História Make You Mad - Camren - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Personagens Originais
Tags Camren, Comedia, Drama, Romance
Visualizações 875
Palavras 1.109
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 24 - Não deixa ela ir


P.O.V  Lauren

- Acorda Jasmine!

Dei um berro para que a minha filha desperta-se de uma vez, fazia algum tempo que eu chamava o seu nome e nada dela acordar, dessa vez ela se levantou com tudo da cama e foi para o banheiro aos resmungos. Ela não podia se atrasar para a escolinha, ajudei minha filha a escovar os dentinhos vendo se está fazendo certinho da maneira que ensinei. Voltamos para o seu quarto e eu peguei o uniforme da escola, sapatinhas e uma calça jeans. Vesti a Jasmine sob seus bocejos e ela fazia um enorme bico indicando estar irritada por ser acordada.

Minha filha tem um péssimo humor matinal, a peguei no colo e descemos as escadas indo para a cozinha. Comecei a preparar um cereal colorido com leite para ela e logo entreguei, Jasmine ficou animada e começou a comer vendo aquelas bolinhas coloridas que ela tanto ama. Ajeitei minha roupa social no corpo e peguei uma maçã começando a comer enquanto ficava observando minha linda garota.

- Come devagar filha – Pedi com carinho – Não quero ver você se engasgando.

- Desculpa mamãe – Me olhou pro breves segundo e voltou a comer – Eu amo esse cereal.

- Eu sei querida – Beijo seus cabelos longos e negros.

- O que será que a professora Cami vai passar hoje? É muito legal as aulas dela.

- Imagino que seja algo bem legal – Sorrio – Você gosta muito dela né?

- Sim mamãe, eu queria ter ela como mãe também.

- Já quer me trocar? – Fingi estar chateada.

- Não mamãe – Jasmine riu e beijou minha bochecha – Eu nunca vou te trocar, só falei que ela também seria legal assim como você sendo mãe.

- Eu sei meu amor, estava apenas brincando – Ela riu novamente e isso me fez ficar feliz – Camila é incrível, seria uma ótima mãe.

- Sim – Balançou a cabeça freneticamente – Eu queria dar um presente a ela, o que eu posso dar mamãe?

- Hum...que tal pensarmos nisso depois porque agora temos que ir.

Saímos de casa e fomos para o meu carro onde ajeitei a minha filha na cadeirinha apropriada, comecei a dirigir em direção a escola. A todo momento Jasmine falava sobre o que podia dar a Camila, eu dei algumas sugestões mas ainda parecia incerta, o caminho todo fomos decidimos o que fazer mas não chegamos em nenhuma conclusão. Estaciono o carro e saio de mãos dadas com a minha pequena, ao longe perto de uma arvore vejo a Camila e um homem conversando animadamente com ela, os dois se abraçaram enquanto riam de algo e ela aplicou um selinho nele. O que? Foi isso mesmo que eu vi? O tal rapaz voltou a rir e fez uma leve careta, logo foi embora. Senti uma dor absurda em meu coração com aquela cena e parecia que toda a felicidade que estava em mim se esvaziou com tudo.

- Bom dia – Camila se aproximou e agachou na frente da pequena – Oi Jasmine, como você está?

- Estou bem professora Cami – Jasmine sorriu e abraçou o pescoço dela – Quem era aquele carinha com você?

- Meu amigo – Camila respondeu beijando a bochecha dela.

- Amigo – Debochei.

- Sim é amigo – Camila voltou a afirmar – Que cara é essa Lauren?

- Que eu saiba, amigos não se beijam – Cruzo os meus braços – Eu não estou fazendo cara nenhuma, estou normal, está vendo?

- Pelo jeito não está num bom humor hoje – Camila revirou os olhos – Aquilo foi um selinho, nem foi beijo.

- Da na mesma bosta.

- Ei não venha falar grosseiro comigo, Harry é um amigo meu e ele é casado com um homem – Deu ênfase em “homem” – Satisfeita?

- Hum – Dou de ombros – Tenho que ir.

- Ah e lembrando, eu não te devo satisfação da minha vida – Camila cuspiu as palavras, isso atingiu com tudo o meu coração – Tenha um bom trabalho, vamos Jasmine?

- Vamos – Jasmine afirmou e me deu um beijo na bochecha – Tchau mamãe, eu te amo.

- Eu te amo minha filha.

[...]

Fazia horas que eu estava em meu cassino andando de um lado para o outro, já cuidei de alguns papeis que tinha que assinar, já liguei para a Ally confirmando sobre o meu novo cassino em Las Vegas. Dinah está super ocupada aqui dentro e a Vero também, eu estava no maior tédio por isso que resolvi jogar no meu próprio cassino. Peguei um suco natural e me sentei numa mesa com umas pessoas bem luxuosas, tinha muita gente aqui essa tarde e provavelmente hoje a noite vai lotar. Joguei os dados e girei a roleta, fiquei rindo com as pessoas que jogavam comigo e cada hora saia dinheiro para quem estava com sorte.

- Boa jogada – Pisquei para um senhor que pegava o dinheiro das pessoas que apostaram.

- Laur – Dinah veio em minha direção – Como vão ser as coisas no novo cassino?

- Vou colocar pessoas confiáveis para cuidar de lá e a Ally já montou a planta do lugar – Comentei – O Alejandro, pai de Camila, vai para lá pintar o lugar todo.

- Então quando o cassino vai funcionar?

- Não sei, vai demorar um pouco ainda – Suspirei – Tem muitas coisas para colocar lá e...puta merda tenho que buscar minha filha.

- Você volta para aqui a noite?

- Não sei – Me levanto rapidamente – Te aviso qualquer coisa.

- Vai lá.

Sai as pressas depois que despedi da minha melhor amiga e das pessoas com quem eu jogava, entro rapidamente no meu carro e acelero com tudo deixando uma marca de pneus no chão, umas pessoas buzinaram assim que passei com tudo perto e eu simplesmente não liguei. Passei um sinal vermelho e isso foi a cota de eu chegar no horário na escola, sai do carro e fui para embaixo de uma arvore vendo uns alunos indo embora. Cruzei os meus braços a espera de Jasmine, ela sempre é a ultima a sair da escola e eu não sei se quero ver a Camila novamente, ela me atingiu meu coração de uma maneira com suas palavras. Não esperava isso da latina, confesso que agi ridiculamente quando fiquei com ciúmes, espera...ciúmes? Isso não pode ser ciúmes, droga.

- M-mamãe – Um corpinho colidiu no meu em meio ao choro e soluços, Jasmine chorava chegando a berrar e o seu rosto está avermelhado enquanto muitas lagrimas rolavam soltas pelo seu rosto, eu vi a dor em sua cara.

- O que foi meu amor? – Perguntei preocupada a pegando no colo – O que aconteceu?

- Não dei ela ir, por favor mamãe – Pediu aos prantos e soluçou alto.

- Quem filha?

- Professora Cami.


Notas Finais


O que será que aconteceu? Talvez eu volte a noite hihi


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...