1. Spirit Fanfics >
  2. Mais Que Uma Grifinória >
  3. Presente Curioso

História Mais Que Uma Grifinória - Capítulo 50


Escrita por: Lorranedutra189

Notas do Autor


Obrigado pelos comentários nos capítulos anteriores. Espero que gostem deste.
Boa leitura
Erros corrijo depois❤

Capítulo 50 - Presente Curioso


Fanfic / Fanfiction Mais Que Uma Grifinória - Capítulo 50 - Presente Curioso

[...]


Havia se passado três semanas das férias e já era o meu aniversário...recebi um pequeno presente de Hagrid: um colar que mudava de cor com a mudança do clima. Desde que cheguei na Toca, não havia mandado Owe a Hogwarts com cartas para Snape, apenas para meu padrinho.  Porém, o professor também não me mandou nenhuma carta...não vou mentir ao dizer que sentia muita falta dele, mas no ano passado não havíamos terminado muito bem, então decidi dar um tempo e acho que ele também.  Enfim, em comparação, recebi muitas cartas de Dumbledore e de Harry e Hermione, uma atrás da outra...em algumas haviam pensamentos confusos do diretor, em outras apenas me perguntavam como eu estava e o que tenho feito até agora. 

Meus amigos me mandaram as felicitações por cartas  e algumas pequenas lembranças como fotos de nós juntos como um quarteto cujo coloquei em meu álbum e Harry me deu um pequeno livro para desenhos...já que uma vez ele me viu desenhando no salão comunal.  Fiquei muito feliz com esses presentes e agora eu estava aqui no meu quarto na toca, fazendo mais dois desenhos no livro que Harry me dera enquanto esperava meu dia passar. Distraída no que estava fazendo, uma coruja desconhecida tocou minha janela. 

-Oi?

Me levantei deixando o livro em meu criado mudo e caminhei até a janela. Na pata da coruja estava um embrulho médio e uma carta anexada com o brasão de Hogwarts..."mais ainda era cedo para que chegassem nossas cartas para o ano letivo"_ pensei e peguei o embrulho e acariciei a coruja que gostou do carinho e bateu asas sem ao menos esperar o petisco. 

-Quem será que me mandou?

Peguei a carta e a abri deixando o embrulho sobre a cama

"Srt. Loren

 Fiz uma breve visita em uma loja de livros trouxas,  porque como poucos sabem, amo os romances deles_ Sorri_ -Enfim buscava por um, quando um em especial chamou minha atenção: então tomei a liberdade de compra-lo pra você. Chama-se as Teorias  e ensinamentos do mestre Buda... pala  sinopse, achei muito interessante e logo quando começar a leitura, saberá o que eu quis dizer comprando este livro. Acho que será essencial para a evolução de seus poderes. 

Desejo-te felicitações neste dia tão especial e que tome cuidado ao praticar...os dias serão um pouco difíceis de lidar, mais a senhorita estará no caminho certo.

PS: Severus está bem...por mais que ele não admita...ele sente sua falta. _piscadela_ "

At. A.P.W.B.D - Diretor de Hogwarts e também um amigo. 

Guardei a carta dentro da gaveta no criado mudo e abri o embrulho tirando de dentro o livro de capa pratiada que Dumbledore havia comprado. 

-Teorias e ensinamentos do mestre Buda.

Li a capa e o abri me sentando na cama e iniciando a leitura. E este foi o dia do meu aniversário, passei lendo um livro que segundo Dumbledore me ajudaria na evolução de meus poderes. Depois de ler bastante páginas, percebi o que o diretor queria dizer ...A arte da Meditação seria minha ajuda. 

[...]

-"A meditação é  uma técnica que desenvolve habilidades como a concentração, tranquilidade e o foco no presente. Trata-se de uma prática ancestral, com raízes na sociedade oriental. Quando pensamos em meditação, já nos vem à cabeça imagem de grandes mestres budistas, ou de pessoas com grande disciplina emocional.  

Quando Meditamos, acabamos "aquietando" a mente e criando ferramentas internas para lidar com o estresse do mundo, onde nossos sentidos muitas vezes são  influenciados negativamente.

Além do alívio temporário de sentimentos prejudiciais, como o estresse e  ansiedade, a meditação transforma a nossa maneira de interagir com o mundo, trazendo a tona a melhor de nossa personalidade."

Li está parte do livro em voz alta sentada no sofá da sala da Toca...enquanto lia, vi alguém se aproximar de mim e era Ron que segurava uma carta aberta que parecia ser de Harry e sentou ao meu lado no sofá. 

-Oi Loren...tá fazendo o quê?

Ron perguntou e eu o mostrei o livro 

-Estudado!

-Estudando? Nas férias?

-É! Eu faço muito isso Ronald...não me diga que nunca percebeu?

