História Mais uma vez(Fanfic Jimin) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 114
Palavras 1.897
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Capítulo 8


Nós vamos para o meu carro e começo a dirigir em direção a minha casa

 

 

Quando finalmente chegamos em casa, abro a porta para ela sair do carro, encaminho ela até a casa e entramos no meu quarto. Assim que fecho a porta ela me beija ferozmente, durante o beijo, tiro sua blusa e ela faz o mesmo, eu a jogo na cama e fico por cima dela, logo depois brigando com o fecho de seu sutiã

 

(S/N): Você já ouviu falar de sutiã com fecho na frente?

 

Fala já com impaciência e acaba tirando o próprio sutiã

 

Desço beijos de sua boca até seu pescoço, massageando seus seios, ela vira o jogo subindo em cima de mim

 

Distribui beijos e chupoēs pelo meu abdomen e logo começa a rebolar em meu colo, nós gemiamos juntos

 

Essa garota é perfeita!

 

Ela parou de rebolar e saiu de cima de mim, olhei para ela, que abriu o zíper de minha calça e apertou meu membro por cima do pano

 

Gemi com o contato

 

Ela desceu minha calça até meus joelhos, fez o mesmo com a minha cueca e passou a língua na ponta de meu membro, logo enfiou tudo na boca, as vezes passava os dentes de leve, eu estava quase

 

Ela tirou meu membro de sua boca e me olhou maliciosa

 

(S/N): Goza pra mim, oppa

 

Eu a encarava e ela fazia o mesmo, logo começou a me masturbar

 

Gozei e ela rapidamente colocou a boca em meu membro, não deixando restar uma gota sequer

 

Troco os lados, deixando ela por baixo.

 

Guilherme: Minha vez!

 

Sussurro em seu ouvido e desço para sua intimidade, arranco a sua saia junto com a calcinha

 

Fazia movimentos circulares a fazendo gemer. Enfio um dedo em sua intimidade

 

Lhe fazendo gemer alto o que me fez por outro dedo

 

Ela gemia, tirei meus dedos e comecei a usar minha língua

 

Passava minha língua por toda sua intimidade, ela gemia descompassado

 

Parei o que estava fazendo e abri bem suas pernas, enfiei todo meu membro nela de uma vez, fazendo ela sentir cada centímetro, ela solta um gemido alto, ou melhor, um grito

 

Comecei o movimento de vai e vem, nossos gemidos eram descontrolados, ela chega ao ápice, mas eu não, continuo por alguns minutos e chego ao meu ápice

 

Ela troca os lados mais uma vez e começa a cavalgar

 

Estavamos tomados de prazer, o quarto cheirava a sexo

 

Logo ela desaba ao meu lado, ficamos parados até nossas respirações voltarem ao normal

 

Quando nossas respirações voltaram ao normal nós encaravamos o teto

 

Guilherme: Essa é a hora que fica um silêncio constrangedor?

 

(S/N): Sim, até eu ir tomar banho e você fugir e nunca mais nos vermos…

 

Guilherme: Mas estamos em minha casa, eu não posso simplesmente desaparecer

 

(S/N): E você é meu professor… Ainda vamos nos ver…

 

Guilherme: Vamos fazer o seguinte: Eu te levo para casa e nada aconteceu

 

(S/N): Ok

 

Guilherme: Eu devo falar com seus pais sobre sua demora?

 

(S/N) Espera

 

Ela levanta e pega seu celular, em sua bolsa, lembro que as vezes tocava, mas ignoravamos

 

Ela disca uns números em seu celular e o coloca no ouvido

 

(S/N): Daniel?

 

Eu observava ela

 

(S/N): Sim, eu estou bem! Está ocupado?

 

A pessoa com quem ela falava parecia preocupada

 

(S/N): Você não estava ou está com Melissa, né? Pode vir me buscar na casa de meu professor

 

A olho assustado

 

(S/N): Ok, te mando a localização por mensagem

 

Ela desliga o celular

 

Guilherme: O que foi isso? Por que falou para ele?

 

(S/N): Relaxa! Ele é de boa

 

Ela coloca as roupas novamente

 

Guilherme: Tem certeza?

 

(S/N): Claro!

 

Ela digita algo em seu celular e se olha no espelho, arrumando o cabelo

 

Algum tempo depois um homem chega para buscá-la

 

(S/N): Até mais!

 

Ela pisca para mim e sai

 

Pov. Guilherme OFF

 

Pov. Jimin ON

 

Estava saindo da empresa e não tinha ninguém por perto quando ouvi ela me chamar

 

Jung-Sook: Jimin!!

