História Make Me Love You - Imagine Suho (EXO) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Depois de dois dias (eu acho) finalmente tive coragem de trazer o segundo capítulo. Hehe 😊
Espero que gostem! E que não tenha ficado tão curto! 😚
Boa leitura! 🍓🍒

Capítulo 2 - "Coração partido"


Fanfic / Fanfiction Make Me Love You - Imagine Suho (EXO) - Capítulo 2 - "Coração partido"

Já era noite quando Soojin chegou em casa. Ela parecia exausta.

_ o que foi? - pergunta se jogando ao meu lado no sofá.

_ nada, só é que você parece cansada. - a olho preocupada.

_ não é nada de mais. Só é que hoje foi um pouco puxado. - tira os sapatos.

_ as vezes isso me preocupa - a olho me ajeitando no sofá. Você está chegando muito tarde em casa, na hora do almoço você mal chega aqui em casa e já tem que voltar pra empresa, você não anda comendo direito... isso me deixa bem preocupada. Não quero que fique doente! - a mesma sorri fraco após essa "declaração".

_ obrigado por se preocupar comigo. - me olha fofa. Você é a melhor amiga que alguém poderia ter! - me abraça apertado.

_ te amo, tá? - me solto de seu abraço. Me promete que vai começar a se alimentar direito e que também vai começar a sair com seus amigos mais vezes? - olho em seus olhos. Promete?

_ sim omma! - solto uma risada.

_ agora vai tomar um banho! - a empurro do sofá a fazendo cair no chão.

_ (S/n) eu tô' tão cansada! - faz uma voz manhosa.

_ quer que eu faça o que? - arqueio uma sobrancelha.

_ chata do caralho! - faz uma cara feia e se levanta do chão indo em direção as escadas.

_ olha a boca! - grito rindo um pouco. Recebendo um belo de um dedo do meio.

[...]

_ (S/n) o que você vai fazer amanhã? - diz se jogando na minha cama.

_ eu realmente não sei. - digo pegando meu notebook.

_ o que você está fazendo? - se senta ao meu lado.

_ minha mãe quer voltar pra Coréia. 

_ o que ela vai fazer aqui?

_ bom, ela me disse que quer apenas me visitar, mas não acredito muito nessa hipótese. - falo dando de ombros.

_ você não pensou na possibilidade de ela querer te levar embora daqui? - arregalo os olhos.

_ eu não pensei nisso. - começo a preocurar por passagens do Brasil para a Coréia do Sul. Mas... acho que ela não faria isso! - tento tirar essa ideia da cabeça.

_ ela talvez não mas tem alguém que talvez queira isso. - seu olhar fica indecifrável.

_ o que quer dizer com isso? - me viro ficando de frente pra ela. Você está sabendo de alguma coisa? - coloco minha destra em seu ombro.

_ não, não estou sabendo de nada! - se exauta um pouco.

_ então porque você parece estar nervosa? - coloco o notebook em cima do criado mudo.

_ (S/n) vamos apenas dormir! - se levanta indo até a porta. Boa noite! - manda um beijo no ar.

_ boa noite! - digo desconfiada.

Por que eu sinto que ela sabe de alguma coisa mas não quer me falar?

Deve ser coisa da minha cabeça, mas... seu nervosismo só me dá a impressão de ela está escondendo algo.

Em meio a pensamentos, acabo caindo no sono sem mesmo perceber.

[...]

Acordo com a luz do sol batendo em meu rosto. Merda! Porque eu sempre esqueço de fechar a cortina?

A essa hora a Soojin já deve estar na empresa. Espero que ela tenha deixado o café da manhã pronto, por que se não eu morro de fome. 

Sim eu estou com muita preguiça pra fazer tanto esforço.

Me levanto da cama e vou ao banheiro fazer minhas necessidades. Tomo um banho gelado e logo saio do banheiro enrrolada na toalha. Coloco uma roupa confortável e saio do quarto descendo as escadas.

Chego a cozinha e me decepciono.

_ você sabe que eu tenho preguiça de fazer o café da manhã, Soojin! - dou vários pulinhos, claramente um pouco irritada.

_ ah! - olho as horas. 9:27? Se eu não me engano tem uma cafeteria perto daqui de casa. Dizem que lá é um bom lugar. Além de ser calmo, é bonito e aconchegante! 

Coloco apenas um casaco pois hoje estava frio. Pego minhas chaves e saio de casa. Começo a andar pelas ruas e em poucos minutos chego ao local desejado.

Adentro o estabelecimento e me sento em uma mesa perto da janela. 

_ o que vai querer senhorita? - um rapaz bonito e jovem se aproxima com um bloco de anotações.

_ hmm... - olho o cardápio que estava a minha frente. Vou querer panquecas e um suco de morango, apenas. - o observo anotando todo o pedido.

_ já, já estará em sua mesa! - faz uma breve reverência e se retira.