-Por isso que você e Hermione são tão nerds.

-Porque não faz isso também? talvez consiga nos alcançar e tirará boas notas nas aulas. 

-Não mesmo...estudar é um saco.

Bati meu livro na perna de Ron e ele gemeu

-Ai Loren.

-Estudar será bom pra você...talvez enfie algo útil  nessa sua cabeça ruiva. 

Sorri quando Ron fez careta 

-Credo! Falando assim está parecendo o Snape.

Parei de rir com a menção do nome cujo não saia de minha cabeça. 

-Tudo bem...preciso praticar!

Falei me levantando

-Praticar? Não podemos usar magia fora de Hogwarts. 

-Eu sei Ron... estarei praticando Meditação.  

-Meditação? O que é isso?

-Uma técnica que desenvolve habilidades como a concentração, tranquilidade e foco. Segundo um amigo, eles me ajudarão  este ano.

-Ah claro...eu me juntaria a você...mais você sabe... estou...estou ansioso para a chegada de Harry e Hermione.  

-Ron...eles virão apenas em duas semanas. 

-Mesmo assim...estou ansioso. 

Revirei os olhos

-Ok cabelo de fogo...estarei lá fora ...avise a mãe e o pai, por favor. Volto para o jantar.

-Tá. Mais tome cuidado.

-Pode deixar maninho.

Fui para fora da casa e procurei um lugar afastado da Toca para me concentrar...na página 57 do livro havia Passo a passo de como meditar...então segui, e respirei peufunfamente sentada em frente a pequena lagoa com as pernas cruzadas, as mãos postas sobre os joelhos e fechei os olhos....

Foi assim pelas próximas semanas e já sentia a diferença em meu corpo, mente e alma. Nem mesmo os gêmeos conseguiram me irritar com suas travessuras e pegadinhas. 


Quebra de tempo


Harry havia chegado na Toca ontem a noite e dividiu o quarto com Ronald. Hermione chegou apenas na manhã seguinte e subiu para chamar os amigos enquanto todos esperavam por eles na cozinha para o café da manhã.  Alguns minutos depois, os meninos desceram, tomaram café e pegamos nossas mochilas para sair da toca com o Sr. Weasley. 

-A gente tá indo pra onde?

Ouvi Harry perguntar à Ron

-Não sei. Hey pai?_ todos olhamos pra Ron_ A gente tá indo pra onde?

Ele perguntou 

-Nem imaginam...continuem andando!

Arthur falou e continuamos a segui-lo...hoje minhas mãos estavam coçando mais do que o normal...estava doendo também, parecia que várias formigas haviam a picado. Era estranho, mas não dei muita importância para isso...apenas as coçava quando achava que era necessário.  

"Arthur!"

A voz de um homem fôra ouvida vindo em nossa direção...eu estava ao lado de George e olhamos juntos para o homem que chamou por nosso pai. 

-Já era hora, filho!

O homem disse

-Sinto muito Amos! Mais teve gente aqui que demorou pra acordar....este é Amos Diggory, pessoal... trabalha comigo, no ministério.  

Arthur falou e de repente um garoto pulou da árvore próxima a nós 

-E este rapagão forte deve ser Cedrico, estou certo?

Arthur perguntou ao menino que devia ser um ano mais velho que eu e os gêmeos. 

-Sim senhor. _ o garoto disse apertando a mão de Arthur...vamos por aqui!

O menino disse e o seguimos 

Harry ficou pra trás cumprimentando o senhor Diggory.

Andamos muito até o nascer do sol já que tínhamos saido cedo.

-Muito bem...é logo ali.

Sr.Diggory disse e vimos uma bota no centro de uma pequena montanha. 

-Ah sim...estamos quase chegando... arranje um boa posição. _Sr. Diggory disse

-Porque estão todos envolta desta bota velha?

Harry perguntou à Ron

-Não é uma bota velha de pano qualquer..._ Fred disse e George completou.

-É a chave de um portal.

Harry olhou pra mim quando encostei em seu ombro 

-O que é chave de portal?

Harry perguntou enquanto eu me agachava para segurar a bota 

-Quando eu falar três!...um...dois...

-Harry?

Arthur chamou e Harry rapidamente segurou a bota

-Três!

Começamos a girar e girar e girar 

-Podem se soltar meninos

Sr.Diggory disse

-O quê?

Hermione perguntou 

-Podem se soltar!

Arthur falou e nos soltamos no mesmo tempo caindo em chão firme enquanto Arthur, Sr. Diggory e seu filho viam como se flutuasse andando no ar até o chão. 

-Deixe-me ajuda-lo Harry.

Cedrico disse 

-Obrigado. 

Ajudei Ginny e Hermione  a levantar e olhamos para Arthur que começou a andar nos fazendo segui-lo.