 

Olhei para trás, ela vinha em minha direção, ela me abraça e eu fico envergonhado com o ato repentino dela

 

Jung-Sook: Eu estou apaixonada por você

 

JM: O quê?!

 

Falo e me afasto dela

 

JS: Você não gosta de mim?

 

JM: Eu… Gosto

 

JS: Então por que não namora comigo?

 

JM: Eu não posso… As armys… Certamente não aceitariam…

 

JS: Elas não precisam saber de nada

 

JM: Seria como trair elas, eu não vou fazer isso.

 

JS: Oppa…

 

JM: Eu não sou seu oppa (Autora: Dando uma de Jungkook)

 

JS: Mas…

 

JM: Jung-Sook, não podemos. Fique… Fique o mais longe possível de mim e não me chame de oppa…

 

Falo triste e me afasto, vejo Rap Monster e vou até ele

 

RM: Aconteceu alguma coisa?

 

JM: Não, hyung. Por que?

 

Falo tentando parecer normal

 

RM: Nada, o manager disse que não vamos sair da empresa hoje, venha, vamos voltar

 

Volto para a empresa com ele

 

RM: Jung-Sook não te avisou que não iamos mais?

 

JM: Não…

 

RM: Ah, tá

 

JM: Hyung… O que acha que aconteceria se um de nós namorassem?

 

Ele parece pensar por um tempo

 

RM: Causaria problemas… Por que a pergunta?

 

JM: Curiosidade

 

RM: Você está gostando de alguém… Não é?

 

JM: É tão óbvio assim?

 

RM: Sim, evidente, claramente, com certeza, ab…

 

JM: Tá, pode parar, já entendi

 

RM: Quem é?

 

JM: Eu…

 

Fico em silêncio

 

RM: Ok, já entendi

 

JM: Há qualquer modo… Não posso namorar ela, o que eu devo fazer?

 

RM: Seja quem for… Acho que o melhor é se afastar dela…

 

Abaixo a cabeça triste

 

Pov. Jimin OFF

 

Pov. (S/N) ON

 

Daniel me fez um monte de pergunta sobre eu e o meu professor

 

Nada demais, temos liberdade para falar um com o outro. Ele deu uma desculpa para Melissa, o que me salvou, Melissa não gostou muito por eu faltar no treino, hoje a noite vou ajudar Daniel com uma tal de "Rafaela"

 

Por eu perder boa parte do treino de hoje, Melissa disse que não precisava participar do resto do treinamento de hoje, então estou em casa, me ajeitando para sair com Bruna

 

Já pronta pego um taxi e vou para a casa de Bruna, que era em frente ao café

 

 

Saio da taxi e peço ao taxista para esperar um pouco e entro na casa para chamar Bruna

 

(S/N): Bruna?

 

Falo já dentro da casa, eu era praticamente da família de Bruna, eles me tratavam super bem

 

Bruna: (S/A)?

 

Bruna aparece no corrimão da escada de sua casa, ela estava linda

 

(S/N): Vamos? O taxi está esperando!

 

Bruna desce as escadas

 

Bruna: Mãe! Pai! Já estou saindo!

 

Nós saímos de sua casa e entramos no taxi, fomos a praça de alimentação do shopping

 

Fizemos o pedido e sentamos em uma mesa

 

(S/N): Você não vai acreditar!

 

Bruna: O que foi??

 

Pergunta curiosa

 

(S/N): Consegui o professor de Geografia!

 

Bruna: O quê? FINALMENTE!

 

(S/N): Isso mesmo!

 

Pegar um dos professores era um dos nossos objetivos, ela conseguiu o de matemática, que também era mó gato, ela ainda não namorava

 

Bruna: Estou pensando em acabar o namoro com o Lucas!

 

(S/N): Por que?

 

Pergunto

 

Bruna: Namorar não é para mim! É como se eu estivesse presa, solteira eu posso variar nos homens que pensam que sou uma estudante burra que pode ser enganada por eles!

 

(S/N): Mano… Cê é das minhas!

 

Ela sorri

 

...

 

Depois de comemos nós fomos assistir um filme

 

Depois do filme:

 

Bruna: Rola uma baladinha?

 

(S/N): Agora não… Ainda está muito cedo, vamos ao karaokê e depois na balada com o Daniel

 

Bruna: Êêê!!! O tio Daniel!!

 

Fala pulando e batendo palminhas, ela gosta de Daniel tanto quanto eu

 

Bruna: Vamos antes na casa de Lucas! Enviei um mensagem para ele dizendo que precisamos conversar! É agora ou nunca!

