História Mais que amigos e whisky - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Nymphadora Tonks, Remo Lupin
Visualizações 72
Palavras 993
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Sob efeito de Jack Daniels


Nymphadora estava sozinha a noite, por volta das 19:30, comendo uma grande fatia de pizza e bebendo Budweiser. Ela assistia seu filme predileto, Se beber não case, estava usando um shortinho curto moletom rosa, uma camisa do Rolling Stones e usava meias listradas preto e roxo.

Ela ria assistindo o filme quando ouviu a campainha tocar. A rosada foi atender a porta, era Remo.

- Eai, Aluado. - sorriu e beijou o rosto do amigo.

- Oi, Dora.

- Não sabia que ia aparecer hoje, achei que iria pra o centro da cidade com os meninos. - disse e os dois seguiram para o sofá - pizza? - ofereceu um pedaço ao jovem.

- Não, obrigado. Eu não quis ir ao centro, mas... - pegou sua mochila e de dentro tirou uma garrafa de Jack Daniels - trouxe isso pra nós.

- Aaah! - Dora exclamou batendo palminhas - perfeito!

- Eu sai da faculdade e decidi trazer essa belezinha pra curtirmos. - sorriu.

- E fez muito bem, Lupin.

Tonks se levantou e Remo não deixou de reparar no tamanho mínimo do short da garota, que marcava aquela bunda grande de Nymphadora.

Ela guardou a pizza na cozinha e retornou a sala, sentando-se ao lado do "amigo".

- Dora, antes de beber eu quero tomar um banho pra relaxar, ainda tem roupas minhas aqui? - perguntou se levantando.

- Claro, vou pegar pra você.


Já no banho Aluado ficou pensando no corpo da garota, por que ela tinha que ser tão tesão? Logo ele foi ficando excitado... Não podia demorar muito no banho, afinal ela queria beber e esperava por ele.

Assim que saiu de lá, rumou para o quarto dela, a mesma estava deitada na cama, fumando um cigarro de olhos fechados, Remo deitou-se ao seu lado e lhe beijou a bochecha, a fazendo sorrir.

- Bora beber? - o garoto perguntou.

- Com certeza.

Lupin pegou o cigarro da mão dela tragando em seguida e logo abriu a garrafa.

- Tem dois copos ali. - a rosada apontou para a bancada.

Ele serviu os dois e então começaram a beber.

Dora colocou músicas do Elvis Presley e os dois começaram a dançar e fumar.

- Você é tão lindo, Remo. - disse sorrindo.

- Você é muito mais, Nymphadora. É sexy também...

A garota corou as bochechas ao ouvir isso e apenas riu.

Muitas conversas aleatórias surgiram e eles foram bebendo e ficando loucos.

Em um determinado momento o rapaz, sentado na cama a puxou para seu colo, Remo não parava de pensar em tocar no corpo dela, Nympha, por mais que sentisse atração por ele,sentou-se em seu colo na inocência.

Eles dividiam um cigarro e conversavam quando ela começou a sentir algo duro de encontro com suas partes íntimas, afinal estava sentada de frente para ele com uma perna de cada lado.

Na hora ela ficou muito vermelha e abriu os olhos um pouco mais que o normal. Lupin sorriu e acariciou seu rosto. Ela apenas o olhou curiosa e sentiu a outra mão dele seguir lentamente até a parte interna de suas coxas.

- Aluado... - o coração dela disparou.

- Você me dá tanto tesão, Dora... - acariciou a garota. - Me deixa retribuir.

Ela mordeu o lábio e ele se aproximou a beijando.

Tonks envolveu seus braços no pescoço dele e ele pressionou o quadril contra o dela. Logo ela começou a ficar excitada.

Aos poucos Lupin a deitou na cama ficando entre suas pernas. Beijou o pescoço dela, retirou sua blusa e beijou os seios grandes dela.

- Remo... - ela gemeu baixinho e ele logo pôs a mão dentro do short dela, estimulando seu clitóris.

Ele realmente sabia fazê-la sentir prazer.

Aos poucos ele foi descendo os beijos e retirou o short dela por completo, sem pensar duas vezes ele enfiou a língua na bucetinha rosada da garota, que estava completamente molhada.

Nymphadora gemia e puxava os cabelos dele. Remo era bom no que fazia.

Quando ela estava quase gozando, Lupin tirou a roupa, os olhos de Nympha brilharam ao ver aquele pau grande e grosso.

- Venha aqui, Dora... - chamou segurando o pênis. Logo ela estava de joelhos chupando com todo o prazer.

Nymphadora chupava o pau dele como se fosse a coisa mais gostosa do mundo. E a carinha inocente dela, fazia Remo querer gozar, mas ele se controlou e depois a colocou de quatro, a deixando totalmente exposta.

Remo deu tapas na bunda dela e encaixou o pau na entrada da buceta de Nympha, mas não penetrou. Ficou esfregando a cabecinha na entrada fazendo a garota se empinar toda.

- Lupin, me come logo! - ordenou gemendo.

Ele mordeu os lábios e meteu de uma vez. Nympha gemeu alto. Ele metia nela com vontade, segurando em sua cintura e dando tapas na bunda e no quadril dela.

- Você é uma vadia, Nymphadora - ela gemia em resposta - minha vadiazinha gostosa. - Remo comia ela rápido e com força.

Ela rebolava e mordia os lábios vermelhos.

Depois de um tempo nessa posição. Dora deitou-se virada para cima e Remo se encaixou entre suas e tornou a meter com força.

- Isso, Lupin... Me come vai, me fode gostoso. - arranhava as costas dele e puxava seus cabelos.

- É, putinha? Gosta de sentir um pau grosso te comendo,né? - segurou as mãos dela acima da cabeça e a beijou. - Mas só eu posso te foder assim, só eu posso tocar nessa buceta, nesses peitos, nessa bunda... Apenas eu.

Ele lhe deu um beijo profundo com ar de apaixonado, ardente...

- Você é minha, Nymphadora. - a beijou de novo - só minha, ouviu?

- Sim, Remo... Eu sou sua.- beijava o moreno e fazia contrações com a vagina deixando Lupin louco de tesão, fazendo-o gemer.

Logo a garota gozou, depois de mais algumas estocadas Aluado gozou também sobre  os seios dela.

Deitou-se ao lado da rosada e a puxou para perto. Depois de fazer a respiração voltar ao normal, ele a beijou calmamente, tocando seu corpo onde havia despejado seu sêmen, a acariciando suavemente.

- Você é minha deusa, Nympha... E eu te amo. - beijou a bochecha dela.

- Eu também te amo, Aluado.

Se aconchegou sobre ele e por fim dormiram.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...