1. Spirit Fanfics >
  2. Mais Que Uma Grifinória >
  3. Preciso Pensar

História Mais Que Uma Grifinória - Capítulo 49


Escrita por: Lorranedutra189

Notas do Autor


Erros corrijo depois 😘tô caindo de sono rsrsrsrs

Capítulo 49 - Preciso Pensar


Fanfic / Fanfiction Mais Que Uma Grifinória - Capítulo 49 - Preciso Pensar

Quebra de tempo

Harry foi encontrado próximo a um pequeno lago na floresta segundo Dumbledore.  Ele o levou para a sala hospitalar imediatamente enquanto Pomfrey cuidava dele. Hermione e eu passamos a noite na Ala ao lado de Harry e Ron. Ronald precisou enfachar a perta e Harry estava ainda desmaiado. Na manhã seguinte, Hermione chamou por Harry.

-Harry? Harry?

O menino abriu os olhos lentamente e olhou para Hermione

-Eu vi o meu pai!

Harry disse pra Hermione...me afastei da cama de Ron e fui até a cama de Harry

-O quê?

Hermione perguntou 

-Ele espantou os Dementadores na outra margem do lado. 

-Olha Harry... eles pagarão o Sirius...os Dementadores vão dar o beijo a qualquer instante.

-Então eles vão mata-lo?

Harry levantou da cama colocando seua óculos rapidamente 

-Não!...pior ainda! Muito pior!_ Hermione disse_ Os Dementadores vão sugar a alma dele.

Nesta mesma hora Dumbledore chegou abrindo a porta da Ala rapidamente. 

-Diretor...o senhor tem que impedir... pegarão o homem errado.

-É verdade senhor! Sirius é inocente!

Harry falou

-Foi o Perebas que fez isso!

Ron disse e nós o olhamos

-O Perebas?

Dumbledore perguntou surpreso 

-É o meu rato, senhor...ele não é bem um rato._ falou pensativo_ Bom, ele era um rato....era o rato do meu irmão Percy, mas depois ele ganhou uma coruja e me deu o rato...

-A questão é que sabemos a verdade!

Hermione voltou a olhar pra Dumbledore e ele a olhou

-Por favor, acredite em nós!

Hermione pediu

-Acredito senhorita Hermione...mais lamento dizer que a palavra de três bruxos  de treze anos  irá convencer bem poucos.

-Mais eu estava lá também senhor.

Falei e Dumbledore me olhou

-Eu sei senhorita...mais ainda sim, não é prova o suficiente para o Ministério. 

Respirei fundo e Dumbledore se aproximou de Ron

-A palavra de uma criança...embora honesta e verdadeira...tem pouco valor _ele ficou batendo na perna de Ron enquanto meu irmão gemia de dor _ Para aqueles que não sabem mais ouvir. 

"Coitado do Ron"

O sino tocou e Dumbledore olhou para a porta e andou pela sala

-Como é misterioso o tempo! Poderoso! e quando  interferimos: Perigoso! Sirius Black está na cela mais alta da torre oeste...conhece as leis senhorita Hermione.  Não podem ser vistos...

Dumbledore olhou de repente pra Hermione e segui a mesma direção 

...-E vocês vão conseguir, eu sei! Retornar antes da última badalada, se não as consequências serão terríveis,inimagináveis.  Se tudo der certo, mais de uma vida inocente poderá ser salva!... três voltas devem bastar, eu acho!

Dumbledore caminhou para fora da Ala e antes de fechar a porta ele disse:

-A propósito, Na dúvida acho que reconstruir os meus passos é uma boa maneira de começar.  Boa sorte!

E saiu da sala fechando a porta

-Mais que...maluquice foi essa que ele falou? 

Ron perguntou 

-Lamemto Rony, mas já que não pode andar..._ Hermione tirou o que eu sabia que ela escondia debaixo de sua blusa...era um Vira-tempo ela havia me contado sobre ele quando estávamos juntas estudando na biblioteca. Ela colocou no pescoço de Harry e me olhou_ Loren? Você vem?

-Melhor não...vão vocês...ficarei com o Ron. 

--Tem certeza?

-Sim, Hermione.  Não se preocupe. 

-Você está bem? 

Harry perguntou 

-Estou! Apenas preciso pensar. 

-Tudo bem...nos vemos daqui a pouco.

Hermione disse e eu assenti vendo Hermione rodar três vezes o Vira tempo. 

Enquanto ela e Harry resolveriam a missão...deixei Ron pensar que eles ainda estavam ali na sala já que ainda os  viamos  parados no centro da Ala como se nada tivesse acontecido.  Fui até a janela da Ala e fiquei olhando a vista pensando em tudo o que tinha acontecido até agora e principalmente torcedo para que Harry e Hermione conseguissem retornar à tempo. 

Eu pensava em muitas coisas, e o mais frequente era em Snape....aquela frase que ele disse sobre uma mulher quando ameaçou Black, não saia da minha cabeça 

"Você sabia que podia mata-la..."

