História Mais uma noite - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias As Crônicas de Nárnia
Tags Edlu, Edmundo Pevensie, Lucia Pevensie
Visualizações 148
Palavras 899
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


bem, eu ja tinha escrito essa historia faz algum tempo mas nunca postei ela antes, então eu espero que gostem.

Capítulo 1 - Capitulo único


Em meio ao jantar ele conseguia sentir seu olhar sobre si, mesmo não querendo admitir e só de pensar ela já se sentia envergonhada, ela gostava de saber que os olhos dele estavam nela. Mas eles não estavam sozinhos e se ele não parasse alguém poderia perceber, mas os olhos dele continuaram a observar todos os movimentos dela e ela rezava para que aquele jantar acabace logo.

Pedro que estava conversando com Susana ficava cada vez mais intrigado sobre o fato de seus irmãos estarem quietos demais essa noite, ele via que sua irmã nem levantava o rosto em quanto seu irmão não desviava os olhos dela.

Já Susana estava ocupada demais perceber o que estava acontecendo    ao seu redor, ela tinha problemas demais para resolver, e para ela não passava de mais uma implicância de seus irmãos.

Quando eles acabaram o jantar os dois mais velhos se retiraram para seus aposentos enquanto Lucy foi dar uma volta no jardim, ela podia sentir que estava sendo observada, sentiu todo o seu corpo se aquecer com o fato de saber o que estava por vir. Quando foi para seu quarto depois de algum tempo lá fora, ele já estava lá, escondido nas sombras esperando por ela. No momento em que Edmundo a viu entra o quarto ele a abraçou por traz e deu beijo em seu pescoço e sorriu ao ver ela estremecer. Eles estavam nesse jogo avia algumas semanas e ela continuava a se arrepiar toda vez que ele lhe roubava um beijo e ele adorava ver e todas as reações dela.

Se virando para os olhos que ela conhecia tão bem, Lucia sabia que iria se perder na imensidão da aqueles olhos negros assim como cabelos dele, ela desviou seus olhos para seus lábios e nesse momento ele a beijou com paixão e reverencia, por mais errado que fosse e ele sabia que era errado, ele simplesmente não ligava mais. No momento em que o ar se fez necessário ele desviou seus beijos para o pescoço dela. Ela gemou com o seu ato e ele aproveitou para voltar a beija-la.

- Ed... Ela chamou entre o beijo, sentia seu corpo se aquecer ainda mais e o seu vestido tão bem arrumado já estava começando a incomodar. Ele separou seus lábios e começou a soltar o vestido dela, por mais que ele achasse que ela estava linda com ele, ele gostava mais dela sem nada. Quando ele terminou de soltar o seu vestido, ele caiou seus pés e com um movimento rápido e meio rude ele a empurrou para a cama, ele começou a tirar suas próprias roupas e pode ver o rosto dela ficar mais vermelho do que já estava.

Ela viu o seu corpo os músculos já definidos devido aos anos de treinamento com o exército de centauros. Os braços fortes e o peito largo, logo as calças estavam fora e ela viu o quanto excitado ele estava. Edmundo deitou por cima dela na cama e voltou a beija-la ele começou a descer os beijos para o seu pescoço e para o seu busto e capturou o seu seio esquerdo com os lábios e brincou com o direto com os dedos, enquanto Lucia se contorcia de baixo dele e gemia cada vez mais alto, logo após de dar o mesmo tratamento ao outro seio ele desceu os beijos por sua barriga até chegara a sua intimidade que já estava molhada e dolorida, ele deu  um beijo lá que a fez choramingar.

- Por favor Ed, eu ao aguento mais, eu preciso de você. Ela pediu com a voz manhosa.

-Você sabe que eu gosto de ver você implorando por mim, por algo que somente eu posso te dar, porque você é minha Lucia, SÓ MINHA... e é bom você já ter entendido isso porque você não vai escapar de mim.

- Eu sou sua Ed, assim como você é meu. Ela afirmou assim que ele terminou de falar, ele mais alguns beijos na intimidade dela, ela estava quase na borda então colocou um pouco mais de preção em seu clitóris e com um gemido mais longo que outros ela veio em sua boca, ele adorava sentir o gosto dela.

Ele se posicionou em cima dela e a penetrou com um único movimento rápido e preciso, os dois gemeram com esse movimento.

- É como estar em casa. Ele gemeu começando a se mover dentro dela, ele entrava e saia dela cada vez mais rápido e com maias força, ele estava perto sabia disso e podia sentir que ela estava perto de seu clímax mais uma vez. Ele se retirou completamente de dentro dela, e a móvel para que ficasse de barriga para baixo, levantou o quadril dela e a penetrou novamente.

- Eu vou me derramar dentro de você, o que será que nossos irmãos iram pensar se você a doce e inteligente Lucia aparecesse gravida e principalmente de seu irmão? Ela gemeu ainda mais auto e o apertou mais, com mais alguns movimentos brutos ela chegou ao seu clímax gozando novamente e ele também se liberando dentro dela.

Exaustos ele caiou ao lado dela e a puxou para seus braços dando um beijo casto em sua têmpora.

- Eu te amo Lucia, com todo o meu ser. Ele disse em meio a respirações ofegantes.

-Eu também te amo Ed, independente do que os outros vão pensar.  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...