1. Spirit Fanfics >
  2. Mais que amigo >
  3. Rolezinho parte final

História Mais que amigo - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem, perdoem os erros...

Capítulo 4 - Rolezinho parte final


Fanfic / Fanfiction Mais que amigo - Capítulo 4 - Rolezinho parte final

O filme já tinha chegado aos créditos finais, quando eles saíram da sala do cinema e voltaram pra praça de alimentação, tão animados quanto o momento em que chegaram.

Jungkook- Eu adorei aquela luta final! - Comentava exasperado -

S/n- realmente foi icônico - Disse rindo da excitação do amigo -

Jimin- Mal prestei atenção, fiquei focado em outro filme. - diz olhando Maria de cima a baixo -

S/n- É, eu percebi. Estava constrangedor ficar ali perto de vocês, então tive que subir mais duas fileiras pra conseguir ver o filme direito...

Jungkook- Se eu soubesse que vocês iriam ficar nessa pegação toda...

Tae- Dois encalhadões que deveriam estar juntos reclamando do romance alheio... - Diz ele, com sarcasmo na voz, planejando alfinetar o amigo. -

S/n- Falou o que estava quase comendo a Júlia. - diz ela segurando o riso -

Tae- Isso é um fato...

Jungkook- Muita pouca vergonha.

Maria- Não é não, jungkook fica quieto ai.

Jungkook- Eu estou com fome, vocês querem comer algo? - Muda, cansado da conversa banal. -

S/n- Não eu estou bem...só queria um pouco d'água. - Ela não se incomodara em pegar uma bebida para acompanhar sua pizza. Não esperava que chegasse a passar muita sede até o final do filme. -

Jimin- E eu quero um refrigerante. - A boca ficara seca devido a outras ocupações... 

Maria- Quero um sorvete.

Júlia- Não, não vou querer nada

Tae- Quero mais um hambúrguer do BK (burguer king)

Jungkook- Tudo bem, eu vou comprar minha pizza e ir me sentar na mesa de frente com a barranquinha de chocolate. Espero por vocês.

S/n- Eu vou com você!

Júlia- Também irei com vocês.

Enquanto eles se apressam em direção a branquinha de pizzas, os outros seguem em rotas opostas.

Enquanto todos se encontram na mesa e dão início a um novo debate entre eles, S/n saca o celular do bolso traseiro da calça para tirar uma foto de Jungkook comendo. Minutos depois, uma nova postagem é atualizada em seu feed exclusivo para melhores amigos, com a legenda "Alimente seus animais" posicionando-a próxima ao rosto do mesmo e marcando-o no storie.

Ele recebe a notificação e apenas ri da foto, voltando a comer.

*Uma hora mais tarde*

Jungkook- O papo foi bom, o rolezinho foi divertido, adorei o filme, porém preciso deixar essa senhorita em casa, e voltar para uma pilha de roupas para passar que ficou ao meu aguardo.

S/n- Recadata e do lar -ela ri de forma estérica-

Jungkook- Idiota - ele ri contagiado com a alegria da mesma -

Os dois se erguem dos assentos e se despedem dos amigos, saindo em direção a porta de saída da praça de alimentação. Eles cortam a caminhada ao perceberem que uma garoa de chuva está se iniciando..

Jungkook- Eu chamo um Uber pra gente, me dá um minuto - ele tateia os bolsos a procura de seu celular -

S/n- Jungkook, eu não me importo de voltar de busão de novo...

Jungkook- Você é doce, um açúcar se ir pra baixo da chuva morre...

S/n- A para com isso seu JungChato, a chuva sequer engrossou ainda!

*Naquele momento a chuva engrossa*

Jungkook- Opa... - Ele prende uma risada -

Algum tempo depois o motorista do veículo para na calçada próxima a saída. Os dois entram em passos rápidos e conversam sobre a noite que tiveram no caminho de volta a casa de S/n, dando algumas risadas pela estrada.

____________•••___________

Os dois já se encontravam na entrada da casa dela e ele percebeu que ela havia adormecido poucos minutos antes de chegarem a rota final.

Sorrindo bobo ele a chacoalha com calma.

S/n- Meu Deus, desculpa por isso...

Jungkook- Tranquilo acontece, mas bem, chegamos...

S/n- Obrigada por me acompanhar hoje na ida e na volta - Sorri para ele, agradecida -

Jungkook- Que nada, amanhã cedo passo aqui pra irmos juntos pra escola..

S/n- Tudo bem então, te vejo amanhã... A e obrigada mais uma vez.

Ela iria deixar um beijo em sua bochecha, quando ele gira o rosto ao mesmo tempo em sua direção, selando seus lábios propositalmente.

S/n- Jungkook!

Jungkook apenas ri da cara dela completamente realizado.

Jungkook- Eu não! Você veio vindo em minha direção. Eu ia virar apenas para me despedir... Bom, já foi não tem mais volta. -Ele ergue imperceptívelmente o canto superior da boca.-

S/n- Celinho entre amigos, relevamos isso -ela ri-

Jungkook- Claro até amanhã senhora de açúcar.

Ela revira os olhos e desce do carro correndo dos chuviscos entrando na casa como um relâmpago.

