História Mais Que Simples Papeis - Jikook - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys, Bangtan Sonyeodan, Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Yaoi
Visualizações 12
Palavras 966
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


NEM OUSO COMENTAR SOBRE ESSE CAP HSHSHHUA

fiquem com essa pequena amostra de lemon.
Ps: eu nunca, em td minha vida fiz algo do tipo então se ficar ruim me perdoeeeem!

Até as nts finais bbs.

Capítulo 2 - Segunda-feira, árvores verdes e saudáveis


Eram lindas as folhas secas que caiam ao outono… Pena que eram as últimas que Park Jimin veria.

Estava decidido seus planos para aquela tarde e apenas decidiu botar em prática.

1 Acordar Jeon Jungkook

Nesse momento, tomavam café da manhã e trocavam sorrisos sinceros e apaixonados.

— Tenho planos para hoje. — Park quebra o silêncio.

— O que, mochi? — Jung era tão fofo quando o chamava assim… Fazia o ruivo arrepiar-se da ponta da espinha aos dedos dos pés.

— Não posso contar — Jimin diz rindo nasalmente — mas você vai gostar.

— Ah, mochi… Por favor!

— Não seja tão manhoso, baby. Confie em mim, ok?

— Podemos fazer algo antes?

— Hum? O que?

O mais novo morde seus finos lábios admirando o corpo recém-acordado de Jimin.

Jungkook o amava demais. O queria toda santa hora, em todo momento.

Jeon levanta de sua cadeira e caminha lentamente até o assento do mais novo, levando sua boca até o pescoço do mesmo, distribuindo leves mordidas por lá.

Park adorava quando o namorado fazia isso, o levava a loucura. Mas seus planos não eram esse para aquele dia.

— Ah, baby… Agora não, tudo bem? — Dizia com certa dificuldade.

— Hum? Park Jimin recusando sexo matinal? Aconteceu algo, mochi?

— Temos outras coisas para fazer, lembra? Vamos baby… Não faça isso comigo…

Kook apenas subiu seus selares lambuzados de pura paixão até chegarem na boca do baixinho que xingou baixo antes de entrelaçarem suas línguas num beijo lento e preguiçoso.

— Ah… Baby, por favor…

Jeon nesse momento já estava no colo de Park, rebolando contra sua intimidade.

Jimin agarrou a nunca do moreno, puxando seus cabelos para trás, enquanto arrastava sua boca para o peito do garoto ao seu colo.

As mãos do ruivo vão parar de imediato na bunda de Jeon levantando e tirando-o de seu colo.

— Jimin-ssi! — O mais novo reclama.

— Temos planos para hoje, baby. Vamos se trocar, ok?

O moreno nada responde, apenas bufa e vai para o quarto do casal.

— Kookie, não fique assim… — Park beija a clavícula do namorado e morde de leve no local.

— Ah… Jimin-ssi… — O Jeon joga a cabeça para trás ao sentir as mãos do menor em sua intimidade.

— Shh, vai acordar a vizinhança assim.

Eles tinham que sair, mas o que custava fazer um agrado ao namorado?

As pequenas e rechonchudas mãos do Jimin adentram nas calças de seu Baby, acariciando a intimidade ainda coberta pelo fino tecido da box.

Os gemidos do moreno tomavam conta do cômodo. Era tão aliviador sentir seu mochi com as mãos em si. Queria passar o dia todo ali.

Jimin vira o garoto bruscamente e o senta na cama, se ajoelhando com a cabeça entre as pernas de Jungkook.

— Ah, Jimin-ssi… Me chupa — O moreno dizia arrastado.

Jimin mordeu os lábios ao ver aquela cena; seu namorado implorando por ele era tão excitante!

A língua brincalhona de Jimin passava levemente pela calça, deixando um úmido rastro de saliva.

Os sons torturantes do Jeon calavam o silêncio do local. Aquilo era música para os ouvidos do ruivo, se sentia cada vez mais motivado a terminar seu trabalho com aquilo.

— Não faça barulho, sim?

