1. Spirit Fanfics >
  2. Mais uma chance >
  3. Capítulo 30

História Mais uma chance - Capítulo 30


Escrita por: AmanteGlambert

Capítulo 30 - Capítulo 30


 Os três foram para casa de Tommy e ficaram conversando sobre o fato de Vitor ter confessado o que fez e por ter sido preso.
 - Nem tão cedo ele saírá da cadeia. Ele será julgado e condenado. Disse Rick.
 - Ele terá muito tempo para pensar lá dentro. Disse Adam.
 - Ou para ficar doido de vez, né? Pois tem gente que não aprende nunca e sai de lá pior do que entrou. Disse Rick.
 - Espero que não seja a segunda opção. Disse Tommy.
 - Vamos brindar que o Vitor está preso. Disse Rick e pegaram umas cervejas para comemorar.
 - Adam, eu queria dizer que tudo o que fiz foi para te ajudar a se livrar do Vitor e não me arrependo do que fiz. Eu faria de tudo para você se livrar de um tipo como ele.
 - Tommy, você não precisa se explicar. O que foi feito foi de coração, eu sei. Você se tornou um ótimo amigo e agora eu sei que você não estava me julgado ou exatamente com ciúmes por eu ter te trocado pelo Vitor.
 - Agora quem não está gostando do rumo que esta conversa está tomando sou eu. Disse Rick.
 - Rick, não precisa ficar com ciúmes porque eu não tenho mais nada com Tommy além da amizade dele.
 - Você estava pensando que eu e o Adam...? Ha ha ha. Tommy riu e puxou Rick para para um meio abraço e deu alguns selinhos nele.
 - É, Rick. Eu não tenho e nem quero ter nada com ele. Eu quero seguir a minha vida e quem sabe um dia encontrar alguém para mim.
 - Está bem. Eu acredito em vocês.
 - Bom, vou deixá - los á sós. Preciso ir embora. Disse Adam se despedindo deles.
 - Adam, obrigado por tudo. Disse Tommy.
 - Que isso. Eu não ia deixar um amigo na mão, ainda mais depois de tudo o que Vitor te fez e por ter me avisado sobre ele. Adam abraçou Tommy e depois Rick e saiu.
 - Agora que Vitor está preso, não precisamos mais nos preocupar com ele. Disse Rick.
 - Ele foi um estorvo e um purgante nas nossas vidas e ainda bem que eu abri os olhos do Adam enquanto era tempo. Se eu não tivesse desconfiado dele, eu nem sei mais o que poderia acontecer e o Adam não merecia continuar com ele.
 - Ainda bem mesmo. Mas me prometa que nunca mais fará isso, Tommy?
 - Está bem. Eu prometo.
 Rick se aproximou de Tommy, segurou o rosto dele e deu um beijo ardente nele e desceu para o pescoço e eles se olharam por alguns segundos e sorriram um para o outro e voltaram a se beijar. Rick começou a passar a mão por dentro da camiseta de Tommy enquanto se beijavam, agora de lingua.
 - Rick, melhor não. Ainda não estou totalmente recuperado dos machucados.
 - Eu vou com cuidado. Rick e Tommy se beijavam e passavam a mão pelo rosto, pescoço, nuca, braços, costas, enquanto estavam sentados no sofá.
 Tommy se deitou e Rick o beijou mais uma vez e parou indo até a calça de Tommy e soltou o cinto dele puxando o pau para fora e o abocanhando. Tommy passou uma mão nos cabelos de Rick enquanto ele o masturbava e Rick parou e se beijaram mais. Tommy se sentou e tirou  camisa. Rick beijou carinhosamente o peito dele onde ainda estava levemente machucado. Tommy o abraçou e beijou o pescoço de Rick. 
 - Hoje eu vou cuidar de você. Rick sussurrou no ouvido de Tommy e se beijaram novamente de língua.
 Rick se levantou e tirou a roupa, ficando apenas de cueca e Tommy também tirou o resto de sua roupa. Rick parou de pé em frente de Tommy, que estava sentado no sofá. Tommy segurou a cintura de Rick e passou a mão pelo membro dele, ainda na cueca, e logo puxou para fora, o abocanhou, masturbou e se levantou para mais um beijo. Tommy se virou e colou o corpo com o de Rick que beijou - lhe o ombro, a orelha e as costas. Rick guiou Tommy para o sofá e ele se sentou com Tommy ficando por cima dele e de testas coladas. 
 Tommy arfava com uma certa dificuldade, pois ainda sentia um incomodo no corpo mas paravam para Tommy respirar. Tommy segurou Rick pelos ombros e se curvava para beijar os ombros dele e Rick o segurava pela cintura. Quando estavam quase no ápice, Tommy, com a boca aberta e bastante ofegante, parou, respirou, deu um selinho em Rick e continuaram até Rick gozar dentro de Tommy. No fim, eles se abraçaram, olharam um para o outro sorrindo, se beijaram e Tommy desceu do colo de Rick.
 - Você, está bem, Tommy? Está sentindo alguma dor? Rick ficou preocupado ao ver Tommy cansado ao lado dele no sofá.
 - Estou. Só preciso me recuperar um pouco. Rick beijou o braço de Tommy e o rosto dele, se levantou e se vestiu.
 Tommy parecia um pouco incomodado depois que transaram. Deveria estar ainda com um pouco de dor. Mas ele fez tudo com muito cuidado para não machucá - lo.
 - Tommy, eu sei que você ainda não está bem. Nós deveríamos ter esperado mais uns dias antes de tentar novamente.
 - Não. Eu também queria muito e precisava muito disso. Tommy segurou a mão de Rick e o puxou para um beijo molhado e demorado, cheio de paixão.
 - Acho melhor você se descansar. Vou procurar algo para comer na cozinha.
 Quando Rick voltou, Tommy tinha dormido. Rick foi até o quarto e pegou uma coberta para o Tommy.
 Depois, Tommy acordou e viu que Rick ainda estava na casa dele. 
 - Eu dormi demais?
 - Não. Você estava mesmo precisando. Acho bom você tomar um banho, porque você adormeceu logo depois que transamos. Tommy levantou a coberta e viu que ainda estava nú.
 - É mesmo. E estou com muita fome.
 - Eu vou preparar um macarrão para nós dois enquanto você toma o seu banho. Rick deu um selinho em Tommy.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...