Fico esperando o meu pedido até meus olhos baterem em um homem que adentrava a cafeteria acompanhado de uma garota. Ele me parece familiar... pera! Alto, orelhas consideravelmente grandes, cabelos negros,... 

_ Chanyeol? - penso alto demais, chamando atenção do orelhudo e da moça que o acompanhava.

_ (S/n)! - se aproxima sorridente.

_ como vai Chany? - me levanto da cadeira e o abraço.

_ eu vou bem e você? 

_ também! - olho a garota a minha frente que parecia um pouco perdida. Prazer, meu nome é (S/n)! - estendo minha destra sorrindo simpática.

_ você é a tal (S/n) que a  Hyojoo  me falou. - meu sorriso se desmancha.

_ não fala assim, Hayeoni! - Chanyeol a repreende.

_ para de ser chato, Chanyeol! - faz uma cara emburrada.

_ podemos nos sentar com você? - pergunta.

_ claro! - sorrio e me sento no acento novamente.

Meu café da manhã finalmente chega.

_ cuidado pra não se engasgar garota! - Hayeoni fala com sua voz enjoada.

_ é (S/n)! - a olho séria continuando a comer.

_ Hayeoni você poderia ser mais gentil! - Chanyeol fala.

_ me erra Chanyeol! - se levanta jogando os talheres que estavam em sua mão na mesa.

_ o que te deu? - se levanta também.

_ por acaso você me trouxe aqui só pra ficar de papinho com essa aí? - aponta pra mim. 

_ não eu só te trouxe aqui pra declarar o amor que sinto por você! - Chanyeol fica de frente pra ela. Faz muito tempo que eu queria te dizer que eu te amo, mas não tive coragem. Então agora que tenho a oportunidade, eu quero pedir que seja minha namorada! - se ajoelha em sua frente.

_ Chanyeol se levanta! - ela pede e assim é feito. Eu não te amo desse jeito que você está pensando. - ele a olha confuso. E além disso eu tenho namorado e estou muito bem com ele! - ela se retira.

Chanyeol parece bem abalado. 

Me levanto da mesa e me aproximo de Chanyeol.

_ hey, Chanyeol você está bem? 

Que merda de pergunta é essa? O garoto acaba de ganhar um pé na bunda e eu ainda faço esse tipo de pergunta!

_ não! Eu não estou bem! - o mesmo sai do estabelecimento.

Corro pro balcão do caixa e pago todas as refeições. Saio da cafeteria e vou atras do orelhudo, logo o alcanço.

_ Chanyeol você não está bem! - pego sua mão e o guio até um banco de uma pracinha abandonada. 

_ eu gostava muito dela. - me olha com seus olhos marejados. Eu a amava. - abaixa a cabeça.

_ eu percebi isso, mas... Chany tem certeza que amava ela? - olho em seus olhos. Sabe, amor é uma palavra muito forte! Talvez ela só fosse um amor platônico. - tento amenizar um pouco a situação. E mesmo que fosse um amor de verdade, ela não te mereceria. 

_ é talvez você esteja certa! - sorri fraco. Amor é uma coisa muito forte pra se sentir por uma pessoa como ela. 

_ isso! Tente ver o lado bom disso tudo! Talvez o destino estaja te livrando de alguma coisa. - olho para o céu. 

_ sabe, mesmo se nos conhecemos ontem eu sinto como se fossemos amigos de longa data. - rio fraco.

_ sinto a mesma coisa. - sorrio.

Ficamos um pouco em completo silêncio. Até eu perceber que o mesmo me encarava.

_ tem algo errado? - passo minha mão pelo rosto a procura de algo.

_ não, só é que você é muito bonita! - coro de leve.

_ obrigada! - sinto seu rosto próximo ao meu me fazendo prender um pouco a respiração.

_ seus lábios são chamativos! - olha em meus olhos profundamente. Por um momento pensei que ele estava vendo minha alma.

_ o-obr-igada! - sinto seu rosto mais próximo.

_ (S/n) - olho em seus olhos. Eu posso te beijar? - sinto seu olhar sobre meus lábios.

Apenas fecho meus olhos em resposta e logo sinto seus lábios macios em contato com os meus. Era um beijo calmo e viciante. 

Depois de alguns segundos nos separamos por falta de ar. Olho para o lado envergonhada.

_ você corada é tão fofinha! - aperta minhas bochechas.

_ peraí, não era você que tava morrendo de amores pela Hayeoni? - viro meu rosto.

_ isso pra mim já é passado! - coloca seu braço em cima de meus ombros.

_ pelo que vejo você já está bem melhor! - me levanto e começo a caminhar.

_ (S/n) espera! - segura minha mão me impedindo de continuar andando.

_ eu...









Notas Finais


Me desculpem se teve algum erro ortográfico.
Que eu tenha criatividade para o próximo capítulo! Amém irmãos? Hihi
Até o próximo! 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...