*S/n POV on*

Eu não esperava por aquilo, sequer cheguei, à um dia, imaginar que um beijo calhasse entre nós dois, não que o que ocorreu tenha sido algo extremo, mas eu nunca pensei em Jungkook daquela forma . Ignorei o acontecimento ao girar a tranca da porta e dar um sobressalto ao ouvir barulhos de vozes vindo da sala de estar.

Me apressei em atravessar o corredor, abrindo um enorme sorriso por constatar que meu pai havia voltado para casa antes do previsto

-Pai? - Chamo ansiosa -

P/sn- pequenina!

Ele me enlaça nos braços e me aperta com força, mas me solta rapidamente me pedindo com um sinal para que eu pudesse esperar um pouco, porque estava falando ao telefone com sua chefe, combinando os últimos detalhes da próxima viagem à trabalho.

Alguns minutos depois ele desligou o telefone e me abraçou novamente

P/sn- Pequenina onde você estava ?

- Eu saí com uns amigos, achei que só voltasse amanhã - Eu disse o apertando um pouco mais -

P/sn- Eu pude voltar antes. A obra foi finalizada mais rápido do que fora previsto pela equipe. Fizemos um bom trabalho.

- Que ótimo Pai!

P/sn- Pequena, eu queria te contar uma proposta de trabalho que eu recebi...

Ai meu Deus o que diabos aconteceu agora. Sempre que papai me contava coisas como essa, algo que eu não esperaria estava por vir. Já era previsto de qualquer maneira, minha vida estava seguindo de modo tranquilo demais.

- Diga-me...

P/sn- Eu fui chamado pra trabalhar em Busan e a obra vai demorar cerca de um ano, minha flor...Em seis meses, teremos de nos mudar, ficaria impossível deixa-la sozinha por tanto tempo, eu não poderia voltar com frequência para Seul averiguar como você tem estado.

- Quê? Mais e a minha escola meus amigos? Pai? Eu consigo ficar aqui sozinha!

P/sn- Não vou deixar você aqui, acabei de lhe explicar. - Meu pai explica com paciência. -

- Mas pai é meu último ano na escola com meus amigos...

P/Sn- Aproveite bem esses seis meses pequenina, eu lamento muito por isso mais eu preciso manter a casa afinal somos só eu e você agora, sua mãe não vai querer sua guarda e eu nem sou maluco de te entregar pra ela, você sofreria demais nas mãos daquela mulher...ela só me usou e não quero o mesmo para você! Peço que me perdoe pela decisão tão precoce e antecipada mais é necessário...

Eu abraço meu pai e ambos estamos com os olhos marejados, ele por falar da minha mãe e eu pelo fato de lembrar da pessoa má que ela foi. O fato de estarmos saindo da cidade em seis meses também não contribui.

- Você está com fome pai? -Pergunto ainda abraçada nele, tentando afastar a ansiedade que me perturba agora. -

P/sn- Faminto -diz ele sorrindo- Você poderia fazer aquele frango grelhado que eu adoro?

- Faço sim...

Saii do abraço dele e ele vai para o sofá da sala, enquanto vou em direção à cozinha.

No tempo em que eu preparo o jantar dele, algumas lágrimas rolam involuntariamente. Eu não queria sair da minha cidade, sair de perto dos meus amigos, eu não queria uma vida nova em seis meses eu não queria que nada mudasse..

- Tenho de me acalmar ou vou terminar isso aqui com queimaduras nas mãos. - Suspiro com frustração, limpando o rosto com a gola da camisa. -

Meia hora depois uma porção de frango grelhado com arroz está em um prato. Eu o entrego a ele, que agradece e da uma garfada.

P/sn- Não quero que fique chateada comigo pequenina...quero que entenda os motivos...

- Eu compreendi pai, não vou me chatear com o senhor, afinal eu não tenho escolhas, mas fico triste pelo fato de ter que sair daqui, de Seul, de perto dos meus amigos, ter que iniciar tudo de novo.

P/sn- Flor me desculpe por isso.. Sei que eles são importantes para você, tente aproveitar ao máximo hum?

- Claro, vou aproveitar muito esses seis meses...Preciso tomar um banho e ir me deitar amanhã acordarei cedo para a aula.

P/sn- Boa noite flor, obrigado pelo jantar rápido.

- Não à de quê.

Eu me levanto do sofá e subo as escadas, indo em direção ao meu quarto. Entro depressa e giro a tranca, vou em direção ao banheiro instalado dentro do quarto e tomo um banho quente, deixo mais algumas lágrimas rolarem outra vez. Eu sei que ele não tem culpa, afinal, é a empresa que manda sem dúvidas, mas eu não queria recomeçar em outra cidade...

Desligo o chuveiro escovo meus dentes e visto um moletom velho e cinza me deitando na cama. Abro as mensagens do grupo de amigos e mando a senguinte mensagem:

21:11 _" Aí cambada, eu tenho mais seis meses pra aproveitar com vocês, meu pai tem uma construção de um ano e eu vou ter que ir junto com ele"_

Olho as horas e são 21:12. Ajusto o despertador e coloco o celular no móvel ao lado da cabeceira da cama.

Fecho os meus olhos procurando pelo sono que me faça esquecer de todas essas repentinos que vieram sem eu ter escolha de poder ignora-los.

S/n POV off


Notas Finais


Como será que jungkook reagirá a isso ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...