-Ele sabia "que podia mata-la".._ pensei sobre isso...- Black sabia ...sobre a mãe do Harry...talvez? Mais porque Snape se referiu a mãe do Harry como se fosse alguém importante pra ele?..._ lembrei da memória que Snape me mostrou quando treinavamos... a memória da menina ruiva!...logo lembrei de uma foto que vi da mãe de Harry_ Era a mesma pessoa! A amiga de infância do Snape, é a mãe do Harry! É a Lilian Potter...claro! Ele disse: "Ela se foi pra sempre!"...Era dela que Snape falava. Por isso ele ficou com tanta raiva de Sirius ao pensar que fôra o próprio  quem entregou os pais de Harry à Voldemort. ...Lilian era importante pro Snape ...talvez...ainda é! Talvez, mais importante que eu. 


Respirei fundo e voltei a me sentar ao lado da cama de Ron tentando conter minha angústia...alguns longos minutos depois... Hermione e Harry entraram na Ala.

-Pessoal!

Me levantei sorrindo

-Como foram parar aí?_ Ron perguntou _ Eu estava falando com vocês aqui! E agora estão aí?

Eu ri 

-Do que ele está falando Harry?

Hermione perguntou divertida

-Sei lá!...quê isso..ninguém estaria em dois lugares ao mesmo tempo!

Harry falou e rimos da cara assustada de Ron.


Na manhã seguinte 

Harry me disse que foi falar com Remus e que o professor havia pedido demissão então corri para fora da escola atrás dele antes que ele fosse embora.

-Professor ? ...Lupin?.._ ele continuou andando_ Remus?

Chamei mais uma vez e finalmente ele parou e se virou pra me olhar

-Senhorita Du...

-É Loren! pra você senhor. 

-Ah sim...Loren...o que deseja?

-Me despedir...eu sinto muito por ter desconfiado de você...acho que Hogwarts não terá um professor de Defesas tão bom quanto o que o senhor foi...eu não queria que fosse embora. 

-Loren...está tudo bem! Foi maravilhoso o tempo que passei neste castelo...conheci tantas mentes brilhantes...me apaixonei ...mais não sumirei pra sempre e você poderá me escrever quando quiser...estarei no Largo Grimmauld número 12...é a casa de Sirius.

-Ok...sentirei sua falta senhor.

-E eu a sua Loren...mais ainda podemos continuar com nossa amizade...você é uma jovem bruxa, brilhante... eu disse à Snape que você era especial e estava certo...seja quem for aquele que seu coração escolheu...este homem tem sorte. Não desista de sua felicidade...me promete?

-Sim...nem o senhor...por favor!

-Ah não!...e continue tentando a praticar seu Patrono Corpóreo...você vai conseguir conjura-lo ...eu acredito no seu potencial. 

-Claro! ...obrigado Remus.

Sorrimos e abracei Lupin antes que ele se afastasse, me olhou uma última vez antes de partir pelo portão de ferro da escola. Um pouco mais afastado, ele se virou e acenou pra mim e eu o acenei de volta. 


Então ele se foi...mais não era para sempre...ainda nos veriamos em breve.

Fiz meu caminho de volta para o castelo e fui para as masmorras...nada que desabafar com um outro amigo.

[...]

-Professor Snape?

-Dutra?

-Posso entrar?

Snape havia atendido a porta e liberou minha passagem

-O que faz aqui?

-Eu estou um pouco chateada...Lupin acaba de deixar a escola.

-E eu com isso?

Olhei pra Snape desapontada 

-É claro que você não se importa! Não sei nem o porque estou aqui...achei que poderia desabafar com um amigo, mas vi que não.

-Não sou seu único amigo...ultimamente tem andado muito com Potter e sua turma de cabeças ocas.

-Por favor Severus....sem insultos.

-Você sabe o que eu digo Dutra...eu lhe dei um conselho que você ignorou...eu te alertei sobre suas companhias e você simplesmente continuou ao lado deles...você deixou os nossos treinos durante todo o ano e focou em seguir as loucuras de Potter pra livrar um assassino da prisão. 

-Sirius não é um assassino!...e isso foi provado...havia mais alguém naquela noite, professor...alguém que traiu sua querida amiga...Lilian!

Snape me olhou surpreso por eu ter descoberto quem realmente era sua amiga de infância 

-Está surpreso não é? 

-Como descobriu? ME DIZ! COMO DESCOBRIU?

Ele gritou comigo e lágrimas se formaram em meus olhos

-Não grite comigo, PROFESSOR!..o senhor mesmo sabe que eu poderia ligar os fatos...mesmo que nunca tenha dito quem realmente era sua amiga de infância...eu descobri com a simples frase que disse ao Black na casa dos gritos..." Você sabia que podia mata-la" você se referia a Lilian Potter, mãe do Harry e sua amiga de infância.  Ela foi importante é importante e sempre será importante pra você...até mais do que eu..._sorri com ironia_ não! Eu não sou  importante!..mesmo que eu quisesse ser pra você....o senhor ainda me vê como uma garota irritante! 

-Você não sabe o que está falando, Dutra. 