— Ah, mochi… — A mão descontrolada de Jeon trazia a cabeça do namorado cada vez mais próxima de si.

Jimin abriu lentamente os botões da calça e a puxou juntamente com a box preta do mais novo — que na verdade era do Yoongi.

O membro rígido e rosado de Jeon bateu de leve no rosto de Park fazendo-o salivar. A glande inchada estava encharcada pelo pré-gozo e com movimentos leves e lentos, movimentou sua cabeça, saciando o namorado.

Park levou sua boca até a base e voltando até a cabecinha, distribuindo selares molhados por toda a extensão do pau do Jeon.

Continuou nesse ritmo até perceber que Jeongguk estava prestes a gozar. Sugou a ponta e colocou toda a enorme extensão do seu baby na boca, por fim, sentiu um líquido quente preencher sua garganta e um gemido arrastado vindo de Kookie.

— A-ah mochi… — Jungkook jogou sua cabeça para trás e mordeu seu lábio, apertou os lençóis e soltou a cabeça de Jimin.

Jimin pigarreou e sorriu para o namorado.

— Vamos agora?


[...]


— Onde estamos indo, mochi? — Jeon perguntava enquanto andava de mãos dadas ao ruivo.

— Você verá, Kookie.

Passaram por diversas pedras e árvores das mais variadas cores.

Nenhum dos dois aguentavam mais andar. Estava cansativo a pequena trajetória dos dois, e mesmo com uma manhã reluzente, a vontade de voltarem à cama e tirarem um longo cochilo aumentava a cada passo.

— Você disse que seria rápido, Chim!

E tinha dito sim. Quando saíram de casa Jimin disse apenas para calar a boca do namorado e evitar que dissesse mais algo sobre a tão esperada viagem.

Jimin ria desesperadamente, estava perdido com o namorado na floresta, tinha esperma na sua garganta até aquele momento e o sol do meio dia vinha junto com a fome de ambos.

— Foda-se! — O ruivo continuou rindo — Vamos fazer algo aqui mesmo!

Jeongguk estranhou de início. Estavam no meio do nada, o que raios iriam fazer?

— Hm? O que vamos fazer, mochi? Estamos no meio do nada… literalmente. 

O ruivo encostou de leve ao ombro do mais alto e saiu correndo por entre as árvores.

— Está com você! — dizia enfiado em lugares que Jungkook se quer imaginava.

Jeon entendeu de primeira; iriam brincar de pega-pega.

E correu atrás do Park. Uma, duas, três, várias vezes até cansarem.

Não faziam idéia do horário, apenas pararam por conta da fome.

— Jimin-ssi… Estou com fome…  — O mais novo dizia sentando-se entre as árvores

— Também estou… O que acha de comermos em uma lanchonete por perto?

— Sim! — Jeongguk pulou de imediato enquanto batia freneticamente suas enormes mãos em uma atitude um tanto quanto infantil.

Jimin riu com tal atitude, pegou a mão do namorado e levou-o para comer em algum lugar


Contagem de dias restantes: 6 dias.



Notas Finais


aWWW ELES SÃO TÃO FOFINHUS.
Sexualmente explícitos mas ainda sim fofos.

Vcs ja devem ter percebido q n, n e uma fanfic q o mocinho conhece a mocinha etc e tal, mas acho q vcs vai gostar sim.

FODA-SE O HORÁRIO DE POSTAGEM.

Eu não to conseguindo seguir o horário kkkkjk sorry, mas garanto q em algum horário da próxima sexta tem.
Ga-ran-to.

Pra quem não me acompanha, vou deixar o link da minha outra fic imagine Suga, dêem uma olhadinha lá 😁

Caderno de Esperancas:

https://www.spiritfanfiction.com/historia/caderno-de-esperancas-suga--yoongi-11715535

Espero de vdd q tenham gostado, não se esqueçam de comentar pra eu saber oq vcs estão achando! Isso me ajuda mt, sério.

Bejinhux e o prox cap 😋




VIEWS EM EPIPHANY


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...