História Mais uma chance para Amar - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Chicago P.D.
Personagens Adam Ruzek, Erin Lindsay, Greg "Mouse" Gerwitz, Jay Halstead, Kevin Atwater, Kim Burgess, Personagens Originais, Sargento Hank Voight, Sargento Trudy Platt
Tags Chicagopd, Hastead, Upton
Visualizações 2
Palavras 1.565
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Policial, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Capítulo 2 gostaram galera? Comentem

Capítulo 2 - Tarde chuvosa de Novembro


Fanfic / Fanfiction Mais uma chance para Amar - Capítulo 2 - Tarde chuvosa de Novembro

Hailey depois que Jay que tratou ela muito mal por sinal,ela entrou no carro eles foram para o incêndio investigar e conversar com as pessoas que viram o ocorrido, no caminho para o apartamento incendiado, Jay não trocou uma palavra com Hailey, ele apenas trocava com as marchas violentamente e buzinava para os carros irem dando espaço estava uma chuva muito forte, relampiava bastante, Hailey se assustava com alguns trovões fazendo Jay olhar pra ela com uma cara fechada,chegando finalmente no local os bombeiros já tinham apagado o fogo e quando saíram no carro foram para uma das salas no andar de baixo que não havia sido atingida, chegando lá Hailey viu um menino pequeno devia ter uns seis anos sentado com um dos policiais da patrulha e ela disse:

- Oi Como é seu nome?

- Marcel

- Cadê sua família Marcel?

-Minha mãe desmaiou com a fumaça do incêndio e levaram ela para o hospital e me deixaram sozinho aqui!

-Você tem Pai Marcel?

-Meu Pai é separado da minha mãe, e eles brigam demais não tenho contato com ele.

-Entendi.

Hailey já ficou desconfiada com a conversa com menino o pai dele não morava ali e pode ser que ele tenha a ver com aquilo, pelo o que o menino disse o pai seria um homem agressivo, ela logo olha pra Jay ele estava conversando com um policial da patrulha e logo veio na direção dela e de Marcel e disse:

- O que Houve por aqui?

- A mãe desse menino foi levada pro Med e deixaram ele sozinho por aqui.

- Entendi, qual é seu nome amigão?

Jay se abaixou pra ficar na altura da criança e colocou a mão nas suas costas como sinal de conforto por tudo o que ele passou hoje, isso deixou Hailey feliz porque por mais que Jay nao esteja bem nao esteja tratando ela bem ele pelo menos ainda é um bom policial e estava fazendo seu trabalho bem, ainda mais com uma criança tão vulnerável.

- Meu nome é Marcel

-Marcel é um nome de pessoas fortes e corajosas assim como você foi hoje, agora pra provar ainda mais a sua coragem fala para o Tio tudo o que você viu hoje.

- Vi minha mãe mais cedo falando com meu pai no telefone ele estava muito bravo acho que queria me ver, ela disse que não ouvi algumas ameaças dele, passou meia hora vimos que vazava gás do meu apartamento minha mãe  correu mais ela desmaiou no elevador, levaram ela para o hospital mais me deixaram aqui!

-Entendi eu vou levar você pra sua mãe tá Marcel?Disse Jay segurando nas pequenas mãos do menino, que rapidamente segurou nas sua também, Hailey observou tudo sorrindo e mesmo sem Jay a chamar ela acompanhou eles até o carro, Jay dirigia, Hailey ia no banco passageiro e Marcel atrás segurando as duas mãos suadas e nervosas.

Jay levou o menino para Platt que prometeu que quando sua mãe  tivesse bem ela o levaria até ela, e o menino concordou olhando pra Jay com um olhar grato por ter o livrado daquele pai louco.

Haylei dediciu que estava mais do que na hora de trocar algumas palavras com Jay e disse:

- Jay você acha que devemos procurar pelo pai dele ver o endereço mais próximo pra irmos até lá eu acho que ele tem algo a ver com esse incêndio.

- Sim vamos procurar pelo sobrenome do garoto! Disse Jay sério e focado no seu computador!

Hailey procurou e logo achou o atual endereço do homem e disse:

- Eu achei o endereço vamos comunicar o Voight?

-Sim vou comunicar!!

Jay saiu com o celular no ouvido falando com Voight e ele disse que era pra todos se encontrarem no portão da casa do pai do garoto é Jay falou:

- Vamos Voight nos espera na casa do sujeito.

- Vamos. Disse Hailey pegando sua blusa e  saindo acompanhada do parceiro.

Chegando lá toda a equipe já esperava por ele e Voight disse:

- Eu acho que esse cara está aqui mais ele deve ter preparado alguma surpresa pra nós, então vocês entrem e estejam bastante atentos!

Todos entraram Haylei á direita e Jay logo do seu lado eles entraram numa porta e Jay disse:

- Tô sentindo cheiro de Gás!

-Também estou! Hailey disse preocupada.

