô pensando em como será lá com você... Eu gosto muito de passar o tempo com você... Você é legal... E eu me sinto bem perto de você... Então eu fico animado toda vez que posso ficar com você... E já que eu vou dormir aqui, estou "de veras" animado!
- a...ah... Que bom... -sorrio envergonhado- v...vamos entrar logo!
~ quantos "você" em uma frase só...
(Passamos pelo quintal, entramos dentro da casa e subimos até meu quarto)
- você vai querer pegar suas roupas em casa?
(Ele está distraído olhando pela janela)
- Rodrigo?- digo um pouco mais alto
- ah?
- Vai pegar suas roupas em casa?
- ah, claro - continua olhando pra fora
- o que tá olhando? - me aproximo da janela e olho lá pra baixo- tá olhando pra piscina?!
- Ah... É...que... Você disse que ia me ensinar...
- Sério isso?! Você... -suspiro
- A gente pode ir agora?
- Agora? agorinha?!
- é! Vamos! - ele desce correndo
- ESPERA! - corro atrás dele

~ CRIANÇA!!!!

(O mais alto fica na beira da piscina observando a água)

-Ro...

(Ele se joga na água)

- FI DA ÉGUA! VOCÊ NÃO SABE NADAR!- me jogo na água pra salva-lo

(Chego perto do mesmo que não parecia estar em perigo)

- Ti, aqui é raso... - ele ri da minha cara
- ah.... - fico envergonhado com a situação e coloco as mãos no rosto
- vai me ensinar agora?
- vou, idiota... Mas você me assustou... Fiquei preocupado...
- você se preocupou? Que fofo!!- implicando
- cala a boca!

(Tentando ensina-lo)

-ASSIM NÃO! ASSIM VOCÊ SE AFOGA, RODRIGO!!! - suspiro- você não quer aprender nada, né?!
- não... Só queria ver sua blusa ficar transparente na água e ver sua barriguinha- ele ri
- QUÊ?!?!
~ RODRIGO FICOU LOUCO DE VEZ?!
- tô brincando, calma!!! Eu quero aprender... Mas é difícil... - ele faz um biquinho fofo
~ parece um cachorrinho...!!!!! Droga... Eu também... Não tenho tanta paciência...ok...
- a gente tenta mais amanhã... Pode ser?
- e se amanhã estiver chovendo???
- a gente nada na chuva!
- Ta!
(Uma gota de água cai em meu nariz)
- ué? - olho pra cima
(Começa a serenar e as gotinhas de água vão caindo na piscina)
- Sangue de Jesus tem poder! Melhor você ficar quieto de agora em diante! - olho pra ele (o mesmo apenas ri) - vamos sair daqui!
(Entramos e começa a chover mais forte)
(Dou uma toalha limpa pra ele)
(Rodrigo se seca e eu fico alí com frio olhando para o mesmo)
- não vai se secar não?!
- vou... Mas eu não alcanço as outras toalhas... - olho pra parte de cima do guarda roupas...- é bem alto...
- tadinho... " Smurf"...- ri zoando minha altura
(Dou lingua, Cruzo os braços e me viro de costas pra ele)
- não faz isso! - joga a toalha na minha cabeça e me vira pra ele- acho que também não alcanço alí...
( O mais alto diz secando meus cabelos... Coisa que eu mesmo posso fazer!!! Olho para os seus olhos e o mesmo olha para os meus...)
~ Contato visual!! Não!
(Olho pra baixo e puxo a toalha tirando a mão dele e indo pro banheiro)
- vou trocar essas roupas! - fecho a porta
(Depois de ter trocado de roupas saio e o vejo tremendo de frio, suas roupas ainda estão molhadas)
- ah!- abro meu guarda roupas- deixa eu ver se tem algo que sirva em você, Minha tia compra umas roupas grandes de mais pra mim e então, Eu apenas guardo - digo mexendo nas roupas
( Pego umas roupas e jogo nele)
- veste isso!
- ok - Rodrigo levanta parte da blusa na intenção de tirá-la
- NÃO AQUI! - empurro ele pro banheiro
- Tá, calma- ele ri e entra
~ Maluco!!!!! Aaaafffff!!!!! Ele tá realmente me estressando e me constrangendo!!! Se eu pudesse... Mandava ele ir pra casa dele agora... Porém... (Olho pela janela) tá chovendo tanto... Que seria maldade mandá-lo assim... Devia estar fazendo sol! SOOOOOL!
(Dá uma trovoada)
(Me sento na cama e logo Rodrigo sai do banheiro, mas fica parado na porta)
- o que foi?
- E... Eu.... Eu tenho um certo medo de... Trovoadas...
- Que? Sério? Você?!
( Ressoa um barulho de trovão e ele aperta os olhos e olha pra baixo, encolhendo seu corpo um pouco)
~ MEU DEUS! QUE FOFINHO! COMO ELE PODE SE PARECER TANTO COM UM CACHORRINHO!?!?!?
- Vem cá, senta aqui - bato a mão de leve no colchão para que ele se sente perto de mim e ele faz como o pedido

~ e agora? Se eu abraçar ele vai ser muito estranho?!? Mas... Tadinho.... Melhor...ah...eu não sei...