 

Pedimos para Daniel vir nos buscar, quando ele chegou nós entramos no carro e ele dirige até a casa de Lucas

 

No caminho:

 

(S/N): Você é muito fofo!

 

Falava apertando as bochechas de Daniel

 

Daniel: Pare com isso (S/A)! Estou dirigindo

 

Bruna: Ela só está entediada!

 

Daniel: (S/N) fica realmente irritante quando está entediada!

 

Nós chegamos

 

Bruna: Já volto!

 

Ela sai do carro e entra na casa de Lucas

 

Daniel olha para mim

 

Daniel: Vê se fica quieta!

 

Depois de uns minutos Bruna volta

 

Daniel e (S/N): Como foi?

 

Bruna: Ele não aceitou muito… Mas depois tacou o foda-se

 

(S/N): Bipolar!

 

Fomos para o karaokê, depois de um tempo fomos para a casa de Daniel porque lá tinha algumas roupas nossas (não pensem merda) tinha roupas nossas lá porque as vezes iamos para a balada sem nossos pais saber. Tinhamos maquiagens, acessórios, roupas e sapatos lá, tinhamos até mesmo quartos lá!

 

Quando chegamos na casa dele, nós fomos para o meu quarto e nos ajeitamos lá

 

Eu coloquei um vestido de alça preto e decotado, também era curto. Coloquei um sobretudo e passei uma sombra preta com batom vermelho e salto alto preto, deixei meus cabelos ondulados soltos. Bruna estava com um vestido branco igual ao meu e sobretudo preto, uma sombra clara e batom rosa salto alto preto

 

Saimos de meu quarto e vimos Daniel, ele estava muitoo gato!

 

Daniel: Vamos?

 

Bruna e (S/N): Sim!

 

No carro:

 

Conversávamos enquanto Daniel dirigia até a boate

 

(S/N): Rafaela está te esperando?

 

Daniel: Não, sei o nome dela por que ouvi a amiga dela chamando-a

 

(S/N): Entendo…

 

Bruna: Essa é a minha vez de ajudá-lo com alguma mulher!

 

(S/N): Ah, não… Quem vai ajudar sou eu

 

Ficamos "brigando" para saber quem iria ajudar Daniel até chegarmos

 

Daniel: Parem com isso! Nós já chegamos

 

Saimos do carro e entramos na boate

 

Daniel olha para todos os lugares, provavelmente procurando Rafaela

 

Daniel: Ali! Ela é aquela ali!

 

Olhamos para a direção em que ele aponta, era uma mulher bonita

 

Nos olhamos e depois olhamos para Daniel

 

(S/N): Fique por perto!

 

Vamos até dois homens muito bonitos

 

Bruna: Que tal ganharem o nosso número?

 

Um dos homens responde

 

×××: Não, obrigado

 

(S/N): Certeza?

 

Eu e Bruna nos olhamos e nos aproximamos deles e sussuramos algo em seu ouvido

 

Bruna e eu tinhamos umas palavrinhas mágicas e maliciosas que faziam qualquer homem implorar por nós

 

Depois de falarmos em seu ouvido

 

Eu deixo meus lábios próximos de um deles com uma das mãos em seu braço e a outra no seu peitoral

 

(S/N): E para ganhar isso só precisa fazer uma coisa

 

Falo baixinho

 

Ele me agarra pela cintura e ainda com os lábios próximos ele fala:

 

×××: O que?

 

Bruna: Só fingir ser um idiota que quer transar com aquela mulher

 

Ela aponta para a mulher

 

(S/N): Aquele homem (Aponto para Daniel) vai defender ela, não o machuquem, mas finjam brigar com ele

 

×××: Isso vai ser fácil!

 

O que estava com Bruna fala e sai em direção a mulher e o outro o segue

 

Vou até Daniel e digo:

 

(S/N): Você só tem que defender ela! E não bata forte nos homens! Mas faça parecer real

 

Eles entram em ação e Daniel vai defender ela, eles começa a falsa briga e eu e Bruna vamos separa-los

 

Nós ficamos com os homens e Daniel com a mulher

 

Mando uma mensagem para Daniel dizendo que vamos para o apartamento deles

 

Daniel responde: Ok, tenham cuidado. Eu falo com os pais de vocês ainda hoje!

 

 

 

 

 

Nós fomos para o apartamento deles e lá passamos uma noite simplesmente maravilhosa


Notas Finais


Comentem se querem continuação
Vácuo é feio!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...