Logo Burguess e Ruzek que estavam na porta logo atrás Jay e Hailey abriram a porta atrás deles  e se houve uma explosão Jay se assusta e corre até os amigos, vindo Hailey vir logo atrás, Jay viu o pai de Marcel provavelmente morto já todo queimado mais ele sabendo que iria morrer queimado pela explosão que estava conectada aquele que abrisse a porta ele preparou uma armadilha para os polícias, Hailey não teve o foco no pai do menino mais sim em Ruzek e Burguess eles estavam caídos Ruzek tossia é Burguess estava Inconsciente Hailey foi até ela e olhou pra Jay que foi até o amigo dizendo:

-Ei Ruzek amigão fala comigo, tá tudo bem???

-Estou tonto mais estou bem vê a Kim.

Jay foi até a amiga que estava acordando nos braços de Haylei aquela cena comoveu Jay que olhava de pé a cena, realmente Hailey ela era uma boa parceira, ela ajudava, se preocupava e era prestativa, Jay corou de vergonha por tratar ela tão mal assim ele não devia ter feito isso, ela não tinha nada a ver com sua frustação de ter perdido Erin, ele então abaixa perto de Hailey põe a mão no ombro dela e diz:

- Pode sair ta cheirando muito gás chama o Voight fala que encontramos o corpo do pai do garoto leva o Ruzek que está bem que vou ajudar a Burguess sair daqui, ela tá bem, só queimou o braço.

- Jay mesmo que você não goste muito de mim eu tenho um senso de fidelidade e nunca largaria um parceiro meu nessa nuvem de Gás vamos sair todos juntos, não vou deixar você aqui sozinho vamos?

- Tá bom ajuda o Ruzek que eu ajudo a Burguess. Fala Jay sorrindo e ajudando a amiga a se levantar, eles saem dali a fumaça e o gás ardia os olhos dele mais eles conseguiram sair deixando Voight maluco de raiva porque ele disse pra equipe tomar cuidado.

Jay levou Burguess para uma paramédica de prontidão e voltou até Hailey dizendo:

- Acho que te devo desculpas né?

-Isso vai de você. Disse Hailey sorrindo.

- Acho que te devo sim, desculpas Hailey eu fui um ridiculo te tratei muito mal, mais vendo você cuidar da Burguess vi que você é uma ótima pessoa, vamos começar de novo eu e você?

-Claro que sim, eu já sei que você passa por momentos ruins ultimamente.

-Isso não me dá o direito de te tratar mal.

-Sim mais eu te desculpo, mais a primeira impressão é a que fica e você sempre vai ser meu parceiro mal educado e grosso. Fala Hailey rindo e batendo nas costas do detetive.

- Hoje a noite vamos no Mollys toda a equipe tomar umas cervejas vamos também??

-Vamos sim te encontro lá.

Em questão do pai de Marcel sim ele foi considerado o culpado pelo incêndio, digitais dele foi indiciada sim no apartamento do filho e sim ele tentou matar a família e se matou logo depois.

Jay a noite estava no Mollys ele foi o que pediu a bebida mais forte do bar, estavam todos na mesa conversando quando Hailey chegou viu o parceiro voltando do banheiro e viu que ele estava meio cambaleando, ela foi lá e disse:

- Acho que alguém já bebeu demais né?

-Hailey, você veio mesmo hein menina!! Fala Jay rindo apoiado na parede.

- Eu vim mais acho que vou ter que levar você pra casa né??

- Eu estou bem só bebi demais. Fala Jay rindo e tentando andar o

Pra frente, ele logo cai no chão e começa a rir deixando o bar todo olhando pra ele, Voight morrendo de vergonha, até que Ruzek chega falando:

- Jay de novo você bebeu demais né?

- Ele sempre bebe assim?

-Depois que a Erin foi embora ele bebe demais, ele não era assim.Diz Ruzek apoiando o amigo no ombro.

- Senta ele na mesa e vê se ele bebe água pro álcool descer.

-Vou fazer isso,sei que você acabou de chegar mais você me ajuda com ele?

-Claro. Fala Hailey segurando no braço do detetive, eles o levaram até a mesa e Atwater diz:

- De novo você bebendo demais assim Jay?

-A Erin ela me deixou isolado nessa vida! Diz Jay rindo e apoiando a cabeça na mesa.

- Ela não é a única mulher do mundo Halstead.Fala Voight Nervoso.

-Gente não adianta vocês ficarem falando na cabeça dele, amanhã ele não vai lembrar de nada disso.

- Eu acho melhor alguém levar ele pra casa, só não levo porque tenho que levar a Burguess depois porque ela não pode dirigir.

- Eu levo então, ele tá muito bêbado. Fala Hailey com medo de se arrepender do que propôs.

-Vou te explicar o caminho e te ajudar com ele até o carro.Diz Ruzek se levantando e apoiando o amigo até o veículo.

Ruzek coloca Jay no banco passageiro e coloca o cinto  nele explica o caminho pra Hailey que entendeu ela entra coloca o cinto e Jay fala meio dormindo já:

- Desculpa Hailey.

- Não fala nada Jay só dorme. Ela fala apoiando a cabeça dele no banco o vendo fechar os olhos rapidamente.


Notas Finais


Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...