-Buxa! Olha só pra isso!...Bom, meninos, bem vindos a Copa Mundial de Quadribol!

-O quê?

Falei olhando para todas as pessoas que ali estavam enquanto coçava a mão esquerda.  

-Vamos não parem..._Arthur andou entre a multidão _ rápido meninas. 

Fiquei ao lado de Ginny e Hermione que estavam encantadas com a visão das várias pessoas enquanto eu ficava alheia apenas prestando atenção no que estava acontecendo comigo...minhas mãos começaram a coçar ainda mais durante a caminhada...eu andei distraída olhando para elas até que acabei esbarrando em um homem esquisito no meio da multidão. 

-Desculpa!

Pedi pra ele que ficou me olhando estranhamente.

-Hora de nos separarmos meu amigo...nos vemos no jogo.

Sr. Diggory despediu de Arthur e Cedrico fez o mesmo seguindo o pai pelo lado esquerdo e nós seguimos para o direito. 

-Até  logo Cedrico!

Os gêmeos disseram e pareciam ter o conhecido em Hogwarts.

Pouco tempo depois, entramos em uma tenda e ficamos maravilhados com o tamanho dela.

-Ginny...Ginny Olha!

Hermione chamou enquanto olhavamos o local 

-Pensa rápido Loren.

Gi me tacou uma almofada e Sorriu com Hermione quando a peguei rapidamente no ar. 

-Para o banho meninas! _ Arthur disse_ Depois escolham uma cama e desfação as malas...Ron saia da cozinha, estamos todos com fome...e tirem os pés da mesa rapazes.

-Tirando os pés da mesa!

Os gêmeos disseram juntos tirando e depois voltando a colocar os pés na mesa. 


À noite 

Fomos todos para o estádio de Quadribol onde aconteceria o primeiro jogo subimos as escadas para as arquibancadas

-Caramba pai! Até onde vamos subir?

Ron perguntou à Arthur e infelizmente encontramos Draco e Lucio Malfoy pelo caminho.

-Vejam por esse ângulo...se chover, serão os primeiros a saber. 

Ele riu acompanhando do filho

Cerrei os olhos pois não gostava nenhum pouco do Sr. Malfoy muito menos de sua cria chorona e mimada.

-Eu e papai estamos no camarote do ministro. Foi um convite pessoal do próprio Cornélio Fudge!

Malfoy disse se gabando enquanto eu acertava as luvas em minha mãos.

-Não fique se gabando Draco! É perca de tempo com essas pessoas.

Lucio Malfoy disse e Arthur puxou Harry para que voltassemos a subir as escadas porém o loiro o parou com sua bengala

-Divirta-se batante está bem?...enquanto pode. 

Continuamos a subir 

-Vamos lá, peguem seus lugares. Eu disse que valeria a pena quando chegássemos aqui. 

Sr.Diggory disse enquanto passávamos para nossos lugares na última arquibancada. 

-Vamos lá...

Os gêmeos gritaram com a entrada dos jogadores. 

-Os Búlgaros estão chegando!

Fred disse e a equipe de jogadores com uniformes vermelhos entrou voando no campo.

-Uh...quem é aquele?

Hermione perguntou

-Aquele é o maior apanhador do mundo.

-Vittor Krum. 

Eu disse depois de George e me sentei na arquibancada sentindo um pouco de enjoou...eu era acostumada com alturas mais definitivamente não sei o que estava acontecendo comigo naquele momento. 

Eu não torceria pra ninguém apenas estava ali não querendo estar. Preferia estar em casa lendo algum livro ou até mesmo praticando Meditação cujo tem me ajudado muito. Durante a partida...comecei a sentir minhas mãos voltarem a formigar...então tive a resposta de que não era causa de frio ou alergia...algo estranho estava acontecendo comigo...foi então que me lembrei sobre meus poderes e precisei tirar prova disso.

-Sr.Arthur?_ chamei por ele que tirou os olhos do jogo e me olhou _ preciso pegar um ar...vou descer um pouco, tudo bem?

-Sim! claro querida. Mais tome cuidado e fique por perto do estádio. 

-Tudo bem...obrigado pai. 

Falei e me afastei para descer as escadas. Desci todas rapidamente e saí do estádio  me afastando da entrada...quando fiz, retirei as luvas de minhas mãos e me assustei quanto o quão   vermelhas estavam. 

-Ai!

Sacudi as mãos e procurei uma bica próxima para lava-las...quando as enfiei dentro da água, fumaça começou a aparecer em volta delas. 

-Começaram! Este deve ser o primeiro Elemento da natureza...Dumbledore estava certo.  

Ouvi um barulho próximo e coloquei as luvas novamente passando perto de dois seguranças bruxos do estádio.  

-Boa noite senhores. 

Falei como se nada tivesse acontecido e descidi voltar para o estádio. 



Continua...
















Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...