( Outro barulho de trovão ressoa no ar e Rodrigo rapidamente me abraça com medo, porém mais forte do que o normal)
- t... tá me... su...sufocando- ele me solta um pouco mas não deixa de me abraçar...
~ isso me deixa constrangido também!!! Ele é forte de mais... Agora imagino se fôssemos inimigos... Tadinho de mim...
- não me ache infantil, por favor... É que
- ei... Não precisa se explicar, todo mundo tem medo de algo! - acaricio seus cabelos...
~ são tão macios... E ele é tão quentinho... PETER! QUE MERDA É ESSA, CARA?
- acho que já passou! - digo me levantando rápido- quer comer algo?
- claro... Obrigado por me proteger, você é muito especial - ele sorri
- A...ah... - meu coração da uma palpitação...- tudo bem...- sorrio nervoso e mudo de assunto- vamos! Estou morrendo de fome!

.....

(Na cozinha)
- Nós vamos comer o quê?- Rodrigo indaga enquanto coloca o cotovelo no balcão e apoia o queixo na mão.
- O que você quer? - digo abrindo os armários.
- tem o quê?
- Salgadinhos... Batatinhas... Doces... E um monte de porcarias! - dito enquanto mexo nas coisas.
- Pode ser isso tudo aí- ele ri soltando o ar - quer ajuda pra levar?
(Digo que sim com a cabeça e aquele sujeito vem pra me ajudar a levar aquele um monte de besteiras)
- Acho que assim eu engordo- diz pegando um pouco das coisas das minhas mãos.
- Você é um poço sem fundo! Não engorda de jeito nenhum! - digo rindo.
(Levamos as coisas lá pra cima, assim que chegamos no quarto, eu ligo o video game, que se encontrava juntando poeira na estante)
- Vamos jogar? Você já quer perder pra mim?
- Ah, Como assim? Eu sei jogar!
- Saber não é ser bom!
- Eu sou bom nesses jogos...- digo baixo.
- Uh hum... Veremos! - o mais alto pega uma das manetes e se senta na cama.
(Ligo tudo, me sento no chão encostando na cama e começamos o jogo)
(Olho pra ele, que está perdendo e mesmo assim...)
~ ele parece tão confiante... Quero tirar esse sorrisinho de vitória do rosto dele!
- o que foi? Parece zangado... Ou só gosta de olhar pra mim mesmo? - ele ri.
- quê? - olho pra tela de novo - larga de ser tão idiota! Estou com raiva!
- Hum? Por qual motivo? - indaga.
- você está confiante de mais sem nem mesmo ter feito um ponto! Isso me irrita! - bufo
- Ah? Te irrita? Mas... Você está ganhando!
- eu sei... Mas você não tira esse sorriso de vitória do rosto!
- não é um sorriso de vitória... É que eu tô feliz de estar jogando com você... - agora ele sorri de canto sem mostrar os dentes.
- você me ama tanto assim?- digo brincando e rindo enquanto olho para o monitor.
- sim...
~ O QUÊ?!?!? COMO ASSIM?!?? "SIM"??? TIPO... "SIM"???!? COMO ASSIM?!
~Meu coração está batendo muito mais rápido... Parece que vai explodir!
- você é especial pra mim... É o único amigo verdadeiro que tive... Obrigado...
~ PETER! POR QUAL MOTIVO VOCÊ SE PREOCUPA COM TUDO QUE ELE FALA?!  VOCÊS SÃO A-M-I-G-O-S!
- Você também é o único amigo... Então eu que te agradeço- Sorrio
(Olho pra ele, o mesmo sorri de volta e eu me viro de volta com ... "Vergonha?!")
~ Devia ser normal... Devia ser Natural... Mas não é... É estranho ficar perto dele! Não é como se eu não gostasse... é como se... Tudo perdesse o sentido e só tivéssemos nós dois no mundo... Mas... NÃO DEVERIA SER ASSIM!!! Eu tenho algum problema! Não é possível!
- O que foi? Você está estranho...- Ele pausa o jogo e olha pra mim.
- Eu tô normal...- só olho para o jogo.
- Olha pra mim... Você ficou com raiva do que eu disse?
- não...
- você começou a agir estranho assim que eu disse isso...
(Olho pra ele)
- Não agi não!
- não? - ele diz sínico
- não! - me levanto - para de fazer perguntas! - jogo a manete na cama
- onde você vai?
- eu não te devo satisfação da minha vida, ok? - bufo e saio
-ok....
Peter off~
Rodrigo on:
~ Eu fiz algo errado? Por qual motivo ele está agindo assim comigo? Estou me sentindo culpado... Mas não sei o motivo!...foi... Porque eu disse que amava ele? Mas não foi mentira... Talvez ele tenha entendido errado... Ou talvez eu tenha entendido errado...
(Suspiro e me jogo na cama deitando)

Rodrigo off~
Peter on:

(Corro pra perto da piscina, pois já parou de chover)
~ ISSO NÃO DEVERIA ESTAR ACONTECENDO COMIGO!!!!
(Meus olhos enchem de água e as mesmas escorrem em meu rosto... Fazendo um rastro molhado até meu queixo)
(Me sento na beira da piscina, olhando para meu reflexo, enquanto as lágrimas caem na água e criam mini ondinhas... Como quando começou a chover)
- Ti?
- oi? - limpo as lágrimas rapidamente.
- Está chorando... Não fique assim - se aproxima- o que aconteceu?
- Como eu vou te dizer se nem eu sei, idiota!!!- grito com ele.
- Ti...
- E para de me chamar assim!
- ...- ele se levanta - tá bom... Se você não gosta... Não vou te chamar... - dá as costas
~ na verdade eu gosto... Mas... Porém... No entanto...todavia... Contudo... E-eu... O QUE EU FAÇO??????


Notas Finais


♡(˃͈ દ ˂͈ ༶ )


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...