-Então me explique porque é indiferente sempre que tento me aproximar?... Sempre quando está chateado com alguma coisa, ou sempre que eu lhe pesso pra contar algo sobre  você que eu ainda não saíba.Me diz senhor? 

Ele apenas ficou olhando pro meu rosto 

-Ela significa mais pra você do que eu pensei...eu sinto muito ter entrado na sua vida e feito uma bagunça, senhor...mais se quiser...não precisa ser meu amigo...afinal já estou cheio de cabeças ocas a minha volta...cabeças essas que vale mais apena de estar perto do que com o senhor que é um gelo em pessoa...._ me virei para deixar a sala_

-Não dê as costas pra mim, DUTRA...eu ainda sou seu professor!

-Sim...meu professor....apenas!

Saí da sala batendo a porta e fui chorar do lado de fora do castelo, próximo ao lago negro. Encostei-me em uma árvore e fechei os olhos encostando minha cabeça no tronco. Tentei respirar fundo mantendo-me calma mais os ciúmes pareciam me consumir...só um idiota pra não perceber que Severus Snape era apixonado por Lily Potter ...e ainda é...basta olhar nos olhos dele. 

Ele nunca perceberia meus sentimentos... nunca  falaria de mim com aquele mesmo brilho no olhar quando falou sobre ela na sala de treino. Eu nunca teria esse nível de importância na vida dele, mas mesmo assim, eu estava apaixonada.

Peguei minha varinha de minhas vestes e a segurei fortemente em minha mão tentando me concentrar em uma memória feliz...ou melhor...na memória feliz. Quando me acalmei, girei meu pulso a cima de minha cabeça e pronunciei o feitiço 

-Expecto Patronum 

De repente uma forma corpórea de um animal saiu de minha varinha e fez meus olhos brilharem com sua luz...era este então, o meu mais esperado Patrono.?

-Então é  você!... de todos os animais que existem...você é meu Patrono!...o mesmo Patrono da pessoa que eu amo: O Patrono de Seveus Snape!


Pov Snape 


O jantar passou e nada de encontrar Loren em nenhum lugar...Fiquei preocupado e comecei a procura-la pelo castelo sem chamar atenção...saí mais cedo do salão e comecei minhas buscas...eu estava mal pelo que tinha acontecido e queria...sentia, a necessidade de ir atrás dela para me desculpar...eu queria dizer que Lily e Loren tinham significados diferentes em minha vida...a menina precisava entender tudo que me fazia sentir...todo amor que eu achava que tinha morrido com Lily estava ainda mais vivo em meu peito e era pra Ela..era dela...Lily foi o meu passado que nunca irei esquecer e ainda cumprirei minha promessa, mais Loren era o meu presente mais precioso...ela me devolveu a vida que à muito não tinha significado pra mim. 

Depois de procurar dentro do castelo, fui para a parte exterior e vi algo brilhante próximo à uma árvore perto do lago negro...ao me aproximar lentamente percebi ser um Patrono e parei em choque ao reconhece-lo...era idêntico ao meu e de Lily...era uma corça

"Então é você! _ Ouvi a voz de Loren_ De todos os animais que existem...você é meu Patrono! O mesmo Patrono da pessoa que eu amo: O Patrono de Severus Snape!"

Parecia que eu havia sido petrificado... meu coração batia a mil por hora em meu peito enquanto escutava tudo e observava Loren brincar com o Patrono de Corça ao seu lado. 

"Eu o amo...mesmo não podendo amar... maldita seja a puberdade na adolescência...fui me apaixonar justamente por uma pessoa que nunca irá me retribuir ...esse amor, nunca será recíproco "

Ouvi a garota dizer e me forcei a sair dali o mais rápido que consegui sem ao menos olhar pra trás, pois pensamentos perturbadores rondavam a minha cabeça.  


Próximo dia... volta pra casa...


"Depois que Harry ganha a vassoura Firebolt "


-Loren?_ Fred e George me abraçaram enquanto eu andava pensativa em direção as carruagens

-Oi meninos?

-Está tão pensativa...não vai se despedir de ninguém? 

-Faço isso no trem. 

Falei e continuei a andar para a direção das carruagens 

-Nem do seu querido professor?

George perguntou e eu revirei os olhos

-Não desta vez...vamos rápido se não perderemos as carruagens.

Falei e apressei os passos tendo os gênios atrás de mim. 



Continua...











Notas Finais


Não sei como ficou este capítulo...as idéias foram vindo e fui escrevendo...me digam por favor...se tem algo confuso que não entenderão...essas coisas....


Ps: Deixei que o Patrono de Loren fosse o mesmo que o do Snape porque o meu Patrono já foi uma corça...eu sei que o certo seria colocar o De Loren diferente e mudar o do Snape para o dela...mais como definitivamente acho lindo o Patrono dele, mesmo que seja também o de Lily...decidi permanecer com ele pois super me identifico e amo esse tipo de animal
Espero que me entendam...se quiserem mudar durante suas leituras...basta ler com o Patrono que desejar.

Obrigado pela atenção e preparem-se o coração para o tão esperado torneio ...❤😘

Seja o que os leitores quiserem...💚🐍🙏


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...